“Pressão existe pelo tamanho do São Paulo”

O equatoriano Joao Rojas não precisou de muito tempo para se adaptar ao futebol brasileiro. Contratado pelo São Paulo no início do mês passado, o meia-atacante entrosou rápido com seus novos companheiros de trabalho e assumiu a posição de titular no time de Diego Aguirre. Agora, já adaptado ao clube, fala sobre a pressão de jogar no Tricolor e brigar pelo título do Brasileirão.

“A pressão aqui é diária pelo tamanho do clube. O time tem sempre que estar brigando nas cabeças e é normal que as equipes queiram vencer o líder do campeonato”, afirmou o camisa 23 em entrevista ao L!

Líder do principal campeonato do país, com 35 pontos em 17 rodadas, o São Paulo encara o Sport na próximo domingo, às 16, em Pernambuco. O Leão da Ilha briga contra o rebaixamento e encara a partida como uma final.

“O São Paulo tem impor seu estilo e ritmo de jogo contra qualquer adversário, jogando dentro ou fora de casa. Respeitando o Sport, mas vamos para lá atrás de um resultado positivo”, argumentou o equatoriano.

Depois de seis jogos com a camisa do São Paulo, Rojas fez seu primeiro gol no último domingo, na vitória, por 2 a 1, diante do Vasco. Logo no primeiro minuto de partida, o camisa 23 abriu o marcador e fez explodir o Morumbi, que recebeu mais de 50 mil torcedores naquela tarde.

“Foi uma sensação diferente de tudo que já senti. O estádio cheio, num jogo importante para nós. Foi um gol realmente muito marcante para minha carreira”, explicou o são-paulino.

Apesar do bom momento, Rojas prefere não traçar uma meta individual pelo Tricolor. Na opinião do meia-atacante, peça chave no esquema tático de Diego Aguirre, o mais importante neste momento é ajudar o São Paulo a conquistar seus objetivos na temporada.

“Não traço meta. Nossa meta é sempre o próximo jogo. O que temos em mente é sempre entrar focado e determinado para ajudar a equipe e se for com gols, que seja com gols importantes pra ajudar o clube”.

UOL

7 comentários

  1. Comentando um post anterior. Que legal seria ter o Muricy em nossa diretoria de futebol ao lado de Rai, Ricardo Rocha e Lugano.
    Além do reconhecimento por tudo que representou pra gente e por todo amor e gratidão que ele mostrou ter pelo SP, ainda é um grande profissional e ajudaria muito na montagem do elenco e na avaliação do garotos da base.

  2. alguem sabe quem é esse ex jogador que estava no time campeao mundial de 2005 que esta com problemas com drogas e vai passar no domingo espetacular da record? acabei de ver a chamado do programa

  3. Quando o SPFC anunciou a contratacao dele (Rojas),chamei meu filho pragente procurar lances dele no youtub.Gols,dribles,melhores momentos.
    Entao disse ao meu filho:” se ele fizer isso no tricolor! “. Pois demonstraba muita rapidez e muita abilidade e os primeiros jogos dele com nossa camisa demonstraram que os videos sao verdadeiros,que realmente ele eh muito rapido e muito abil. Parabens Rai,Aguirre e cia ltda.

  4. Li agora no outro post que o Sidão “passa segurança à defesa”. Kkkkkkkkk
    Bom, se há quem ache que o Lula seja santo e o Bolsonaro equilibrado, isso seria o de menos…

Deixe uma resposta