“Deixamos escapar dois pontos importantes”

O técnico Diego Aguirre lamentou o empate por 1 a 1 com o lanterna Paraná, em Curitiba, na noite desta quarta-feira, na abertura do returno do Brasileirão. A sensação, segundo o treinador, é de ter perdido dois pontos. O Tricolor abriu o placar com Nenê e cedeu o empate (Júnior fez o gol). Em sua entrevista, o treinador do time do Morumbi elogiou também a postura do Paraná.

– É uma dificuldade para qualquer time que tem a obrigação de ganhar, quando um time defende bem. Gostei do Paraná. Não foi uma estratégia defensiva. Eles pressionaram, contra-atacaram e criaram algumas situações. Também é bom parabenizar o adversário quando fazem as coisas bem – analisou Aguirre.

– No segundo tempo, sim, merecemos, pois tivemos chances claras, voltamos a jogar como podemos, mas, lamentavelmente, perdemos quatro ou cinco situações muito claras. Deixamos escapar dois pontos importantes. Mas é como falei: não dá para ganhar todos os jogos. Temos que pensar em domingo, um jogo em casa, onde a torcida vai lotar o Morumbi. Temos que estar focados para ganhar e manter a liderança – acrescentou o técnico.

Na análise do treinador uruguaio, o São Paulo não fez um bom primeiro tempo. E, por issso, teve mais dificuldades na partida. Aguirre falou também sobre as chances perdidas na etapa final.

– Nós não fizemos um bom primeiro tempo. Demos algumas vantagens na marcação. No segundo tempo, jogamos bem e perdemos chances. Não tivemos capacidade para fazer os gols que normalmente fazemos. Faz parte do que pode acontecer. Nem sempre vamos ganhar, especialmente fora de casa. Pode acontecer o que aconteceu hoje. Queríamos a vitória, mas hoje não foi – falou Aguirre.

– No primeiro tempo, não fomos nós. Não jogamos como podemos jogar e não tivemos o controle da bola. Só tivemos duas situações para marcar gols. No segundo tempo, melhoramos. Claro que, como não ganhamos, ficamos com essa sensação não de derrota, mas com sensação de que deixamos escapar dois pontos importantes – completou o treinador.

O São Paulo segue na liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 42 pontos. Mas o Tricolor viu a distância para o vice-líder Inter diminuir para um ponto. O time gaúcho venceu o Bahia, fora de casa. O Tricolor volta a campo no domingo, às 11h, contra o Ceará, no Morumbi

GE

27 comentários

  1. Preciosismo, capricho exagerado ou ” salto alto ” de alguns …, falta de concentração e até mesmo de aplicação ou um certo “desprezo” pelo jogo …, demora nas alterações, péssimas e raras finalizações.

    Um jogo ruim, nada de mais.

    Todos irão perder pontos.

    Vida que segue …, e o #SPFC campeão de volta.

  2. Ganhar, perder e empatar, jogos fáceis, difíceis ou impossíveis.

    Ninguém ganha nada, sem que passe por dificuldades imensas.

    Até pouco tempo comemoravamos o : “time grande não cai ” …, miséria.

    Hoje somos campeões do turno e na expectativa da taça definitiva.

    #ReageSPFC

  3. Bom oq importa é ser campeão no final do campeonato e esse ano quero só ver qual vai ser a desculpa caso o título não venha. Ficou nítido que o Aguirre não confia nos seus reservas ontem …40min o cara tenta mudar oq já estava líquidado. ..morreu com jucilei pesado em um campo ainda mais pesado. ..o rojas tentando driblar e esquecendo a bola aff. ..enfim jogo contra o Ceará é uma obrigação como esse tb era.

