Alexandre Pássaro: o dirigente sai das sombras e começa a aparecer no São Paulo

A apresentação de Everton Felipe no São Paulo, na última quinta-feira, carregou uma surpresa: a presença de Alexandre Pássaro ao lado do diretor-executivo de futebol do Tricolor. O advogado está no clube desde 2015, mas sempre agiu apenas nos bastidores e nunca havia aparecido para dar entrevistas.

Essa mudança de rota foi uma forma encontrada pela diretoria para dar voz e valorizar o profissional, que desde janeiro ocupa o cargo de gerente-executivo de futebol e que teve papel fundamental nas tratativas com o Sport para fechar com Everton Felipe.

Pássaro chegou ainda na gestão de Carlos Miguel Aidar para ser advogado no departamento de futebol. Sua participação na reconstrução do clube desde então sempre foi exaltada, apesar de certa resistência da oposição por ele ser jovem.

Quando Gustavo Oliveira deixou o São Paulo no segundo semestre de 2016, o advogado começou a tomar frente em negociações como a de Wellington Nem. Essa atuação seguiu com Vinicius Pinotti em 2017 e acabou rendendo a promoção nesta temporada, incluindo um contrato mais longo com o Tricolor. Para essa valorização ser efetivada, no entanto, Pássaro precisou se licenciar do escritório de advocacia do qual é sócio.

UOL

33 comentários

  1. Se o Aguirre indicou.
    Se o R.R. endossou.
    Se o Lugano aprovou.
    Se Raí autorizou.
    Se o Pássaro negociou
    Se o Leco assinou.
    Se o SPFC contratou.

    “Tudo está no seu lugar, graças a Deus”.

    Segue o líder.

    • Sim.

      Não misturar as bolas.

      Gustavo era excelente com contratos, ja quanto a futebol tinha conhecimento de torcedor.
      Pinotti devia ser bom na area dele mas no futebol não. Conhecimento que.leva muito tempo.

      • nada relevante…e abandonou o time no meio de um mata mata da Libertadores…por mais que não se concorde com algumas decisões e diretrizes…o SP esta acima de tudo…

        Não deixou legado nenhum nos 20 dias…30…40 dias q ficou…enfim…sumiu…

    • Desculpe, mas Luiz Cunha já era conhecido e foi ele que iniciou o trabalho de reestruturação do CT de Cotia ainda em 14 e que culminou cim o sucesso da Base di clube, i qie fez com wue ganhasse morak para ser Diretor de Futebol em 16. O nosso geande momenro em 16 na Libertafores fou sob seu comando, conseguindo harmonizar o ambiente.
      Saiu, todo mundo já sabe, por quebra de hierarquia e por diferenças enormes com o
      “Jeito Leco de Administrar…”

      • Abandonou o barco brother…

        Imagina se por nao concordar com o jeito de se fazer as coisas… do chefe, patrão, esposa, namorada, mãe, pai…fossemos abandonar o barco…

        Passou e não fez diferença…

        Mas como disse acima…pontos de vista …há q se respeitar…

        • Pois é… discordo!
          Picuinha?
          O cara tem um currículo elogioso, vem para ser Diretor de futebol, e aí o Gerente passa por cima dele em uma determinada questão. Aí ele vai falar com o presidente, deste diz que vai ficar como está???
          Peralá!
          Agora porque é o SP, um clube de futebol que envolve a nossa emoção, pra vc o cara tinha que engolir e ficar quieto?
          Poupe-me ..

            • Pois é…. Questão de opinião…
              Ele pode até ter sido um pouco precipitado, mas merece ter sua escolha respeitada.Ficam crucificado ele como se tivesse o maior pecado do mundo
              E o curioso é que dizem que ele nada deixou de legado ou era insignificante na sua participação, mas pixam o cara de tudo… Bem incongruente essa postura!!
              Afinal, ele era ou não era importante na função?

