Com triunvirato, Leco se afasta da linha de frente no futebol do clube

A postura do presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, mudou neste ano. Com a entrada de Raí, Ricardo Rocha e Lugano na direção do clube, o mandatário saiu da linha de frente no futebol. Antes criticado por centralizar demais o poder, o dirigente passou a ser figura menos atuante no dia a dia e, aparentemente, mais flexível na hora de tomar decisões.

Tanto nas entrevistas coletivas quanto nos momentos polêmicos, quem deu as caras foi algum ex-jogador. Foi assim, por exemplo, quando o diretor executivo de futebol, Raí, anunciou a saída do técnico Dorival Júnior após a derrota no clássico com o Palmeiras, ou quando ele falou sobre a postura do Corinthians depois da vitória tricolor na semifinal do Paulista.

Nas apresentações de reforços e até mesmo na do técnico Diego Aguirre, Leco também observou os diretores conversarem com a imprensa. No passado, porém, a postura era outra, Quando Rogério Ceni foi contratado para assumir o time, em 2016, por exemplo, Leco fez questão de fazer as honras e a introdução da entrevista coletiva.

Mas não é só no contato com a imprensa que o presidente tem aparecido menos. Até mesmo na reunião com outros dirigentes na Federação Paulista de Futebol, para definir as datas das quartas de final do Campeonato Paulista, Leco enviou um representante. No caso, o advogado do clube, Alexandre Pássaro, ficou responsável pelo São Paulo no encontro.

Na hora de tomar decisões, Leco também tem se mostrado disposto a ouvir e a ceder aos subordinados. Por exemplo, apesar de parte da cúpula do Morumbi ser contra a permanência de Dorival Júnior no início da temporada, o dirigente respeitou a opinião de Raí, Ricardo Rocha e Lugano para manter o treinador no cargo. Depois, quando todos optaram pela troca, ele aceitou de pronto a ideia de contratar Diego Aguirre, que chegou com a indicação de Diego Lugano. Tais casos também se repetiram nas negociações de jogadores.

Segundo pessoas próximas ao presidente, tal postura foi adotada como uma maneira de profissionalizar a gestão e descentralizar o poder. Desta maneira, ele delega autoridade a quem tem mais conhecimento sobre determinado assunto. Tal conduta era cobrada até mesmo por quem era contrário ao dirigente e reclamava de suposto exagero do mandatário na centralização do poder e nas interferências no departamento de futebol.

Os integrantes da oposição, por sua vez, acreditam que Leco não queira se expor neste momento de crise do São Paulo. Para eles, o trio de ex-jogadores serve de escudo para o dirigente, que já não é popular entre os torcedores

UOL

Anúncios

22 comentários

    • Você já leu Maquiavel? Em um de seus livros ele coloca isso: Um governante que coloca subalternos para fazerem o serviço. Se algo der errado, ele não leva a culpa, mas sim seus subalternos. Ficando assim protegido da ira do povo.
      E vale lembrar, por mais que o triunvirato indique e negocie jogador, quem dá o ultimato é o presidente.

      Mudando de saco pra mala. Acredito hj pelos jogadores que o clube tem, o melhor esquema seria o 3-6-1 com o Trellez ou outro atacante isolado. RC com certeza estaria fora desse esquema – acreditar que ele é peça importante, é como acreditar que o Lula é inocente.
      Jr deve ser o LE, Hudson é melhor volante que Petros, todos os jogadores do elenco estão mimados, parecem bandidos, que só comem e dormem.
      Não vejo aproveitamento do DS no time, pode-se montar qualquer esquema que ele não vai jogar. Pois, não é, nunca foi e nunca será um jogador diferenciado para que o técnico de um time como o são paulo orquestre os outros jogadores a seu bel prazer.
      É necessário atitude rígida, rescinde o contrato desses caras por desídia – basta fazer isso com um, pra ver se o resto ‘não’ começa a se mexer.
      Enfim, vamos ver como o time se sai na 5a.
      Abraços.

      Curtir

    • Eu acho que não, sei lá….

      Acho positivo essa atitude do Leco Leco, por pior que ele seja, não acho que tudo tb que ele faz é pro mal.

      A culpa do time hoje é dele não do Rai, em cada janela o máximo que vc pode fazer de colaboração é 20%. Ou seja, culpar o Rai em 2018 é brincadeira. Mas em hipótese, o Rai fica 3 anos no SPFC e não muda nada, não pede para sair, não ganha nada aí alguma culpa ou algum erro será dele.

