Brenner entre eles: veja situação dos 11 ainda não utilizados por Aguirre

Em cinco jogos à frente do São Paulo, todos em fases eliminatórias do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, Diego Aguirre usou 24 jogadores diferentes. Um número alto, mas que ainda não permitiu que todo o elenco fosse a campo com o uruguaio: até agora, 11 atletas não participaram do já conhecido rodízio do treinador.

Entre os nomes que não atuaram com o substituto de Dorival Júnior está Brenner, uma das principais promessas recentes vindas das categorias de base. Na busca por espaço, o volante Pedro, de 20 anos, outro vindo de Cotia, não vinha nem sendo relacionado com frequência e foi emprestado ao São Bento, de Sorocaba, para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro.

O LANCE! detalha abaixo a situação dos 11 jogadores que seguem no elenco e ainda não foram usados por Diego Aguirre:

Brenner
O atacante de 18 anos, que chegou a ser titular com Dorival Júnior jogando aberto pelos lados ou como referência na frente, foi relacionado por Diego Aguirre em todas as cinco partidas do técnico no clube. Mas, embora seja o mais badalado da safra recém-promovida de Cotia, viu o uruguaio o deixar no banco para dar chances a concorrentes como o também garoto Caíque e Morato, que não atuava desde abril de 2017 por cirurgia no joelho direito.

Brenner tem 12 partidas na temporada, sendo oito como titular. A última vez que iniciou um jogo foi na derrota por 2 a 0 diante do Palmeiras, em 8 de março, no compromisso que gerou a demissão de Dorival Júnior. O camisa 30 não entra em campo desde a vitória por 3 a 0 sobre o CRB, em Alagoas, em 14 de março, quando saiu do banco com o técnico André Jardine como interino pela última vez, com Aguirre assistindo das tribunas do estádio.

Edimar
O lateral-esquerdo estava tratando de entorse no joelho direito quando Diego Aguirre foi contratado e voltou a ficar à disposição nos dois últimos jogos, permanecendo no banco em ambos. O lateral está atrás de Reinaldo na disputa pela titularidade na posição. Disputou oito partidas na temporada, saindo da reserva em duas delas.

Shaylon
O meia de 20 anos iniciou o ano prestigiado, como titular e com seu contrato renovado até janeiro de 2022. Mas perdeu espaço com a chegada de Nenê, ainda sob o comando de Dorival Júnior, e não atua desde o último jogo do ex-técnico, quando entrou no intervalo da derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, em 8 de março. Shaylon disputou oito partidas na temporada e foi relacionado em todos os compromissos do time com Aguirre, mas sem jogar.

Anderson Martins
Aguirre, por enquanto, não tem responsabilidade nenhuma na ausência do zagueiro. Anderson Martins vem sofrendo com recorrentes dores na região dorsal e não atua desde o último jogo do time antes da estreia do técnico uruguaio, quando foi titular na vitória por 3 a 0 sobre o CRB, em Alagoas, em 14 de março. Recuperado, ele, que só atuou quatro vezes no ano, só voltou a treinar com o elenco nesse sábado e pode ser opção contra o Rosario Central, na quinta-feira, na Argentina, pela Copa Sul-Americana.

Aderllan
Como já vinha ocorrendo com Dorival Júnior, o zagueiro tem sido apenas uma opção na reserva com Diego Aguirre. O uruguaio só não o relacionou para o último jogo, contra o Atlético-PR, na quarta-feira. Emprestado pelo Valencia até dezembro, Aderllan, de 28 anos, só atuou duas vezes na temporada, sempre em partidas nas quais os titulares foram poupados – iniciou as vitórias sobre São Bento e Red Bull, pelo Campeonato Paulista.

