Muricy abençoa retorno de 3 zagueiros no São Paulo

Diego Aguirre deve inovar na escalação do São Paulo. Para enfrentar o Atlético-PR nesta quarta-feira (4), na Arena da Baixada, pela Copa do Brasil, o treinador uruguaio deve montar a equipe com três zagueiros. Tal sistema não é tão comum no país, sendo justamente no Tricolor, com Muricy Ramalho, no tricampeonato nacional (entre 2006 e 2008), a última vez que vingou.

Nos últimos anos, o São Paulo até flertou com a possibilidade de utilizar tal formação, mas o namoro não passou de algumas tentativas com Juan Carlos Osorio, em 2015, e Rogério Ceni, na última temporada. Especialista no assunto, Muricy acredita que com Rodrigo Caio, Arboleda e Bruno Alves o clube do Morumbi tem potencial para repetir o sucesso do passado.

“O Rodrigo Caio, com certeza, vai fazer bem a função porque jogou de volante e sabe sair jogando. Tenho dúvida com o outro zagueiro, o Bruno Alves, porque ele tem de sair jogando e não vi ele nessa posição. O Arboleda centralizado, pelo que vi no desenho que acompanhei do treino, é o homem ideal porque tem velocidade. Se adaptar o Bruno Alves, e quando tiver com a bola ele souber abrir para ajudar, ficou bom. O Jucilei e o Liziero são perfeitos para atuar desse jeito. O Jucilei por trás vai liberar Nenê, Cueva e Tréllez. O papel engana, mas o desenho tático que fizeram no treino é muito bom. Precisa de treino e tempo para acostumar, até porque o São Paulo não tem jogado desse jeito”, disse Muricy.

Com Rogério Ceni, no ano passado, Rodrigo Caio atuou mais como volante. Desta vez, ele vai permanecer como zagueiro. Tal sistema também fez com que Militão passasse da zaga para a lateral direita – onde atua nesta temporada. Coincidentemente, o ex-goleiro abandonou tal formação após uma derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR, no primeiro turno do nacional de 2017, com o trio Militão, Lugano e Rodrigo Caio. Sucessor de Ceni, Dorival Júnior dizia cogitar tal formação, mas jamais treinou o time desta maneira.

“Acho que você tem de ver os jogadores que o técnico tem para depois montar o esquema. Há pouco tempo, o Abel Braga tentou usar o sistema no Fluminense com três zagueiros e deu resultado. Mas ele fez isso porque tinha dois laterais que não eram muito laterais como a gente está acostumado, principalmente o Gilberto, que partia muito para o ataque. Então, ele liberou mais os jogadores”, explicou Muricy.

No exterior, equipes com três zagueiros não são incomuns. A badalada seleção alemã costuma atuar desta maneira, e como clubes como o Arsenal, da Inglaterra, e a Juventus, da Itália, também usam a estratégia em algumas partidas.

“No Brasil se criou a ideia de que o sistema com três zagueiros é muito defensivo, mas não é assim. É claro que os zagueiros têm de saber jogar. A escola nossa que diz essa besteira de que é um time retrancado, mas a Alemanha chegou a fazer até linha de cinco jogadores na defesa durante a Copa das Confederações quando ganhou. É questão de ver como vai fazer com a bola no pé e quando está sem bola. Não quer dizer nada, essa história de que é um sistema de retranca, mas por isso no Brasil os técnicos se assustaram”, afirmou Muricy, que montou um time ofensivo em 2007, mesmo com tal formação.

“Não sofri muita crítica quando usei esse sistema no São Paulo porque fui campeão e quando você vence tem menos críticas. Mas, mesmo assim, diziam que era muito defensivo. Assusta falar em três zagueiro, mas como o sistema libera laterais é a mesma coisa em número de jogadores”, completou Muricy, que escalou o São Paulo em 2007 com Rogério Ceni; Breno, Alex Silva e Miranda; Souza, Hernanes, Richarlyson e Jorge Wagner; Leandro, Dagoberto e Borges.

UOL

20 comentários

  1. Essa ideia de que 3 zagueiros = sistema defensivo é tão sem noção. Pode ir tanto por um lado quanto por outro. Você pode muito bem colocar um zagueiro a mais dando muito mais liberdade aos laterais e aos volantes. Com o Muricy em 2014 o que tínhamos em campo era um 3-5-2 disfarçado de 4-4-2. Denílson ficava de líbero e Douglas/Auro de um lado e Alvaro Pereira/Reinaldo do outro junto, além do Souza tinham muita liberdade pra atacar. Fomos talvez o time mais ofensivo daquele BR.

