Respeito e Prestígio de Raí viram trunfo do São Paulo para reforçar elenco de Aguirre

Um dos maiores ídolos da história do São Paulo, Raí vem sendo fundamental nesta retomada do clube em 2018. Diretor de futebol do Tricolor, o ex-meio-campista costuma ter influência direta nas negociações, até mesmo ligando para os atletas que pretende contratar, se preciso. Bruno Peres e, mais recentemente, Everton Felipe são dois exemplos de sucesso da maneira de trabalhar do dirigente.

“Tive uma conversa essa semana com o Bruno Peres. Ele me disse que tinha outras propostas, mas que veio para o São Paulo pelo projeto que o Raí apresentou a ele. É isso o que a gente quer, jogadores que entrem de frente, que não tenham pressa de sair do São Paulo”, revelou Ricardo Rocha, coordenador de futebol do São Paulo e braço direito de Raí.

Everton Felipe foi outro jogador que recebeu ligação de Raí antes de fechar negócio. O atacante de 21 anos tinha outras propostas, como a do Flamengo, contudo, forçou a barra para se transferir para o São Paulo, mesmo com o fato de o clube do Morumbi não ter feito a melhor proposta para tirá-lo do Leão.

Na última quarta-feira, o jogador vindo do Recife treinou pela primeira vez com seus novos companheiros e após a atividade concedeu entrevista à SpfcTV, em que reforçou a importância de Raí nas conversas para que ele pudesse ter a certeza de que o São Paulo seria a melhor escolha a se fazer.

Apesar do bom trabalho feito pela diretoria do clube, reconhecido até mesmo pelo técnico Diego Aguirre, os homes fortes do futebol do São Paulo preferem manter os pés no chão e deixar o ‘oba-oba’ somente para a torcida, cada vez mais empolgada com a boa fase do clube após anos colecionando campanhas ruins.

“Tem muito trabalho pela frente ainda, mas acho isso tudo muito legal. O Leco deu autonomia para todos nós, sempre estamos conversando. Graças a Deus, as coisas estão se concretizando”, completou Ricardo Rocha.

GE

33 comentários

  1. Diego Souza também já havia falado da conversa com Raí. E tenho certeza que pro Éverton sair do Flamídia não foi só por causa de dinheiro (lá ele era titular e teve até proposta de renovação).

  2. Bom dia

    Rceni foi um grande goleiro. Mas considero Telê e Raí os maiores ídolos do tricolor.

    Comecei a acompanhar em 1989. Então vai aí uma seleção tricolor que vi jogar.

    Defesa – Ceni, Cafu, Miranda Edmilson, Serginho
    Volancia – Valber, T. Cerezo
    Meio – Raí (Leonardo)
    Ataque – Miller, Denílson, França
    Tec: Telê

    *se alguém for comparar, fique de 1990 em diante. Antes disso não vi jogar; inclusive careca, que pelos vídeos jogava muito.

    • Pelo que você viu jogar é ótima sua seleção, a minha que vi jogadores jogar são: Zetti, Cafú, Oscar, Dario Pereira e Leonardo, Chicão, Cerezo, Raí e Pita, Muller e Careca.

      • Pelo Que vi Jogar Minha Seleção é…..Zetti, Cicinho, Lugano, Miranda,Serginho, Pintado, Wagner, Leonardo, Rai, Muller e Denilson.
        Minha Analise é apenas pelo que jogaram pelo tempo que vestiram nosso manto, não carreira…
        Obs: Cafu e Antonio Carlos Jogaram de mais, mas foram trairas….rs

    • Esse negócio de maior Idolo é subjetivo de mais. Entra gosto, estilo e, mais importante de tudo, época que se acompanhou.

      Eu via o RC desde a epoca da base. Gritei muito o nome dele, quando defendia os chutes, nos jogos q eu brincava na rua. Foi o primeiro jogador q, por qualquer maneira, me encantou.
      Depois q a gente cresce, muda a mentalidade. Hoje eu admiro muito mais Lugano do que Rogerio.
      O mais importante da história é Tele. Rogério o mais identificado. Rai o mais temido(nao a toa é o terror do Morumbi).
      Cada um tem um adjetivo. É dificil dizer quem foi o maior, neh?

      Ps: Françoaldo Sena era irreal. Oq esse cara jogou aqui nao foi brincadeira. Eu sempre gostei do LF9, acho injusto a avaliação que fazem dele. Mas o França….que atacante. Nao fazem mais jogadores como ele. Nao existem mais.

