Da ajuda de Guiñazu a telefonema na madrugada: como Aguirre buscou informações e indicou Rojas ao São Paulo

Na noite do dia 22 de junho, o site oficial do São Paulo anunciou: o equatoriano Joao Rojas reforça o Tricolor. Não houve especulação prévia, novela na negociação… nada! Tanto que a contratação do meia-atacante causou surpresa. Afinal, não era um nome conhecido dos brasileiros.

Mas o uruguaio Diego Aguirre sabia bem quem era Joao Rojas. E contou com fundamental ajuda de uma rede de informantes no Talleres, da Argentina, clube que o jogador defendeu antes de acertar com o Tricolor um contrato até 31 de julho de 2020.

– Quando indicamos o Rojas foi porque conseguimos informações muito boas de jogadores que estavam com ele na Argentina. Falei com pessoas de confiança. E com isso fomos diminuindo os riscos de não dar certo. Mas também fiquei surpreso com a rápida adaptação – falou Aguirre.

Titular absoluto do São Paulo no pós-Copa do Mundo, Rojas chamou a atenção pela velocidade e habilidade. Impressionou em suas primeiras partidas e logo conquistou a torcida. Mas quais foram as informações que chegarem até os ouvidos do técnico?

Por indicação de um amigo argentino, o técnico do São Paulo passou a observar Rojas no Talleres, de Córdoba. Nesse período, Aguirre descobriu que tinha amigos que atuavam ao lado do jogador no time: o uruguaio Junior Arias e o argentino Guiñazu, conhecido dos brasileiros, por exemplo.

– Ele me ligou para perguntar como era o Joao. É uma figuraça! Alegre, sempre com sorriso. Tem todo estilo brasileiro, mesmo sendo equatoriano. Ele está no futebol em que vai se dar muito bem. É muito rápido, vai ajudar muito o São Paulo – opinou o ex-volante de Inter e Vasco.

– Quando ele me perguntou sobre o Joao Rojas, eu disse que era um bom jogador, que ajudava muito ao time, habiloso, rápido e que ele não iria se arrepender. Sem dúvidas quando você tem conhecimento de um companheiro você pode dar a melhor referência – falou Junior Arias.

A visão de Rojas

Embora tenha feito um gol em 25 jogos pelo Talleres, Rojas ficou tranquilo quando soube que o São Paulo havia buscado referências dele com companheiros do clube argentino. Isso porque acreditava ter deixado boa impressão, algo referendado por Guiñazu e Arias. No entanto, ele admitiu surpresa quando recebeu contato do técnico Diego Aguirre.

– Lembro que estava em casa dormindo no Equador. Houve uma ligação, e era o treinador do São Paulo. Meu agente havia dito que iriam me ligar, mas acredito que não dormi muito bem depois que atendi a ligação. Sabia que era importante, era a oportunidade de falar com o técnico do São Paulo e vir para cá. Recebi da melhor maneira. É algo que motiva. O trabalho rapidamente rendeu frutos e o importante é que graças a Deus estou aqui no São Paulo fazendo o que gosto que é jogar futebol e feliz – disse.

Rojas se adaptou rapidamente ao Tricolor. Os dribles e as jogadas pelos lados do campo chamam a atenção. Mas por que tudo tem acontecido de forma tão veloz?

– O maravilhoso desse grupo é o companheirismo, saber que sempre um está ajudando o outro no que precisa. Em poucos times há essa amizade e esse respeito. Dessa parte é maravilhoso. Depois, em qualquer lugar do mundo, o campo e a bola são iguais. O importante é entrar em campo, sentir a camisa que está vestindo, dar tudo o que tem de si, jogar e desfrutar.

Um dos responsáveis por ajudar o São Paulo a liderar o Brasileirão, com 45 pontos, Rojas soma um gol em 11 partidas. Ele deverá seguir como titular diante do Fluminense, domingo, no Morumbi. Sem Everton, Jucilei e Nene, suspensos, sua importância ofensiva cresce no time. Agora, o desejo é terminar a temporada com a taça.

