A expectativa do São Paulo no Brasileirão

O São Paulo, nos últimos jogos vem causando boa impressão no torcedor por conta de suas belas atuações. Como nos dois jogos da semi-final do campeonato paulista contra o Corinthians. E no jogo da última quinta-feira, contra o Rosário Central no Estádio Gigante de Arroyito. Mas o que o torcedor deve esperar do São Paulo no brasileirão?

Com a chegada do uruguaio Diego Aguirre ficou nítido a mudança de postura da equipe tricolor. A mescla entre jogadores jovens oriundos da base como Igor Liziero, Eder Militão, Brenner, Shaylon, Lucas Fernandes, entre outros. E jogadores experientes como Sidão, Cueva, Diego Souza, Nenê, entre outros. Isso fará com que a equipe tenha um bom elenco para a disputa das competições que ainda restam ao time.

Se a equipe do tricolor do Morumbi, continuar seguindo esse ritmo. A equipe vai lutar forte pelo título do campeonato, isso é se o brasileirão for priorizado, o que é pouco provável de acontecer. Mesmo porque a Copa Sul-Americana  e a Copa do Brasil, único título que falta para o São Paulo, devem ser priorizados.
Antes da chegada do atual treinador, a torcida e muitos que acompanham futebol, acreditavam que o São Paulo teria mais um ano díficil, e de desespero para os torcedores. Mas a mudança de postura pode ser uma surpresa da atual quarta força paulista nesse brasileiro.

Na partida de 5a (12), foi testado a formação 3-5-2. Mesmo que durante pouco tempo após a injusta expulsão do Rodrigo Caio. A equipe mostrou mudança de postura, apesar do placar não ter saído de 0x0, foi ótimo ver a mudança de comportamento. Se a equipe continuar nessa crescente honrando o estilo de jogo uruguaio proposto pelo técnico, espera-se que continue assim até o final da temporada.

Samuel De Souza Fragoso 

27 comentários

    • R$7,5 milhões pro Flamengo e R$7,5 milhões pro Carlos Leite, parcelados em 3 anos. Não está tão acima do que vejo de transferências no mercado atualmente. Mas ainda ainda tem o salário de R$500 mil por mês (R$18 milhões em 3 anos). Está sim um pouco salgado por não ser craque. Quando o SP contratar um Hernanes por exemplo, não terá como negociar para pagar salários abaixo disso.

      Concluindo, apesar de não ser craque, é sim um bom jogador que chega para ser titular e que vai agregar muito ao grupo. Porém, acho que daqui 1 ano ou 1,5 ano, se chegar uma boa proposta para recuperar o investimento, o SP não deve retê-lo, assim como fez com o Pratto.

  1. Acho que ainda não temos time pra ganhar o brasileiro, mas creio que faremos um campeonato sem sustos. Minha aposta é um quinto lugar.

  2. Não acredito no título do Brasileirão, se acontecesse, para mim seria uma calamitosa surpresa, mas acho que dá para conseguir uma vaga para a Libertadores do ano que vem…

  3. DG não era a melhor opção pra substituir o Ceni, só veio porque estava disponível. A vinda do Hernanes salvou a pele do Dorival, assim mesmo, ficamos um bom tempo na zona da degola para alegria dos rivais. Este ano creio que dá pra beliscar um G4, se o foco firme for o BR.

  4. Leio Menon, Birner e alguns poucos blogueiros, mas não consigo ler os comentários em baixo, nem começo, fecho a página. Antes eu ainda lia, era deprimente notar a ignorância dos torcedores rivais. Os anos de glórias sãopaulinas despertou inveja e ódio neles.

  5. Se o SPFC focar jogo a jogo, como os gambas em 2017, temos chances de surpreender entre os quatro primeiros, sem isso é do sétimo ao décimo segundo. Minha análise racional.

  6. Tem que jogar pra levar o primeiro turno. É atacar esse primeiro semestre com tudo. No segundo, depois da Copa, vamos ver como desdobra.

Deixe uma resposta