      • Pois é, e o critério de avaliação pra essa figura de ídolo é muito mutável também. Meu maior ídolo não só no São Paulo, mas no âmbito esportivo como um todo, é Lugano. E aqui a postura e as ideias são fundamentais. Interpreta a realidade com senso crítico e age da mesma forma no esporte pra melhorá-lo. Um oásis que gostaria de ver com mais frequência.

    • Talvés eu seja o único que tem como maior ídolo um jogador que eu não vi jogar. Esse ídolo é o José Poy a qual considero como maior ídolo do São Paulo.

      Muitos devem estar perguntando, por que justamente ele? Bom, eu para falar a verdade nunca fui ligado a esse lance de ídolo, desde que honrasse o manto, esse teria o meu respeito. Até que um dia fui ver a história de José Poy e pensei “Putz, um cara como ele não existe” e realmente não existe pois ele foi o maior sãopaulino de todos os tempos em se tratando de jogador. Ele ganhava bem menos que muitos dos jogadores atuais, pegou uma era de vacas magras, jejum de titulos, teve só dois titulos na carreira tricolor, teve oportunidade de voltar a Argentina jogar, mas preferiu ficar no tricolor e ajudar o SP a construir sua casa. Ajudou o SP a conquistar sua primeira Libertadores viajando a Argentina pedindo apoio a torcida do Rosário que é rival do NOB e nunca cobrou um centavo sequer do clube falecendo amando o clube que o acolheu.

  3. Acho engraçado alguns “mandando” o Leco ficar quietinho como se ele tivesse aprontando algo para prejudicar o clube.

    Galera, pare com essa mania de ficar perseguindo as pessoas sem necessidade. Entendemos que vcs não gostam do Leco devido a coisas que ele fez ano passado a qual para mim também vi como erro, mas há horas que nota-se que vcs estão inssistindo muito com isso. O Leco fez seus erros, mas também tem feito ações certas que em pró do clube. Então menos pessoal, bem menos ok!

    • Tenho essa mesma impressão.
      O cara cometeu erros? Com certeza!
      Não sou fã de dirigentes, por mim nem existiriam, gosto do modelo empresa…
      Mas quem colocou Raí lá ? Leco!
      Quem tem dado autonomia pros diretores trabalharem? Leco!
      Quem apoia e assina as contratações escolhidas pelos diretores?
      Leco!

      Se ele não apoiasse esse trio de ferro que temos na diretoria, estaríamos na mesma m…de antes

  4. Sobre o tópico do post entendemos a importância de pessoas profissionais na área. Como em qualquer empresa ou instituição o sucesso vem quando o mesmo é gerido ou administrado por pessoas sérias e profissionais. Rai bem antes de chegar a posição de liderança no Departament de futebol, ele teve um curso de gerenciamento e administração esportiva. Sem contar que ele; o Rai mantém boas relações com Paris Saint German e sua diretoria. Formado e fluente em três idiomas(Francês, Inglês e Português). Para ele estar fazendo um grande trabalho na àrea isso deve a sua experiência em lidar com pessoas pois é sabido de forma ciênte que Comunição é primordial na área de administração.

    O Lugano não é formado na área onde ele atua atualmente(pelo menos eu não sei), porém, tem o espírito de liderança e sabe do mundo do futebol devido sua experiência jogando fora de seu país. Ser o futuro presidente não se pode dizer ainda, mas sua experiência lidando com pessoas dentro e fora do futebol brasileiro irá ajudar a aprimorar as técnicas de liderança profissional.

    Ricardo Rocha já jogou no São Paulo, foi jogador de seleção e sabe como anda os bastidos do futebol. É macaco velho no mundo do futebol e tem muitas estórias para contar.

    Leco ao colocar essas pessoas fez um decisão acertada e creio eu que não colocou somente por colocar. Viu o currículo dos três, percebeu que eles poderiam ajudar o São Paulo a se reerguer e confiou seu trabalho e deu carta branca.

    Enfim, os nomes foram colocados de forma acertada e hoje o São Paulo está melhor, mas esperamos que o SP melhore mais ainda. Para isso temos que confiar no trabalho deles e parar de perseguir ou criticar eles. Afinal de contas eles são seres humanos e como todo ser humano poder errar e acertar. De qualquer forma não é fazendo críticas sem sentido que irá fazer do clube melhor.