    • Ele confia , tanto que os escalou contra a Chape. Não existe isso de ganhar todos os jogos, mesmo contra times fracos. Vamos empatar outros jogos contra times mais fracos e vencer fora contra times fortes, isso é do futebol

  4. Ok… É certo que perderíamos pontos…
    Escrevi que talvez perdêssemos pontos inesperados… Foi o que ocorreu ontem…
    Portanto não adianta se descabelar…
    A gente se agita na hora, torce…
    Mas às vezes, escapa… Como ontem…
    Continuarei dizendo: calma nessa hora…
    Calma, minha gente…

  5. Poutz! Era a hora de abrir vantagem e não de queimar gordura. Inter ganhou pontos preciosos fora contra o Bahia. Quem quer ser campeão não pode perder pontos contra time pequeno (lanterna) mesmo fora de casa. Mas não tem nada perdido, ainda somos líderes. Só temos que oscilar menos. E essa vantagem de 1 ponto ainda nos dá a possibilidade de ir jogar contra o Inter no Beira-Rio em busca de apenas um empate.

    O único temor é o time perder a pegada que vinha tendo. Tem de ser Aguerrido em todos os jogos. Quero ver a volta daqueles contra-ataques agudos e mortais. Não foi o primeiro jogo em que saímos na frente no placar e o time pouco jogou, e é isso que me preocupa. Ta na hora do Lugano dar uma chacoalhada lá no vestiário!

  6. Não faltou raça ontem, o time lutou até o ultimo minuto..oq falta é jogadores decisivos, principalmente quando o time titular cansa, não tem um reserva que entra e consegue mudar a historia de uma partida, dá para contar nos dedos os que entraram e realmente ajudaram o time (aquele jogador que coloca fogo no jogo)

    • Trellez já mudou história de partida sendo reserva. Shaylon também. Hudson saindo do banco no lugar do Liziero também. Até o Edimar já jogou no lugar do Kingnaldo e deu assistência para gol sendo decisivo. O forte do SP é o conjunto, não caia nessa da mídia de que aqui só tem Éverton, Nenê e Diego Souza como falaram no Linha de Passe (ESPN) ontem ao comparar com o Inter que também tem diversos nomes se destacando.

      Há tempos que eu pedia um time assim. Esse negócio de depender de um jogador nunca é bom Não existe nenedependência como muitos querem acreditar. É bem diferente da época em que existia a cuevadependência. Final do ano passado éramos muito dependentes do Hernanes também.

  7. Ontem no fim do jogo caiu uma bola muito bem cruzada, na cabeça do Trellez, livre. Ele errou porque cabeceou com o ombro. Acho que não era pra ser mesmo. Domingo não tem alternativa. É ganhar ou ganhar.

    • Mesmo com todas as criticas à partida péssima de ontem, no abafa tivemos chances claras de gol e não aproveitamos, triste. Ontem não era pra ser… Enumerando:
      – Jogada do Rojas na direita em 3×2 em que ele toma decisão errada (Pior partida dele disparada) e faz o cruzamento pra fora.

      – Cruzamento rasteiro do Everton pro DS que chegou atrasado.

      – Cruzamento do Everton na cabeça do Trellez

      – Cruzamento do Everton que passou por todo mundo seguido de um do Shaylon que o Liziero cabeceou pra fora.

      Ontem não era pra ser, se tivesse jogando até agora ia continuar 1×1.

  8. O técnico Diego Aguirre esperou demais para substituir. Quando o fez, não houve tempo para reagir. Não deu tempo aos jogadores nem de esquentar… Se houvesse mais 10 minutos dos novos em campo daria para vencer. Isso ficou claro no final. Os desequilíbrios físico e tático devem ser feitos na metade do segundo tempo, não no final, aos 40 minutos. Aguirre – dessa vez você falhou! Vê se toma jeito – ficou indeciso e esperou demais!

  9. Esses times que estão nos seguindo tb vão perder prós times do Z 4.
    Foi até bom termos um resultado adverso contra o parana, aí vamos entrar faz focados nos próximos jogos

Deixe uma resposta