Desfalques fazem Aguirre recorrer à versatilidade no São Paulo

O São Paulo pode ter até quatro desfalques para o duelo com o América-MG, neste sábado, no Morumbi. A ausência de vários titulares tem sido um fato corriqueiro para o técnico Diego Aguirre, que novamente deverá recorrer à versatilidade de seus jogadores na montagem da equipe.

Joao Rojas e Bruno Alves estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Everton, em tratamento de uma fibrose na coxa esquerda, está praticamente descartado. Já Bruno Peres, recém-recuperado de um estiramento no adutor direito, tem chances remotas de ser relacionado.

A tendência, portanto, é que nenhum dos quatro concentre com o grupo para a partida. Sendo assim, Aguirre só não precisará quebrar a cabeça para recompor o miolo de zaga, que terá Arboleda como companheiro de Anderson Martins.

Para substituir Rojas, considerando Bruno Peres como desfalque, Aguirre tem duas opções: utilizar o volante Araruna na lateral e Régis como ponta, ou vice-versa.

Pelo lado esquerdo, o comandante uruguaio pode adiantar Reinaldo e promover a entrada de Edimar na lateral. Ou manter o primeiro em sua função original e colocar Liziero no lugar de Everton, a exemplo do que fez no clássico contra o Santos. Já Everton Felipe, que ainda não agradou no Tricolor, corre por fora na disputa.

Jogadores que atuam em mais de uma posição ajudam o Aguirre, que muitas vezes muda o estilo de jogo sem ter que fazer substituições”, afirmou Liziero. Presente em 20 jogos do Campeonato Brasileiro, sendo titular em nove deles, o meio-campista conta com o respaldo do treinador.

“O Liziero é uma realidade. Cresceu profissionalmente e tem a confiança de toda comissão técnica. É um jogador de muita qualidade, versátil e muito profissional. Leve todos os treinos a sério e, por isso, se firmou como um jogador importante para o time”, elogiou Aguirre.

Uma provável escalação tem Sidão; Araruna, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo (Edimar); Jucilei, Hudson e Nenê; Régis, Diego Souza e Liziero (Reinaldo). O São Paulo lidera o Brasileirão com 50 pontos, um a mais do que o Internacional.

GE

 

12 comentários

  1. #lizieroemais10

    Pelo que sei, o SP detém 100% dos direitos econômicos

    Depois do Neres, esse é melhor revelação de cotia. Os outros são promessas ainda.

  2. considerando as baixas eu acho que o Aguirre vai de 3 zagueiros (RC, Arbo, AM), o Jucilei na frente da zaga para cobrir o avanco dos laterais e cobrir uma eventual subida dos zagueiros, ganha o meio de campo com Regis e Reinaldo de alas com liberdade total para atacar em velocidade mais , Hudson e Everton Felipe apoiando o ataque e Nene e Diego na frente sem muita responsabilidade de cobrir a defesa num 3-1-4-2.
    Encurralaremos o Coelho – torcendo para um gol no comeco para tranquilizar a galera e o time.

  3. Sem querer, entrei lá embaixo nos arquivos de julho 2013. Autuori de técnico, demissão do Adalberto Porsche, estréia do Reinaldo, viagem a Alemanha, comentários de figuras conhecidas e muito mais. Um túnel do tempo mais moderno que o do alemão.

  4. Sobre o time de hoje, jogar com 3 zagueiros hoje parece desperdicio. Só se for por falta de opção mesmo. Contra o Santos o Arboleda jogou na direita para fechar a casa. Hoje o objetivo é outro.

  5. Vai de 3 zagueiros e Reinaldo e Everton Felipe de alas! Essa foi a informação da setorista do Sportv ontem. Acho que o Rodrigo Caio qualifica bem a saída de bola, e é mais uma opção na jogada aérea em jogos truncados!

  6. jogar com 3 zagueiros nao quer dizer jogar defensivamente. o Chelsea de 2 anos atras ganhou a premier league com um esquema 3-4-3 que o Rogeiro Ceni pensou/tentou implementar aqui. Vejo o Regis e Reinaldo funcionando muito bem nesse esquema. Jucilei, Diego e o Nene talvez nao tenham a mobilidade que o 3-4-3 demanda mas um ajuste como mencionei acima pode funcionar muito bem como Sistema alternativo quando nao tivermos todos os titulares disponiveis como hoje.

Deixe uma resposta