Nesta noite de quarta-feira o Tricolor voltou a campo para jogo v√°lido pela terceira fase da Copa do Brasil. Como visitante enfrentamos o CAP em sua casa.

Meta: quebrar o tabu de nunca ter vencido naquele est√°dio. Ou, ao menos, levar na bagaem um bom resultado para o jogo de volta em S√£o Paulo.

Nos dias que antecederam a partida muito se falou sobre Aguirre escalar 3 zagueiros mas o time foi a campo com Rodrigo Caio e Arboleda mesmo.

O primeiro tempo não foi ruim , jogamos até um bom futebol e chegamos algumas vezes com perigo à area adversária mas faltou finalizar melhor.

Ent√£o , fazendo jus ao ditado de “quem n√£o faz, leva”, tomamos o gol aos 24 minutos numa falha de Rodrigo Caio. Na √ļnica boa chance que teve.

Revoltante!

Nos minutos que se seguiram nada de bom aconteceu.

Veio o segundo tempo e, mais do mesmo. Regis e Cueva entraram como substitutos de Petros de Marcos Guilherme. E então aos 15 minutos outro gol do Furabrisa. De novo, em falha nossa, dessa vez de Reinaldo. Esperado, né?

Mas aos 19 veio o alento. Dos pé de Reinaldo saiu a assistencia para o gol de Trellez (aquele mesmo, que muita gente desse site critica).

O jogo ficou bem melhor para nosso lado depois disso. Passamos a atacar bem mais, com muito mais perigo. Mas, n√£o passou de boa vontade mesmo. Placar permaneceu em 2×1. Resta agora reverter no jogo de volta no Morumbi.

Tricolor volta a campo no dia 15 pela Sulamericana e enfrenta o Ros√°rio Central em sua casa.

√Č isso!

FICHA T√ČCNICA:
ATL√ČTICO-PR 2X1 S√ÉO PAULO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/hora: 4 de abril de 2018, às 21h45
√Ārbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay e Ailton Farias (ambos do SE)
Cart√Ķes amarelos: Reinaldo, Rodrigo Caio e Milit√£o (SAO)
Gols: Pablo, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Paulo André, aos 16 minutos do segundo tempo (CAP); Tréllez, aos 18 minutos do segundo tempo (SAO)
ATL√ČTICO-PR: Santos, Thiago Heleno, Paulo Andr√© (Jos√© Ivaldo) e Pavez; Jonathan (Camacho), Lucho Gonz√°lez (Wanderson), Raphael Veiga e Carleto; Pablo, Nik√£o e Guilherme. T√©cnico: Fernando Diniz.
SÃO PAULO: Sidão, Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Reinaldo; Jucilei, Petros (Cueva) e Liziero (Hudson); Marcos Guilherme (Régis), Nenê e Tréllez. Técnico: Diego Aguirre.