Sem clube há 6 meses, Aguirre terá 14º trabalho da carreira no Tricolor

O último trabalho de Diego Aguirre, perto de ser anunciado pelo São Paulo, foi na Argentina. Após 51 jogos à frente do San Lorenzo, em um ano e dois meses de trabalho, ele deixou o clube em setembro de 2017 após eliminação para o Lanús (ARG) nas quartas de final da Copa Libertadores, nos pênaltis. Confira a carreira do uruguaio, de 52 anos, como treinador.

Contratado em dezembro de 2015 pelo Atlético-MG, Diego Aguirre ficou apenas até maio de 2016. Foram 31 partidas, com 16 vitórias, sete empates e oito derrotas. Conquistou a Flórida Cup. Foi vice-campeão mineiro, perdendo a decisão para o América-MG. Caiu nas quartas da Libertadores para o São Paulo, queda que culminou na saída do Galo.
Aguirre treinou o Internacional de janeiro a agosto de 2015, com 24 vitórias, 15 empates e nove derrotas: aproveitamento foi de 60,4%. Conquistou o Gauchão sobre o Grêmio e caiu na semifinal da Copa Libertadores. Era décimo colocado do Brasileirão quando foi demitido, às vésperas de um Gre-Nal.
Diego Aguirre trabalhou no Al Gharafa, do Qatar, de fevereiro a junho de 2014.
Aguirre passou por outro clube do Qatar: Al Rayyan, de setembro de 2011 a novembro de 2013, conquistando quatro títulos.
O ex-atacante ganhou projeção na América do Sul como treinador ao comandar o Peñarol, em três passagens. Diego Aguirre trabalhou no clube de janeiro de 2003 a janeiro de 2005, após comandar seu primeiro clube (Plaza Colônia-URU) em 2002. Voltou entre 2009 e 2010 e depois de 2010 a 2011. Foi bicampeão uruguaio e vice-campeão da Libertadores de 2011, perdendo para o Santos. Entre a primeira e as últimas passagens, Aguirre treinou Aucas (VEN), Montevideo Wanderers (URU), Alianza Lima (PER) e a seleção sub-20 do Uruguai.
L!
Anúncios

109 comentários

      • Cruz credo em Felipão. haha Nem ele, nem Marcelo Oliveira, nem Luxa! haha Chega desses folclores! E ainda bem que o Cuca é muito caro também e não vale o custo-benefício.

        Abel poderia ser um bom nome para ajeitar o coletivo. Aliás acho que seria o único que talvez permanecesse até o final do ano com bom trabalho. O mercado está muito ruim e a chance do São Paulo errar na escolha novamente e ter de trocá-la é alto.

        Curtir

        • Ele ficará o tempo necessário para que o Jardine esteja pronto. Não há bons técnicos no Brasil. Isto é uma realidade. O único bom é o Carine, que faz o time jogar com o que tem, o resto é só chororô.

          Curtir

  1. Licença ao colega André Luiz, mas acho q não se deve perder sua postagem, foi nota 10! Parabéns
    Segue

    ANDRÉ LUIZ (HEAVY-SP)
    10 DE MARÇO DE 2018 ÀS 09:57
    Vi no outro post comentários sobre o Raí querer time ofensivo, jogando pra frente.

    Se for assim, já começa mal.

    Primeiro arruma lá atrás, acerta marcação, quem pega quem, quem faz cobertura…
    Acerta saída de bola, acerta quem fica plantado…

    Define um esquema de contra-ataque…

    Até mesmo os menudos do Cilinho começaram assim.
    No começo era aproveitar a velocidade do Muller e Sidnei nos contra-ataques.

    Depois, devido à grande qualidade técnica daquele grupo, a transição de time de contra-ataque para time que agride o tempo todo foi rápida e natural.

    Já o grupo atual não tem aquela qualidade toda.
    Não dá para já implantar um time que agride se não passou pelas duas etapas anteriores: primeiro, fechar a casinha; segundo, contra-ataque.

    Se já cisma de jogar pra frente logo de cara, perde a bola e não tem estratégia de defesa definida, acontece o que aconteceu contra o Santos. O adversário joga por uma bola e ganha o jogo.

