São Paulo projeta refletores de LED, telões e minicobertura no Morumbi

O novo estatuto do São Paulo, vigente desde 2017, foi aprovado e implantado com o intuito de modernizar o clube financeira e administrativamente. Principal patrimônio do Tricolor, o estádio do Morumbi está inserido neste processo.

A diretoria de infraestrutura já tem engatilhados projetos referentes a melhorias e adequações da casa são-paulina. Para viabilizar as obras, o clube pretende firmar parcerias com empresas privadas para minimizar ou até eximir-se de gastos e, assim, não prejudicar as suas finanças.

Um desses projetos prevê a construção de uma pequena cobertura com painéis solares fotovoltaicos em sua superfície. A estrutura cobriria uma área equivalente aos três primeiros degraus do anel superior da arquibancada. De acordo com o São Paulo, a energia captada pelos painéis acarretará numa economia mensal de cerca de R$ 50 mil.

A ideia do Tricolor é produzir energia suficiente para não precisar mais pagar à Eletropaulo. O excedente da produção, inclusive, poderia ser vendido a torcedores. Há conversas com a empresa alemã Siemens para a execução do projeto, mas as partes ainda não chegaram a um acordo.

A troca de todos os refletores para modelos de LED, por sua vez, está em processo mais adiantado. O Tricolor, aliás, estima que as novas lâmpadas sejam instaladas até o fim da Copa do Mundo da Rússia, no meio de julho, em uma parceria com a empresa sul-coreana de tecnologia Samsung.

O novo modelo de iluminação, mais barato do que o atual, seria inédito em território nacional, inclusive em comparação com as arenas mais modernas do País, construídas para o Mundial de 2014. Ainda no campo da tecnologia, há um estudo para a colocação de dois telões multimídia, que exporiam as marcas patrocinadoras das reformas.

Já o projeto de aproximação entre arquibancada inferior e campo, em estágio embrionário, é considerado pela diretoria mais ambicioso e difícil de ser executado. O problema é estrutural e de logística, já que os banheiros químicos instalados para os shows no estádio ocupam toda a área em que seria realizada a obra. A ideia foi sugerida pelo próprio presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Há também a previsão para reformas dos vestiários dos atletas até o fim de 2018, financiadas pela Ambev, mesma empresa que patrocinou a reforma do centro de mídia do estádio no ano passado.

CT da Barra Funda

A modernização do centro de treinamentos do time profissional do São Paulo também está nos planos da diretoria. A ideia é trazer melhorias para todos os setores do local, cuja concessão da Prefeitura foi estendida até 2042, com mais 20 anos prorrogáveis.

A começar pela transferência do Reffis para o prédio onde se localiza hoje o centro de imprensa, que teria um novo galpão a ser construído ao lado arquibancada de um dos campos.

Ressalta-se que o projeto de reformulação do CT, assim como as obras no Morumbi, precisará passar pelo crivo do Conselho Deliberativo e dependerá das parcerias do clube com empresas investidoras.

GE

Anúncios

58 comentários

  1. Realmente o estádio precisa ser modernizado,mas o que mais precisamos é de títulos e nos recolocar no lugar de onde nossas próprias administrações nos tiraram,o de protagonistas!

    Curtir

  2. Sobre o Rodrigo Caio, muita gente torce para que ele seja vendido, eu não, pois até o Arboleda quando não joga o Rodrigo falha muito, não sei porque os entendidos sempre queimam um bom jogador, na maioria das vezes da base. Será um grande zagueiro do futebol mundial,na Olimpiada jogou mais do que o Marquinhos que é titular na seleção do Tite.

    Curtido por 1 pessoa

    • A venda do Rodrigo Caio já foi prolongada demais, o próprio jogador precisa respirar novos ares e provar para si mesmo que tem o potencial que muitas pessoas acreditam que ele possui.

      Curtir

    • O problema, sr. Roxo, é que alguns aqui não conseguem entender realmente de futebol. Como o senhor mencionou , ficou claro que Arboleda perde rendimento sem Rodrigo caio, ele já está acostumado com o Rodrigo. Essa falta de reconhecimento por parte da torcida está deixando o Rodrigo triste, ele que é o jogador mais dedicado de todo esse elenco. por isso, nos bastidores do futebol, entre os jogadores, circula a tese de que o SPFC é cemitério de jogador e muitos preferem nem pensar em jogar aqui. Veja o caso do Scarpa, estava negociando com Raí, mas assim que pintou oferta dos gnomos verdes pulou fora. E digo, ele fez muito bem.

