São Paulo treina no 3-5-2 e com duas novidades em coletivo contra sub-19

Depois da folga de sexta-feira, mudanças. Esse foi o planejamento que Diego Aguirre colocou em prática no treinamento da manhã deste sábado do São Paulo, sem a presença da imprensa no CT da Barra Funda. O técnico comandou um coletivo contra o time sub-19 do clube e armou os titulares no 3-5-2, com o lateral-direita Régis e o meia Lucas Fernandes como novidades.

O Tricolor divulgou a seguinte escalação dos titulares testada neste sábado: Sidão; Éder Militão, Arboleda e Rodrigo Caio; Régis, Jucilei, Petros, Lucas Fernandes e Reinaldo; Nenê e Tréllez. Mas o clube informou que o treinador uruguaio também fez variações.

Desses 11, em relação à formação que entrou em campo na derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR, na quarta-feira, em Curitiba, pela Copa do Brasil, as novidades são Régis, recém-contratado e que estreou pelo clube exatamente nesse jogo na Arena da Baixada, e Lucas Fernandes. Liziero e Marcos Guilherme saíram do time, além de Militão ter deixado de ser lateral-direito para atuar como zagueiro – fez essa função nas categorias de base do clube.

A atividade também serviu para Aguirre observar o time sub-19, vindo de Cotia, na avaliação das mudanças nos titulares. Ao mesmo tempo, os outros jogadores participaram de um treino técnico, em outro campo do CT. A manhã de atividades foi encerrada com um trabalho de finalizações.

O São Paulo volta a entrar em campo somente na próxima quinta-feira, estreando na Copa Sul-Americana diante do Rosario Central, fora de casa. O elenco trabalhará na manhã deste domingo e na tarde de segunda-feira, sempre sem a presença da imprensa no tempo integral da atividade. Na terça-feira, a delegação embarca para a Argentina.

L!

36 comentários

  1. Pode fazer qualquer esquema, nada muda o fato de que Rodrigo Caio é a cara e a atitude da derrota. Sempre falha quando não pode e quando precisa mostrar as caras dentro de campo enfia o rabinho entre as pernas. Não adianta falar bonito nas entrevistas, tem que jogar. Desânimo total ver que sua vaga cativa tá sempre lá.

    • Quero ver quem vai ter peito para sacar o Rodrigo Caio do time titular, ainda mais que o Jardine ama ele, ano de copa negociação a vista e clube que se lasque.

  2. Poderia arriscar um 3-5-2 com: Sidão – Militão, Arboleda e A. Martins (ou o Rodrigo Caio, caso ainda não apresente condições…) – Cueva, Jucilei, Liziero, Nenê e Jr. Tavares – Trellez e Diego Souza… Povoa o meio e abre com os alas (Cueva se tiver com vontade, faz bem, sem obrigação de voltar para marcar..)

    Ou Lucas Fernandes no meio e Nenê no lugar do Diego Souza.

  3. Se for para escalar no 3-5-2 que seja esse time, Aguirre precisa se ajudar também. Parece que todo treinador que chega tem dificuldade emmesclar o óbvio.
    Sidão (precisa ter coragem e sair do gol)
    Militão
    Arboleda
    Bruno Alves
    Régis
    Jucilei
    Liziero
    Reinaldo
    Cueva
    Nene
    Trellez

    • Pode até ser, mas só lembrando que os jogadores folgaram quinta e sexta né… Já tinha dado tempo para dar uma boa descansada… Espero que vc esteja certo, mas tenho sempre pé atrás com esses últimos tecnicos que passaram por aqui nas escolhas de jogadores

      • Exato… Se não soubermos os reais motivos que levam um técnico a mexer na escalação vamos querer ficar crucificando tudo quanto é treinador que estiver no clube.
        Um pouco de calma com informação certa e assim ninguém cobra injustamente o treinador.