    Se não tem contra-ataque, acontece o que aconteceu com o Palmeiras: fica na defesa tentando sair pro jogo e não tem atacante que saiba o lugar do campo que deve ocupar para fazer o que deve.

    Pegue todos os técnicos que passaram por aqui nos últimos dez, doze anos. Todos.

    Chegaram, falaram em títulos e já montaram um esquema para frente sem ao menos olhar se tinham jogadores para isso. Parecia um bando de índios.

    Todos, não! Menos um!

    Edgardo Bauza.

    Fez a lição de casa certinho. Montou primeiro um bom sistema defensivo. Jogava feio que dava dó.
    Mas perdia pouco.

    Não ficou tempo suficiente para fazer a transição para time de contra-ataque e depois para time de ataque.
    E, talvez, nem tivesse repertório para chegar a tanto. Mas começou por onde deve começar.

    Lembre-se, Diego Aguirre:

    Primeiro: acertar lá atrás! Vai empatar em casa com time pequeno, vai dar raiva no começo. Mas vai parar de perder jogo por uma única bola.

    Segundo: contra-ataque! Vai tomar sufoco, adversário vai ter mais posse de bola. Mas vai achar aquele espaço para surpreender o adversário e matar o jogo. É assim que se ganha clássicos na casa do adversário. A imprensa vai cair matando. Vai falar que isso não é SPFC. Vai ter torcedor que cai na pilha. Mas os gambás já cansaram de ganhar campeonatos jogando assim e a mesma imprensa os endeusa por isso.

    Finalmente: cumpridas as etapas anteriores, os adversários vão passar a respeitar, vão ver que aqui não é a casa da mãe Joana. Aí, com as peças certas, talvez dê para começar a mandar nos jogos.

    Aguirre, não caia nessa de chegar aqui e achar que com uma semana de trabalho já dá para encarar qualquer time de igual para igual. Não caia nessa de time jogando pra frente a todo custo.

    Uma coisa de cada vez.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Se vier, seja bem vindo…

    Só não gostei da reportagem do UOL em que o Raí disse que descartava Luxemburgo, Felipão e Cuca pq o São Paulo vive um momento instável emocionalmente e a chegada de um técnico com uma personalidade muito forte poderia deixar a situação ainda mais conturbada no Morumbi…

    Achei isso de péssimo gosto, que mostra que realmente o elenco é cheio de não me toques e não me reles, muito mimimi, mimados demais… parece que a própria diretoria tem medo da reação dos jogadores… assim, o perfil fair play deverá permanecer e quando tiver que jogar como homens, veremos as mocinhas em campo, como temos visto muitas vzs, quando é preciso ter alma, sangue, vergonha na cara…

    Vou torcer para o Aguirre, mas acho que o critério está, mais uma vez, errado…

    Dou créditos ao Raí, mas nessa ele fica devendo…

    Curtido por 3 pessoas

    • Concordo com seu ponto de vista, dá a impressão que não querem ter o trabalho de lidar com a personalidade forte desses treinadores e estão satisfeitos com perfil “mocinha” que se instalou no time. Ou seja, continuaremos a ver RC no time.

      Curtir

    • por isso que to cansado de dizer que é a MENTALIDADE e a POSTURA dos pessoal de cima precisa mudar primeiro, senão pode trazer o Guardiola que não dá jeito nesse time

      o problema vem de cima, e a fórmula matemática é muito simples de entender

      presidente frouxo
      ——————— X √¯6 anos sem títulos = time de mocinhas
      diretoria omissa

      Curtido por 1 pessoa

    • Parabéns Moderador você foi direto na ferida. Se o técnico não for de personalidade forte e disciplinador vai continuar com está: inclusive zagueiro comum- muito comum, achando que é craque. Raí ao que parece que nunca ouviu falar do falecido técnico Yustrich – apelidado de homão.