      Curtir

      • Análise perfeita, O Arboleda joga mais quando esta com o RC.
        será que não é porque ele precisa fazer os dois? a parte dele e tampar as falhas de Rodrigo Caio?

        Curtir

  3. Eu só “num” entendi a parte que fala que a a cobertura vai cobrir apenas os três primeiros degraus da arquibancada superior. E quantos degraus têm. Parece que são vários. Tinha que cobrir toda a arquibancada. aí sim seria top.

    Curtido por 1 pessoa

    • Nesse caso, ele falo do “aparelho” tecnológico que sera usado para adquirir energia solar, e não da cobertura em si, Desculpe os termos leigos, mas não sou perito nisso kkkkkk

      Curtir

  4. Vai Rodrigo Caio, vai ser feliz… deixa a defesa do São paulo para zagueiros de verdade…

    E que venham modernidades e títulos… vamos Raí… vamos São Pauloooo

    Curtir

  5. Chega ser ridículo falar em mini cobertura. Solução meia boca não é solução.
    Legal pensar em energia sustentável, mas pensar nisso dando uma conotação de cobertura ou achar que resolve em parte o problema não faz o menor sentido.

    Curtido por 2 pessoas

  6. Disso tudo o melhor é o metrô.
    Será que sai mesmo até o meio do ano, ou a máquina tucana vai atrasar as inaugurações previstas só para não dar o gostinho de cortar a fita ao novo governador candidato?

    Curtir

  7. Bom mesmo seria aproximar as arquibancadas do campo… nossa torcida é maravilhosa, fazer mais pressão é o que a gente precisava agora… mas deve ficar caríssimo, melhor nem se iludir.

    Curtir

  8. Desde 2014 pelo menos eu vejo manchetes em épocas esporádicas falando sobre reforma do morumbi, seja com Aidar, seja com Leco. Alias, em 2010 o JJ já falava que mesmo sem copa ele iria reformar de qualquer jeito. E 8 anos depois o projeto ainda cheira aquele puxadinho.

    Curtido por 2 pessoas

    • Por que não pensar em algo que realmente possa dar ao torcedor conforto.
      Já falei aqui algumas vezes e muitos não gostam da idéia. Não seria viável encontrar uma empresa que possa fazer um novo estádio, nos moldes ou parecido, como foi o das Pepas?
      Entendo quando dizem que temos uma história no Morumbi, mas pensar em mini reformas que no geral não traz benefícios a longo prazo, pra mim, não é o mais correto. O nosso maior problema são os dirigentes e conselheiros que não confiamos.

      Muitos acham que se houver um novo estádio, a história será apagada.
      Espero que me entendam que não quero desmerecer nosso “palco” e tudo o que ele representa para todos, mas, precisamos perceber que não podemos parar no tempo.

      Curtido por 1 pessoa

      • A história que o Morumbi construiu nada e ninguém apaga. Já está escrita.
        Se um dia chegar a hora de se pensar nisso como fundamebtal para o crescimento do SPFC, acho que o lado sentimental não pode sobrepor o lado racional da coisa.
        Só não posso afirmar que é o caso. Mas no futuro pode ser, e isso teria que ser analisado com total isenção.

        Curtir

        • Sobre história, eu digo o seguinte: Vários clubes do mundo demoliram estádio para construir outro. o último foi o Atlético de Madri. Ou seja, se o São Paulo desmanchar um “Cícero” e construir outro “Cícero”, vai só modernizar e não apagar o passado.

          Curtido por 2 pessoas

      • Eu nunca parei pra pensar de verdade sobre isso pq não era algo que já foi colocado pra discussão mas creio que o sistema de concessão é o mais adequado e tem modelos no Brasil que ajudam a implementar algo nesse sentido.
        Como sempre o problema está no que voce disse: falta de transparência e confiança em pessoas que já mostraram por A+B toda a sua incompetência e falta de credibilidade.

        Curtir

      • Ja disse uma vez aqui, estudos mostram que quanto mais perto a arquibancada do campo mais o juiz e o adversário são influenciados… por isso dizem que nosso estádio é neutro e juizes nos roubam e ate ja pisaram no nosso escudo comemorando gol.

        Curtir

  9. Financeiramente falando a única maneira de modernizar o morumba seria através de uma concessão tipo do palmeiras . Não vejo o clube com esse cacife todo para uma cobertura por exemplo.
    Gostaria que houvesse mais transparência nas negociações mas para tanto só com mudanças estruturais radicais e ninguém quer largar a mamata!!

    Curtir

  10. Faça um bom estacionamento. O que mais precisamos é de um bom estacionamento. O São Paulo se tornou escravo de 160 conselheiros vitalícios que não servem para nada. Se eles tivesserm alguma utiilidade já teriam feito isso há muito tempo. Paguei 40 reais para deixar o carro na rua a mercê dos flanelinhas. Isso é uma vergonha.

