Motivos para confiar na classificação do São Paulo contra o Corinthians

O São Paulo decide nesta quarta-feira, contra o Corinthians, às 21h45, em Itaquera, quem avança à final do Paulistão. O Tricolor entra em campo com a vantagem do empate, já que bateu o rival por 1 a 0 no jogo de ida, domingo, no Morumbi. O recente retrospecto em clássicos e o fato de não eliminar o rival em mata-matas desde 2000 pesam contra, mas há motivos para confiar.

Sob o comando do técnico Diego Aguirre, o São Paulo tem bom desempenho em cinco jogos: quatro vitórias e só uma derrota, para o São Caetano, na primeira partida das quartas de final.

Mas a força do Tricolor para o jogo de volta da semifinal não está apoiada somente nisso. Se empatar com o rival, o time passa para a final. Se perder por dois gols, está eliminado. Por um, vai para os pênaltis.

Veja abaixo, então, os motivos para confiar na classificação do Tricolor:

É a história que está dizendo…

Embora a última vez que tenha vencido o Corinthians em um mata-mata tenha sido em 2000, na semifinal do Paulistão daquele ano, o São Paulo jamais perdeu um duelo eliminatório do rival quando saiu em vantagem no primeiro duelo. A largada foi dada foi dada com a vitória por 1 a 0, no último domingo, no Morumbi. Será que o Tricolor vai manter a escrita?

Sai, zica!

Apesar de nunca ter vencido na Arena Corinthians (cinco derrotas e dois empates), dos últimos três resultados do São Paulo na casa rival, dois não eliminariam o Tricolor (1 a 1 no Brasileirão de 2016 e 1 a 1 no Paulistão do ano passado) e o outro levaria a decisão para os pênaltis (derrota por 3 a 2 no Brasileirão de 2017).

Cabeça firme

É verdade que o São Paulo jogou muito mal na derrota por 1 a 0 para o São Caetano, no primeiro jogo das quartas de final (única derrota de Aguirre), mas as vitórias nos outros quatro jogos sob o comando do técnico uruguaio deram ao Tricolor uma força psicológica maior em uma temporada que, até o último domingo, o time ainda não tinha vencido nenhum clássico.

Eles conhecem o caminho

Embora Aguirre não tenha revelado a escalação para o Majestoso, três dos prováveis titulares têm boas lembranças da Arena Corinthians. Em 2016, Sidão defendeu pênalti de Rodriguinho e ajudou o Audax a eliminar o rival, na mesma semifinal do Paulistão.

No ano passado, Tréllez fez o gol da vitória do Vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, pela 21ª rodada do Brasileiro (veja o vídeo abaixo). Reinaldo, por fim, participou do empate por 1 a 1 da Chapecoense com o time alvinegro, pela primeira rodada da competição nacional. Esse resultado classifica o Tricolor para a final.

Defesa mais sólida

Com a dupla Diego Aguirre e André Jardine, o São Paulo tem diminuído o número de gols sofridos. Em cinco partidas, o Tricolor foi vazado duas vezes. Se o time passar ileso na Arena Corinthians, estará garantido na final. Nesta temporada, incluindo as partidas sob o comando de Dorival Júnior, são 12 gols sofridos em 19 oportunidades.

GE

53 comentários

  1. “Se o time passar ileso na Arena Corinthians, estará garantido na final.”

    É isso. Monta o ferrolho e mata o jogo no contra ataque. É impensável tomar gol nos primeiros 15 minutos. Depois é administrar. Mas o time não pode abandonar o ataque.

    Jogo dificílimo. Eles ainda são os favoritos. Boto fé no Aguirre.

  2. Vencer …, vencer …, vencer ou vencer.
    Empatar , empatar, empatar ou empatar.

    Classificar, classificar, classificar ou classificar, mesmo que seja nos pênaltis.

    Calar a boca das galinhas travecas no galinheiro, não tem preço.

    Meu palpite: empate 2 x 2.

    A vaga à final será nossa.

  3. só se apegando nessas baboseiras mesmo pra pensar em alguma coisa, porque qdo a bola rolar no campo mesmo, só se acontecer alguma catarse pra sairmos de lá classificados.

    nossa chance hj é praticamente nula. a única realidade que o campo mostra é: nós trememos nessas arenas.

  4. Se é difícil para nós não é fácil para eles. Acho que bateu uma insegurança neles.
    Será que o coração aguenta hoje?
    Só peço que não tenha decisão por pênaltis. O que tiver que ser, que seja nos 90 minutos.