      Curtir

    • 2013 – https://spfconline.com.br/autuori-revela-que-dara-atencao-ao-psicologico-do-elenco/
      2013 – https://spfconline.com.br/lucas-lamenta-fase-do-sao-paulo-e-ve-problema-psicologico-no-grupo/
      2015 – https://blogs.gazetaesportiva.com/joaoricardocozac/2015/03/08/sao-paulo-refem-da-fragilidade-mental/
      2016 – https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2016/09/03/sao-paulo-quer-recuperar-psicologico-de-jogadores-para-consertar-ataque.htm

      Concordo totalmente com tudo o que voce disse Marcio e problemas psicológicos rondam o SPFC há anos. Já cansei de ler a mesma notícia, várias vezes, todos os anos. Todas giram em algo que poderia ser traduzido como: “elenco bunda-mole precisa de técnico que fale mansinho pq senão não aguenta a pressão”. Aí qdo vem o técnico mansinho, o grupo não responde e vem algo que poderia ser traduzido como: “elenco deita e rola em cima de técnico banana, faz panelinhas e detona o ambiente”.

      Como o problema todo é com esse sistema político fracassado que envia lá de cima uma sinalização de fracasso pra todos os setores do clube eu não vejo muita esperança. É como se eles tivessem plantado uma erva daninha num solo sagrado e essa erva enraizou bastante e foi pra bem longe. Tudo o que plantar alí está fadado ao fracasso a menos que o imponderável apareça.

      Curtir

      • Enquanto não arrumarem um treinador que extermine esse pensamento mocinha, nunca mais vamos ganhar nada…

        Vi alguns bons elencos naufragarem pelo mesmo motivo e ficam se perguntando o por que…

        Para mim, que sou um mero torcedor isso está evidente… é o perfil mocinha que se instalou e vai permanecer até que alguma alma iluminada perceba isso e coloque alguém para dar uma acordada nesse elenco…

        Curtido por 2 pessoas

      • Esporte competitivo eh mind game.

        Futebol eh mind game.

        Assisti a apresentacao da russa campeao da patinacao artistica numa madrygada de fevereiro. Ela deu a volta de apresentacao e ai final comecou a se dar tapas no corpo, varias nas duas coxas. Falei, eita. Isso eh atitude. O comentarista falou, presta atencao nessa que e favorita ao ouro.
        Ela tinha acabado de fazer 15 anos com uma semana acima da idade minima. Uma semana a menos e estaria fora.
        Entrou se dando tapa, fez apresentacao quase perfeita e levou ouro.

        Vc ouve historias de medalhistas de.paises com tradicao de.medalhistas.
        Nao tem moleza. Ninguem fica passando a mao na cabeca.
        Meu mentor profissional aos 14 anos foi meu tio. Nao tinha moleza nao. Erros eram seguidos por eaporros colossais. Com o tempo isso da casca grossa e a gente fica resistente e durao.

        Se ficar nessa lenga lenga sangue nao corre nas veias. Corre sangue de barata.

        Curtir

      • Ah, temos que acreditar um mínimo né??? Se não for assim, como vamos comentar essas coisas? Não há um único portal em que temos 100% de certeza na verdade, mas se pensarmos na personalidade do Raí, isso é bem possível…

        Certeza, certeza, não…

        Curtir

    • Ou seja, por essas palavras vamos ter mais do mesmo de novo, é e concordo com o comentário acima, por enquanto, até as vitórias retornarem, nada de futebol bonito, ofensivo, com o time escancarado, vamos começar arrumando lá atrás da defesa, e avançando no contra ataque, como time pequeno mesmo e aí pegando moral para os outros jogos!!!!

      Curtir

    • Mas a instabilidade emocional é em relação aos jogadores ou seria torcedores e diretoria? Técnicos com personalidade forte costuma querer ser estrela, dar resposta mal educada em jornalistas e diretores, mostrar uma certa arrogância…

      Se for por conta do elenco, a coisa está pior do que eu imaginava.. Diego Souza então é duas caras? Fala uma coisa nas entrevistas e na verdade o grupo está cheio de vaidades? o Raí está junto dos jogadores mas não pode deixar que eles comandem o técnico como o sheik lá do PSG faz.

