Vontade de Diego Souza foi o principal fator de sua permanência no São Paulo

Diego Souza ficou no São Paulo após nova investida do Vasco em uma negociação que esteve bem perto de ser fechada.

O modelo da transação (troca por Evander por empréstimo e pagamento de parte dos salários de Diego) não foi o único fator determinante na permanência do meia-atacante.

O portal GloboEsporte.com mostra abaixo os detalhes que fizeram a diretoria do Tricolor recuar e apostar na reação do jogador, contratado no início do ano por R$ 10 milhões.

A vontade e a postura de Diego Souza

Embora tenha existido uma conversa com o Vasco, permitida pelo São Paulo e também aberta porque o atleta era pouco usado, ao ser consultado sobre seu desejo para o futuro, Diego disse que queria ficar, mesma vontade da diretoria. A forma como o jogador conduziu esse processo durante a negociação é elogiada. A adaptação da família à capital paulista também influenciou.

A ação de Raí

Em meio ao avanço da negociação, o executivo de futebol questionou Diego Souza sobre se havia algo que o incomodava, que não o faria querer permanecer. A resposta foi “não”.

Mas Diego Souza também disse que queria se sentir parte dos planos e por dentro do que o São Paulo pensava sobre ele. O atleta colocou seu ponto de vista e explicou o que incomodava. A atuação “olho no olho” de Raí, similar ao episódio envolvendo Cueva, com problemas fora de campo no início do ano, teve efeito.

A transparência de Diego Aguirre

Diego Souza participou de quatro dos nove jogos sob o comando de Aguirre. O atleta sequer foi relacionado para algumas partidas. Em um desses momentos, o uruguaio conversou de forma transparente com o jogador e explicou os motivos pelos quais ele estava fora, seja por falta de intensidade ou algum erro específico. O meia-atacante entendeu e gostou da postura do técnico de explicar o problema com uma conversa cara a cara, sem “fritar” o jogador.

Aguirre sabe da capacidade técnica e quer Diego Souza no time, desde que ele entenda o que o comandante pensa para o jogo e haja mais dedicação. Por outro lado, o uruguaio também entende que o meia-atacante não vai atuar como Tréllez, com características de velocidade e marcação forte para pressionar a saída de bola rival no ataque.

O ambiente positivo e o profissionalismo

Não há relatos de atos de indisciplina de Diego Souza, como atraso ou falta a treinos. Há, sim, a contestação sobre a intensidade do jogador em alguns momentos. Nos bastidores também não se fala de uma eventual desavença com companheiros ou clima ruim. Rodrigo Caio e Nenê, jogadores mais próximos, costumam dar força. O ambiente de Diego Souza dentro do elenco e com funcionários é bom. Mesmo sem espaço entre os titulares o atleta não criou problemas internos.

Atuação em clássico foi questionada

Um dos motivos para a perda de espaço de Diego Souza no São Paulo foi a atuação contra o rival Corinthians, na eliminação do time na semifinal do Paulistão, no dia 28 de março.

Na ocasião, Diego Souza entrou aos 26 minutos do segundo tempo e não conseguiu manter a intensidade de Tréllez.

A falha do São Paulo no lance do gol de Rodriguinho marcado aos 47 minutos do segundo tempo tem participação de Diego Souza.

Pelo posicionamento acertado para as bolas paradas defensivas, Diego Souza seria um dos responsáveis por ocupar o espaço no qual o meia do rival sobe entre Éder Militão e Bruno Alves para cabecear (veja a seguir).

Nos pênaltis, Diego Souza e Liziero erraram cobranças, e o São Paulo perdeu por 5 a 4. Na ocasião a torcida tricolor fez duras críticas ao meia-atacante.

Depois do clássico, o que aconteceu com Diego Souza:

04/04 – Reserva não usado na derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pela Copa do Brasil.
12/04 – Não foi relacionado para o empate sem gols com o Rosario Central, na Argentina, pela Sul-Americana.
16/04 – Não foi relacionado para a vitória por 1 a 0 sobre o Paraná, no Morumbi, pelo Brasileirão.
19/04 – Entrou no segundo tempo do empate por 2 a 2 com o Atlético-PR, pela Copa do Brasil.
20/04 – Negociação com o Vasco GEvoltou a ser uma possibilidade.
21/04 – Não foi relacionado para o empate sem gols com o Ceará, e a saída para o Vasco foi descartada.

E agora?
O São Paulo agora confia na volta por cima de Diego Souza. O clube vê um ambiente ideal e desafiador para o atleta depois da negociação encerrada com o Vasco.

O retorno ao time dependerá do desempenho nos treinos no dia a dia. Ele trabalhou com o grupo na quarta-feira.

O Tricolor crê em quatro pilares: vontade do jogador, bom ambiente no clube, profissionalismo no dia a dia e qualidade técnica para apostar em Diego Souza.

Agora, o jogador vive a expectativa ser convocado por Aguirre para o duelo com o Fluminense, domingo, às 16h, no Maracanã, pela terceira rodada do Brasileirão.