  2. Bom, confesso que não conheço o trabalho do Alexandre Pássaro, mas sempre espero que os profissionais estejam fazendo um grande trabalho. Como sempre digo, criticamos quando há necessidade de criticar, mas no atual momento do São Paulo não vejo razões para criticar a diretoria e qualquer um que esteja criticando a diretoria ou esteja fazendo indiretas aos membros dela pode se considerar anti-sãopaulino.

    A diretoria está fazendo um trabalho a qual eu nunca esperei. Critiquei a postura da diretoria e dessa turma por bom tempo sendo contra a eleição do Leco, mas considerando o fato que o SP está nas mãos do Leco e todos os membros que compôe a diretoria, então eu apoio e espero que sempre façam um grande trabalho.

    • Rapaz,
      Pare de achar que vc tem o dom de determinar quem é quem aqui.
      Vc, como eu ou qualquer outro não tem o direito de dizer quem é mais ou menos Sãopaulino, ou ainda pior: dizer para algum frequentador assíduo que ele não é Sãopaulino por divergência de opiniões.
      Aí é arrogância demais.
      Aprenda a respeitar opiniões diversas.
      Mesmo porque o Sr Leco tem um histórico enorme no clube, e a maior parte deste histórico é de trairagem, incompetencia e
      outras coisinhas… Então eu sou crítico dele, sim!
      E daí eu ter que ouvir de um inconformado que eu sou anti sãopaulino… Só rindo.

  3. O caminho está sendo trilhado por esta diretoria, que até o momento esta apresentando um ótimo trabalho. Só peço que não caiamos no mesmo erro dos times que tem o seu trabalho tão exaltado antes dos resultados e acabem se perdendo.

    Todo sucesso a diretoria e principalmente ao time do SPFC.

  4. O Leco demorou pra achar as pernas, mas parece que agora está fazendo um bom trabalho, e isso passa por saber delegar, indicar e, como o caso do Pássaro, manter o que está bom.
    Se esse ano tivesse eleição no SP eu provavelmente torceria pelo vitória do Leco, algo inimaginável alguns meses atrás.
    Não sei se Leco sabia que Raí seria um bom diretor ou se tentou usar da imagem do ídolo para fins políticos, em todo caso ele merece créditos pela contratação e pela aparente carta branca

    • Zinga; o Leco tem seus defeitos, mas no que tange ao nome do Rai já estava nos planos do mesmo(Leco) estar na posição onde ele ocupa na diretoria. Antes das eleições lembro bem que muitos estavam criticando o Rai por ter apoiado Leco por ele ter prometido cargo. Ou seja o Rai já estava nos planos já a tempos, mas não teria como fazer isso deforma automática pois havia acordos firmados anteriormente.

      E é como vc mesmo disse, o Leco merece créditos no que tange a administração atual tanto em delegar poderes a pessoas competentes na area do futebol, como também por prover ao clube melhorias como modernização do Morumbi, investimentos na base, negócios lucrativos, e demais fatores que tem contribuido de forma positiva para o São Paulo Futebol Clube.

      Pessoas que colocam apelidos(outleco) ou se acha no direito de “mandar” Leco ficar quietinho são atitudes que não são de torcedores do São Paulo, mas sim de gente magoada por esse senhor que mandou o garotinho que eles gostam embora. Repare que quando há noticias que falam das coisas boas da diretoria eles tipo que desdenham, mas quando é algo falando de forma negativa os caras não perdem a oportunidade de ficar ofendendo o índividuo.

  5. Esse cara foi presidente do Desportivo Brasil, time da Traffic, e braço direito do “impoluto” J. Hawilla.

    Nunca que ele passou esse período, da sua chegada em 2015 até o fim de 2016, sem participar de negociações.

    O nome do meio desse cara é Negociação, e não digo isso de forma elogiosa.

    • Opa, cuidado Danilo!
      Ele foi indicado pelo Leco para estar onde está. E se o Leco indicou e vc falar mal é
      porque é anti-saopaulino!
      Palavra de um rapaz indignado que escreve aqui no Blog…

      Rsss

Deixe uma resposta