      Curtir

  3. Repito declarações de ontem…

    Pode até perder, é do esporte, mas com dignidade, com luta, com sangue, com vergonha na cara…

    Chega do espírito bom moço, fair play… chega de ver o Felipe Melo dando porrada no começo do jogo e ver nossos jogadores se borrarem em campo… podia ter perdido, mas com luta, com dignidade e não como mocinhas de escola de etiqueta…

    Cansei desse estilo bom moço… se é para perder, que seja como homem…

    Curtido por 3 pessoas

  4. Não gosto de cornetar jogador, costumo respeitar, mas cansei desse estilo do Rodrigo Caio… deveria praticar hipismo, boliche, tênis, mas futebol não é o seu forte, pois há muita competição e esse parece não ser o forte dele… falo da personalidade e não da parte técnica, mesmo eu tenho muitas restrições dele como jogador de futebol…

    E pior é que parece que ele contamina os outros… hoje muitos jogam no estilo mocinha…

    Curtido por 5 pessoas

  5. Raí contratou vários jogadores de personalidade forte Diego Souza, Nenê que juntam-se a Petros, Cueva e Jucilei. Acho que ele hoje entendeu que errou no planejamento na equipe e não quer um técnico linha dura, pois sabe que baterá de frente com a maioria desses caras e vai sobrar pra ele escolher com quem fica! Eu preferiria um técnico linha dura e jogadores operários, mas isso só daqui a uns 2 anos, quando acabar o contrato desses caras.

    Curtir

  6. @eduaffonsoespn
    19 minHá 19 minutos
    Mais
    Agora tá treinando . Fechado . Deve poupar MILITAO e hudson pendurados e alguns mais desgastados COMO RCaio , MGuilherme e Cueva

    Ótimo!!!! Jardine e bastante molecada amanhã

    Curtir

  7. Lugano eh um sujeito etico e sobretudo inteligente.

    Ele conhece MUITO BEM nosso elenco pois conviveu de perto com as criancas.

    E pelo que noticiam, foi ele quem indicou Aguirre, que jah trabalhou com Rai e Ricardo Rocha.

    Ambos aprovaram sem ressalvas.

    O que acho absurdo eh que a maioria aqui que pede Felipao Abel etc acha que nao houve criterio na escolha.

    Soh na cabeca do torcedor PS mesmo.

    Rai e RR querem resgatar o estilo de jogo daquele SPFC “vintage”, e esta na cara que ele enxerga esse estilo no Jardine.

    Dai porque eles o querem como auxiliar tecnico de Aguirre.

    Suponho que sabem que pode dar caldo essa dupla.

    Curtir

  8. Heron
    10 DE MARÇO DE 2018 ÀS 10:50

    Pessoal se engana que acha que o Aguirre joga pra frente, não é bem assim não gente, vcs estão enganados

    eu já vi alguns jogos por times treinador por ele, e não tem nada de ofensivo !

    ele tbm não é retranqueiro, acho que é um meio termo, acredito que foi por isso que contrataram ele, o Raí acha que ele é parecido com o Jardine, que arruma a defesa mas faz marcação em linha alta, quem gosta do estilo do jardine vai reparar que o Aguirre geralmente faz algo parecido

    mas os times dele não é “louco” igual do Osório rsss… ele sabe sim fechar a casinha, pelo menos nos jogos que eu vi foi assim.

    _________________________

    O Heron matou a charada.

    Ha criterio sim.

    Curtir

  9. Acho que o Aguirre é um excelente escolha e mais do que isso uma escolha bem pensada.

    O perfil dele é muito interessante, de intensidade e disciplina tática, de não fazer concessão a torcida e a jogador, de rodar elenco, não de forma obssessiva mas por necessidade, de ter variações táticas,que busca domínio mas também sabe ser pragmático. Uma mistura de Bauza com Osorio, se é que isso é possível.

    Se concretizada pode ser cirúrgico com o que o São Paulo está precisando sim.

    Curtir

  10. Aguirre era pra ter vindo após a saída do Osório. Tem alguns aspectos semelhantes, por gostar de jogar com linhas altas, rodízio de jogadores e intensidade dos atletas, assim como alternância de esquema de acordo com o adversário. Os corneteiros vão ficar pilhados, pois tem muitas semelhanças e filosofias de jogos também seguidas no trabalho do Ceni aqui.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Rodrigo Caio é bom de bola
    Jogador leal
    Gente boa
    Fala bem

    Mas por favor, vá embora. Os adversários torcem para enfrentá-lo. Não dá mais liga, já deu o tempo.

