Megafone do Torcedor – Rodrigo Caio: a peça que falta?

Rodrigo Caio é um personagem importante do São Paulo. Desde a sua estréia entre os profissionais com apenas 17 anos em 2011, em uma dura derrota para o Corinthians, até a última partida jogada por ele em abril, antes de sua lesão e de perder a tão sonhada vaga para a Copa, ele foi um jogador símbolo da fase vivida pelo tricolor.

Assim como o time, que oscilou demais, brigou contra o rebaixamento e ganhou apenas um título em 10 anos, Rodrigo Caio nunca foi unanimidade, teve momentos muito bons e outros péssimos, lidou com lesões graves e foi do céu ao inferno algumas vezes.

Uma coisa que eu sempre admirei no jogador, além da sua capacidade técnica, é a sua coragem de posicionar-se nos momentos mais difíceis e também a forma como sempre honrou a camisa do tricolor. Jogando bem ou mal, fazendo a diferença a favor ou contra, nunca vi falta de vontade, raça e respeito ao clube, e era um dos poucos, quando não o único, que nas derrotas aparecia para falar à torcida.

Por isso, como se aproxima sua volta aos campos, proponho uma análise sobre ele. Rodrigo é um jogador polivalente. Duas de suas principais características, a marcação e a boa saída de bola, o credenciaram a jogar como volante e zagueiro. Pode não ser brilhante em nenhuma das duas funções, mas acho indiscutível que ele é no mínimo competente. Assim, temos um jogador que joga em pelo menos duas funções, o que neste momento em que nossa defesa tem apenas 3 jogadores (sem contar os recém-subidos da base), sua presença, liderança e experiência podem ser muito importantes.

Mas Rodrigo Caio, justamente por ser polivante, tem outras características e qualidades que podem ajudá-lo a encontrar um novo espaço neste elenco. Estou falando da lateral direita. Quem não se lembra das arrancadas como zagueiro, conduzindo a bola com qualidade e ajudando a encontrar espaços na frente, quando ele estava no seu auge? Ou então o ótimo tempo nos desarmes e até a velocidade incomum para um zagueiro?

Na minha opinião, escalá-lo como lateral pode ser uma boa solução para fazer o time atuar mais parecido ao que se fazia quando Militão ainda fazia parte do time. Eu acredito que ele reúne características importantes para atuar nessa posição, principalmente mantendo o estilo mais defensivo responsável por colocar o São Paulo nessa briga. Dar mais solidez defensiva, melhorar o posicionamento, possibilitar variações táticas durante a partida e até permitir ao técnico ganhar duas opções ofensivas mais rápidas, como Régis e Bruno Peres, nas ausências de Rojas e Éverton.

Além da lateral, Rodrigo Caio já mostrou que, se não é um jogador excepcional, é uma ótima opção para a zaga e também para o meio de campo, quando for preciso fazer um rodízio. Uma peça importante para dar mais profundidade ao elenco e possibilidades ao técnico. Sem estender muito mais, talvez ele seja um cara que permita a Aguirre as variações no esquema de jogo tão necessárias para surpreender adversários. Jogando na lateral de forma defensiva, atuando como zagueiro quando um dos três titulares não puder jogar ou até mesmo como volante mais marcador, na ausência de Hudson ou Jucilei.

Depois de mais de 7 anos como profissional do São Paulo, está claro que Rodrigo Caio não é o craque que muitos pensaram ser. Mas com certeza é um jogador que tem seu valor, e um ótimo valor. Acredito que ele possa agregar muito com sua experiência, qualidade, polivalência e grande respeito pela camisa tricolor. Rodrigo Caio, se voltar motivado e com vontade de fazer a diferença, pode ser a peça que faltava para dar mais equilíbrio para este elenco na reta final da difícil briga pelo título.
Obrigado!
Um abraço,
Lucas Kacherian

45 comentários

    • Que diferença na porcentagem com apenas um gol de saldo na frente, lembrando que o próximo critério é o de gols marcados e temos muito mais do que o Binter. Entendo os critérios que foram usados para medir as chances e tal, mas o resultado me parece muito fora da realidade. O PalBeras tem mais chances que a gente? Kkkk pra falar a verdade é até bom, somos os azaroes desde o começo, que se mantenha assim.

