SP não deve ficar com emprestados e Thomaz está na mira do Criciúma

Após o encerramento do Campeonato Paulista, o São Paulo poderia voltar a contar com cinco jogadores que estão emprestados até o fim do estadual. No entanto, a princípio, o técnico Diego Aguirre não pretende utilizar Thomaz, que defendeu o Red Bull, Pedro Bortoluzo (Guarani), Lucas Kal (Guarani), Daniel (Ponte Preta) e Foguete (Santo André). Por isso, a tendência é de que o quinteto acerte com outro clube para jogar no restante da temporada.

Com contrato com o Tricolor até 2020, Thomaz não vai permanecer no Red Bull, com quem tem vínculo até o dia 10 deste mês. Segundo apurou o UOL Esporte, o jogador entrou na mira do Criciúma. “Ainda tenho de aguardar uma posição do São Paulo. Tenho contrato e a minha intenção é cumpri-lo. Meus empresários devem se reunir com o Raí [diretor do São Paulo] e o Alexandre Pássaro [advogado do clube] nos próximos dias”, disse Thomaz, que disputou sete partidas pelo Red Bull.

“Infelizmente, não consegui jogar muitas vezes por causa de uma lesão [no joelho]. Mas estava atuando normalmente nas últimas partidas do campeonato e estou totalmente recuperado”, disse Thomaz, de 31 anos, que chegou ao Tricolor em 2017 por indicação do então técnico Rogério Ceni.

Contratado em dezembro de 2014, Daniel não teve muitas oportunidades no São Paulo por causa de uma série de lesões. O jogador, de 24 anos, já foi emprestado para o Curitiba em 2017, antes de ganhar uma chance na Ponte Preta neste Campeonato Paulista. Pela equipe de Campinas, ele disputou dez partidas, sendo cinco como titular. Nos próximos dias, o clube do interior deve definir se vai querer ampliar o acordo até o fim deste ano.

Nos casos do atacante Pedro Bortoluzo (21 anos), do zagueiro Lucas Kal (22 anos) e do lateral direito Foguete (22 anos), o São Paulo pretende fazer com que os jogadores ganhem mais experiência em outro clube onde eles tenham mais oportunidades para jogar. Tal estratégia foi adotada, por exemplo, com o volante Pedro, que acertou empréstimo com o São Bento, de Sorocaba, até o fim desta temporada.
Porém, tanto Guarani quanto o Santo André ainda não decidiram se vão querer manter os são-paulinos em seus elencos. Os jogadores que atuaram em Campinas, segundo apurou a reportagem, têm mais possibilidade de acertar uma renovação. “Vamos aguardar o fim do Paulista para sentar com a comissão técnica e discutir a situação de todos os jogadores”, despistou Palmeron Mendes Filho, o presidente do Guarani, que conta com Pedro e Lucas Kal.

UOL

19 comentários

  1. Thomaz foi mais uma contratação sem sentido nenhum.

    Maioria avisou, mas alguns falavam que tinha que esperar jogar..
    Regis é o novo..

    • Assim como o Gomez, o Thomaz foi uma tentativa de se ter uma alternativa quando o Cueva não pudesse atuar. Tínhamos a cuevadependência e não tínhamos dinheiro para contratar jogadores caros. O scout ofereceu esse aí pro Ceni e ele aceitou, pois era melhor do que ficar sem ninguém.

        • Dorival fez muito mais burradas do que ele e tinha um elenco muito melhor nas mãos , sem falar que com DJ nenhum jogador foi vendido e vários bons jogadores foram contratados , ao invés de receber um Thomaz ele recebeu Hernanes , ao invès de receber Jonatan Gomes ele recebeu Marcos Guilherme .

  2. Um dos motivos do São Paulo estar em eterna reconstrução:
    https://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/carneiro-e-o-9-centroavante-da-gestao-leco-no-sao-paulo-nenhum-fez-50-jogos.ghtml

    “O uruguaio é o nono jogador da posição contratado desde que Leco foi eleito presidente, em outubro de 2015.
    Nenhum dos outros oito atacantes que assinaram contrato chegou a 50 jogos com a camisa tricolor. símbolo do método que norteia o comando do futebol há alguns anos, baseado muito mais em tentativas de nomes com características e origens variadas do que numa ideia de jogo ou num projeto sólido de montagem de equipe.”

