Aguirre admite que ideia era tentar vencer o Palmeiras apenas no 2º tempo

O técnico Diego Aguirre preferiu não expor qualquer abatimento na coletiva de imprensa após a amarga derrota para o Palmeiras em pleno Morumbi por 2 a 0. Tentando passar tranquilidade, o treinador uruguaio, chamado de burro por parte da torcida ao fim da partida, admitiu que a estratégia era segurar o Palmeiras no primeiro tempo para tentar a vitória na etapa complementar com a entrada de Everton, que não tinha condições de jogar 90 minutos.

“Ainda temos muitos jogos pela frente e não vamos desistir de tentar somar a maior quantidade de pontos para ver o que acontece. É verdade que não foi um bom jogo, nós tomamos um gol de bola parada que condicionou a ideia, a estratégia que tínhamos para o jogo, que era segurar e tentar a vitória no segundo tempo com as mudanças e encontrar situações ofensivas”, afirmou Diego Aguirre.

“Assim como falo quando as coisas vão bem e o time ganha, é um trabalho compartilhado por todos, não é mérito só de um, estamos todos na mesma. É verdade que não fizemos um bom jogo e era uma decisão, mas temos que assumir esse momento e reverter rapidamente. Estamos todos machucados e entendo que a torcida esteja brava, porque todos esperávamos outra coisa hoje”, prosseguiu.

O comandante são-paulino também explicou sobre a opção de não iniciar o Choque-Rei com Everton entre os titulares. Após treinar normalmente durante a semana, o atacante só entrou no segundo tempo pelo fato de ainda correr risco de sofrer uma nova lesão por não estar completamente recuperado.

“Mudou tudo quando tomamos o primeiro gol, aí o time sentiu, ficamos em desespero e rapidamente tomamos o segundo. Foi um momento que o time sentiu e ficamos um pouco desconcertados. Gostaria que Everton estivesse bem, é um jogador claramente titular do time, mas só treinou três dias, não estava para jogar 90 minutos, ainda tem um risco de lesão e optamos por deixá-lo para o segundo tempo”, revelou, antes de comentar sobre os improviso de Rodrigo Caio na lateral-direita.

“Optamos por outras alternativas, coloquei Rodrigo [Caio] justamente pela qualidade dele no jogo aéreo e tomamos um gol de bola parada. Sabemos a força do rival, mas aconteceu esse gol que mudou nossa ideia de jogo, que era avançar e ir fazendo as trocas para que o time fosse mais ofensivo”, concluiu.

GE

24 comentários

    • Que decepção! Que vergonha! Esse uruguaio retranqueiro não tem noção alguma da dimensão e da grandeza do SPFC. Depois destas palavras deveria ter sido demitido por Raí e , se Lugano não gostar , que vá embora junto. Eu ainda não consigo acreditar no que ouvi e li desse sujeito fracassado. A que ponto chegamos. Eu não aceito isso. Raí, coloca já o jardine ou traz o Ceni de volta. Lamentável! vergonhoso! Humilhante! Até quando, meu Deus?

  1. Não serve pra ser técnico do SP. Aguirre não tem noção onde está trabalhando… Pensamento de técnico de time pequeno. Sem contar, é claro, o desempenho ridículo da equipe. Time sem meio campo, sem idéias, e sem saber o que fazer pra ganhar um jogo, fora a apatia do último jogo, que não deu um chute no gol adversário com mais de 55 mil torcedores no Morumbi… Patético, do Leco ao Aguirre, passando pelo dpto de futebol e jogadores, que alguns tbm não sabem onde estão jogando.

  2. Acho que ele estava tão anestesiado com o grito de burro que ele nem se tocou que, mesmo sendo esse o objetivo, nunca deveria ter dito publicamente pq se auto-desmoralizou e desmoralizou o clube com esse comportamento pequeno e sem ambição, contra o mistão do Palmeiras, no Morumbi, com 57 mil pessoas empurrando.

  3. O clube precisa de um treinador que saiba a grandeza do SPFC, que seja maluco, se imponha e não seja medroso, covarde, amarelão.
    Criativo, escale e mude sem prejudicar o time. Tudo isso não vejo no Aguirre, talvez no Abel mesmo já em uma idade mais avançada, Gallardo do River talvez a melhor opção, e até mesmo Rogério Ceni porém sem a experiência necessária.
    O que não pode e insistir no Aguirre, R. Caio, Sidao, Edimar, A. Martins, Hudson e Jucilei juntos… Leco … Etc

  4. Treinador errou nos 2 últimos jogos, pensando em empatar em casa, que lixo.

    Ricardo Rocha tbm, por ter falado que um empate era um bom resultado, time grande tem que jogar pra ganhar.

  5. Pensando em libertadores para ano que vem, qual jogador pode ser aproveitado dessa lista:

    https://esportes.yahoo.com/noticias/confira-mais-de-60-jogadores-que-ficam-sem-contrato-no-brasil-no-fim-ano-030121625.html

    Falta de dinheiro não pode ser desculpa para o dirigente do seu time não contratar reforços para 2019. Duvida? O Blog fez um levantamento com os 20 times da Série A e descobriu mais de 60 atletas cujos contratos terminam em dezembro – o único clube sem ninguém livre é o Cruzeiro. A relação abaixo conta apenas com jogadores que ficarão desempregados. Alguns nomes são bem interessantes e poderiam atuar como titulares em vários clubes do país, como Leandro Damião, Robson Bambu, Fernando Prass, Jailson, Edu Dracena, Marcos Júnior, Cícero, Jael, Léo Moura, João Ricardo, Lucho Gonzalez… Outros, veteranos, devem se aposentar, como o corintiano Emerson Sheik, o santista Renato e o rubro-negro Juan.