    E olha que temos exemplos de zagueiros gente boa, porém eram firmes nas divididas e nada de pedir descaso para o adversário.
    Mauro Galvão
    Miranda
    R. Gomes
    Nesta
    Geromel
    Ruan
    Leo Cruzeiro

    Os bad boy
    Sérgio ramos
    Pepi
    Ronaldao
    Lugano
    Odvan
    Rivarolla
    Junior baiano

    Não é por ser bom moço, é por não entender o espirito da coisa. Lembro do Robinn da Holanda, que acabou com o Felipe Melo e ainda cavou expulsão.

    Apenas opinião

    Curtir

  12. Aguirre pode dar certo. É treinador duro – ninguém vai tirar farinha. Seu esquema é de competição intensa. O displicente, o corpo mole, o pé frouxo, o mimimi de conversa, aquele que joga descansando em campo ou não aguenta o combate não terão vez. Alguns jogadores assim terão de deixar o elenco e outros terão se ser contratados para a nova filosofia de jogo. Não dá mais para ficar num esquema que não deu certo. Força, Aguirre. você pode ser o cara!

    Curtido por 1 pessoa

      • A filosofia de jogo do uruguaio se aproxima da dos times do sul. Hoje, a competitividade é o que se tem de mais moderno no futebol. Porque quem não tem cão, caça com gato – a falta de dinheiro para manter no país os bons jogadores fez acabar nos nossos campeonatos o futebol arte. Jogadores lentos e veteranos, não obstante a boa técnica, não têm mais vez, porque sua competitividade acaba nos primeiros 30 minutos. Então acontece como no UFC – o cara apanha depois que cansa. Não dá mais para ser assim.

        Curtir

  13. Acredito no trabalho do Aguirre e da comissão técnica do São Paulo,mas sem jogadores comprometidos com o clube e com um presidente que envergonha o clube não acredito que teremos sucesso..

    Curtir

  14. Bom, eu acho que a última pessoa no mundo que gostaria de ver o mal do Sao Paulo é o Lugano, entao se ele indicou o cara, vou acreditar que tenha qualidade para mudar a mentalidade desses Thiago’s Silva’s do elenco…

    Curtir

  15. Eu não sei se é o técnico que conseguiria mudar essa mentalidade derrotista e covarde desse elenco.

    De que adianta você se achar o ético por ter far play em um país de malandros mas não honrar e respeitar a empresa que paga o seu salário e nem os torcedores que a financiam.

    Curtir

  16. Lá vai a diretoria do SP novamente “reinventar” o futebol.

    Já foi assim com Carpegiane, Baresi, Doriva, Ricardo Gomes, Dorival, Adilson Batista, etc, etc, etc.

    Estão de parabéns. Arrogância, teimosia, etc.

    E agora só contratam os amigos e que sejam decentes. Se é decente, honesto e amigo do Raí, Ricardo Rocha ou Lugano, será contratado. Independente de ser bom ou n.

    Curtido por 1 pessoa

  17. Rodrigo Caio é um bom zagueiro, são-paulino, ótimo profissional, ótimo caráter, respeita nossa camisa etc etc.

    O problema é que ele não tem físico de zagueiro. Aquela frase antiga que diz que “zagueiro não pode perder a viagem” é a mais pura verdade. E RC perde várias viagens, toda vez que tem um chutão e ele tem que dividir no alto com um atacante é um Deus nos acuda, pq falta físico a ele.

    Mas isso virou regra no SPFC, e não só nos dirigentes, como na torcida. O pessoal adora um jogador “mais ou menos”

    Falar mal do Edimar (que é péssimo) gera uma enxurrada de respostas do tipo “ah, mas ele faz um arroz com feijão, tá bom!”.

    E o Sidão que não passa a menor segurança e que claramente não tem cacife pra ser camisa 1 do SPFC? Ganhou renovação e aumento de salário pq é gente boa e líder.

    O SPFC está se acostumando com o medíocre e pagando caro ainda por cima, com uma das maiores folhas do futebol brasileiro. E temo que Aguirre não tenha o peso necessário que a situação exige. Era momento pra um técnico de envergadura. Um Felipão, por exemplo.

    Só nos resta torcer.