  3. Precisamos urgente reduzir o desperdício que é o gasto com o Futebol. Deixar de gastar com jogadores medianos. A base é suficiente para atender esta demanda. Contratar apenas jogadores acima da média ou j nas posições carentes e jovens revelações.
    Outra questão é definir uma plano de jogo (treinado desde a base), contratar um treinador com este perfil e fazer um planejamento a médio e longo prazo.
    A torcida perder a paciência por perder com o terceiro time contra o São Bento e empatar com o novorizontino e querer mudar tudo até entendo. Mas os gestores tem que ter convicção no trabalho.

  4. Quanto ao post anterior é muito triste torcedores do próprio clube (será ?) comparar nosso clube e, principalmente, sua infraestrutura com Vasco, Botafogo, Fluminense ou qualquer outro clube.
    Temos o belíssimo Morumbi que é nosso. Precisa se modernizar, mas é muito mais barato uma reforma que construir qualquer arena. E temos a vantagem de ter públicos de quase o dobro em relação as arenas rivais.
    Com a melhoria do transporte público teremos um grande ganho em público e eventos.
    Nosso CT é otimo e será modernizado. Só não foi feito antes devido ao impasse com a prefeitura resolvido só este ano.
    E temos Cotia que nenhum clube do Brasil tem algo sequer parecido e pouquíssimos no mundo tem (palavras do alemão Klinsmann). Muitos falam besteiras sobre seu custo, mas são os jovens de Cotia que salvam as nossas finanças.
    E a nossa dívida, comparada aos demais é a menor entre os grandes (relação Dívida x Receita).
    Nosso problema nestes anos sempre foi a gestão e a turbulência política do clube. Isso uma hora acaba e parece que este ciclo está no fim.
    A contratação da nova diretoria de futebol já é um bom exemplo.

  5. Vejo que contratamos em quantidade, sem se importar com a qualidade. Gastamos R$ 40 milhões em contratações esse ano e só R$ 6 milhões é condição de titular Trellez, e mesmo assim questionável. Se é pra compor nessa crise financeira que o clube foi colocado, usa-se a base!

  6. Em coletivo contra a garotada, Aguirre testou o São Paulo para na formação de 3-5-2 com Sidão; Éder Militão, Arboleda e Rodrigo Caio; Régis, Jucilei, Petros, Lucas Fernandes e Reinaldo; Nene e Tréllez.

    Trocaria Sidão por Jean, Rodrigo Caio por Anderson Martins (ou Bruno Alves), Petros por Liziero.

    Mas reitero que gosto da formação com 3 zagueiros, especialmente porque temos alguns bons no elenco, laterais ofensivos.

    Nesse esquema, o “segundo atacante” é o Nenê. Acredito que DS possa fazer a função também, pois no Sport jogava assim.

  7. Crise financeira é desculpa pra administradores incompetentes.Gasta trinta milhões e onde está a crise?.Assumi logo a incompetência e tenta melhorar e pronto…..

  8. Foram tentativas e não deram certo. ..melhor apostar na base agora é trazer reforços para serem titulares.
    Duro ver Sidao, Caio, Militao, Lucas Fernandes, Brenner, Caíque. ..nao acredito nesses jogadores.
    Único que está merecendo vaga é o Liziero.
    Sidao, Hudson, Arboleda, Alves (Martins), Reinaldo, Jucilei, Liziero, Cueva, Nene, Marcos G. Trellez
    Espero que hj Palmeiras seja campeão alivia meu sofrimento de não disputar final garantida.

  9. Jean
    Anderson Martins (Bruno Alves)- RC – Arboleda
    Régis (Bruno) – Lucas Fernandes (Cueva) – Hudson (Jucilei, até perder peso) – Nenê – Jr. Tavares (Reinaldo)
    Trellez – Brenner (Valdivia).

Deixe uma resposta