Raí coloca panos quentes e diz que mal estar com Diretor de Cotia “Está resolvido”

Nesta quarta-feira, o UOL Esporte publicou na coluna “De Primeira” que a postura do diretor de base do São Paulo, José Roberto Canassa, havia despertado reclamações nos últimos meses. O episódio mais recente aconteceu na segunda-feira, quando a comissão técnica do profissional recebeu para treino no CT da Barra Funda o time sub-19, e não o sub-20, como havia requisitado. A alteração aconteceu horas antes da atividade do time principal. Canassa, no entanto, assegura que há uma explicação para a atitude e que nenhum processo foi atropelado.

“O procedimento adotado nesta situação foi baseado em uma demanda específica da nossa agenda com a equipe sub-20, e as decisões foram tratadas diretamente entre os departamentos de futebol profissional e de base. Precisa ser explicado para que fique claro que não houve mal-entendido no procedimento. A comissão técnica do time principal solicitou a presença da equipe sub-20 para treino na segunda-feira, agenda que não poderia ser cumprida uma vez que teríamos jogo contra a Chapecoense, em Chapecó, na quarta-feira, com viagem marcada para terça-feira. Posteriormente, na própria segunda-feira, a partida foi adiada para quinta e, assim, a viagem também foi adiada em um dia. Mas no momento em que nos foi solicitado, nosso calendário não permitia, por isso enviou-se o elenco sub-19, o que foi compreendido pelo departamento de futebol profissional”, justificou o diretor associado de futebol de base do Tricolor.

Casos semelhantes haviam sido registrados durante a passagem de Dorival Júnior pelo São Paulo, principalmente após a saída do gerente-executivo da base, Rodolfo Canavesi. Também desagradou ao ex-técnico um veto à promoção de jogadores logo depois do fim da Copa São Paulo de Juniores. Dorival pretendia subir Igor Gomes, Liziero e Toró e ouviu negativa de Canassa. O dirigente de Cotia, entretanto, não foi o único a se opor. Outros cartolas, inclusive de maior hierarquia também votaram por deixar o trio disputar a Libertadores Sub-20 e só depois entrarem em fase de avaliação para o profissional.

O episódio atual é tratado como um mal-entendido também pelo diretor-executivo de futebol do clube, Raí. O ídolo, porém, sabe que há a necessidade de ajustar a relação entre Barra Funda e Cotia. A prova é que, nos últimos dias, o dirigente tem ido ao CFA Laudo Natel com frequência para reuniões e para implantar novos métodos de gestão. A ideia é tirar do papel uma promessa comum há anos no São Paulo: tornar mais espontânea e eficiente a integração entre profissional e base. “Temos um entendimento pleno entre as instâncias de diretoria de futebol profissional e de base. Estamos trabalhando para melhorar procedimentos e otimizar a integração entre Barra Funda e Cotia, é um processo que já começamos e está em construção. O caso específico foi explicado e resolvido na mesma hora, sem que houvesse incômodo entre as partes às quais compete a administração do futebol do São Paulo”, assegurou Raí.

UOL

37 comentários

  1. Rifem este tal de Canassa de lá.
    A prioridade da base deve ser servir o profissional.
    Campeonatos de base são secundários. Ou precisa-se desses títulos pra abastecer o ego dos dirigentes envolvidos? Ou é outra coisa q precisa ser abastecida após compromissos assumidos com empresários?

  2. Mais uma boa intervenção do Raí, que além de sereno, sabe onde pisa e tem o respeito de todos no clube, além de se mostrar um grande profissional.

    Continue assim, Raí… mais cedo do que se espera vamos ter o clube nos trilhos novamente.

  3. Tudo certo.

    Não vi nenhum problema.
    Vi situação ser criada e ser negociada.
    Toca o barco.

    Concordo com ter levado essa molecada para disputar a libertadores antes de subir.
    Neres, Araujo e companhia disputaram libertadores que deu cancha enorme a esse grupo.
    Entre ficar treinando sem jogar, é preferivel jogar em categorias inferiores.

  4. Parabéns Raí, não se escondeu, não foi omisso e colocou as coisas em ordem. Esperamos mais atitudes assim.
    Agora, falando em futebol, amanhã poderemos ver o time com 3 volantes e 3 zagueiros, não precisa ser tão precavido ou covarde, e para piorar, Petros e R. Caio podem jogar. Assim fica difícil.

  5. O que me admira no Raí, é que enquanto vários veículos esportivos (UOL, Fox, R7) tentam conturbar o ambiente no São Paulo com notícias internas sem conhecimento, o Dirigente já toma a frente e esclarece o acontecido colocando um ponto final no assunto.

  6. Assistindo aos jogos da Champions, percebo que o que é praticado aqui não é mais o futebol. A diferença técnica e tática é inacreditável.

    • Penso o mesmo, que diferença brutal, gigante, chega a ser boçal.
      E a Juventus conseguindo fazer o que a Roma fezz que saudade do SPFC que batia de frente com times desse quilate.

        • E até mesmo contra o Real Madrid, o SP nunca perdeu para eles, mesmo em torneios de verão.
          Quem sabe haja uma mudança drástica no SP para que vejamos novamente conquistas contra esses times.

    • técnica, tatica, fisica, mental… Virar diferenças de tres gols contra times infinitamente mais tecnicos necessita de uma força mental que n ao vejo em nenhuma equipe no futebol brasileiro.

  7. Sei que é muita pretensão minha, mas um tema interessante para o Zanquetta fazer um post é sobre essa disputa entre a Barra Funda e Cotia, o por que dessa separação, como se fossem dois clubes diferentes, ainda existe, gestão após gestão?

  8. Me dá nojo desses timecos da espanha. Não há uma única maldita decisão em que não são ajudados.

    Mano, é surreal. A roubalheira consegue ser muito pior que as pró CRF e small.

    4 timecos que nunca terão o meu respeito, e nunca serão grandes.

  9. Sei lá…achei que foi pênalti e o Buffon apelou na reclamação pra nível europeu de arbitragem. Arbitro lá, em sua maioria, não é bunda-mole igual os daqui. Obvio que ele seria expulso por ter peitado o juiz. Só faltou meter o dedo na cara.

    Foi mais infantilidade geral do zagueiro do que roubo de arbitragem.

  10. Que manchete destacada hein!!! Diretor da base do SP explica mudança em treino e Raí diz: “Caso resolvido”. Tudo no SP hoje vira uma coisa de grandes proporções!!! Segue o jogo, somente um desentendimento.

  11. Só faltava esta! Briguinha dentro de casa por causa de mistura!??? Vê se voces se entendem e que parem com estas coisinhas ridículas pois nosso time precisa de muita união e muito foco em resultados e títulos isto sim!

  12. É só chutar esse retardado da base.

    A prioridade é o profissional. Que mandem o sub-19 jogar contra a Chapecoense e percam por W.O..

    Se não existir um profissional de sucesso, não haverá sub-20, sub17, sub-16, sub-12 ou qualquer outra mamata.

    Esse camarada anda dificultando demais, para quem não revela jogador decente para o profissional Gostaria de saber onde ele arranja esses olheiros aí, pois com esses lixos somos obrigados a comprar centroavantes gordos, já que os que sobem da base não conseguem fazer 19 gols em estadual, como o moleque do Ceará.

Deixe uma resposta