  4. O Aguirre tem que mostrar que sabe não apenas mudar o sistema tático, mas modificar o estilo do time para cada partida. Já mostrou que pode montar um time intenso e no ferrolho…

    Vamos ver se sabe propôr o jogo, jogar minimamente avançado, ou se é apenas mais um técnico com boas ideias, conhecimento tático básico mas limitado.

    • Estou para ver um uruguaio burro. Já o brasileiro…

      Tudo vai depender do elenco. Se eles assimilarem e aceitarem (tem essa também), as coisas vão melhorar muito.

      Parece que estão acetando, tanto que a postura é outra.

      Se vão conseguir assimilar e por em prática, vai depender da tal “memória de treino” (vulgo inteligência) já citada pelo Bauza.

      Esse é o ponto.

  5. Nem se pode comparar Militão a Bruno Alves.. Militão é jogador de verdade, Bruno Alves quebra o galho quando falta zagueiro.

  6. legal tá certo em treinar e fazer variações de esquema e trocas no time, mas como diz a sabedoria popular, “treino é treino, jogo é jogo”

    a nossa alegria dura até começar o jogo, e o primeiro mela fralda errar e entregar de bandeja para o adversário fazer o gol.

    o coletivo do time muitas vezes até funciona razoavelmente bem, mas os erros individuais de alguns na hora H persiste, e entra treinador, sai treinador, ninguém soluciona isso lá dentro do SPFC

  7. Concordo com você! Na função de zagueiro marcador, no 1 contra 1 já mostrou diversas falhas… Assim como já mostrou qualidade nessa função de líbero. Vale a tentativa… Até vendê-lo, né… Já que esse é o objetivo.

  8. Eu me desanimei com Aguirre no primeiro jogo contra o São Caetano,me animei contra os travecos apesar das substituiçoes,daí me deu outro balde de água fria no Paraná.Ou seja é da escola do Osório,totalmente imprevisível seja pro bem ou pro mal,então pode dar qualquer coisa….Agora se ele continuar com o Petros no time titular,aí já jogo a toalha mesmo. .

  9. Técnico é coerente.
    Tem que fazer treinocom Petros e.Luziero.
    Treino é treino e tem que ser testados em novo esquema.
    Luziero sai por cartao e técnico vai falar que nao tem quem colocar pq nao treinou com nais ninguém.

  10. Gostaria muito de ver 352 com seguinte time:
    Sidão
    B Militão Rodrigo Caio Arboleda M.Guilherme Petros Liziero Jr Tavares
    Cueva
    DS Trellez
    Fazendo com que Cueva flutue com para as pontas para passagem dos alas ou colocaria Brener no ataque e colocaria DS de meia para que Brener abrisse espaço e DS infiltrasse.
    Teríamos velocidade nas alas e chegaríamos com muitas pessoas ao ataque, na volancia um equilíbrio de passe e velocidade e uma zaga rápida e alta, além de muita técnica.

  11. Poxa pessoal, agora de o técnico não escalar no treino seu jogador ele não presta?

    Que arrogância é essa? Criticar um DJ da vida que em 6 meses não mostrou NADA (variações táticas, elenco nas mãos, forma de jogo), ok.

    Mas criticar por escalação? Ele está tentando formar um esquema, talvez demore, talvez pra um jogo na Argentina o menino da base que sai todo jogo exaurido não seja a melhor escolha. Talvez. Mas deixa o cara trabalhar!

  12. Eu não vou ficar escalando time de treino. Todo mundo sabe que Liziero está jogando mais que o Petros e não é possível que o Aguirre não enxergue isso. Deve ter sacado por algum motivo que não seja técnico.
    As outras trocas (sidão por jean, e RC por Bruno Alves) não mudariam em nada o time, pois qualquer um dos 4 pode cometer falhas grotescas.
    A notícia que eu aguardo é o Diego Souza tirar a inhaca e conquistar vaga neste time.

Deixe uma resposta