    Curtir

  11. Arquibancadas próximas do campo… isso é necessário. Morumbi tem que fazer mais pressão nos adversários. E que se explodam os lugares para banheiros químicos. O único show que quero ver é o do nosso time em campo.

    Curtir

  12. Única coisa que pode fazer a diferença é a torcida mais próxima… o resto é resto… vejam como foi no BR do ano passado, aqueles 5 jogos que fizemos no Pacaembu, que foi de total importância pra escapar do rebaixamento…

    Curtir

  13. Mas eu estou no grupo dos que preferem uma aproximação de verdade da térrea com o gramado ao invés de cobertura. Você ganha torcedor oferecendo um produto melhor que é estar próximo e com uma visão melhor.

    Cobertura seria muito legal até pra shows mas entre as duas coisas, prefiro estar mais próximo. Nos USA a maioria dos estádios não focam em cobertura e quando o fazem é com teto retrátil. Eles querem é ter a melhor possibilidade pra atrair vários tipos de “clientes”, com preços diferenciados.

    Curtir

  14. Infelizmente o certo é demolir e construir (sei que é difícil viabilizar financeiramente) .mas sou contra pequenas reformas .sera co.o por um Ródão no maverick.Não teM dinheiro deixa co.o está.as próxima gerações terão que resolver sera o caminho natural.Ou reforma de vez ou nem mexe.

    Curtir

  15. Demolir pra que?

    1 – Pega a numerada superior, leva até a beira do gramado
    2 – Faz a cobertura
    3 – Reforma os banheiros da arquibancada
    4 – Reforma e adapta os tuneis para a entrada conjunta das equipes

    Pronto, a “arena” está pronta com bem menos recursos financeiros, não priva o time de jogar em seu estádio e terá a maior arena da cidade.

    Menos pelo saudosismo, mas muito mais por aproveitar o que já tem edificado e pode ser aproveitado.

    Onde hoje é a numerada térrea monta um sem número box para lojas, academias, fast food etc e aluga…

    O ideal seria construir também o tal estacionamento, se bem que com a chegada do Metro, muita gente deixará seu automóvel para ir com mais rapidez e facilidade através do transporte público.

    Curtido por 2 pessoas

      • Na verdade acho que é o que mais cogitam, inclusive nos projetos apresentados durante a época da copa. Creio que o mais dificil seja fazer isso a partir da terrea pq envolve rebaixar o gramado e todos os problemas que todo mundo tá cansado de saber..

        Curtir

      • É uma obra relativamente fácil…

        Não sei se tem a ver com o córrego que passa debaixo do gramado, mas creio que não, por ser uma extensão da superior e não rebaixamento por envolver a inferior…

        Curtir

    • Vender pq é mais barato do que reformar e definitivo
      Pra fazer a reforma do Juvenal, o orçamento tinha ficado mais de 300 M aquela época….e nem eram totalmente efetivas.
      A área é valorizada e a grana da venda seria mais que o suficiente pra fazer um estádio pra 40000 pessoas em outra região da cidade….Demolir o novo dono vai fazer..
      Abraço.

      Curtir

  16. O Beira-rio é o exemplo de estádio que virou estádio, e não arena, a modernização está nos 2 anéis inferiores, e a abertura do anél superior apenas em shows e em grandes jogos, assim com o BC Place em Vancouver, que em jogos pequenos liberam apenas o anel inferior de 30.000 pessoas, nos jogos da MLS.

    Curtir

    • # 21.500 em jogos da MLS, o Morumbi teria 2 arquibancada, 40.000 a superior e perto de 30.000 a inferior, extensão das numeradas, com camarotes e áreas vips entre os 2 lances!

      Curtir

  17. Acho perda de tempo discutir questões relacionadas ao estádio.

    Nosso presidente é o Leco amigos, não se esqueçam disso. Esse cidadão ganha R$ 27 mil por mês e está acabando com o clube no seu andamento regular, não tem competência e credibilidade pra liderar ou discutir questão dessa relevância…

    Curtir

  18. Morumbi é um Opala que vive sendo reformado e gastando dinheiro pra tentar ser uma Ferrari…. nunca vai ser mas tem gente que gosta dele.

    Eu prefiro vender o Opala e comprar um mais moderno, e econômico.

    Curtir

  19. São Paulo tem que pegar o dinheiro que tem e colocar em bicho, contra três times apenas: Atlético PR (dobra quando for na Arena), contra as frangas e porcas.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s