Rodrigo Caio treina com bola e deve reforçar o São Paulo contra o Bahia

Recuperado de um entorse no pé esquerdo, o zagueiro Rodrigo Caio treinou sem restrições na tarde desta quinta-feira (10), no CT da Barra Funda. Com os titulares do São Paulo, que participaram da vitória sobre o Rosario Central, por 1 a 0, na piscina se recuperando de um desgaste físico, o técnico Diego Aguirre mandou a campo apenas os jogadores que não atuaram na noite da última quarta.

A novidade do dia foi a presença do zagueiro. Sem restrições físicas por conta da lesão que o afastou por três jogos da equipe, o camisa 3 do São Paulo participou normalmente das atividades e deve ser relacionado para o jogo contra o Bahia, no próximo domingo, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. A decisão, no entanto, sairá apenas no sábado.

O uruguaio Gonzalo Carneiro também participou normalmente das atividades no CT da Barra Funda, mas ainda precisa aumentar a carga dos treinos para poder fazer sua estreia com a camisa do São Paulo. Nesta quarta, em campo reduzido, o jogador atuou próximo ao gol e se movimentou bastante.

A dúvida da comissão técnica para o jogo contra o Bahia, na Fonte Nova, está no defensor Éder Militão. O jogador, que foi cortado às vésperas do jogo contra o Rosario Central, está com um desconforto muscular na coxa esquerda. O camisa 13 fez um trabalho específico de preparação física, foi para o Reffis e voltou com uma proteção na região afetada.

A reapresentação do São Paulo após a classificação para a segunda fase da Copa Sul-Americana também contou com a presença de dois jogadores do CT de Cotia: Lima e Carlinhos. Ambos foram chamados pela comissão técnica para completar o treinamento, mas não devem ser promovidos ao elenco profissional do Tricolor.

De olho no Bahia e na manutenção de sua invencibilidade no Brasileirão, o Tricolor volta a treinar na manhã da próxima sexta (11), às 10h30. Como os titulares devem ir para o campo, a comissão técnica limitará a presença dos jornalistas apenas aos 15 minutos iniciais da atividade.

Zero Hora

22 comentários

  1. A única coisa que gostaria de saber dessa diretoria é que, se vamos contar com Aguirre somente até o final do ano, quem está sendo pensado para substituí-lo? Jardine tem outra visão de futebol, ele teria que “recomeçar” de novo… parece pleonasmo né, mas no SP está sendo assim a muito tempo, eterno recomeço… imaginem Jardine pegando essa batata quente São Paulo em início de carreira no profissional…. vai ficar aprendendo com o Aguirre até o final do ano e tentar manter o estilo de jogo? Então o São Paulo está querendo mudar o Jardine, ensiná-lo o estilo “Aguirre”? Rapaz… confuso demais… não estou gostando dos jogos do São Paulo nas mãos do Aguirre, mas se ele vai ficar mesmo, precisamos ter essa definição de futuro… confio no Raí…. mas não confio no Rodrigo Caio… kkk

  2. Não gosto dele jogando como zagueiro… não tem o biotipo adequado para a função, fora as muitas falhas que tem cometido. Quem sabe no meio de campo….

    Tenho porém um enorme respeito por ele, pois sempre respeitou e honrou a nossa camisa e mostra carinho muito grande pelo clube.

    Se sair espero que se dê bem, ele merece…

    • Marcio e pior que pela entervista dele no bola da vez ele afirmou que sempre foi zagueiro na base e devido a lesao que teve e concorrencia na zaga colocaram e convenceram ele a ser volante. Muita gente imaginava que ele sempre tinha sido volante e no profissional “inventou” de ser zagueiro quando na vdd foi o contrário. Não sei se ele tem essa qualidade toda de volante que tanto pregam. Ele é realmente zagueiro e teve algumas boas fases nesse longo periodo de titularidade. No entanto já são muitos anos de falhas, eliminações, derrotas em classicos que sua imagem já ficou manchada perante a torcida (mesmo sendo um cara batalhador, honesto e muito sao paulino) e nem fazendo chover isso se reverteria. O melhor pra todos é o fim desse ciclo.

      • Sim, concordo com o fim do ciclo…

        Quanto a ele ser zagueiro de origem, não muda, pois ele continua tendo físico inadequado para jogar nessa função. Ele tem bom controle e boa saída de bola, conduz bem, enfim, sabe jogar, então acho que ele se daria melhor no meio de campo…

        Já está queimado por parte da torcida, então melhor sair… por ele mesmo…

  3. Rodrigo Caio é um São Paulino em campo, realizou o sonho de jogar no clube do coração, acho que realmente seu ciclo está no fim. Hoje joga em uma instituição que não tem perspectivas de conquistas, até porque esse não é o objetivo principal do clube, e sim negociar seus ativos e dividir seus lucros. Torço para que esses jogadores que sentem as derrotas assim como nós tenham um belo futuro em suas carreiras, nos representando lá fora.

  4. Uma coisa tem chamado a atenção: Porque Liziero tem caimbras todo jogo? E ultimamente estamos jogando espaçado 4 dias pelo menos.
    Até a parada da copa teremos espaço de 3 dias mas por agora tem sido maior.

    • Pq o ritmo do profissional e mto diferente do da base. Pq ele tem que se matar levando a bola pro ataque e cobrindo o Reinaldo neste esquema maluco do Aguirre. Ao contrário do que a maioria pensa, biótipo de 20 anos ainda não está totalmente preparado e apto pra aguentar a intensidade como um de 25, por exemplo. E por ultimo, ele pode ter um excesso de ácido lático que o organismos produz, cada um e de um jeito. Gustavo Kuerten sofria disto.

      • Verdade João Henrique, o auge físico de atletas de auto rendimento são dos 25 anos a 29 anos. Hoje em dia esse equilíbrio físico no elenco, juntamente com a qualidade técnica, ajuda a determinar a perspectivas de um time ser campeão, principalmente em torneios longos.

      • A questão não é do outro jogador – o problema está com o Liziero. Ele tem que realizar a função dele, mas é ainda um jogador de 70 minutos, não tem a musculatura formada para os 90 minutos na intensidade exigida. Precisa fazer um trabalho de fortalecimento que costuma demorar um ano. Se continuar assim, logo vai aparecer lesão e ficar como um Lucas Fernandes, na reserva e na esperança de melhorar aos poucos.

      • Juninho Pauista com seus 20 anos chegou a jogar dois jogos no mesmo dia quando atuava pelo expressinho e pelo profissional, na decada de 90. Tele e Muricy como técnicos.

        Por um erro de calendario, tricolor teve que jogar dois jogos no mesmo dia.

        Nunc vi ele reclamar de caimbras.

        Deve ter alguma falha nesse processo.

  5. Na verdade ele precisa jogar pra ir pra seleção….essa é a maior preocupação dele.

    A zaga vinha tão bem….agora com a entrada dele no mínimo já entramos em campo com um gol tomado….vamos ver quantos faremos.

  6. Ótimo, o melhor zagueiro do SPFC e do Brasil. Seja bem vindo de volta, Rodrigo Caio. Fora Sidão, petros, Cueva, Edimar, Trellez. Fora leco! Que voltem Hernanes e maestro PH Ganso

Deixe uma resposta