Paulinho
O atacante de 19 anos foi promovido efetivamente para o elenco principal nesta temporada. Nunca foi titular e atuou só quatro vezes, ainda com Dorival Júnior, sendo a última na vitória por 2 a 0 sobre o CRB, no Morumbi, em 28 de fevereiro. Aguirre só o relacionou para os dois jogos contra o São Caetano, nas quartas de final do Paulista, deixando-o fora das três últimas listas. O São Bento já procurou o São Paulo para ter Paulinho por empréstimo na Série B.

Paulo Henrique
O meia-atacante de 20 anos, recém-promovido da base, só atuou duas vezes na temporada, ambas em janeiro – titular diante do São Bento, quando Dorival Júnior poupou titulares, e entrou durante a vitória por 1 a 0 sobre o Madureira, em 31 de janeiro. Aguirra o relacionou apenas para o jogo de ida contra o Corinthians, pela semifinal do Paulista, no último dia 25. Paulo Henrique também está nos planos do São Bento, que o quer por empréstimo.

Lucas Perri
Exaltado pela qualidade que mostrou nas categorias de base, o terceiro goleiro, de 20 anos, ainda não estreou pelo time principal e só foi relacionado enquanto Sidão estava machucado, ficando no banco com Aguirre apenas na estreia do técnico, na derrota por 1 a 0 para o São Caetano, em 17 de março, no ABC.

Lucas Paes
Também com 20 anos de idade, é o quarto goleiro do elenco. Aguirre deve relacionar Lucas Paes somente quando duas das três opções à frente dele (Sidão, Jean e Lucas Perri) na posição forem desfalque.

Bissoli
O atacante de 20 anos foi titular na primeira rodada do Paulista, quando Dorival Júnior poupou seus principais jogadores diante do São Bento, e só atuou mais uma vez no ano, entrando durante a vitória sobre o Madureira, em 31 de janeiro. Recém-promovido ao elenco principal, Bissoli ainda não ficou nem no banco de reservas com Diego Aguirre.

Gonzalo Carneiro
Mais um caso em que Aguirre não tem nenhuma culpa. O atacante uruguaio Gonzalo Carneiro foi contratado do Defensor por US$ 800 mil (cerca de R$ 2,5 milhões) com o aval do técnico, mas ainda nem poderia ser utilizado, já que aguarda a a regularização de sua documentação. Além disso, está em fase final de recuperação da pubalgia que não o permitiu entrar em campo neste ano.

L!

32 comentários

  1. O pior desses aí é o Paulo Henrique. Já o Bissolli apesar de ter surpreendido, não acho que seja melhor que um Pedro Bortoluzo ou João Paulo. Se virar um Borges ou Kleber Gladiador, ainda está bom, mas o SP tem formado é um Ademílson ou Henrique Almeida. Todos jogadores que passaram por seleção brasileira de base, mas que não conseguiram chegar ao nível europeu.

  2. Boa tarde

    Destes aí gostaria de ver shylom, Paulinho, Perri e Brenner.
    * Brenner e shylom acho que são realidade, e podem render se receberem confiança. Acredito muito no Brenner como segundo atacante ou jogador de lado. Esse negócio de jogador de lado tem que ser veloz é conversa fiada, precisa é ser inteligente e acertar os chutes e passes decisivos.
    O Mguilherme não dribla, não chuta… O Brenner é muuuuito melhor.
    Bebeto jogava pelos lados e não era veloz;
    Edmundo jogava nos lados e não era veloz;

  3. Acho que esse 343,352 pode dar certo. Só tenho duas dúvidas:

    1. Regis é esse ala decisivo? Penso que seria muito boa a chegada do Wilhian( ex Inter e hoje na Alemanha), para esta posicao; Militao pode enfim jogar de zagueiro. É talvez com sobra R.Caio entregue menos.

    2. Neste esquema acho que podemos ter Brenner pelos lados, pois tem muita mobilidade.

  4. Tristes dias.
    Triste domingo.
    Triste SPFC.
    Triste torcida tricolor.

    Ainda sem time.
    Ainda sem futebol.
    Ainda sem decisões, em dia de título de rival.
    Ainda faltando “jerarquia” no elenco.