    • Barbosa, toma o remédio da pressão antes, esse jogo promete fortes emoções.
      Vaaaaaaaaaamos sãopaaauuuulooooooo…. 2×1 pra nós… 1 porque será um gol irregular.
      _Pode isso Arnaldo??? _Não pode Galvão, mas, se tratando de curintia, aí pode, a regra é clara, gol de mão ou impedido sempre pode para as gaivotas…ops, desculpe Galvão, curintia.

      • Ah amigo, um jogo desse não rola sem uma garrafa de vinho do lado. Se misturar remédio com alcool é capaz de explodir tudo aqui..
        Hoje o bicho vai pegar. Estou canalizando todos esses anos de frustrações no jogo de hoje. Hoje é o jogo da libertação.
        As tripas já estão todas viradas aqui.

    • Nao aguento pênaltis nao bicho. Contra o Sao Caetano o gol nao saia e eu ja me tremia todo. Imagina penaltis…

      Rosario Central, em 2004, me mataria hj em dia!!!

      • Paulista 75…Brasileiro de 77, Brasileiro 86, Libertadores 92 entre outras…
        Putza que las pipas, como sobrevivi a tudo isso?
        Hoje não dá mais não.

  5. Bom dia galera sobre assunto que Hernanes estaria viajando pra conversar com Rai para um possível retorno depois da copa alguém tem mais informações?

  6. Se tiver pênaltis eu não vou assistir. Não vou colocar em risco a minha saúde e nem a integridade física da minha televisão.
    Vou passear com o cachorro.

    • Cloridrato de propanolol 10mg, redutor de ansiedade… toma 1 meia hora antes do jogo … uma beleza viu …
      Pra falar em público, entrevista de emprego, para aquelas reuniões de vendas no final do mês…
      pau quebra e você fica tranquilo…
      Altamente recomendado para dias como hoje também…
      kkk

  7. Duro é não poder assistir o jogo por ter aula importante na faculdade! mas vai ser cada sofrimento naquele minuto a minuto do GE que não tem quem aguente…

  8. Há tempos eu não sentia esse clima de decisão (sei que não é final) como hoje, com a certeza de que o São Paulo pode ganhar. Euforia e nervosismo misturados.

  9. Hoje é dia de falar bastante palavrão, enquanto estivermos vendo televisão. Rimou ate, rs.

    Aliás vou digitar um palavrão, querem ver só? Desincompatibilização. Se isso não for palavrão, o que será então, rs? É lógico que não é desse tipo de palavrão que eu me referi no parágrafo acima.

  10. Pois é galera, esse jogo vai ser teste para cardíaco, a vantagem é pequena, o histórico na Arena Luladrão não ajuda, mas estou confiante na classificação, nem que ela venha nos pênaltis, tô achando que hj é dia de Sidão!!!!

  11. O SPFC e a sua velha mania, não perde, de ser econômico no 1º jogo. Em 2008 ganhamos só de 1×0 do Fluminense e fomos desclassificados na casa deles. Outra vez ganhamos pelo placar mínimo contra o Grêmio e fomos derrotados por 2×0 na casa deles. Tem mais jogos que agora não me recordo. Os adversários sempre fazem o resultado de que precisam. Como diria o FHC: Assim não dá, assim não dá…

    • Teve várias assim:

      Avaí – 2011

      Libertad – 2011

      Coritiba – 2012

      Cruzeiro – 2015

      Mas teve casos assim com final feliz:

      Atlético-MG – 2016

      Huachipato – 2014

      Se alguém se lembrar de mais nos últimos 10 anos, me fale, rs

  12. Esses motivos não entram em campo, são apenas alegoria. O que entra em campo a nosso favor é: obrigação de vencer por parte das galinhas, rodriguinho provavelmente fora, balbuena e romero idem, o espírito renovado do nosso time. Isso sim tem que ser levado em consideração e pautado a nosso favor. Só!
    O resto é conversa.. tem q se matar em campo hoje, porque o retrospecto não ajuda, vai ter muita pressão e temos que aguentar os primeiros 15 minutos. Precisa valer a tática, sem desespero nem afobação; o time precisa disputar cada bola e ser muito inteligente.
    Meu palpite, sendo parcial kkkk, é de empate em 1×1

  13. Diante de tantas decepções recentes, eu prefiro aguardar. Não cantar vitória e nem derrota antes da hora. Melhor aguardar e torcer.

Deixe uma resposta