Nenê cobra reação do São Paulo contra o Palmeiras após série de tropeços: “Temos que vencer”

Camisa 10 do São Paulo, Nenê é um dos principais nome do time de Diego Aguirre no Brasileirão 2018, com oito gols e quatro assistências, e cobrou reação da equipe são-paulina com vitória sobre o Palmeiras, no sábado (5), no Morumbi, após a série de três empates seguidos para ter a chance de voltar a liderança do nacional

Temos que vencer esse jogo, que será muito importante para nós. Tivemos vários resultados que não queríamos nos últimos jogos, agora a torcida vai nos apoiar, vamos jogar em casa, vamos confiar no nosso trabalho e também passar essa confiança para o nosso torcedor. Não podemos perder pontos, ainda mais num confronto direto como é esse“, destacou o meia, em entrevista ao site oficial do Tricolor.

Após um primeiro turno avassalador, o São Paulo sofreu queda brusca de rendimento no retorno do Brasileirão. O time do Morumbi somou apenas 11 pontos em 24 disputados, viu o posto de melhor campanha cair para 11ª nesta fase do nacional e perdeu o topo do torneio justamente para o rival deste sábado (6).

Um dos motivos da queda da equipe são-paulina é a ausência de Everton de por lesão. Principal articulador da equipe de Aguirre, o camisa 22 jogou apenas dois dos oito desafios do retorno e está recuperado para reforçar o Tricolor no Choque-Rei. “Everton é um grande jogador, faz falta para nós, mas quem estava no lugar dele também fez um bom trabalho. O Everton tem um melhor entrosamento com os jogadores de frente, estávamos mais tempo treinando juntos”, analisou.

Com 52 pontos, o São Paulo está com um ponto a menos que o Palmeiras, líder da competição. O triunfo sobre o Verdão e um tropeço do Internacional contra o Sport, em Recife, pode devolver a liderança ao Tricolor.

Ganhar um clássico nos ajuda bastante na sequência do Campeonato Brasileiro, nos dará ainda mais motivação e nos deixará melhor na tabela em busca da liderança. Não será uma derrota ou empate que mostrará o que somos ou deixamos de ser, temos um trabalho consistente e vamos em busca da vitória sempre”, finalizou.

Torcedores.com

7 comentários

  1. Temos que vender e temos que vender… “São Paulo vende 46 mil ingressos para o Choque-Rei deste sábado”: https://www.lance.com.br/sao-paulo/sao-paulo-vende-mil-ingressos-para-choque-rei-deste-sabado.html .

    Pergunta-se: Por que a lotação máxima nunca é atingida no Morumbi e ficamos sempre por volta de 50 mil? Teria como obter concordância para vender as cativas etc…? Tá na hora de o estádio que já esteve lotado com 100 mil ter agora ao menos 60 mil assistentes.

    • É estranho mesmo.
      O clube anuncia sempre que a capacidade é de 66 mil torcedores, mas contra o Corinthians, por exemplo, foram quase 59 mil e não haviam mais ingressos a venda, só alguns camarotes, que obviamente não são 7 mil…

Deixe uma resposta