GE

42 comentários

  1. A conversa com o Cueva deu tanto resultado, que olha como ele se dedica nas partidas atualmente, e como está motivado com o SPFC… Falar é fácil…Dificil é mudar de verdade…Isso dá trabalho, principalmente para jogador descompromissado e preguiçoso…

  2. Footstats

    @Footstats
    2h2 hours ago
    More
    Defesas difíceis p/ jogo entre os goleiros que coletamos 100% no ano:

    Vanderlei – 1,14
    Gatito – 0,92
    Jailson – 0,81
    M. Silva – 0,70
    Fábio – 0,65
    M. Lomba – 0,64
    Victor – 0,63
    D. Alves – 0,58
    Cássio – 0,50
    J. César (FLU) – 0,50
    M. Grohe – 0,50
    Sidão – 0,26

    • Legal esse levantamento.
      Analisando:
      Nosso goleiro, o último da lista, faz uma defesa difícil a cada quatro jogos. Grohe, que está uma posição acima, faz uma defesa difícil a cada dois jogos. É muita diferença. Se comparar com Vanderlei então…..
      Conclusão: ou nossa defesa é muito boa ou não temos goleiro………

  3. Pra mim o time teria que ser:

    Jean
    Arboleda
    Bruno Alves
    Régis
    Reinaldo
    Jucilei
    Liziero
    Diego Souza
    Nenê
    Everton
    Brenner ou Carneiro

    • Isso mesmo, e tem o Valdívia também que poderia entrar como titular no lugar de quem esteja cansado durante a partida ou não esteja rendendo tanto, nesse caso poderia até ganhar a titularidade.

        • Se não ficarem trocando de tecnico o tempo todo teriamos time e elenco.
          Aquele time que perdeu o brasileiro de 2002 foi remodelado em 2003, evoluiu em 2004 e titulos vieram a partir de 2005.

            • Se tiver que ser pras conquistas virem em seguida não há problema.. Minha expectativa pra esse brasileiro ja nao era de titulo msm rsrs

            • No SPFC não se consegue manter nem elenco e em consequência disso os técnicos.
              É sempre reformulando a reformulação que já tinha sido reformulada. Sempre enxugando gelo.
              Aguirre hoje quer enxugar elenco. Amanhã o Joãozinho assume e quer que contrate mais jogadores pois o elenco está reduzido.
              E assim caminha a mediocridade!! Infelizmente!!

  4. Com ele mostrando vontade da pra montar o time dos sonhos do Aguirre com 3 zagueiros e 3 volantes. Sidão, Arboleda, RC, Bruno Alves, Militão (na lateral), Jucilei, Petros, Lizieiro, Edmar, Diego Souza e Nenê. Time rápido, cheio de mobilidade, técnico, ágil, ofensivo. Selo Leco de aprovação. Não vai faltar gol.

  5. Agora só depende do próprio jogador. Se entrar e lutar, correr e principalmente marcar gols, pode ter certeza que a torcida vai defendê-lo. Gastamos muito com ele, seu salário é alto, e é perfeitamente lícito cobrar do jogador desempenho em campo.

  6. Acho muita especulação essas matérias. Primeiro: quem deu todas essas informações detalhadas, até com as palavras dos envolvidos. Segundo: tem uma parte que diz que o Diego Souza disse que nada o estava incomodando, já no parágrafo abaixo diz que ele conversou com o Raí e disse as coisas que estavam incomodando…
    É de se pensar, as pessoas adoram uma fofoca e as vezes tem que inventar para ter matérias para publicar.

  7. Futebol profissional isso só existe quando o moleque da base força a base pra sair por conta de pressão de seus empresários , e o clube que formou fica refém depois de tudo que investiu durante sua fase de categoria de base , sem nem pensar vão embora na maior cara de pau , pura ingratidão, essa lei pele so veio favorecer os empresários e afundar os clubes formadores , mas quando o jogador recebe um salário astronômico acima de realidade do trabalhador brasileiro e ai não ter motivação pra jogar futebol , com o salário em dias isso é coisa de pessoa mal caráter , fazer corpo mole , preguiça isso não é admissível, então a diretoria tem que descontar dos seus vencimentos sua falta de compromisso, colocar na mesa do técnico que ele tem que alcançar metas , manter um percentual médio de vitórias no campeonato e se ele cair de desempenho na mesma proporção será descontado do seu salário , o jogador a mesma coisa tem que colocar um alvo de participação dele nos jogos durante o campeonato , se não cumprir desconta do salário , da diretoria a mesma coisa não cumpriu tchau , já fomos eliminados em duas competições , títulos não pode ser obrigação , mas mantendo uma competência será inevitável e será consequência , Vitória dentro de casa obrigação , fora de casa controle do jogo e no mínimo o empate isso e possível , com os jogadores que temos não é pra esta sofrendo desse jeito , a diretoria prometeu um futebol competitivo segundo nossas tradições ,e o que vemos uma baita de uma retranca e pouco futebol , ta na hora de reuni e mostrar qual é a identidade do clube , tipo o Barcelona, ou tipo o Bayer de Munique ou tipo o Real Madrid , só não pode jogar com três volantes , isso deveria na realidade ser proibido no São Paulo e devia ser falado pra todo técnico que for contratado

  8. No SPFC não se consegue manter nem elenco e em consequência disso os técnicos.
    É sempre reformulando a reformulação que já tinha sido reformulada. Sempre enxugando gelo.
    Aguirre hoje quer enxugar elenco. Amanhã o Joãozinho assume e quer que contrate mais jogadores pois o elenco está reduzido.
    E assim caminha a mediocridade!! Infelizmente!!

  9. RICARDO LEITE

    @RICARDOLEITE01
    Apr 25
    More
    Arboleda tá jogando muito e feliz da Vida no São Paulo. Sua seleção naufragou e ele não vai pra Copa. Isso não o abalou. E não pensou duas vezes pra antecipar a renovação com o SPFC.
    Enquanto isso, o espetacular Militão já teve três propostas pra renovar mas não sabe se fica.

  10. Diego Souza merece criticas por estar pesado e por ter mostrado displicência naquele jogo do paulista, mas tem vaga para ele neste time, pelo menos quando Nenê não estiver em campo. Coloca ele de falso 9 ou muda o esquema com ele jogando por trás como fazia no Sport.

Deixe uma resposta