    • Oi, Zaka. Tudo bem? Então, não acredito que estejam nos desqualificando. Essas projeções utilizam dados estatísticos e de probabilidade.

      Por exemplo:

      1. Inter não tem mais clássico e pega todos os concorrentes no G6 em casa.
      2. Palmeiras acabou de ganhar do Corinthians e, se não me engano, pega o Santos em casa.
      3. Nós temos 3 clássicos por vir, sendo que 2 são fora de casa.

      Viu como a nossa dificuldade é maior? Temos mais jogos onde poderíamos tropeçar. Por isso as chances de título de Inter e Palmeiras serem maiores.

      A diferença é que o SPFC terá de jogar mais bola, se doar mais em campo, caso queira realmente ser campeão. Ser´um desafio e tanto. E sim, hoje vejo Inter e SEP com mais chances do que a gente, infelizmente.

      Os nossos recentes tropeços por conta de lesões e falha de arbitragem estão nos custando caro.

      Abraços.

      • Concordo com o Rodolfo, ainda estamos firmes na luta pelo título, por causa de um gol de saldo, estamos em segundo lugar, mas é inegável que nossos desfalques e a tabela mais favorável aos nossos concorrentes diretos, o fator sorte e o “apito amigo” estão nos pressionando nesta disputa, mas ainda acredito no título, pois a vaga na Libertadores-2019 para mim já é quase uma certeza!!!

      • Concordo Rodolfo, mas o parmera está disputando 3 campeonatos ao mesmo tempo e a chance de jogar esses jogos com time reserva é quase 100%… O inter concordo porque eles também não tem outro campeonato para disputar como a gente. Mas ainda acho que este comentário poderia mexer com o brio da equipe para se esforçarem mais nos próximos jogos e provarem o contrário. Mas não posso deixar de te agradecer pela brilhante explicação, parabéns.

        • Concordo, mas não sei se levam em consideração este fator da SEP estar em 3 campeonatos. Vale lembrar que eles possuem o maior elenco do BR18. Lembra da compra gigantesca de jogadores que vinha desde a época do Paulo Nobre? Tá aí. E o Felipão deu um jeito no time dos caras. Vale lembrar que o Roger Machado saiu com 70% de aproveitamento, eles tão mesmo encardidos.

      • Esse cálculo leva em consideração o retrospecto recente… o único clássico que o São Paulo sempre levou vantagem é o PalBBeiras no Morumbi, no resto a probabilidade está do lado do inimigo mesmo.

        Agora o legal desse time do Aguirre é exatamente subverter a lógica, quando todo mundo achou que faria uma campanha de G6 ele brigou pelo título. Continuo confiante no que o elenco está dizendo, pra alguém ganhar esse título do tricolor vai ter que suar sangue também!

  1. Em 2008 em uma rodada nem aparecíamos com probabilidades de títulos. Na outra o percentual era de 1%, no final levamos o tri seguido. Pra mim essas matérias não tem nenhuma relevância. O que importa é o desempenho dentro do campo, que acho, mesmo com os desfalques que estamos tendo muito bom. Brigaremos pelo título até o final, e se por ventura ele não vier, tds sabemos que do jeito que começou o ano, sem perspectiva nenhuma, só de estar disputando o título já é um alento, pensando, inclusive num elenco mais forte pra disputar pra ganhar todos os outros campeonatos do ano que vem.

  2. Primeiro ele precisa se recuperar, melhorar a forma física e depois pegar ritmo de jogo. Hoje vejo ele somente como opção, não como titular mas pode ser útil ao time.

  3. Como zagueiro acho difícil. ..como primeiro volante seria uma boa e como lateral um teste.
    Eu quero ver esse cara dar a volta por cima e calar a minha boca. ..continuo desafiando ele para ver se me surpreende

    • Tenho exatamente a mesma opinião!!
      Pode vir a ser muito útil de volante, pode acabar ajudando também na lateral de forma improvisada, assim como na zaga,
      mas para apagar incêndio!
      O trio de zaga está afinado, e também entendo que o empréstimo do Lucas Kal foi em hora errada, pois teríamos que ter 4 zagueiros de ofício no elenco.
      Mas também espero que RCaio, voltando a atuar, que dê a volta por cima.

