Lugano leva suspensão de 15 dias do STJD, e Diego Souza está liberado para jogar pelo São Paulo

Lugano, superintendente de relações institucionais do São Paulo, levou um gancho de 15 dias por ter xingado o árbitro Dewson Freitas da Silva no intervalo do empate por 1 a 1 com o Fluminense, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O dirigente do São Paulo considerou injusta a expulsão de Diego Souza ainda no primeiro tempo do jogo e confrontou o árbitro a caminho do vestiário (relembre aqui). O atacante, aliás, também foi julgado nesta sexta-feira. Pegou apenas uma partida pelo lance da expulsão.

Como cumpriu a suspensão automática na derrota para o Atlético-MG, na rodada seguinte, Diego Souza está liberado para jogar pelo São Paulo neste sábado, contra o América-MG, no Morumbi.

No caso de Lugano, por 15 dias corridos, o dirigente não pode comparecer aos jogos do São Paulo. Portanto, ele não estará no Morumbi para o duelo com o América-MG e também não viajará ao Rio de Janeiro para o confronto com o Botafogo, no dia 30.

Também nesse duelo entre São Paulo e Fluminense, Léo, do time carioca, foi denunciado por ter simulado uma agressão no rosto. O jogador, no entando, foi absolvido.

GE

11 comentários

  1. Engane o árbitro, induza-o ao erro pra um cartão vermelho e saia ileso. Reclame da arbitragem e seja suspenso por 15 dias. O Brasileirão é o campeonato em que o poste mija no cachorro.

  2. Pois é… se não foi punido, constataram que a expulsão foi injusta. Se foi injusta, o árbitro vai ser punido? E quem paga por nós termos sido prejudicados por ficarmos com dez jogadores em campo durante boa parte da partida?

  3. Enquanto o Sérgio Correia, que é um preposto corintiano assumido, estiver mandando e desmandando na Comissão de Arbitragem, não vou me iludir que as coisas possam melhorar nesse quesito.

    Mais grave ainda: esse tal preposto te tanta moral que foi destacado para a implantação do VAR no futebol brasileiro.

    Adivinhem para favorecer quem? Adivinhem para prejudicar quem?

Deixe uma resposta