Depois de um cruzamento de Nenê, Diego Souza fez o gol da vitória do São Paulo por 1 a 0 sobre o Bahia neste sábado (8), no Morumbi. A jogada resume o que o (novamente) líder (provisório) do Brasileirão teve de melhor na partida: alma, experiência e técnica.
A alma foi necessária para não desistir de lutar numa partida marcada por um primeiro tempo difícil para os donos da casa. Nenê mostrou o espírito brigador ao berrar para chacoalhar os companheiros após um vacilo da defesa na etapa inicial. No segundo tempo, Diego fez o gol jogando com a cabeça enfaixada após literalmente dar o sangue. Ele ainda quebrou um galho por alguns momentos na zaga enquanto Bruno Alves, com o rosto sangrando, recebia atendimento. A experiência veio com a dupla de veteranos, que não se desesperou diante dos obstáculos e soube aproveitar o espaço dado pela defesa baiana para balançar a rede.
Os dois também exibiram a técnica diferenciada que possuem no cruzamento certeiro de Nenê e no arremate preciso de Diego. A precisão, porém, não foi uma constante da dupla e do restante do time são-paulino no jogo, mas bastou para a vitória. No primeiro tempo, os paulistas erraram as sete finalizações que fizeram. Uma brusca queda de rendimento do Bahia na etapa final ajudou a tarefa da equipe de Aguirre, que cumpriu sua missão sem folga no placar. Não importa, 1 a 0 era o que bastava.
UOL – Blog do Perrone