Cenário faz tropeço no Paraná ficar maior, mas São Paulo mostra que pode jogar como líder e reagir

A frieza dos números faz um empate como visitante, em um competição tão equilibrada quanto é o Brasileirão, ser considerado um bom resultado. Na maioria das vezes é mesmo. Só que no caso do líder São Paulo, no 1 a 1 contra o lanterna Paraná, na última quarta-feira, o cenário é diferente.

Pelas circunstâncias do jogo, com um gol marcado logo no começo e as chances desperdiçadas no segundo tempo, a igualdade deve ser considerada um tropeço. O próprio Diego Aguirre admitiu o fracasso. Segundo o treinador, o São Paulo “deixou escapar dois pontos importantes”.

O tropeço aumenta de tamanho por conta da vitória do Inter sobre o Bahia, fora de casa – a equipe gaúcha, agora, está a apenas um ponto do líder São Paulo –, e também pelas oportunidades que o Tricolor desperdiçou no segundo tempo contra o Paraná. Com mais capricho, a vitória sairia.

Mas o que deve ficar como exemplo para a preparação do jogo de domingo, contra o Ceará, às 11h, no Morumbi, pela 21ª rodada, é a postura do time na etapa final, que, como disse Reinaldo, fez jus ao rótulo de líder do Campeonato Brasileiro. Veja aqui a classificação completa.

– Fizemos um primeiro tempo abaixo (do nosso nível), mas jogamos o segundo tempo como um líder de campeonato. Apertamos os caras em cima, tivemos várias oportunidades de gols, mas infelizmente não saíram. Vida que segue – comentou o lateral-esquerdo.

O que falta ao líder do Brasileirão é conseguir matar o jogo nos momentos em que aperta os adversários. O contra-ataque tem sido o ponto forte do Tricolor. A rapidez na criação também. Mas, em especial contra os times que jogam mais fechados, tem faltado o capricho na última bola.

Contra o Ceará, domingo, o cenário deve ser esse. Um rival fechado, em busca de jogar no erro do São Paulo para tentar surpreender. Mas neste Brasileirão, o Tricolor tem reagido bem aos tropeços.

E pesa, nesse caso, o retrospecto como mandante. São nove jogos neste Brasileirão, com sete vitórias, dois empates e nenhuma derrota. Aproveitamento de 85,1%.

GE

31 comentários

  1. O título é possível, óbvio. Mas esse time é de operários que precisam reconhecer suas limitações e entrar a cada jogo como se fosse uma final.
    Se agir como ontem, o título escapará.

  2. Que aula de displicência esse jogo contra o Parana. Meu Deus.
    Eu senti uma saudade do Hugo, Hernanes, Borges, Dagoberto.
    Parou de levar o Brasileirão a sério?
    Isso não é a primeira fase do Campeonato Paulista.
    Por favor, jogue mais sério da próxima vez.
    Estavam fazendo isso, jogando com seriedade.
    Conquiste o título primeiro.
    Combinem e peçam para perder os jogos o Palmeiras Crefisa, Inter e Flamengo se no próximo jogo vocês forem displicentes.

  3. Pra mim foi um erro abrir mão da Sul Americana.
    Perde esse Campeonato Brasileiro e a fila continua.
    Diante do que vem acontecendo, um Campeonato Brasileiro difícil, poderia se manter na Sul Americana.
    Seria uma esperança de título.
    Além de ser um Campeonato Brasileiro difícil, teve a displicência nesse jogo contra o Parana. Estavam jogando com seriedade. Parou porque?
    Muda essa cultura de só pensar em um campeonato: Libertadores/Campeonato Brasileiro. Deu certo em 2006, 2007 e 2008.
    Isso é herança maldita do Juvenal Juvêncio.

    • Mas não abrimos mão da sul-americana. Fomos eliminados aqui no morumbi. O time argentino não é tão ruim como falavam, eles têm uma postura defensiva difícil de ser ultrapassada. O SPFC , por melhor que esteja, ainda está em formação, ainda haverá oscilações, especialmente por não termos um elenco de mesmo nível técnico. Se algo acontece com Nênê estamos fritos. Shaylon e Lucas não dão conta. por isso , é preciso saber poupar de quando em quando, mesmo que se arrisque a perder pontos. Outra coisa; O SPFC não parou de jogar com seriedade. O problema é físico, a intensidade física dos jogos pós-copa desgastou Hudson e Liziero, por isso o time caiu de produção. E , Jucilei , retornando de contusão, ainda não está em pleno ritmo , pois ele é pesado. Aguirre vai ter que colocar um novo volante ao lado do Juça contra o ceará, pode ser o luan , o Shaylon ou até mesmo, o excelente Rodrigo caio. E, para finalizar, o SPFC , com esse elenco apenas, não consegue disputar mais do que um campeonato

  4. Ainda tem muito para acontecer, resultado não foi desastroso, mas muito longe de ser bom… Razoavel seria o minimo…

    Domingo eh vencer e seguir como lider!!!

  5. Vamos torcer para o Paraná se recuperar e começar a vencer em casa tirando pontos do Inter e de outros que estão no g4. No Morumbi não pode ter vacilo. Ontem demorou muito para entrada de Shaylon e Trelez e o Everton/Reinaldo cruzaram chuveirinho demais. foram pouco até o fundo.Gostei da movimentação do Lisiero.

  6. Como Hudson e Liziero não poderão jogar, colocaria o Shaylon de volante desde o começo. Melhoraria o passe na saída de bola, precisaremos vencer a qualquer custo.

  7. Pior que o resultado, realmente foi o contexto, e ainda bem que o Grêmio não ganhou ontem tb, e tomara que o Vitória complique as coisas para o Flamengo hj…

    A rodada e os resultados foram ruins, mas rodadas boas virão, uma hora o Inter tb vai tropeçar!!!

Deixe uma resposta