Pane mental do São Paulo assusta

Escanteio da direita cobrado por Dudu, gol de Gustavo Gómez suficiente para dar pane mental no São Paulo. O segundo foi o retrato do momento do jogo: rebote do escanteio para o time da casa, transição ofensiva rápida que encontrou três palmeirenses contra dois são-paulinos. Passe de Mayke, chute de Dudu na trave. Com os adversários estáticos, o Palmeiras recuperou a bola e Mayke colocou na cabeça de Deyverson, totalmente livre.

Os comandados de Diego Aguirre pareciam pregados no chão. Apatia assustadora. Desde o início dando a impressão de estarem perdidos com a mudança na escalação sem mexer no 4-2-3-1 que tinha Rodrigo Caio na lateral direita, Bruno Peres como ponta e Rojas do lado oposto. Pouco mudou com Carneiro, Everton e depois Tréllez. Porque elenco e treinador parecem não ter assimilado bem a condição de líder e favorito ao título. Talvez pese a responsabilidade de encerrar o jejum de títulos num cenário em que os rivais da cidade, Corinthians e Palmeiras, vem dominando o cenário nacional. Na prática, justamente quando se imaginava o crescimento do time com as semanas livres para recuperação e treinamento o desempenho despencou. O time não troca passes no campo de ataque com desenvoltura nem se destaca pelo jogo mais direto. Finaliza pouco quando ocupa o campo de ataque por necessidade. Nem a ausência de Everton por lesão justifica tamanha estagnação.

O revés complica demais a briga pela liderança. Até por abalar a confiança para o duelo da próxima rodada contra o Internacional no Beira-Rio. Se voltar de Porto Alegre com a derrota será a pá de cal na disputa pelo título. Cenário surreal para quem cresceu com jogos seguidos, inclusive na Sul-Americana, logo após a Copa do Mundo e se perdeu com tempo para trabalhar.

UOL – André Rocha

19 comentários

  1. São Paulo voltou a ser o timaço de 2017….sem vida ..sem reação…sem m menor vontade de vencer…nem os jogadores do vasco q esta praticamente falido estão assim tão desanimados….afs.

  2. Falta de concentração ?

    Falta de treinamentos. ?

    Falta de entrosamento ?

    Excesso de improvisações ?

    Falta de elenco ?

    Falta de time ?

    Ausência de futebol ?

    Ou seria incompetência no comando ????

  3. Até o falido Fluminense consegue uma goleada no campeonato … mostra repertório ofensivo razoável … e o Tricolor sofre pra fazer 1 golzinho contra qualquer um. Espero que o treinador esteja refletindo muito sobre o que vai fazer pra melhorar isso.

  4. Eh karma pela soberba do leco…homi de zica grande…vai no North shore paulista aí tomar um banho de água salgada pela mordideus seu nojento zicado… Soh foi esse maldito aparecer e tudo, literalmente tudo começou a desmoronar, até oDM q era vazio, depois q ele apareceu encheu…e sempre tem alguém se quebrando agora….

  5. Vendo a foto desta cabeçada lembro me que nosso goleiro mostrou mta agilidade neste lance.. Tá complicado… Jean deve ser nível série C pra não tomar está vaga.

  6. O Jean deve usar óculos…sei lá ..tem uma perna só….ou um braço so…ou sei lá..pq pra perder posição pro sideus …e .. e o perri deve ta morto

  7. Não tem essa se pane mental. O que tem é um técnico que inventa qdo não precisa, oq gera insegurança nos atletas e que tem idéias de jogo rudimentares. Bola na intermediária, chutao no DS ou Carneiro. Anderson Martins fazendo hora extra no time titular. Bruno Peres da até do… Sem força ofensiva e fraco na marcação. Aguirre teve tempo pra treinar e o time apresentou declínio físico e técnico. Sem contar a falta de coragem em colocar Toró, Anthony, Caíque, ou qq outro jovem no lugar do Everton.
    Aguirre chegou no msm nível em atlético e Inter. Será demitido mais cedo ou mais tarde, mas dificilmente avança em 2019.

  8. Caramba! Esse Aguirre parece estar completamente perdido.Afirmou que não sabe o que está acontecendo. Que Deus tenha piedade de nós.

  9. Não gosto de crucificar jogador, evito mas sabado perdi a paciencia.

    1) Partida estava sob controle, time estava tranquilo e tocando a bola.
    Aí numa bola, o goleiro pega, sai correndo, tropeça no atacante e bizonhamente solta a bola nos pés do adversário. Quase sai o gol. Precisa correr em direção ao adversário ? Precisa cair? Precisa soltar a bola?

    2) Alguns minutos depois, goleiro ao tentar lançar a bola com os pés, entrega curto e perigosamente ao adversário que parte para o ataque.
    A partir dessa jogada, pareceu que o time sentiu e ficou nervoso e inseguro. Começamos a errar passes curtos, livrar das jogadas.
    Não dá.
    Burrice não tem remédio.
    Precisamos de uma solução no gol.
    Errar todo goleiro erra, mas errar assim sucessivamente e enervando o time…

    3) O Arboleda voando e cara coloca o RC na defesa. Desentrosado, no segundo gol, zagueiros avançaram e deixaram o Deyvidson impedido. juiz validou o gol porque RC não saiu. Ficou parado. Deu condições.
    O Mundial de 2005 foi ganho pelo tricolor porque tres bolas que entraram no gol foram invalidados justamente. Zagueiros pelo bom posicionamento deixaram jogador do Liverpool impedidos.
    Não foi só a defesa monumental do Ceni nem o passe de tres dedos espetacular do Chulapa.

    Vamos levar a se´rio time, vamos levar a sério técnico.

  10. SPFC precisa e de uma boa sacudida para tirar certos vermes de lá isso sim !!! A culpa era do Rogério e aí o cara arrebenta em outro clube a culpa era do Dorival daqui a pouco o Flamengo atropela o SP …vamos continuar jogando culpa encima de pessoas que não tem nada a ver e esquecemos os verdades vermes culpados !!!

    • Quer queiram quer não, o Rogério vai subir com o Fortaleza, está nadando de braçadas com um time horroroso (já vi vários jogos deles) e tem chances reais de conquistar seu primeiro titulo como treinador. E nós aqui chorando as pitangas. Voce tem razão. A culpa não era do Rogério.

Deixe uma resposta