Não é só o Cruzeiro que tem interesse em contratar o atacante Pedro Rocha, 23, do Spartak Moscou, da Rússia. O São Paulo também tem o jogador na sua lista de prioridades para o mercado de transferências durante a pausa do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo.

A reportagem apurou que o clube do Morumbi chegou a consultar o agente do atleta, Hamilton Bernard, e ouviu que Pedro Rocha tem sim o desejo de voltar ao Brasil, mas a negociação não é nada simples e será difícil negociar com os russos.

Apesar de ter aproveitado o atacante em poucos jogos da ̼ltima temporada, o Spartak Moscou ṇo ignora o valor que pagou ao Gr̻mio para contratar Pedro Rocha em agosto do ano passado Р12 milh̵es de euros (na ̩poca, R$ 45 milh̵es). Ou seja, aceitaria negociar desde que houvesse lucro com uma transfer̻ncia.

Nesse cenário, a possibilidade de trazê-lo por empréstimo é bem mais difícil. Se ocorrer, os russos preferem emprestar para outra equipe da Europa.

Outro problema é que Pedro Rocha, que fez 14 jogos e um gol pelo time, ganha cerca de 2 milhões de euros (R$ 8,7 milhões) por ano livres de impostos. Para ser repatriado, o valor do salário teria de ser convertido para cifras brasileiras e a diretoria do São Paulo não trabalha com a hipótese de aumentar o teto salarial do time (hoje em torno de R$ 400 mil).

O ex-jogador do Grêmio tem interesse em retornar ao Brasil para poder jogar com mais frequência e recuperar o espaço perdido, mas o contrato longo com o time de Moscou é outro problema. Ele tem vínculo com a equipe até 30 de junho de 2021.

No próximo dia 16 ele voltará para a Rússia e deve se reunir com os dirigentes do Spartak. Falará do futuro e do interesse dos clubes brasileiros. Na mesa discutirá a possibilidade de ser emprestado, vendido (chance praticamente impossível) ou permanecer.

Do lado do São Paulo, ele é visto como um nome muito bom para substituir Marcos Guilherme, que estava emprestado ao time pelo Atlético-PR e já acertou a ida para o Al-Wheda, da Arábia Saudita, time treinador pelo ex-corintiano Fábio Carille.

Ter um atacante rápido pelas pontas do campo é um desejo do técnico Diego Aguirre, que considera que o lado direito ficou enfraquecido com a perda de Marcos Guilherme.

O São Paulo derrotou o Vitória por 3 a 0, no Morumbi, na última terça-feira, e terá 12 dias de descanso, depois retornará aos treinos. O próximo compromisso será somente em 18 de julho contra o Flamengo, no Rio de Janeiro.

ESPN