Tricolor voltou ao topo do Brasileirão e mais uma vez precisará se superar

O segundo turno do Campeonato Brasileiro não foi fácil para o São Paulo. Desde que a metade derradeira do torneio começou, o time do técnico Diego Aguirre viu duas vitórias, três empates e uma derrota.

A derrota do Internacional para a Chapecoense, entretanto, permitiu que o Tricolor recuperasse a liderança. Para seguir na ponta, será necessário derrotar o América-MG, no próximo sábado (22), no Morumbi.

Uma causa fundamental da instabilidade no segundo turno foi a série de desfalques que Aguirre encarou. Contra o Santos, no domingo, o treinador flertou com a normalidade ao ter de volta a maior parte de seus titulares, mas saiu do empate sem gols com novas dúvidas. Mais uma vez a escalação vai ter que mudar, repetindo o segundo turno “camaleão”.

Everton é a grande incógnita. Apontado como um dos fatores para a ótima temporada do São Paulo, o atacante deixou o clássico na Vila Belmiro ainda no primeiro tempo ao voltar a sentir dores na coxa. O jogador está no departamento médico e é dúvida.

Aguirre pode voltar a adiantar Reinaldo, abrindo espaço para Edimar na lateral esquerda. O técnico pode ainda escalar Liziero ou optar por uma alternativa ofensiva com a entrada de Tréllez.

Outro que pode ficar fora da partida de sábado por questões físicas é o lateral Bruno Peres, que voltou a correr nos gramados, mas ainda está longe de seu melhor. Aguirre terá a volta de Regis, que cumpriu suspensão.

Entretanto, o flanco direito tricolor não contará com o equatoriano Rojas, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Regis e Peres podem ser escalados ao mesmo tempo, mas o técnico pode optar por lançar Everton Felipe como homem avançado pelo setor.

O zagueiro Bruno Alves também não enfrentará o América-MG por cumprir suspensão automática. Anderson Martins e Arboleda devem formar a dupla titular da defesa.

Goal.com