Não é só o perfil dos diretores e jogadores que mudou, o DM do São Paulo está VAZIO

Depois de sofrer com lesões durante muito tempo, o São Paulo vive uma nova fase.

Não é só perfil de Diretor, jogador e momento de liderança.

Há o clima fantástico da Barra Funda, obviamente mas há também um fator GIGANTESCO que muda muito os rumos do time: o Departamento Médico não vive mais abarrotado como antes.

Ano passado, em 2016 e nos outros anos, o time vivia com jogadores lesionados. Agora, o time tem muito menos baixas com lesão e no momento, por exemplo, Aguirre tem o time INTEIRO disponível para trabalhar.

É tão inusitado e tão raro nos últimos tempos, que até assusta. Desde a saída do time REFFIS com os bons profissionais tricolores que não era percebido algo similar.

Esse é um trunfo gigantesco para a busca de objetivos no ano.

Que o São Paulo continue com esse trabalho firme para que não seja um momento e sim uma constante.

Blog do São Paulo

25 comentários

  1. Viemos de uma semana de folga e de um jogo em que os jogadores se pouparam bastante e não de uma sequência de jogos difícieis contra Flamengo, Corinthians, Grêmio e Cruzeiro sem intervalos. Enfrentaremos um adversário que também terá uma decisão nesse meio de semana ao contrário do Vasco que tinha folgado naquela semana.

    Por mim nem levaria todos os jogadores, mas não acho tão ruim jogarmos com vários titulares como achei no primeiro jogo. Só espero que, dependendo de como estiver o jogo, o Aguirre não demore pra sacar Nenê, Everton e Rojas (por mim até iniciarem sem todos eles e só colocaria no meio do segundo tempo se tivessemos chances de classificação ainda).

    Já desprezei mais a sula. Hoje já torço pra que passemos.

  2. Estava vendo nossos próximos 9 jogos, e temos que aproveitar para arrancar. Vejamos:

    chape (casa) – 3 pontos obrigatórios
    paraná (fora) – idem
    ceará (casa) – idem
    fluminense (casa) – idem
    atlético (fora) – 1 ponto tá bom
    bahia (casa) – 3 pontos
    santos (fora) – 1 ponto tá bom
    américa-mg (casa) – 3 pontos
    botafogo (fora) – 3 pontos

    Desses 9 jogos, 5 são em casa: temos que fazer os 15 pontos obrigatoriamente, mesmo pq os adversários ñ são lá muito difíceis: qualquer empate em casa, nessa sequência, seria mau resultado.

    Dos 4 jogos fora, temos que vencer o paraná com certeza.

    Restariam botafogo, galo e santos.

    Não é absurdo pensar em 3 vitórias, mas é bem difícil também… Nesses 3 jogos, temos que fazer ao menos 4 pontos; 6 já seria bom; entre 7-9, excelente.

  3. O revezamento de jogadores do Aguirre tem papel fundamental nisso, preserva os jogadores de lesões, mantém o grupo motivado e diminui a diferença técnica entre reservas e titulares.

    • Cara ta ai um fator importante , o Revezamento de Jogadores , o Famoso Rodizio . Pela primeira vez eu consegui enxergar o quão bem faz ao clube, se feito da maneira correta!
      Parabéns Aguirre!
      Vamo Sao Paulooo

      • Isso que o revezamento de jogadores sempre foi a característica mais cornetada dele desde os tempos de Inter e Galo, e muito são-paulino tb torceu o nariz quando ele começou a fazer isso por aqui!!!!

  4. Isso também se dá por conta da contratação do profissional do Palmeiras, que integrou os departamentos. Esse era um dos objetivos dele, mapear os jogadores para que eles nao tivessem lesões.

    E lembrar que muita gente criticou a contratação dele só por ele ter sido demitido da porcaiada.

  5. Eu iria com um time praticamente todo reserva. Acho que não mata jogador fazer 2 partidas por semana mas nesse momento não é apenas fazer uma partida e sim jogar na Argentina, precisando correr pra reverter o placar, pra voltar na sexta e jogar novamente domingo.

    Além disso eu acho bem provável que os reservas entrem com muito mais vontade e focados pra essa partida. Claramente os titulares entraram com freio de mão puxado no primeiro jogo.

    • Seu comentário é o que mais se aproxima do que eu também penso para essa sequência.
      Termos o Cólon na quinta, na Argentina.
      Voltamos para encarar no domingo um adversário chatissimo que já nos complicou várias vezes jogando aqui em SP, mas que no momento torna-se fundamental vence-lo. Depois viajamos ao Processo De para na quarta enfrentar o desespero do Parana e depois voltamos pra casa para jogar domingo de novo com o Ceara.
      Ou seja, 4 partidas em 10 dias.
      É pra desgastar qualquer um!
      Tênis que começar a definir as prioridades a partir de agora.
      Não que eu esteja já descartando a Sulla, mas com um time misto da muito bem pra ir lá e ganhar.

  6. Prova de que o retesamento quase sempre é necessário, para evitar que jogadores se machuquem. E tem outro fator que ninguém reparou… Ano de copa geralmente é assim mesmo, quando volta tem menos contusões por causa da intertemporada no meio do ano…

  7. Um outro fator importante tbm é a preparação física…antigamente o SPFC morria no segundo tempo e parecia claramente que outros times estavam bem melhores…hj não, teoricamente temmos um time mais pesado, mas os caras estão correndo mto mais, méritos para quem fez a troca.

  8. Não sejamos tão ingênuos.

    O DM estava lotado o ano passado porque ninguém queria se arriscar naquele time perdido e sem comando.

    Muitos dos jogadores queriam mesmo era sumir do time, e fingiam lesões para se esconder.

    Agora que a fase é ótima, todos querem jogar.

    Podem falar mal do Rodrigo Caio, mas esse pelo menos dava a cara a tapa nessa fase.

    Pelo jeito é o único que ficou com fama de perdedor.

  9. Eu acho que deveríamos focar totalmente no Brasileiro, pois é um campeonato muito importante porém muito dificil. Entraria com os reservas na Sula e tentaria fazer um bom jogo contra o ruim time do Colon. Se passar de fase muito bem, senão, pouco importa. Quero ser hepta campeão brasileiro.

Deixe uma resposta