Nesta noite de terça-feira o Tricolor recebeu o São Caetano para o segundo jogo válido pelas quartas-de-final do Paulista.

Diego Aguirre optou por mudar o time para conseguir reverter o resultado do último jogo, onde perdemos por 1×0. Marcos Guilherme e Liziero foram os escolhidos para a mudança.

No primeiro tempo pressionamos bastante o São Caetano, que , ao contrário marcou o quanto pode. O que já era esperado.

Com o passar do tempo o jogo foi esfriando e dando aquele desânimo que já conhecemos. Mesmo com o goleiro deles fazendo de tudo para entregar o jogo não soubemos aproveitar.

Liziero foi um dos jogadores que mais apareceram. Meio fominha em alguns momentos, também teve personalidade para assumir a bronca (a meu ver).

No segundo tempo , Valdivia saiu por contusão para entrada de Lucas Fernandes.

Mesmo com a mudança voltamos com o mesmo repertório pouco ameaçador. O tempo foi passando e dando aquele desânimo com cheirinho de mais uma eliminação, até que, aos 19 minutos numa recuada de bola para o goleiro Paes(o mesmo que queria entregar o jogo no primeiro tempo) que dominou mas vacilou chutando em cima de Trellez. Este cabeceou para o fundo do gol. GOLLLL, minha gente! GOLLLL!

O tempo foi passando, aquela agonia crescendo, Diego Souza em campo…e 4 minutos após sua entrada , em cruzamento de Lucas Fernandes, nosso 9 marcou de cabeça, pelo alto. 2×0 e a vista o resultado que precisávamos para nos classificar sem irmos para os penais.

Aí foi só cuidar para não sermos surpreendidos e despachar o outro time de santo. Menção honrosa para Arboleda que jogou uma partidaça!

Final de jogo, sem mais!

Agradeço ao São Paulo, a Deus, aos meses sem Coca-Cola e chocolate pela graça alcançada. COMO É BOM VENCER UM MATA-MATA !!!!!!

Semifinais, aí vamos nós!

Por: Kátia Firmino

Anúncios