9 anos de tabu na Vila em jogo no clássico

O torcedor do São Paulo talvez nem se lembre da última vitória de seu time sobre o Santos na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Afinal, ela aconteceu há quase nove anos, pela 31ª rodada da edição 2009 da competição nacional.

Neste domingo, porém, o Tricolor terá a oportunidade de quebrar esse tabu. Às 16 horas (de Brasília), os comandados de Diego Aguirre visitarão a equipe dirigida por Cuca na Baixada Santista, em duelo válido pela 25ª rodada do Brasileirão.

No dia 25 de outubro daquele ano, então comandado por Ricardo Gomes, o São Paulo venceu o Santos por 4 a 3, com gols de Hernanes, Washington, Jorge Wagner e Rogério Ceni. O time alvinegro descontou com tentos de André, Rodrigo Souto e Robinho (atualmente no Cruzeiro).

Desde então, os rivais se enfrentaram mais seis vezes na Vila Belmiro pelo Campeonato Brasileiro. Foram seis vitórias para o Peixe e dois empates. No último embate, em 9 de julho de 2017, o Santos venceu por 3 a 2.

Durante esse período, em duas ocasiões o São Paulo encarou o Santos como visitante longe da Vila Belmiro. Em 2014, na Arena Pantanal, o Tricolor venceu por 1 a 0, com gol de Boschilia. Dois anos depois, no Pacaembu, o Peixe fez 3 a 0 sobre o rival.

Ambos os times chegam em alta para o San-São de domingo. Com 49 pontos, o São Paulo vem de triunfo sobre o Bahia e tenta recuperar a liderança, hoje ocupada pelo Internacional. Já o Santos, oitavo colocado com 31 pontos, conquistou quatro vitórias nos últimos cinco jogos e busca se manter em ascensão na tabela.

“Vamos nos preparar para um jogo espetacular, focar no que temos de fazer dentro de campo e tentar vencer o Santos com todas as dificuldades que teremos. Nossa determinação tem que ser a mesma da de quando jogamos em casa”, projetou Diego Aguirre, técnico do São Paulo.

2010: Santos 1 x 0 São Paulo
2011: Santos 1 x 1 São Paulo
2012: Santos 0 x 0 São Paulo
2013: Santos 3 x 0 São Paulo
2015: Santos 3 x 0 São Paulo
2017: Santos 3 x 2 São Paulo

GE

17 comentários

  1. 6 jogos nem é tabu. Colocam 9 anos pra caçar clique, ganhamos deles lá no paulistinha de 17. Ganhamos “fora da casa” como a matéria coloca bem escondido ali com o gol de Boschillia. Tabu mesmo que eles tem é encher aquele estádio minúsculo.

    Essa tentativa de criar um tabu é ridícula. O título é “Santos defende tabu de 50 anos contra o SP”, aí vc entra e a notícia fala “Faz 50 anos que o SP não ganha do Santos em dias ímpares de lua cheia com pelo menos um jogador com nome de ave em campo com público maior de 5000 e menor de 9000 pessoas em competições nacionais, mas sem contar competição X”. Todo jogo aparece um tabu desses pra algum dos lados.

  2. Em 2010, 2011 e 2012, era aquela geração do Santos de Neymar e Ganso. Por coincidência, no São Paulo tinha encerrado a geração Tri – Hexa.
    Aí o São Paulo montou um time muito ruim em 2011 com Piris, Xandão, Juan.
    Aí fez uma reformulação em 2012. Só que depois fez outras 10 reformulações.
    Uma crise desgraçada em 2013.
    No segundo semestre de 2014, a gente tinha mais time que o Santos. Time que durou até metade de 2015.
    Depois teve um desmanche.
    E de 6 em 6 meses era vendido jogadores, para depois montar um outro time.
    Em suma, o São Paulo sempre estava a dois ou a três passos atrás do Santos.

    O Santos com o time montado e o São Paulo buscando um time;
    o Santos entrosado e o São Paulo verde;
    o Santos com padrão de jogo e o São Paulo buscando uma formação;
    o Santos com Elenco e o São Paulo com carências;
    o Santos com um craque e o São Paulo sem um jogador para decidir.

    Por sua vez, o tabu poderia ser quebrado domingo.
    Dessa vez o São Paulo tem condições de buscar o resultado.
    Agora é o Santos que está atrás do São Paulo.
    Aproveita.

  3. O goleiro do Santos é ótimo, a defesa é horrível, o meio campo mediano/fraco e o ataque rápido. Os laterais são 2 avenidas por onde o Rojas e o Everton vão deitar e rolar. Jogando em casa eles vão pressionar e vai sobrar muito espaço pra contra-ataques.

    Nossa tarefa é cozinhar o começo do jogo pra não entregar td de bandeja pros caras (viu Sidão?)

Deixe uma resposta