    Curtir

    • Como pode, o R Caio subiu ao profissional já uns 6 anos mas continua com um físico de filé de borboleta?

      Cadê o trabalho físico e nutricional? O mlk tinha que ter ganhado uns 10 kg de massa magra pelo menos.

      Curtir

      • Não sei se deveria ser 10 kg, mas um pouco de massa ajudaria.

        Independente disso, fato é que q característica do Rodrigo, de quem eu até gosto do ponto de vista técnico, é que ele é fraco.

        Gamarra era baixo, mas era forte.

        Ricardo Rocha deve ter a altura do Rodrigo, mas era forte.

        Marquinhos, do PSG, possui físico semelhante ao do Rodrigo Caio, mas aguenta pancada.

        O Rodrigo além de magro parece estar sempre desatento ao choque, talvez pelo bom mocismo que muitos veem nele. Parece achar que o adversário vai visar só a bola e entra mole.

        Acho, então, que se não mudar a postura, o ganho de massa magra só iria torná-lo lento.

        Curtir

        • Ele é mirrado não só em volume muscular, como estrutura.

          Tipo se vc olhar o Borja e ele, os dois devem ter quase a mesmo volume muscular. Mas o Borja tem mais estrutura. Mais parrudo.

          Curtido por 1 pessoa

    • “O SPFC está se acostumando com o medíocre e pagando caro ainda por cima”. Essa frase é na verdade um resumo do futebol brasileiro, por isso nos contentamos com o medíocre que respeita a camisa, é profissional, líder etc.

      Curtido por 1 pessoa

    • Você estava indo bem no comentário e sintonizando a filosofia do Aguirre, mas depois entornou para o Felipão. Ocorre que também o Felipão não é garantia nenhuma – ele rebaixou o Palmeiras de divisão quando estava em condição semelhante à nossa hoje. O Aguirre também tem chance – já jogou no São Paulo, venceu em outros times grandes e tem a confiança dos diretores atuais. Tem o nosso apoio, não obstante Felipão ser um ótimo técnico.

      Curtir

      • Felipão foi um exemplo de técnico de peso. Na real nem gosto do estilo dele, acho que é taticamente fraco, mas compensa as deficiências sendo um ótimo gestor de grupo, a tal da “família Scolari”.

        Falaram de Cuca, Felipão, Jorginho, Leonardo etc como possíveis. Nesse universo, acho que Felipão seria a melhor escolha.

        Não tenho ainda uma opinião formada sobre o Aguirre pois só acompanhei por alto os outros trabalhos dele. Pode até ser bom, mas ele chega com status de aposta, quando o momento pede um cara de mais “jerarquia”

        Eu escolheria um técnico estrangeiro, mas a imprensa ia ficar de palhaçada(e nossa torcida vai na onda) como ficaram com o Osório e o Bauza, que não por acaso foram os melhores técnicos do nosso passado recente.

        Curtir

  18. Se eu fosse o Jardine começava a escalar o DS no lugar do Cueva. Já que a casa caiu logo no começo de março que comecem a fazer a coisa certa. Se o cara tá enganando desde o ano passado que aguente no banco até chegar a copa do mundo. Vamos lucrar com ele de qq jeito e ele vai se valorizar na copa.

    O SPFC tem que começar a se dar ao respeito e não ser feito de palhaço e tá mais do que claro que o Cueva humilha o clube todo jogo com esse futebolzinho vagabundo sendo que ele pode fazer muito mais.

    .

    Curtido por 1 pessoa

    • Disse isso lá atrás. Por mim, o peruano estaria treinando em Cotia ou horários alternativos aos do elenco principal e também sub-20. Deveria treinar sozinho e ponto. Ele não é maior que o São Paulo, mas reflete esse sentimento atual de que ninguém precisa respeitar o tricolor.

      Curtir

  19. O jardine é um moço com grande potencial, mas por agora não teria chance nenhuma de aturar 10 jogos no comando. Tem ainda que aprender com técnicos mais experiente e depois poderá ajudar o São Paulo. Esse é o melhor caminho. E ainda há dúvida se ele é de fato são-paulino de coração ou movido apenas para dar certo e ganhar fama e dinheiro, seja isso em qualquer clube. .

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s