Amigos Tricolores.

Eu, particularmente, gostava do patrocínio da Under Armour e de seus materiais. Em casa, além da tradicional camisa branca, que comprei logo que a Under a lançou, tenho a camisa listrada, presente da minha irmã e cunhado de aniversário, tenho uma calça de treino, que ganhei de um amigo em um evento e a camisa azul, linda, que comprei também. Ganhei da minha esposa a camisa branca de goleiro, que o Renan usou em alguns jogos em 2017. Ou seja, tinha um material bem interessante da Under Armour, e via uma qualidade muito boa no material. Mas a Adidas, uma gigante do mercado, não vai deixar a qualidade muito atrás, mesmo porque, a Under Armour é uma novata no segmento em que a Adidas é uma das maiores, mais desejadas e experientes.

Lançamento da Under Armour foi épico

Como profissional de propaganda, posso dizer que o lan√ßamento da Under Armour foi demais, uma a√ß√£o muito melhor do que a feita s√°bado passado com a Adidas. Nada contra, foi interessante, aproxima mais o p√ļblico do que apenas uma apresenta√ß√£o a imprensa, mas a da Under foi demais. Basicamente, ela deu 11 camisas a 11 torcedores que entraram no est√°dio normalmente. Se dirigiram at√© os jogadores no campo e entregaram a sua camisa para eles jogarem. Tudo filmado e postado nas Redes Sociais, em especial no YouTube. Vale ver!

São Paulo e Adidas, não é de hoje

Pois é amigos, os mais jovens não devem se lembrar, apesar de com certeza já terem visto fotos nas Redes Sociais, mas o São Paulo já teve parcerias com a Adidas em outros tempos. Como esquece da camisa que o Denilson deixou Gamarra no chão na final do Paulista de 1998? Aliás, como a imprensa é ruim, não? Gamarra, em 1998, era o melhor zagueiro do mundo, Denilson pedalou e ele caiu. Em 2002, a eterna promessa, Robinho, pedalou em cima de Rogério, um limitado volante/lateral e ele é o rei das pedaladas. Meu pai do céu! E sim, foi nesse jogo que Raí voltou de Paris, fez sua reestréia no São Paulo e ganhando o titulo em cima do Corinthians. Que dia!!!!

Menudos usavam Adidas

N√£o √© de hoje que digo que o melhor time de todos os tempos do S√£o Paulo foram os Menudos. Isso que jogou junto, claro, pois se for montar aquelas sele√ß√Ķes imposs√≠veis com Leonidas, da d√©cada de 40, jogando ao lado de Muller, da d√©cada de 90, √© outra hist√≥ria. Os Menudos de Muller, Silas, Pita, Careca e Cia jogavam com o patroc√≠nio da Coca-Cola e a camisa da Adidas. O S√£o Paulo, em 1996, teve a Adidas como parceira, uma √©poca de transi√ß√£o da sa√≠da de Tel√™ para uma nova era do S√£o Paulo.

Adidas hoje

No √ļltimo s√°bado, o S√£o Paulo apresentou o seu novo uniforme de treino. Geraram muitos sentimentos nas Redes Sociais, como era de se esperar. No meu Twitter, por exemplo, que √© a Rede Social que eu uso mais para o S√£o Paulo, eu vi mais cr√≠ticas do que elogios, na verdade, vi de tudo, at√© mesmo torcedor brigando com torcedor. Sem d√ļvida, a situa√ß√£o do time, sem t√≠tulos, est√° deixando a torcida muito mais ranzinza e ‚Äúreclamona‚ÄĚ, mas isso √© fase. Espero!

Eu achei o material muito bonito, mas como vi muitos falando, não gostei do símbolo do São Paulo ter sido desrespeitado e não falo pelo símbolo dourado na camisa de treino vermelha, isso eu acho válido, o Google ensinou ao mundo que pode sim mudar a construção do seu logo, da sua marca, mas o que me deixou bravo foi no material preto, o mais bonito, o símbolo estar desproporcional. Será que a Adidas não viu? Poxa, não começa a relação assim, né?

Apoiar sempre!

Tirando esse lado do s√≠mbolo n√£o ter sido respeitado, eu avalio como boa a chegada da Adidas. A Under Armour tinha capacidade e nome para estar junto ao S√£o Paulo, por√©m, as metas da marca n√£o foram batidas e ela optou em sair ‚Äď ao menos √© o que se sabe e n√£o vou ficar aqui especulando, mesmo porque o que soube internamente no S√£o Paulo √© isso mesmo ‚Äď acontece, nem sempre uma estrat√©gia de marca e neg√≥cios atinge os objetivos, mas para o S√£o Paulo √© uma boa ter uma marca multinacional atrelada ao time. A Adidas j√° teve parcerias de sucesso com o S√£o Paulo, que retorne.

Rumo ao titulo

Que essa mudança traga ao tricolor uma nova energia e mentalidade campeã.

At√© a parada para a Copa, est√°vamos ‚Äúiludidos‚ÄĚ com um S√£o Paulo jogando bem, partindo para cima dos advers√°rios. Apenas uma derrota no campeonato, vice-l√≠der e com um Nen√™ jogando mais que muito CR7, Messi, Neymar por ai. Que essa ilus√£o continue, com a Adidas ao nosso lado e o que venha o titulo nacional de 2018!!!!

*Felipe Morais. Publicit√°rio, apaixonado pelo S√£o Paulo Futebol Clube. S√≥cio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inova√ß√£o. Autor dos livros Planejamento Estrat√©gico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o S√£o Paulo FC da era Tel√™ (Ed Inova) ‚Äď www.livrotele.com.br – facebook.com/plannerfelipe e @plannerfelipe