Para o São Paulo, líder do Brasileirão, eliminação da Sul-Americana é o famoso “tá ruim, mas tá bom”

São-paulino, eu tenho uma notícia boa e outra ruim para você… Vou começar pela segunda porque coisa ruim a gente fala logo: o São Paulo foi eliminado da Copa Sul-Americana ao perder nos pênaltis para o Colón, na noite de quinta-feira, em Santa Fe, após devolver o 1 a 0 que tinha tomado no Morumbi.

Ao não passar para as oitavas de final, o São Paulo deixou para trás mais uma chance de título, algo que o clube busca desde 2012, quando conquistou justamente esta competição continental. Em 12 de dezembro completam-se seis anos de fila. Ou não…

Eis a boa notícia! Até o dia 2 de dezembro, o São Paulo terá apenas 20 jogos pela frente, todos pelo Brasileirão – e as chances de título são palpáveis. O técnico Diego Aguirre disse que não gosta de falar de coisas positivas após uma eliminação, mas confessou que, “por dentro”, pode até estar pensando nelas. Quais seriam?

Faltando uma rodada para o fim do primeiro turno da competição nacional, o São Paulo é o líder com um ponto de vantagem para o Flamengo, segundo colocado. Para o primeiro time fora do G-4, grupo que leva direto para a fase de grupos da Libertadores-2019, são oito pontos de vantagem. Para o primeiro fora do G-6, posição final para ir ao torneio, são 12.

Mais importante: dos atuais dez primeiros colocados do Brasileirão – veja aqui a tabela –, o São Paulo é um dos três times, ao lado de Internacional e Atlético-MG, que têm somente um objetivo até o fim do ano.

No calendário ainda mais apertado por causa da Copa do Mundo, isso pode fazer a diferença. Das 20 rodadas restantes, serão apenas quatro em meio de semana.

E ter mais tempo livre para treinar e descansar pode fazer a diferença para o time de Aguirre. Veja por quê:

Elenco enxuto

Contra o Colón, o técnico escalou um time misto e, já no intervalo, tirou Araruna e Lucas Fernandes, que não estavam rendendo na lateral direita e na ponta – respectivamente. O titular Everton, destaque tricolor no Brasileirão, deu bem mais profundidade ofensiva à equipe em relação ao segundo, que insistia em carregar a bola para o meio. E a lateral preocupa tanto, ainda mais depois da saída de Militão, que o clube tentou contratar o paraguaio Jorge Moreira no começo desta semana.

Só Diego Souza salva

O centroavante titular, que nem viajou para a Argentina, é o artilheiro da equipe, ao lado de Nenê, com 11 gols, e não tem substituto à altura. Gonzalo Carneiro, que começou jogando na quinta, está recuperando ritmo de jogo após a Copa do Mundo – ficou mais de seis meses sem jogar por causa de uma pubalgia. E Tréllez, apesar dos gols importantes contra Vasco e Sport, não parece tão confiável.

Nenê no limite

Com 37 anos, é o titular mais velho. Desde a volta do Brasileirão depois do Mundial da Rússia, ele está pendurado. Além de começar jogando sempre, não toma o cartão da suspensão. E, contra o Sport, voltou a ser protagonista. Quanto mais descansado ele estiver, melhor será para o São Paulo. Everton Felipe, contratado recentemente para ser o substitulo do camisa 10, chegou há apenas uma semana. Sobre cansaço, Rojas também rendeu menos na eliminação do que vinha mostrando.

Como esperado, na Argentina, os jogadores demostraram abatimento ao falar da eliminação. Quem sabe nas próximas semanas, enquanto estiverem treinando no CT, eles se sintam mais confortáveis do que viajando para a longínqua Barranquilla, na Colômbia, onde disputariam as oitavas da Sul-Americana se tivessem passado pelo Colón.

Tudo na vida tem um lado negativo e outro positivo…

GE

34 comentários

  1. Lucas Fernandes é um jogador que tem a “síndrome de Rodrigo Caio”. Parece que já entra derrotado em campo. Não adianta mais insistir.

  2. e um engano, Se Lucas Fernandes tivesse a síndrome do Rodrigo Caio já seria titular do são Paulo a 3 anos, já teria vestido a camisa da seleção olimica , ganho uma medalha de ouro olímpica e teria sido convocado para a seleção principal varias vezes.. E seu contrato seria valorizado em 18 milhões de Euros.. acho que ele ainda esta longe do Rodrigo Caio

  3. Ouvi algumas vezes a um tempo atrás aqui no blog que tinham um grupo de Whatsapp do nosso tricolor, tem algum disponível para que eu possa participar?

