Sem Everton, São Paulo relaciona 20 atletas contra o Botafogo

Sem Everton, o técnico Diego Aguirre, do São Paulo, relacionou 20 jogadores para o duelo com o Botafogo, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no estádio do Engenhão, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Embora tenha passado a semana realizando exercícios no Reffis e depois no campo, Everton não conseguiu reunir condições de jogo para encarar os cariocas. Ele trata de uma fibrose na região posterior da coxa esquerda, sofrida durante o empate com o Santos, no último dia 16.

A tendência é que o meia-atacante volte a ficar à disposição para o clássico contra o Palmeiras, no próximo sábado (6), no Morumbi. Assim como Araruna, que não apareceu na lista em função de uma contratura na coxa direita. O outro desfalque é Arboleda, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Em compensação, o treinador uruguaio conta com os retornos de Bruno Alves e Joao Rojas, que cumpriram suspensão diante do América-MG, no último sábado, no Morumbi, e de Bruno Peres, recuperado de um estiramento no músculo adutor da perna direita.

Uma possível escalação tem Sidão; Bruno Peres, Bruno Alves, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Hudson e Nenê; Joao Rojas, Diego Souza e Reinaldo.

Com 51 pontos, apenas um a mais que Palmeiras e Internacional, o São Paulo tenta se manter na liderança nesta rodada. Neste sábado, o Flamengo, que soma 48 pontos, visita o Bahia e pode dormir na primeira colocação.

Confira a lista com os atletas relacionados:

Goleiros: Jean e Sidão
Laterais: Bruno Peres, Edimar e Reinaldo
Zagueiros: Anderson Martins, Bruno Alves e Rodrigo Caio
Volantes: Hudson, Jucilei, Liziero e Luan
Meias: Everton Felipe, Joao Rojas, Nene e Shaylon
Atacantes: Brenner, Diego Souza, Gonzalo Carneiro e Tréllez

GE

10 comentários

  1. Claramente precisamos contratar pro meio para frente ano que vem! Vendo aqui BAHxFLA. É incrível que o Bahia tenha um repertório ofensivo melhor que o nosso!

  2. Não aguento mais, daqui a pouco o campeonato acaba e o Everton não se recupera. o SPFC deveria fazer o mesmo que o Gremio fez: demitir todos os médicos. basta!

Deixe uma resposta