  2. Falar que 3 zagueiros é defensivo é o mesmo que achar o SP de 2005, com seus 166 gols na temporada, numa verdadeira avalanche em determinados momentos era um time recuado. Vc pode jogar sem atacantes de ofício e ser ofensivo e jogar no 4-3-3 sendo defensivo como eram Parreira e Geninho nos gambás. O Mano, que não tem nada ofensivo, jogou muito tempo com 3 atacantes. O esquema não importa, a forma como o treinador implnat diz tudo. O Muricy usava 3 zagueiros, dois volantes nas alas, dois volantes no meio, 2 meias e um atacante. Isso é ser defensivo.

  3. Até gosto de 3 zagueiros, mas com transição defensiva no 3-4-3, que defende com duas linhas encorpadas no 5-4-1, jogaria assim, com o time ideal físico e tecnicamente disponível:
    —–Sidão—–
    Arboleda—Militão—R. Caio
    —Jucilei—Liziero—
    Morato———M. Guilherme
    Nenê—Carneiro—Cueva

    Morato e Marcos Guilherme como alas de pés invertidos, e fechando a ultima linha defensiva, Militão pela velocidade seria o zagueiro da sobra. testaria o Brenner nas vagas do Nenê e Cueva. Time ofensivo e bem postado na defesa.

  4. Pra mim, nunca deveríamos ter deixado esse esquema de lado. De veríamos ter continuado com ele até hoje,dez anos depois. Colocado ele na base também,pra formarmos atletas já sabendo lidar com o esquema. Foi o esquema tático mais vencedor do São Paulo,deveríamos colocá-lo no estatuto do clube para que treinador jamais mexa.

  5. E o Auro deu mais uma assistência pelo Toronto…

    Deveria ter sido testado no paulista e o Bruno ter saído. Não o contrário. Mas tínhamos Dorival, o técnico que gosta da base, mas não usa, afinal eles são café com leite…

    • Auro não estava conseguindo jogar nem a série B. Agora que está se destacando nos EUA fica fácil falar.
      Eu acho que o nível dele é pra ficar na liga americana mesmo.

  6. Acredito que o Aguirre está pensando em espelhar o sistema do Atlético amanhã, como fez contra as galinhas.
    Pode ser bom, mas seus melhor se tiver um esquema fixo, de qualquer forma, vamos ver na prática.
    3 zagueiros com o Militão na ala é desperdício de talento, pois se trata de um ótimo zagueiro/volante. Poderia testar o Régis e também o Morato para auxiliar o Trellez.
    Lembrando que ano passado, o Ceni jogou no 3-5-2 contra as porcas no Morumbi, ganhou com Pratto e Luís Araújo jogando muito e fazendo gol.

  7. Poucos minutos atrás o Toronto FC venceu o América-MEX por 3 a 1 na semifinal da liga dos campeões da CONCACAF, o Toronto jogou com 3 zagueiros tendo o Auro como ala-direito, jogou mt o moleque, melhor jogador da partida se bobiar, alguem sabe se ele foi emprestado ou se foi vendido ?

    • Obrigado Rogério.
      Com relação a isso, não precisa ser gênio pra saber que mais uma vez o São Paulo desperdiça um talento.. Aconteceu recentemente com o Artur jogando bem, seu time indo até as finais da MLS e ter um preço mixuruco fixado. Agora o Auro deve chegar as finais da liga dos campeões da concacaf, e possívelmente será campeão e nós teremos de assistir ele jogando o mundial KKKKK

      • Cara, Auro jogou bem alguns poucos jogos pelo SP, mas depois foi só desgraça. Eu tinha esperança de ele voltar a jogar bem e se destacar em um time menor como o América-MG, mas os jogos dele lá foram deploráveis. Vi ele entregando dois gols em uma só partida. Fizeram a festa em cima dele.

  8. Bom dia.
    Sobre o assunto, 352, repare que no time de 2007 não existia lateral.
    Esse esquema é bem assim, cinco jogadores de marcação atrás que sabem jogar e pra frente só qualidade, esta é minha visão do esquema.

  9. Tira o Bruno Alves e recua o Militão. RC (zagueiro pela esquerda) e Militão (zagueiro pela direita) vão saber sair jogando. Já lá na ala, se o Régis não for bem, o MG pode ser improvisado.

  10. Se o Regis tomar conta da posição, formaria a zaga colocando Milita na sua posição certa, Arboleda e Anderson Martins/Caio.
    Assim, seria uma zaga forte, com boa saida de bola no Militao. Em casos do Regis estar suspenso/lesionado Militao voltaria pra lateral.
    Sidao, Arboleda, Militao, Caio/Anderson,
    Regis, Jucila, Liziero, Cueva/ Nene, Tavares; Marcos Guilherme e Trellez.
    Regis e Tavares tem velocidade e sao bem ofensivos, se dariam bem nesse esquema.
    Caique e Brenner sao outros que podem se dar muito bem na velocidade.

Deixe uma resposta