    CORINTHIANS:
    – Danilo (meia)
    – Emerson Sheik (atacante)
    – Vilson (zagueiro)

    SANTOS:
    – Robson Bambu (zagueiro)
    – Léo Cittadini (meia)
    – Nicolas (atacante)
    – Renato (volante)

    SÃO PAULO:
    – Bissoli (atacante)
    – Daniel (meia)

    PALMEIRAS:
    – Fernando Prass (goleiro)
    – Jaílson (goleiro)
    – Vagner (goleiro)
    – Edu Dracena (zagueiro)

    VASCO:
    – Luiz Gustavo (zagueiro)
    – Bruno Silva (volante)
    – Marcelo Mattos (volante)

    FLAMENGO:
    – Juan (zagueiro)

    FLUMINENSE:
    – Júlio César (goleiro)
    – Gum (zagueiro)
    – Marcos Júnior (atacante)
    – Airton (volante)

    BOTAFOGO:
    – Jefferson (goleiro)
    – Dudu Cearense (volante)

    ATLÉTICO-MG:
    – Leonardo Silva (zagueiro)

    GRÊMIO:
    – Jael (atacante)
    – Léo Moura (lateral-direito)
    – Cícero (volante/meia)

    INTERNACIONAL:
    – Leandro Damião (atacante)
    – Aylon (meia)
    – Roberson (meia)

    AMÉRICA-MG:
    – João Ricardo (goleiro)
    – Marquinhos (atacante)
    – Carlinhos (lateral-esquerdo)
    – Luan (atacante)
    – Rafael Moura (atacante)
    – Wesley (volante)
    – Gerson Magrão (lateral-esquerdo/meia)
    – Norberto (lateral-direito)
    – Matheus Ferraz (zagueiro)

    ATLÉTICO-PR:
    – Lucho Gonzalez (volante)
    – Paulo André (zagueiro)
    – Felipe Alves (goleiro)

    PARANÁ:
    – Nadson (meia)
    – Torito González (volante)
    – Charles (zagueiro)
    – Biteco (meia)
    – Leandro Vilela (meia)
    – Luís Carlos (goleiro)

    VITÓRIA:
    – Juninho (lateral-esquerdo)
    – André Lima (atacante)

    BAHIA:
    – Vinícius (meia)
    – Nilton (volante)
    – Nino Paraíba (lateral-direito)
    – Elton (volante)

    CHAPECOENSE:
    – Nery Bareiro (zagueiro)
    – Canteros (meia)
    – Amaral (volante)
    – Neném (meia)
    – Leandro Pereira (atacante)
    – Júnior Santos (meia)

    SPORT:
    – Rafael Marques (atacante)
    – Durval (zagueiro)
    – Michel Bastos (meia)

    CEARÁ:
    – Samuel Xavier (lateral-direito)
    – Luiz Otávio (zagueiro)

    • tirando três blogs goleiros, só vejo um reserva para o nenê e um zagueiro mediano mas com experiência e Gilda decisivos.

      CORINTHIANS:
      – Danilo (meia)

      PALMEIRAS:
      – Fernando Prass (goleiro)
      – Jaílson (goleiro)

      ATLÉTICO-MG:
      – Leonardo Silva (zagueiro)

      AMÉRICA-MG:
      – João Ricardo (goleiro)

    • Com muita boa vontade da pra pensar em Damião e Jailson.. Mas nao acredito que não renovarão com os clubes, acho difícil nao ficarem. Outro que acredito que poderia ser bom é o Marcos Junior, mas é aquela coisa, vai aguentar a pressão no tricolor? O problema é realmente esse? Não sei de nada, e ainda acredito no título,bora tricolor

  6. O que mais irrita no SPFC é que o time está uma lástima e sempre tem alguem colocando paninhos quentes na situaçao! Aí eu fico pensando, será que os jogadores que não estão jogando NADA percebem quanto eles estão devendo ao clube e a torcida devido a estes panos quentes? Porque a diretoria age assim? Será que tem medo dos jogadores jogarem menos ainda? Só espero que depois que este campeonato acabe e infelizmente as chances de sermos campeoes é minima, justamente pela apatia e falta de futebol e de gols que temos, os srs. da diretoria tenham a coragem de renovar este time. Só quem tem raça e amor pelo time deve ficar. Quem joga apenas para receber salarios, que aliás são altissimos, que arrumem outros times!

  7. Culpa totalmente deste treineiro, achou o que? Que os outros times não iam estudar o SPFC do 1o turno e depois neutralizar, ingenuo demais, assim como foi o Barcelona de Guardiola que utilizo o Tiki-taka um sistema de jogo no futebol caracterizado por amplo domínio da posse de bola, pelos constantes toques laterais e pelo repúdio ao chutão e com a bola trabalhada por várias áreas do campo, sempre se mantendo a posse de bola, reinou por anos e ganhou tudo, depois descobriram um jeito para neutralizar. Alem do que pediu um elenco “ENXUTO” para 4 campeonatos.

  8. Quando um treinador se perde, perde também o elenco que passa a não acreditar em suas orientações táticas. Ele está se transformando no comandante do navio Titanic, que está começando a afundar e ele não sabe mais o que fazer. Se perdeu na teimosia com o fraco goleiro, ao jogar com 3 zagueiros e dois brucutus no meio de campo.

  9. Que treineiro patético, Meu Deus! Repito: começar 2019 com Aguirre no banco e Sidão no gol é jogar o ano fora antes de começar!!

Deixe uma resposta