Lugano estreia em reunião do conselho do São Paulo e acalma ‘cornetas’

Superintendente de relações institucionais do São Paulo, Diego Lugano foi convidado para participar da reunião do conselho deliberativo do clube tricolor, no Morumbi, na noite da última quinta-feira, e compareceu.

Foi a primeira vez que o uruguaio esteve presente, estreando na reunião entre os conselheiros. Durante sua participação, ele apresentou o trabalho que o departamento de futebol vem fazendo em 2018, acalmando algumas vozes críticas, as chamadas “cornetas”.

Lugano abriu a sessão e discursou por cerca de 40 minutos. Destacou a filosofia de trabalho que ele, Raí (diretor de futebol) e Ricardo Rocha (coordenador de futebol) adotaram, que tem como base a busca para resgatar e dar novamente uma identidade ao São Paulo, que recoloque o clube no caminho dos títulos, e especialmente a necessidade de ter paciência.

Segundo alguns dos presentes, o uruguaio não chegou a falar sobre o investimento feito pelo futebol –superior a R$ 50 milhões, o mais alto no Brasil–, se haverá novas contratações ou até mesmo do caso Brenner.

O propósito da ida dele era falar sobre os aspectos relacionados ao trabalho que vem sendo feito. Após a apresentação, Lugano se despediu e deixou o salão nobre do Morumbi aplaudido.

Na avaliação de muitos, o objetivo foi cumprido. Como o São Paulo não ganha um título desde a Copa Sul-Americana de 2012 e vem de fracassos recentes no Campeonato Paulista (eliminado na semifinal) e na Copa do Brasil (caiu na quarta fase), o discurso de Lugano acalmou muitos críticos, especialmente porque ele mencionou que é um início de trabalho e é preciso paciência.

Tem sido comum a presidência do conselho deliberativo convidar um dos executivos do futebol para falar com os conselheiros. Raí já havia participado de alguns encontros e, inclusive, chegou a defender Dorival Júnior (antecessor de Diego Aguirre) das críticas.

ESPN

Anúncios

7 comentários

  1. Para alguns, o trabalho dos 3, Rai, Ricardo Rocha e Lugano é ridículo e até mereciam ser demitidos. Bom mesmo são os dirigentes que nos colocaram nessa situação ou gente que nem o Adalberto Batista ou Pinotti que caíram de paraquedas no clube.

    Salvem o Tricolor Paulista…

    Curtido por 1 pessoa

  2. O bom velho “corneta” rs…

    Muitos nem sabem, mas a expressão “Corneta” tem uma longa história e isso começou no outro lado do muro da Barra Funda.

    Na era da velha academia do Palmeiras segundo amigos palestrinos havia uma fábrica na rua Turiassu a qual funcionários dela em hora e momentos de folga iam até os treinos do Palmeiras e lá os funcionários chegavam e começavam a criticar e opnar sobre os jogadores, treinadores, dirigentes, etc…

    Como essa fábrica fabricava cornetas, esses que criticavam o time foram conhecidos pela torcida e pelas pessoas da época como Corneteiros expressão hj aplicados não somente de forma exclusiva pelos lados do Turiassu mas também na torcida nas alamedas do Morumbi.

    Futebol e uma longa história que envolve a cultura de gerações da paixão futebolistica.

    Há outras expressões, mas vamos falar disso em outros episódios da série “Curiosidades do Futebol Folclore”.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s