  4. Diego Souza tem substituto sim. O Carneiro fez uma boa partida inclusive saindo da área, voltando pra marcar e roubando bola do adversário. Não encontrou espaço para o arremate como quase todos jogadores do SP que estavam em campo, mas isso não quer dizer que jogou mal. Se ele começar a fazer seus golzinhos, DS que se cuide! Talvez DS comece a disputar vaga é com Nenê, que arrebenta em algumas partidas e depois some (talvez seja o cansaço). Trellez é sempre surpreendente, o que falta de técnica ele compensa com vontade. Os defensores ficam sempre desconfortáveis com ele marcando a saída de bola. É um jogador útil também.

  5. O Lucas Fernandes, tecnicamente é bem acima da média.

    Fisicamente, se mostra fraco, sem velocidade e pouca mobilidade.

    Taticamente não tem características alinhadas com as exigências atuais e necessárias para atuar além da função de articulador e criados de jogadas, especialmente nesse estilo e padrão de jogo usado pelo Aguirre.

    Num esquema de jogo pra atuar como armador poderia se sobressair e se destacar.

    Demonstra uma personalidade de um menino muito pacato, acanhado, conformadão e sem maiores ambições com a situação da carreira dele, características que sugerem um jeitão meio acomodado e pouco competitivo.

    Precisa definir os rumos e recriar um plano de desenvolvimento para a sua carreira.

    Uma eventual mudança de ares poderia ser benéfica pra ele e para o clube.

    • Ele tem de voltar a evoluir rápido, pois o bonde está passando. Se Éverton Felipe engrenar, já era as oportunidades dele. Vai ficar meio encostado como Paulinho e Caíque. Até porque já tem o Toró pra subir e dar oportunidades no ano que vem.

      Shaylon e Brenner que se cuidem também.

      Ah por falar nisso, assisti a convocação da seleção hoje e quando o Edu Gaspar disse que em toda convocação haveria um atleta sub-20, eu pensei: Eita, vão convocar o Brenner por ele ter treinado com a seleção antes da Copa. xD

  6. As vezes eu acho que o Rodrigo Caio anda visitando as esposas de certos frequentadores do blog, pq além das criticas sempre exageradas se são dirigidas a ele, o povo começa a alucinar … O Rodrigo Caio é jogador de seleção, o Rodrigo Caio é um entre dois zagueiros de toda a história brasileira que podem se dizer campeões olímpicos titulares pela seleção (e a mídia a epoca o apontava como pilar do time), o Rodrigo Caio é, na visão do Tite, um dos 10 melhores zagueiros do nosso país, o Rodrigo Caio foi o alicerce e deu a cara a tapa em um dos piores mais dificeis e turbulentos futebolisticamente e politicamente da história do nosso time. Vc não gostar dele, ok, como dizem: nem Jesus agradou a todos, mas comparar com o Lucas Fernandes que é um engodo, horrível, não se sabe nem se jogador é, além de burrice é mau caratismo. A torcida do São Paulo é um das poucas do Brasil a queimar tão fortemente jogadores assim, se o Rodrigo Caio é base do Corinthians e representa como representou aqui todos esses anos, era endeusado por eles.

    O São Paulo e seus jogadores já são odiados por muitos, não precisa ainda do ódio do próprio torcedor tricolor. Reflitam ae.

  7. Outro que tão queimando, esse sem nem mesmo jogar, é o Jean. O moleque ontem pegou uma bola dificilma, seguro nas demais, em todas as vezes que entrou que me lembre só falhou uma (e foi na saída de bola, não debaixo das traves) e o sapiencissimo torcedor tricolor já declarou que não é goleiro pro São Paulo pq não defendeu um penalti sequer ontem (todos excepcionalmente cobrados).

    Vai entender.

    • Certinho, Caire.
      E verdade seja dita: talvez Jean possa até não ser realmente goleiro pro SP. Mas quero ver o cara em atuação uma sequência longa para que tenhamos certeza.

      Outra: crucificar ele por não ter pego pênalti ontem, Francamente.
      Em 94 o poderoso SP de Tele perdeu nos pênaltis para o lixo do Velez Sarsfield dentro do Morumbi e o melhor goleiro que vi atuar no SP, Zetti, não pegou um pênalti Siquer…

      Tem gente estressada demais aqui…. Rsss

  8. Ah e pra terminar, o Lucas Fernandes vem tendo oportunidades a 2 anos, infelizmente acredito que não ”vai dar jogador”, o Shaylon sempre que entra dá dinamica ao time, lembra muito o Ganso na minha humilde opinião e paradoxalmente tem bem menos chances que o Lucas.