– O que todos querem: terminar da melhor maneira sendo campeão e reconhecido pelo futebol desenvolvido no São Paulo – disse Rojas.

GE

23 comentários

  1. São Paulo FC @SaoPauloFC 1 hora atrás

    Já são 27.000 ingressos vendidos para São Paulo x Fluminense, que acontece no próximo domingo, no Morumbi. Arquibancadas Azul, Amarela e Laranja estão esgotadas! Compre sua entrada para apoiar o Tricolor #VemProMorumbi

  2. O que a gente viu por aqui de comentário de “especialista” criticando a contratação do Rojas na época não tá escrito!

    É muita avidez e vontade de critica por criticar São os mesmos que queimam jogadores depois de uma sequência ruim e depois o jogador vai embora e se destaca em outro lugar.

  3. Joga muito, chama a atenção a variedade dos movimentos.
    Nunca se sabe pra onde vai, alem de usar muito bem a perna esquerda tambem.
    E o melhor, joga de cabeça erguida e com inteligencia.

  4. O Helinho tem o mesmo estilo, porém mais habilidoso.
    Resta saber se vai ter a mesma personalidade nos profissionais que o João Rojas.
    Tamo muito bem de pontas !

  5. Tem uma qualidade incrível em cruzamentos, ele não cruza por cruzar, o cara acertar uma maioria absoluta de passes e cruzamentos, coisa rara hj em dia, porém a mesma habilidade e destreza que tem nessa valência tem o inverso na finalização, finaliza muito mal mesmo, porém se finalizasse bem não estaria no São Paulo né, estaria na Europa hahaha

  6. Por que garfaram o peixe???!!!
    Vou fazer duas perguntas, e nao é ironia.
    – o Santos escalou o jogador irregularmente??
    – a punição em caso de escalação de jogador irregular é a vitoria do outro time com placar de 3 X 0?
    Se a resposta para qualquer uma das duas perguntas for não. Vou concordar que o santos foi garfado. Mas se as 2 respostas forem “sim”. Entao nao tem nada errado.
    Por que pensar que poderia ser com o SPFC?! O SPFC é o clube brasileiro que mais respeita regras: adequa tamanho do campo conforme mudanças estipuladas, cumpre lotação minima exigida para uma partida em torneio internacional, etc..
    Os outros clubes, ao contrário, quando o SPFC exige o cumprimento de regras, como foi a exigencia da final da libertadores de 2005 de estadio com minimo de 40.000 pessoas, ou da semi-final da copa sul-americana contra a ponte-preta, eles alegam que queremos ganhar no tapetao.
    Chega disso! Mania que brasileiro tem de nao respeitar as regras, e ainda dizer que está errada. Regra é para ser cumprida.
    Nao sei sobre esse processo do santos. Mas, repetindo, se as 2 perguntas terem resposta “sim”, está certo em ser punido.

    • Assino embaixo Ricardo, por mais que a Conmebol seja corrupta e nebulosa, neste caso, o amadorismo da diretoria dos peixeiros foi gritante, parecendo que foi proposital, por essas e outras que o presidente deles vai levar um impeachment na cabeça…
      Culpa tb da CBF, que não serve para nada, nem para brigar pelos seus filiados!!!!

      • Pois é… Regras são regras!
        E tem que valer para todos!
        Estamos acostumados com
        políticos que fazem uma Constituição e depois inventam e remendam a mesma…
        MPs (lá com o FHC), ECs, PECs…
        Dá nojo!
        Só tem uma solução…

        • Se o Santos errou, lamento!
          Que pague o preço!
          Porque nós já pagamos em várias ocasiões o preço por ser desatento, ou incompetente.
          Regra é regra!

  7. O desconhecido João Rojas…
    Que foi indicado por conhecidos do Aguirre

    Aguirre…
    Que foi indicado pelo Lugano…

    Lugano…
    Que foi indicado pelo Raí…

    Fechou!!

Deixe uma resposta