Domingo de reapresentação e trabalho no São Paulo

Após o duelo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista no último sábado (17), diante do São Caetano (1 x 0), o elenco já se reapresentou na manhã deste domingo (18) no CT da Barra Funda e trabalhou para encarar o confronto de volta que será disputado na próxima terça-feira (20), às 21h, no Morumbi.

O primeiro dia de ajustes antes da decisiva partida, que definirá um dos semifinalistas do estadual, dividiu o elenco em dois grupos: os titulares fizeram exercícios regenerativos para minimizar o desgaste físico, enquanto o restante treinou no gramado sob os olhares de Diego Aguirre.

As atividades no gramado aprimoraram a forma física dos atletas e contaram com trabalhos técnicos, além de um enfrentamento entre duas equipes na parte final. O lateral-esquerdo Reinaldo e o volante Araruna, recuperados de lesões, treinaram normalmente com os companheiros e vivem a expectativa de ficar novamente à disposição.

Já o atacante Tréllez, que se recupera de dores no joelho direito, seguiu a programação da comissão técnica e integrou o trabalho com bola – durante toda a reapresentação, o colombiano foi acompanhado pelos profissionais do departamento médico.

O domingo também foi produtivo para os lesionados Edimar (entorse no joelho direito) e Hudson (dores no músculo adutor direito), que deram sequência ao processo de transição do REFFIS para o campo: a dupla, supervisionada pelos fisioterapeutas, correu em volta do gramado.

Vale lembrar que os convocados Rodrigo Caio e Cueva, chamados para os amistosos de Brasil e Peru, respectivamente, seguiram para reforçar as delegações e não se reapresentaram nesta manhã. A Seleção Brasileira visita Rússia (23) e Alemanha (27), enquanto os peruanos jogam contra Croácia (23) e Islândia (27), nos Estados Unidos.

Antes de receber o São Caetano, o Tricolor terá mais um dia de preparação no CT da Barra Funda. Com o revés no primeiro duelo, o São Paulo tem de vencer por dois gols de diferença para garantir a vaga direta para as semifinais. Em caso de triunfo por um gol, a decisão será nos pênaltis.

Site Oficial

22 comentários

  1. Com as voltas de Reinaldo e Trellez o time pode melhor muito, além do Araruna que funciona muito bem como volante.
    Terça a obrigação é vencer.
    Jean
    Militão
    Arboleda
    R Caio
    Reinaldo
    Jucilei (Hudson se tiver condição)
    Liziero
    Nenê
    Valdivia
    M. Guilherme
    Trellez
    Avisem o Aguirre que ele precisa fazer o básico, além de coibir o AMARELÃO do time que se BORRA em decisões.

  2. Cirúrgico Paulo Scala mais cedo… “time de diretoria”… infelizmente imagino que Rai quer provar que suas contratações não foram erradas e com isso pensou que o problema era o Dorival… então pediu para Aguirre ajustar o time com suas contratações… Aguirre disse: Paulista ou Copa do Brasil você prioriza Rai? Óbvio que Copa do Brasil.. libertadores, status e muito mais grana… então Aguirre testou nesse jogo que era de menos importância segundo a visão deles…. e deu no que deu!!! Que a diretoria pague o preço, que pareça ser incompetente pelas contratações, mas que o São Paulo vença ou perca ao menos jogando como nos dois últimos jogos… que nos dê prazer em assistir ao jogo!!!

  3. Primeiro jogo do Aguirre e precisamos dar um crédito de confiança pra ele. Mas não precisava testar os erros do Dorival pra ter certeza que ia dar errado, né?

    O esquema atual não casa bem com os medalhões do elenco. Cueva, Diego Souza e Nenê brigam por apenas uma vaga. Qualquer outra coisa é invencionice.

    Jucilei e Petros tbm brigam por uma vaga. Talvez num outro esquema, com laterais mais ofensivos e servindo de desafogo, pudesse dar certo juntos. Talvez! Mas no atual não funciona.

    Diego Souza veio pra brigar pela vaga na copa, mas parece estar acima do peso e mais lento do que o normal. Já estamos em março e alguém precisa enquadrar o cara.

    Nenê infelizmente não tem mais pernas pra ser o jogador que já foi um dia. A técnica está lá, mas a realidade é que será um reserva pra entrar no final dos jogos e olhe lá. Ganha um salário desproporcional a utilidade que terá. E 2 anos de contrato.

