Aguirre isenta Sidão de culpa em gol contra e exalta entrega do São Paulo

Além de criticar veementemente a arbitragem de Dewson Freitas da Silva, o técnico Diego Aguirre isentou Sidão de culpa pelo gol contra de Anderson Martins no empate por 1 a 1 com o Fluminense na tarde deste domingo, no Morumbi.

No lance em questão, ao tentar recuar a bola de cabeça após lançamento de Junior Sornoza, o zagueiro tirou do goleiro e marcou contra aos oito minutos do segundo tempo. Depois disso, Sidão passou a ser vaiado pelos quase 50 mil são-paulinos a cada vez que tocava na bola.

“Pelo que vi e pelo que falei com os treinadores de goleiro, o Sidão fez o que tinha de fazer. Aconteceu infelizmente que o Anderson Martins cabeceou a bola que não deveria ter cabeceado, e faz parte. Sidão fez um bom jogo”, avaliou.

Anderson Martins, por sua vez, admitiu o ato falho: “Lance de infelicidade, acontece. Quem está na defesa tem que cortar a bola, falta de comunicação, estádio lotado. Isso acontece. Vamos ressaltar a entrega da equipe, foi valente”.

Naquele instante, além de estar atrás no marcador, o São Paulo jogava com um homem a menos, uma vez que Diego Souza havia sido expulso por ter levado o cotovelo ao rosto de Léo, aos 33 minutos do primeiro tempo.

Diante de um cenário totalmente adverso, Aguirre acertou novamente nas substituições: colocou Tréllez e Régis nas vagas de Shaylon e Edimar, respectivamente. Aos 26 minutos da etapa final, após dar um chapéu em Ayrton Lucas, o lateral cruzou na medida para o centroavante testar e empatar o confronto.

Nos minutos finais, o time mandante ainda exerceu pressão sobre os cariocas, assim como quase tomou o segundo gol quando Matheus Alessandro acertou a trave de Sidão. Seja como for, Aguirre exaltou a postura de seus atletas no decorrer da partida.

“Foi muito emocionante. Sentia que o que aconteceu e ainda tomamos um gol. Estava difícil para reverter a situação. Eu me senti representado pelo time. Talvez não jogando muito futebol, mas na entrega. Senti isso e comemorei com eles. Me senti representado pelo que vi dentro de campo”, concluiu.

Apesar do tropeço em casa, o São Paulo permaneceu na liderança da competição com 46 pontos, três a mais do que o Internacional, que empatou sem gols com o Cruzeiro nesta noite, no Mineirão. O Tricolor volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), para encarar o Atlético-MG, no Independência, pela 23ª rodada.

GE

41 comentários

  1. Só conseguir assistir o lance do gol nesse momento. Falha total do Anderson Martins, ele que perdeu o tempo de bola.. Era obrigação do Sidão sair do gol e fazer exatamente oque ele fez. Mas pra alguns tudo é culpa do Sidão.. Ai fica mais facil colocar a culpa em alguém! 😬

    • Foi culpa dos dois, mas eu afirmo com toda ctz que o Anderson Martins só se desespera pra tentar tirar a bola daquela forma, acarretando o gol contra, pq tem o Micão no gol, caso fosse um goleiro confiavel ele não faria o que fez, se a gente que não joga bola profissionalmente sabe que o Micão é goleiro chuta-entra, imagina quem vive disso e conhece o ”futebolês”, o AM se desesperou pq sabia que se passasse dele as chances de levar o gol eram imensas por não ter goleiro.

    • Totalmente errado, amigo…eu estava no estádio e o lance foi bem na minha frente…o Anderson estava na jogada de costas para o gol, conseguiu fazer o desarme de forma correta para o goleiro, a falha foi ele ter esquecido que não temos isso…

    • Exatamente isso que aconteceu. O Anderson não tentou atrazar a bola para o Sidão, ele errou o tempo da bola e para azar dele e nosso a bola foi pro gol. Sidão sem culpa nesse caso. Vida que segue.

  2. Dadas as condições de jogo:

    Desfalques (dos nossos principais jogadores).

    Expulsão ainda no 1.o tempo.

    Placar adverso e “correndo atrás” o tempo todo.

    Jogo tornado absolutamente difícil.

    Empate sensacional.

    Torcida Tricolor feliz com o time em campo.

    #Valeu SPFC.

  3. Achei que os dois falharam no lance. Sidao falhou ao abandonar o gol e o Anderson ao cabecear a bola na direção do gol. Zagueiro quando cabeceia pra trás tem que cabecear na direção que se o goleiro não pegar vai pra fora.

  4. Para o próximo jogo contra o “garninsé”, Aguirre poderia entrar com Rojas na ponta esquerda, Regis na direita e Carneiro centro avante…muitos irão pensar…porque não Trellez de C.A ??? Trellez joga melhor no segundo tempo….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Pior que é verdade.

  5. Mesmo com os desfalques, a expulsão, o gol contra, conseguimos o empate na base da raça. Parabéns ao Tricolor! Somos um time cascudo de novo!

  6. Interessante, o treinador do que foi falha do zagueiro, o treinador de goleiros dia que a falha foi do zagueiro, o zagueiro diz que a falha foi dele. Mais os especialistas do blog teimam que a falha foi do goleiro, o pessoal entendido pra

    • Não adianta discutir, eles decretaram que todas as derrotas são devido a Sidão e Rodrigo caio. Daqui a pouco vão colocar Diego Souza na lista e , mais para a frente vão começar a detonar o Aguirre. É só esperar. O SPFC faz uma excepcional campanha, com um elenco bem enxuto . Se não formos campeões será porque não temos peças de reposição para nene e everton, mas na mina opinião faltam apenas 28 pontos para o título, ou seja , umas 7 vitórias e sete empates. Ou seja, está no papo, a não ser que aconteçam contusões em profusões dos principais jogadores

  7. Pela opinião de alguns aqui no blog, o Aguirre protege alguns jogadores inclusive o Sidão, porque TUDO é culpa dele. Mesmo os especialistas dizendo que o erro foi do AM Capitão Nascimento, alguns colegas insistem em colocar a culpa no goleiro. O Sidão será titular até o final do ano e pronto, não adianta cornetar. Eu não considero o Sidão um goleiro confiável, mas pegando no pé dele desta maneira, em nada a torcida irá contribuir para ele pegar confiança e nos ajudar a ganhar este Brasileiro.

  8. Próxima rodada sem Arboleda, Rojas, Everton e Diego Souza.

    Pelo menos volta o Nenê

    Sendo assim, talvez o time fique assim pro Atlético Mg na quarta

    Sidão
    Bruno Peres Anderson B.alves Edimar
    Hudson Liziero
    Régis Nenê Reinaldo
    Trellez

  9. O engraçado é que muitos pegam no pé do Sidão mas ninguém fala da avenida que é o lado direito. As 2 bolas na trave que levamos foi nas costas do Bruno. Na 2°ele ficou sentado esperando o resultado da jogada . Ninguém viu isto?

Deixe uma resposta