      Acho que tem uma parte que crítica ou criticou o trio, mas ainda acho que a maioria apoia.

      O que acredito e espero que esteja acontecendo é a mudança, claro que ela não será rápida nem fácil, mas será benéfica.

      Curtido por 1 pessoa

    • Pois é, ele pode não estar no dia-a-dia conversando/observando técnicos e jogadores, mas duvido que não se envolva nas questões de contratações. Ele tem dois braços nesses negócios: Alexandre Pássaro e Fernando Bracalli Chapecó. Temos de ficar de olho nisso.

      Curtido por 1 pessoa

  1. Eu gostaria de ter em curto prazo 5 felicidades:
    Em ordem de prazer

    – Leco, longe do nosso São Paulo Futebol Clube
    – Campeão da Copa Brasil
    – Ganhar dos travecos no travecão
    – Ganhar da crefisa no chiqueirão
    – Ganhar dos poodles na areninha deles

    Curtido por 1 pessoa

  2. Dirigentes profissionais são o caminho, o Raí está pensando o São Paulo em um projeto de longo e médio prazo, espero que tenha tempo para isso.

    Mudando de assunto https:// youtu.be/Sw8ZypWZd94 , stand up sobre torcer para o São Paulo, ri de identificação.

    Curtido por 1 pessoa

    • Um triunvirato é uma associação política entre três homens (triúnviros) em pé de igualdade. A palavra triunvirato originou-se a partir de dois radicais do latim: trium (três) e vir (homem).

      Ao longo da história ocorreram vários triunviratos, todos eles de pouca duração. Na história de Roma, quando ainda república, existiram dois triunviratos:

      Isso foi o que o Dr. Google nos diz, rs.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Aquela notinha marota que o Pre$idente solta via impren$$a parceira pra colocar os seus três escudos a postos para se proteger das críticas sobre possíveis (infelizmente, prováveis) fracassos do time no resto do ano.

    Curtir

  4. Se ele ao menos indicar gente competente
    para cada setor, e com
    honestidade, já estaria fazendo um bem danado ao clube!!
    Mas… o Leco é político e político em geral não dá ponto sem nó…
    Todo cuidado é pouco com ele… Rsss

    Curtir

  5. Parece tão simples as coisas que acontecem no SPFC…

    1. Presidente bunda-mole incompetente dando um tapa no estatuto pra montar sua diretoria com conselheiros que o apoiaram politicamente.
    2. Falta de transparência pra gerenciar o clube, usando uma divida que ninguém mais sabe o tamanho como muleta pra fazer uma péssima gestão de recursos
    3. Venda de jovens pra europa usando como desculpa esfarrapada a frase ” quando querem sair não tem como segurar, afinal 12, 13M de euros são propostas irrecusáveis”
    4. Contratação de jogadores de primeira linha que ou ficam por apenas 6 meses ou são vendidos pra “recuperar o dinheiro”
    5. Reposição dos jogadores de primeira linha que saíram com jogadores de segunda linha, diminuindo a cada ano a qualidade do elenco.
    6. Mudança (mais uma vez) de perfil de treinador.

    Não tem sapo nenhum enterrado. Tem sim é incompetência forte apoiada por vários sem-vergonhas sócios desse clube gigante.

    Curtir

  6. Olha lá, o Leco já tirando o dele da reta. hahaha

    O triunvirato até o momento tem 70% de acerto contra 30% de erro.

    Acertos: Nene, Anderson Martins (por mais que esteja machucado), Valdívia, efetivação do Jardine e ser mais rígido com jogador mimado (vide Cueva).

    Erros: R$ 10 milhões no Diego Sousa, R$ 9,8 milhões no Jean para ser reserva, contratar jogador machucado (Carneiro) a não demissão de Dorival no inicio do ano (quem salvou a gente foi o Hernanes).

    Curtir

    • Não concordo que o Jean e Gonzalo Carneiro tenham sido erros, ambos são jovens jogadores com grande potencial. (Vale lembrar que Sidão já tem seus 35 anos, Perri e Jean garantem o futuro da meta tricolor, isso se Perri não sair)

      Curtir

    • RC ganhou status de top o suficiente pra render uma boa grana, então parece óbvio titularidade mesmo com constantes falhas de posicionamento e fundamentos. Problema que esta a tempos sendo oferecido e somente clubes do 2º escalão sinalizaram interesse. Por mim é um encosto que vamos amargar muito tempo.

      Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s