  4. Concordo 100%.
    Nosso elenco tem deficiências, e RC pode ser ser um reforço de muita valia.
    Vejam como detalhes fazem diferença – hoje o Inter seria campeão pelo saldo de gols.

  5. Sim, é a peça que falta ser vendida.

    7 anos e nunca serviu para nada, pelo contrário, até atrapalhou.

    Pq ele seria util?!? Melhor improvisar o Edimar na zaga do que escalar esse moelque de condomínio.

    Quase uma década de falta de resultados satisfatórios! Esse cara precisa ser vendido, isso, sim.

  6. É atleta do SPFC e em situação regulamentar, estando em condição de jogo e caso o Aguirre optar por sua escalação, terá minha torcida incondicional.

    Seria ótimo vê-lo como capitão, levantando a taça do título.

  7. Pra mim a grande questão é da meia pra frente. Na zaga, laterais e volancia estamos nos virando mto bem, msm com inúmeros desfalques. Agora, qdo um do quarteto NERD falta, é um Deus nos acuda! Logo, embora ache o Rodrigo Caio peça importante, óbvio não é a peça que falta. Temos que torcer pro Tréllez, Everton Felipe, Shaylon, Carneiro e demais que tiverem oportunidade começarem a dar a resposta que até agora não deram. Se não vai complicar….

  8. Rodrigo Caio é reserva em todas as posições. Temos 3 zagueiros melhores que ele, temos 4 volantes melhores que ele e temos 2 laterais direito melhores que ele.

  9. O Rodrigo Caio é bom jogador e para o nível do futebol brasileiro é até acima da media e seria titular fácil nesse grupo. O problema dele é a torcida, nossa torcida é muito louco, principalmente com os mlks que sobem da base, o cara faz dois jogos bons e a torcida ja começa a tratar como se fosse o Messi, ai quando o cara não corresponde ficam com bronca do cara, como se o jogador tivesse culpa das viagens da torcida. foi o que aconteceu com o Rodrigo, acharam que ele era um super craque e quando descobriram que ele só era bom ficaram com bronca do cara. Muito louco isso né?

  10. A peça que falta…ser vendida.
    Bruno Alves é superior.
    Arboleda é superior.
    Na lateral o Militao foi muito superior.
    A verdade é que o tempo foi passando e nos mostrando a realidade desse jogador: limitado e mega, super, hiper mega estimado. Não vale nem 40 mil mensais,quem dirá desses 400 mangos que recebe atualmente.

    Eu o colocaria pra jogar nos jogos fáceis, pra não desvalorizar mais do que ja tá. E venderia/emprestaria na primeira oportunidade.

    Não vejo vaga no time titular. E nem no banco.

    • Penso exatamente o mesmo, um jogador ultra valorizado. Mal no cabeceio , péssimo nas antecipações e ainda por cima, “se achando a última bolacha do pacote” ao recusar várias propostas da Europa, a última vinda do Real Sociedad, porque achava que iria para a Copa. Não foi para a Copa, se machucou, perdeu excelente proposta e nós, uma grana que seria muito bem-vinda.

  11. A grande questão do Rodrigo caio…ele vai aceitar ser polivalente?pelo historico ele tava batendo o pe pra jogar só na zaga…mas se ele for inteligente e rever essa decisão…

  12. Tecnicamente o Rodrigo Caio tem qualidade e seria um jogador importante , e poderia sim dependendo somente da questão técnica jogar em outras posições , mais infelizmente não depende só da questão técnica , na parte física ele não aguenta jogar em outras posições , e só por ele de volante que no máximo 2 partidas ele sente o joelho , na lateral se ele subir pro ataque ele não volta mais , basta ver quando ele se aventura sair com a bola quando joga de zagueiro ou quando vai na área pra cabecear , ele vai pro ataque e quando é pra voltar parece que esta pesando dos Walter . se por ele de volante parado em frente da zaga pode ser que consiga jogar , mais se precisar de dinâmica ele fica devendo , tem que fazer um trabalho físico muito bom pra ele conseguir recuperar o ritmo de jogo de um jogador de meio campo sem ter lesões .

  13. Se o Hudson e Militão podem jogar na lateral e o Reinaldo e Lizieiro podem ser centro-avantes pq não testar mais uma vez o Rodrigo Caio como volante só pra ver o acontece? É um jogador rápido que sempre arriscou no ataque, tem bom passe, vai pra área sem medo e sabe marcar. Não mexeríamos na zaga e ganharíamos uma opção no meio.