    Ainda #OutLeco & patota no comando.

  5. Na minha opiniao o Brenner subiu as pressas para o time principal devido ao valores da venda do Vinicius Jr do Flamengo para o Real Madri. Subiu para ser vendido.

  6. E difícil defender os garotos da base, pois a maioria dos torcedores não tem paciência e esperam surgir uma safra de jogadores fora de série! Acho que pra contratar tem que ser pra titularidade, pra compor a base é eficiente,e dá pra apontar vários iguais e até superiores a jogadores indicados por diretores e empresários que não tem a mínima condição de qualificar um elenco competitivo. Isso explica porque não temos um time com capacidade de conquistas.

  7. Me espanta o numero enorme de falhas do Rodrigo Caio e ele nunca sequer ter cogitada a saída do time titular.

    Paulo Miranda, por muito, mas muito menos, foi humilhado e enxotado.

    • Me espanta o tanto de jogador ruim que passou e ainda joga pelo SP desde 2009. Que várzea virou o maior clube das Américas, poderíamos enumerar os problemas dentro e fora do campo, passaríamos o dia fazendo isso e não terminariamos.
      R. Caio precisa sair, já deu, ele deve estar cansado de jogar e não ganhar títulos, e a torcida está cansada de ver ele entregando jogos (decisões) com falhas bizarras, inaceitáveis, e sempre dar entrevistas desastrosas. O SP precisa mudar dentro e fora de campo, só assim essa fase passará.

        • Com certeza, a base “revelou” o R Caio, esse é um exemplo de jogador fraco, muito fraco mesmo. Lucão, B. Uvini, Joanderson entre outros.
          Quem viu a zaga formada por Miranda, Breno, Alex Silva e André Dias fazer história em 2007 levando 19 gols (se não me engano) durante as 38 rodadas, precisou se contentar com P. Miranda, Lucão, Edson Silva, e hoje se conforma com R. Caio. Frustrante, triste, irritante.

  8. Depois de ver o Petraglia em um post aqui e ainda ler que não disse “nada de mais” …, aguardo próximos de Andrés, Eurico, Teixeira ou Del Nero …, e tantos outros que circulam por aí.

    • Petraglia é um idiota que falou besteira. A copa serviu para realização de obras públicas superfaturadas e incluir obras privadas superfaturadas com dinheiro público.

      O SP não teve dinheiro público, mas vem se recuperando financeiramente de anos de prejuízo absurdo. Um título mascara muita coisa (por exemplo: a crise financeira sem cor, o elenco limitado e os escândalos de sua gestão – com diretores presos ou investigados são “esquecidos” em razão de conquistas).

      Espero e torço pelo reerguimento do clube. Acho, honestamente, que temos totais condições de passar pelo Atlético-Pr, especialmente se Aguirre preparar corretamente o time. Isso quer dizer: sacar Petros e MG, colocar Militão na zaga e promover as entradas de Regis e Cueva.

      …….. Militão …. R. Caio …. Arboleda …….
      Régis …… Jucilei …… Liziero …… Reinaldo
      …………….. Nenê ….. Cueva ……………………
      …………………… Trellez …………………………..

      • Eu não reconheço o direito do Petraglia em falar do SPFC.

        O Petraglia é um ser nocivo ao futebol e inimigo declarado do SPFC.

        Estranhei o fato de ser postado / defendido por aqui.

        Até hoje existem aqueles que defendem Hitler …, fazer o quê?

  9. Para variar um pouco vou ter que torcer para o Palmeiras ser campeão pq meu time não tem competência para disputar o título.

    • Olhando a escalação das galinhas, fico mais frustrado em ver que eles eliminaram o SP com um time ridículo. As porcas vão ganhar o título, acredito que será inevitável.
      Mas era para o SP estar nessa final!

Deixe uma resposta