No retorno à Argentina, Aguirre projeta duelo com o Rosario

A estreia do Tricolor na Sul-Americana deste ano, diante do Rosario Central na próxima semana, marcará o retorno de Diego Aguirre a Argentina: o último trabalho como treinador, antes de assumir o São Paulo, foi no San Lorenzo, entre junho de 2016 e setembro de 2017.

Pelo clube de Almagro, o comandante foi vice-campeão argentino, semifinalista da Copa Sul-Americana e chegou as quartas de final da Libertadores da América. Já como atleta, o uruguaio defendeu o Independiente, entre 1991 e 1992. O treinador conhece bem o adversário do time são-paulino e projetou o confronto que será disputado no Estádio Gigante de Arroyito.

“Conheço bastante dos times argentinos, tenho um conhecimento bastante real da situação de cada um. Não vou falar detalhes, mas será um jogo difícil. O estádio do Rosario conta com uma torcida forte, então temos que estar preparados para superar as dificuldades”, avaliou o técnico tricolor, que completou.

“O Rosario tem um time forte, mas nós também temos e queremos ter sucesso nessa competição. Temos um jogo importante na Argentina, e por isso vamos tentar fazer um bom jogo lá e passar de fase na Sul-Americana”, acrescentou o comandante uruguaio, que já iniciou os preparativos com o elenco de olho na partida que está agendada para a quinta-feira (12), às 21h30.

Campeão em 2012, o Tricolor busca o bicampeonato da Sul-Americana. A equipe vitoriosa garantirá uma vaga na Libertadores da América de 2019 e disputará a Copa Suruga de 2019, diante do vencedor japonês, além de encarar o campeão da Libertadores na Recopa Sul-Americana.

Os 44 clubes, de dez países, vão se enfrentar em jogos de ida e volta no sistema de mata-mata. Já na segunda fase, além das 22 equipes que se classificarem, dez times vindos da Libertadores da América integrarão a Sul-Americana – os terceiros colocados na fase de grupos e os dois eliminados com melhor campanha na pré-Libertadores.

Dessa forma, 32 times disputam a segunda fase, e daí em diante os times vão se enfrentando em mais cinco fases no sistema de mata-mata, até que seja conhecido o campeão.

Site Oficial

9 comentários

  1. Acabei de ver um vídeo do Gonzalo Carneiro no YouTube. Gostei muito do que vi. Apesar do que o seu tamanho sugere, é uma jogador muito habilidoso e veloz. Boto fé!

  2. Eu ja não sei mais o que esperar.

    Aguirre nao tem culpa nenhuma pelo momento, mas continuo achando que não era o cara certo para o SP neste momento.

    É torcer e ver o que vem.

    • Nosso momento é bem complicado, mas mesmo quando éramos temidos um empate ou uma derrota por um gol contra o Rosário no Gigante de Arroyito é um resultado razoável.
      Assim como contra o Atlético PR.

  3. Depois de quase 5 horas de jogo, na Copa Davis de Tênis …, Alemanha vence Espanha ( jogo de duplas, na Espanha), vemos o que é não querer perder …, disputar para ganhar e não ser indiferente à disputa.

    Este seria um bom parâmetro para nosso SPFC.

Deixe uma resposta