    Eu ia sugerir testar o Sidão em outra posição também já que ele quase não usa as mãos.

  14. A lista que nosso amigo fez aí EXPLICA TUDO.

    Como um time quer ser campeão com esse monte de jogador fraco no elenco?

    Não tem a menor possibilidade.

    Ele esqueceu apenas do Shaylon e Lucas Fernandes.

    • Não coloquei os dois pois ainda acredito que possam evoluir.
      Mas poderia citar Diogo, Lucas Farias, auro, Henrique miranda, Bruno uvini, Ademilson, Lucas Gaúcho.
      São jogadores que saem de cotia e muitos podem se tornar bons jogadores, outros o tempo prova que não são jogadores pra nível do tricolor.
      Ainda acho que um time B seria a melhor opção para Cotia render mais

  15. Nosso time não caiu de rendimento , a pegada tem sido a mesma , esta em uma nova faze de ajuste , começamos o campeonato na retranca , e fomos melhorando , com a chegada do Rojas o time titular melhorou muito e é muito forte no ataque , o time com o Rojas ganhou uma cara de time bem postado e mais ofensivo , o problema é que sem o Everton ou quando falta um dos 4 titulares da frente o nível cai e o Aguirre vem tentando manter o time com a característica de time bem postado e com ataque forte , só que não vem conseguindo com excesso de desfalques , quando foi só o Everton o time manteve o padrão com o Reinaldo , nos jogos que jogaram Shaylon no lugar do Nene , e Felipe no lugar do Everton , a marcação adiantada ficou comprometida e o time perdeu força de ataque ao mesmo tempo , uma boa opção que salvou no segundo tempo foi o Trelez , que é um jogador que joga encima dos zagueiros , na falta dos jogadores Everton e Rojas , e sem o Reinaldo a disposição eu colocaria o Liziero no meio campo e daria mais liberdade para os 3 da frente pra tentar equilibrar o time e em caso de emergência entra o Trelez , pra ter 2 atacantes na área , outra fator de importância do Everton , ele faz o 2 atacante alem de fechar o meio , jogador completo . sem ele o Diego em muitos lances fica isolado e sem ninguém passando pra receber a bola . espero que o time titular fique a disposição logo , temos que fazer pelo menos umas 6 partidas com todos a disposição pra deslanchar na tabela .

  16. Rodrigo Caio não tem sangue nas veias, trata-se de um jogador fleumático ao extremo. O problema é que o SPFC mergulhou na mediocridade nos últimos anos e ele, jovem e com apresentações medíocres, enganou a muitos.

    Ante todos os argumentos do texto, digo respeitosamente: Tchau, Rodrigo Caio!

  17. Ótimo texto. Rodrigo Caio, na minha opinião, é o mais próximo que poderíamos ter do esquema que vinha dando certo com Militão, ainda com o acréscimo de melhor saída de bola.
    Vamos, São Paulo!

  18. Galera tem memória muito curta mesmo.

    Se não fosse por Rodrigo Caio, a música preferida por quem vai ao Morumbi nem poderia ser cantada: “… Nunca fui rebaixado…”

    Vocês querendo ou não, um fato é inegável: Rodrigo Caio é o que temos de mais próximo de um ídolo atualmente. Vocês podem espernear, fazer piadas, o que for, mas é fato, não adianta.

    Nos salvou de dois rebaixamentos. Teve apenas duas má fases na carreira: 1º semestre de 2017 e 1º semestre de 2018. No resto jogou muito. Campeão olímpico, título inédito da seleção – e jogando mais que o seu companheiro de zaga Marquinhos do PSG.

    Está entre os 5 melhores zagueiros do país, fácil, fácil. Não só sempre respeitou e honrou o clube, como ainda chamou a atenção de quem não respeitou (Cueva ano passado após o jogo contra a Ponte Preta).

    Todos os técnicos que passaram por aqui e o técnico da Seleção sempre o elogiaram e sempre foi titular com todos. Mas não! Quem entende de futebol mesmo é o coleguinha que na primeira derrota do time atual vai crucificar Diego Souza, Nene e outros que não tem culpa pelo mal momento vivido recentemente pelo clube.

Deixe uma resposta