Aguirre lamenta deixar a ponta: “Dói, porque é um lugar de privilégio”

Diego Aguirre tinha motivo para lamentar a derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, nesta quarta-feira, na Arena Independência. Além de perder uma invencibilidade de sete jogos, o São Paulo deixou a liderança do Campeonato Brasileiro – sendo superado pelo Internacional. No entanto, o treinador uruguaio fez questão de destacar o empenho de seus jogadores e confia na recuperação do Tricolor.

“Não foi nada especial o que falamos [no intervalo]. Tínhamos de tentar reverter o resultado, coisa que fizemos no outro jogo. Lamentavelmente, não conseguimos empatar e acabamos perdendo. Dói, porque é um lugar de privilégio estar acima, e tentaremos ganhar os próximos jogos para recuperar a posição. Mas digo que se jogarmos como hoje [contra o Atlético], voltaremos a ser protagonistas até o final”, disse Aguirre.

Assim como o superintende de relações institucionais do clube, Diego Lugano, o treinador uruguaio não gostou muito da arbitragem de Anderson Daronco. A irritação dos tricolores é com o fato de Leonardo Silva, ter colocado a mão na bola dentro da área no segundo tempo e o juiz não ter anotado a infração.

“Levamos o gol cedo, propomos o jogo, tentamos diferentes caminhos para o gol, mas lamentavelmente não aconteceu. Em respeito ao pênalti, foi claro e o juiz não deu. É a única coisa que vou falar”, afirmou o treinador, que não contou com o suspenso Diego Souza e os lesionados Everton e Bruno Peres.

“Não gosto de comentar sobre jogadores que não estão, porque parece desculpa. É normal perder jogadores em um campeonato com tantas rodadas. Não vou falar de quem não joga”, completou o técnico.

UOL

13 comentários

  1. Disse, repito e mando de novo: não temos a menor chance de ganhar esse título com o Sidão no gol.
    Ontem o melhor jogador do Inter foi o Lomba, que nem titular é.
    Todo time campeão tem um bom goleiro.

  2. Sidão e arbitragem estão matando o tricolor.
    Em um campeonato que os detalhes fazem a diferença, um pênalti não marcado, uma expulsão exagerada e um erro individual direcionam o torneio para os adversários.
    Apesar de tudo, estamos muito vivos ainda. Jogo contra o Bahia será duríssimo. O times deles tá jogando muito bem, mas teremos que ganhar de qualquer maneira

  3. Gostei do SPFC em campo, buscando o resultado e pressionando o galo.

    O jogo, como um todo foi ruim.

    Atlético é um time muito limitado e o tricolor, mesmo controlando o jogo, ainda quase levou o 2.o em contra-ataque, onde a bola bateu no Ricardo Oliveira, impedindo-o de dominar e finalizar de forma correta.

    O juiz operou o SPFC não deixando o jogo fluir, e decidindo tudo contra o tricolor.

    Vida que segue, pois estamos vivos e na luta por título, apesar do Sidão (goleiro emoção).

    #Reage SPFC

    Ótimo feriado à toda legião tricolor do planeta.

  4. A comemoração do DM vazio durou um jogo e aí voltou a encher. O SPFC tem elenco justo. Um dos titulares que não joga a qualidade técnica, que já não é muita coisa, diminui sensivelmente. A luta não falta, o caras se matam em campo, mas o nível técnico está no limite. Uma vitória, 2 empates e 1 derrota. Tem que melhorar muito no segundo turno para competir os outros times. Tem que voltar a ser eficiente.

  5. Cabei de ver no Instagram uma noticin de ontem, que renovaram com o Sidão até 2019, na moral não sei que que esses cara tem na cabeça.

  6. Minha esposa passou o jogo todinho falando do Sidão e xingando o juiz.
    O cara não se ajuda e tem uma prepotência fora de hora.
    O juiz é sem vergonha mesmo.
    Agora, o CAM jogou que nem um timinho aqui da capital …
    Mesmo com a derrota, fiquei orgulhoso dos nosso guerreiros.
    Contra tudo e contra todos, vamo que vamo !

Deixe uma resposta