    Cueva é o craque do time, mas parece que a cabeça já está na copa e na transferência depois dela.

    A base tá pedindo passagem e espero que o Jardine consiga influenciar o Aguirre no sentido de colocar os meninos pra jogar. O futuro do SP passa por eles.

  4. Quem foi o gênio que contratou o Jean por 10 milhões, o gordo Diego Silva por 10 milhões, o vovô Nenê e o “craque” Trellez por mais 6 milhões?
    Começo mediocre da Diretoria do Raí.
    Desde o começo do ano eu falo que nao tem como jogar junto Jucilei, Petros (horroroso), DS, Nene e Cueva.
    Ai a culpa é do DJ que era burro e fraco.

    Olhas as peças qu ederam pro cara?

  5. Não é defendendo. Mas vejo muitos metendo pau no Raí apenas….e poupando Lugano e Ricardo Rocha, que também tem culpa é ate agora só serviram pra dar declarações bonitinhas e pra torcida. Pouco se vê da atuação deles também.

    • Se não pode culpá-los no fracasso, não devemos os enaltecer em eventuais vitórias. Todos tem culpa no SPFC atual.

      Leco é péssimo, mas os 3 citados tem culpa, o ex técnico fracassado e fraco tem culpa, e os jogadores são uns covardes amarelões e apáticos que não se importam com derrotas.

  6. Torcedor é ávido em procurar “culpados”…

    Se prestassem atenção poderiam perceber que desde alguns anos os erros se repetem, com pessoas diferentes. Então todos erraram? Todos? Se alguns acreditam, o que fazer…

    Um time de futebol uma empresa, um grande empreendimento, até um país tem por trás um comandante eficiente, aquele que sabe escolher seu staff, aquele que sabe dar poder aos escolhidos, aquele que dá condição de mandar, para poder cobrar resultados…

    O presidente de uma grande empresa nomeia, dá norte e… cobra resultados…

    Simplesmente nós não temos um presidente capaz, um presidente eficiente, inteligente, um presidente sem conchavos, limpo, idôneo, e competente…

    Não adianta criticarem agora o Raí e cia ltda, nem o Aguirre… o Raí e seus auxiliares vieram para fazer um trabalho e os experts já baixam a ripa nele, quando ele tem pouquíssimo tempo no cargo e alguns dos negócios feitos por ele já estavam encaminhados desde o ano passado, vide Jean…

    É uma tremenda sacanagem ofender ao Raí, que não participou de todos os insucessos dos últimos anos ter que pagar por tudo agora como se fosse um incompetente…

    Falta pensar, falta raciocínio, falta até lucidez para criticar quem quer ajudar e nem teve tempo de mostrar a que veio…

    Se ao menos as críticas fossem feitas com critério, razão etc… mas se até faltam com repeito com ele, fazer o que, né?

  7. Eu concordo com essa hipótese que o Aguirre colocou esses caras em campo a pedido da diretoria, para não desvalorizar o investimento feito, ou para respeitar a “jerarquia” dos medalhoes, em prol da boa relação com o elenco. Por exemplo, por ser o mais antigo do grupo, o RC é praticamente intocável.

  8. O Menon foi bem, mas foi no óbvio. Jogou pra torcida. Ahhhh se o problema do São Paulo fossem os Diegos, os Nenês, os Jeans e os Trellez. Fora Leco e sua corja, sem mais. PS: isso também é óbvio, mas é o pesadelo em vida real que assola o SPFC há pelo menos uma década. Alguns podem ter memória curta, eu não. Nosso declínio começou quando o falecido Juju limpou o bumbum com o estatuto do SPFC e se reelegeu. O SPFC agoniza com esse câncer e só uma grande reviravolta poderá nos salvar. Saudações.

  9. Concordo, nossa derrocada começou quando Juvencio rasgou nosso estatuto em prol de si próprio. De lá pra cá a instituição ficou sempre em segundo plano e estes velhos arcaicos dominaram a cena afundando o clube lentamente ano após ano. Acredito que até consiga passar pelo São Caetano,mas o buraco é mais embaixo. A verdade é que estamos ficando pequenos gradativamente, ano após ano. É doloroso, é uma pena , mas, é a mais pura e cruel verdade. Estamos agonizando rumo ao fundo …..

Deixe uma resposta