  5. A diferença de quem entende.
    Se fosse nos tempos obscuros de Pinotti, Diego Souza estaria no Vasco.
    Com o terror do Morumbi recuperou o futebol e se tornou peça importante para o tricolor.
    Desde a época do tricampeonato brasileiro não se via um bom trabalho da diretoria.
    #ParabénsAosEnvolvidos

  6. Cara é difícil fazer uma seleção do São Paulo, eu também acompanho depois de 1990. Aí você coloca o Serginho na lateral e lembra que teve o Júnior, que ganho tudo com a nossa camisa. Volante tem o Cerezo, Vágner, Josué, Mineiro, Hernanes, Pintado, talvez tenha esquecido alguém. Meia, Raí, Palinha, Danilo, Lucas. Ataque, França, Dodô, Luis Fabiano, Muller, Amoroso, Aloisio. É complicado.

  7. Cabe uma enquete: quem foi o pior dirigente no futebol tricolor?
    – Adalberto Porsche
    – Ataíde murro no Aidar
    – Pinotti dos cosméticos
    Difícil escolha meus amigos tricolores.

    • Depende muito, mas de qualquer forma todos foram ruins em sua forma de gerir. O problema que essas pessoas não tinha experiência em gerir um departamento como é o departamento de futebol. Sem contar que dois desses não tinha o foco total no clube pois tinham suas empresas para gerir também. O ultimo até que era gente boa e tal, mas os outros dois além de incompetentes, os mesmos estavam se lixando pelo clube, estavam nem ai tanto é que o mais idiota ficou rindo depois de um resultado ridiculo. Eu me irritei mais com esse do meio, ridiculo e pela sua atitude deveria ser excomungado do clube.

  8. Outro cara que era um lixo era o Beto Playboy.
    Lembro que o SP estava mal e o cara ao invés de ficar no clube e ajudar a melhorar a situação, o cara viajou para Europa brincar com seu carro Porshe. O cara não estava nem ae para o SP.

  9. São Paulo voltando a ser São Paulo.

    Fico aliviado em saber que a instituição está em mãos de gente que ama e conhece o clube. E ainda mais feliz por saber que estão seguindo um planejamento e em pleno Agosto iniciando o planejamento de 2019.

    Mesmo não ganhando títulos em 2018, para mim esse ano já foi muito produtivo e com bom desempenho.

    Vamos São Paulo!

  10. É gritante a diferença de vc tratar uma negociação com um cara como o Rai em comparação com antigos diretores. Tomara que o clube tenha encontrado um bom caminho com o trio Rai, Ricardo Rocha e Lugano e que possamos colher os frutos brevemente.

    • Pior é a imprensa querendo criar polêmica em cima desta linda homenagem aos nossos grandes ídolos falando que faltou o Richarlyson, faltou varios outros jogadores e a imprensa querendo insinuar uma homofobia por parte do clube e torcida sendo que o próprio jogador nunca assumiu nada publicamente.

      Lamentável…

      • O Serginho latera esquerdo na minha opinião foi muito mais importante que o Richarlyson, carregava o time nas costas em uma fase horrorosa do clube e não estava lá. Dagoberto pra mim tem a mesma importância por ser contemporâneo do Richarlyson, também não foi incluso e ninguém falou nada. Temos que ignorar essas mídia ridícula que quer atenção à qualquer custo.

        • Eu acho que o pessoal leva em consideração os títulos e o Serginho pegou a fase de seca do clube e só teve um título, que foi o paulistão de 98. O Richarlison foi mais vezes campeão, mas futebol por futebol, Serginho foi melhor, embora Richarlison tenha vivido um bom momento em 2007.

  11. Leco colocou o Raí lá não porque pensa no SPFC, mas porque lhe é conveniente. Já mostrou ser um covarde diversas vezes aparecendo na hora boa e sumindo nas ruins. O Raí serve de escudo pra ele e sua corja continuarem mamando tranquilamente nas tetas do clube.

    Pelo menos o SPFC se beneficia do fato de ter um ídolo inteligente, honesto e comprometido à frente do futebol do clube. Só dispensaria o Ricardo Rocha.

  12. Para quem esta na faixa dos 40 anos, a maioria acha Rai o maior idolo tricolor, eu entendo os mais novos terem no Rogerio Ceni o maior, pois nao viram o que esse cara fez, foi graças a ele que começamos nossa saga de ganhar campeonatos mundiais, me lembro ate hj do jogo contra o Barcelona onde fiquei acordado de madrugada para ver o jogo, antigamente era na tv ou radio, nao tinha as mordomias de hj com internet….. aquele jogo marcou muito meu fanatismo pelo tricolor

    Para mim o maior jogador do tricolor é o Rai, o terror do morumbi…. e quando ele voltou da França para encerrar a carreira e destruiu a gambazada foi mitico…

    Esse cara tem uma moral danada no meio da boleirada, muito tb pela inteligencia e carisma que ele tem

Deixe uma resposta