    • Liziero parece que tem 40 anos. Todo jogo sente cãibras. Deve ter algum problema ali… não me lembro de ninguém que tenha subido para o profissional e tenha ficado tão debilitado assim fisicamente.

  9. Golaço do Dagoberto mna série B. Bixo era tranqueira, mas sempre foi um atacante bem acima da média. Fez muitos golaços pelo tricolor, dois especiais, contra o inter saindo do meio campo com drible da vaca e cavadinha e o gol de cobertura no Marcos.

    • Ele está no Londrina, é isso?
      Quando chegou e no seu 1 ano realmente foi muito bem. Mas com o tempo se desinteressou e passou a atuar com displicência. Pra mim, saiu por baixo do clube…

      • Realmente final não foi bom mesmo. Sempre houve informações que ele era mto difícil de conviver. Mas foi bi campeão brasileiro sendo muito importante nos dois anos. Não chega a ser um ídolo, mas tem um lugar especial na história do tricolor. Seria titular no ataque de hoje.

  10. Ufa… Passei o dia hoje só no modo leitura…
    Galera estava estressada… Rsss
    Só pra finalizar (ao menos da minha parte) uma
    questão: creio que ninguém aqui torce pro time perder ou não fica chateado (ao menos um pouquinho ou por um breve periodo, que seja) quando perde um jogo ou uma classificação…

    Alguns colegas como o Carlos takei, FábioM e Massa Tricolor e mais um ou outro postaram algumas observações as quais compartilho.
    E talvez a principal delas seja essa coisa de alguns acharem que se restaura uma terra devastada por anos em apenas algumas poucas semanas ou meses…

    Não vou me alongar, mas repito: o trabalho está sendo feito – e bem feito! Os resultados virão, alguns de imediato, outros com algum tempo, e outros ainda com a continuidade de uma filosofia e um tempo maior.

    Portanto, sem essa de morre-morre, etc… Tudo na vida é cíclico. Ficamos 2 anos lutando pra não cair no Brasileirão. Em 6 meses, muita coisa já melhorou esse ano.

    Eu tenho preocupação se essa filosofia será mantida, mesmo havendo saída e chegada de profissionais nas mais diversas áreas do clube.
    Tem de haver continuidade. Tem que haver projetos e planejamento. E tem que haver gente certa no lugar certo.

    Só assim retomaremos o rumo e voltaremos a ser o clube mais temido, respeitado, admirado e copiado do país. Por hora, ainda não o somos!
    Temos que ter humildade de saber que a espera valerá a pena. Muito a pena.

    Ok, fiquem chateados com uma derrota ou uma desclassificação, xinguem, desabafem… Mas em seguida retomem o senso para não se perderem…
    E lembremos que aqui, com raras exceções de um ou outro infiltrado que surge para provocar, todos somos Sãopaulinos. No final, estamos remando na mesma direção…

    SDS a todos… Que domingo tem mais!
    Vai São Paulo!!!

  11. O São Paulo quando se complica na primeira partida de um mata-mata, via de regra, nunca faz um placar suficiente pra classificação na segunda partida. O importante é ganhar bem a primeira, principalmente em casa.

    • Concordo. Pra mim, em mata-mata, quem se dá bem é geralmente quem vence bem a 1a partida, independente do local da mesma (casa ou fora).
      Inclusive é estatístico, é só checar.

      Claro, há as exceções… Em 15 perdemos de 2×1 pro Ceará no Morumbi e conquistamos a vaga em Fortaleza ganhando de 3×0.
      Com Osorio de treinador.

      Outra coisa: vc disse em outro Post que tem 51 anos de torcedor. Eu me dei conta que agora em 18 completei 45 anos de torcedor do SP. Velha guarda… Rsss

      Vai São Paulo!!!

      • Comecei a torcer em 1967. Bela campanha no Paulista, mas perdemos o título aos 44 do 2.º tempo num Pacaembu lotado de são-paulinos. O azar foi ter jogado o 2.º tempo com um jogador a menos, Jurandir se contundiu e não podia haver substituição. Um centroavante corintiano jogou água no nosso chope. Meu primeiro ano como torcedor, minha primeira decepção, mas depois vieram muitos títulos.

Deixe uma resposta