Veja a trajetória de Diego Aguirre como treinador

Nascido em Montevidéu, no Uruguai, Diego Vicente Aguirre Camblor teve seu primeiro trabalho como técnico em 2002, comandando o Plaza Colônia, clube uruguaio de Colônia do Sacramento. Como jogador, era atacante e ficou marcado por ter feito o gol do último título do Peñarol da Copa Libertadores, em 1987.

Também jogou pelo Internacional, clube que viria a treinar em 2015, e foi artilheiro do maior torneio sul-americano em 1989. Em 1990, jogou pelo São Paulo, e marcou 7 gols em 17 jogos.

Depois do modesto clube uruguaio, Aguirre comandou entre 2002 e 2003, a Sociedad Deportiva Aucas, equipe equatoriana da cidade de Quito. No mesmo ano, assumiu o Peñarol, clube pelo qual teve duas passagens como treinador, 2003/2004 e 2010/2011. Lá, conquistou seu primeiro título como técnico – campeonato uruguaio de 2003 – e foi vice campeão da Libertadores, em 2011, perdendo para o Santos de Ganso, Neymar e Muricy. Em 2010 foi campeão nacional novamente.

Entre 2006 e 2009, Diego passou pelo Montevideo Wanderers, Alianza Lima e pela seleção do Uruguai sub-20, porém sem muito sucesso. Ele voltaria a conquistar um título com o Al-Rayyan, clube do Qatar, o qual comandou entre 2011 e 2013, levando quatro copas locais.

Antes de assumir o Internacional, em 2015, passou pelo Al-Gharafa, do Qatar. Foi no Inter que ganhou notoriedade no Brasil, chegando na semifinal da Libertadores de 2015, vencida pelo River Plate – comandou os gaúchos por 48 jogos. Em 2016, assumiu o Atlético-MG, e diferente da primeira passagem por aqui, não teve muito sucesso. Foram 31 jogos e uma eliminação para o São Paulo na Liberta de 2016.

Depois do Galo, Aguirre foi para o San Lorenzo. Conseguiu ser semifinalista da Sul-Americana de 2016 e chegou às quartas da última Libertadores. Em 2018, foi demitido e está sem clube. Na sua opinião, ele é o nome certo para assumir o São Paulo?

Por: Caio de Castro

72 comentários

    • Embora ache os jogadores brasileiros corporativos, indolentes e até mesmo preguiçosos, Aguirre adota um futebol competitivo, com muita aplicação, intensidade e força fisica.
      Times organizados a partir da defesa, tipo Bauza.

      # ReageSPFC

      • E acho que com ele, justamente pela exigência de intensidade, os garotos terão mais lugar no time. Eu acho ele parecido com o Simeone, na ideia de jogo. O único porém é que ele adota o rodízio de jogadores no time, coisa q o Osório tentou fazer é foi queimado, apesar de eu achar bom método.

        • Acho que o Osório foi criticado nem tanto pelo rodízio, mas por inventar coisas como Carlinhos na ponta… é o pior é que Osorio tinha razão no que fazia.

          Quanto ao Aguirre, espero que você esteja certo. Que seja um Simeone, e não um Wagner Mancini piorado, como as vezes acho que ele e…

    • Ah! pode deixar comigo; segue abaixo os grandes feitos de Diego Aguirre:
      – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – — – – – – — – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – …etc

  1. Para mim não é nem de perto a primeira opção….outra tacada errada da nova diretoria…seus times jogam um futebol horroroso e o pior não ganha nada…ai seu leco a pergunta é, baseado em que tá contratando esse cidadão.Haja fé ! Acorda Rai, vai buscar técnico vitorioso..com culhão, com dobradinha com Jardine.
    Não passa do primeiro classico no Brasileiro …

  2. A essência do atual são Paulo é de perdedor , independe técnico , a mediocridade dos que tomaram conta do são Paulo não permite buscar a vitória , eles preferem buscar desculpas argumentos que justifique a incompetência e a falta de um espírito vencedor , falta competência , falta honestidade e não é dado ao torcedor nem o alento de títulos mesmo o clube sendo saqueado e destroçado como vem sendo por esses bandidos.

  3. Trajetória como treinador, não muito diferente do Ney Franco, por exemplo.
    A diferença que ele é uruguaio, e o povo ovula por uruguaio aqui..

    • Nossa, tomara que ele tenha o rendimento que o Ney Franco teve aqui. Melhor time do returno de 2012, título da sulamericana, vitória em clássicos (ganhamos da galinhada campeã da libertadores em casa e fora, ganhamos fácil da porcada no returno e não perdemos clássicos com ele em 2012). Em 2013 ele foi boicotado pelo Rogério Ceni e prejudicado pelo Lucio que a diretoria impôs que tinha que jogar…

      Ney Franco pode ter ido mal antes e depois daqui, mas aqui ele foi muito bem.

        • Ah tá kkkk agora eu entendi o que você quis dizer e concordo com você. Não restringiria só a Uruguaio não. Qualquer um que habla por aqui tem um crédito inexplicável. Vejo tanta gente lembrando da passagem do Osorio como se ele fosse o Telê Santana…

  4. Foi muito bem no Inter. Fez ótimas campanhas no gauchão e na libertadores. A campanha no brasileirao nitidamente era reflexo da prioridade que foi dada a Libertadores no início da competição. Todos as notícias sobre sua demissão falam em “surpresa”. No Atlético-MG não foi tão bem mesmo, mas sinceramente, tinha um elenco horrível em mãos.

    Opinar sobre os outros trabalhos é ser leviano. É opinar sobre resultados apenas sem ter a menor noção do elenco que ele treinava e dos adversários que enfrentava. Ainda assim tem resultados de destaque tanto no Uruguai quanto no Catar.

    Sobre ser pragmático ou não… Eu quero é resultado. O pragmático Bauza ficou muito perto de nos levar ao título da libertadores (foi assaltado e sofreu com a lesão de Ganso, Kelvin e a falta de elenco). O pragmático Muricy nos levou ao tri brasileirao, levou o Santos ao titulo da Libertadores, o Flu ao brasileirão. O pragmático Abelão ganhou o Mundo com o Inter. Pergunta se a galinhada tá triste em ganhar um paulistao e um brasileirao em 2018 jogando pelo 1×0. Ou a porcada em 2016..

    • Tbm não ligo pra futebol pragmático, mas ao mesmo tempo competitivo e vencedor. O problema do Bauza é que praticamente não vencia fora de casa. Ninguém é campeão sem vencer fora de casa.

      • Não acho que o trabalho do Bauza tenha sido bom, mas chegamos perto de um título. Também tem que se considerar elenco, um dos piores dos últimos anos…

  5. Treinador moderno que gosta de intensidade e por isso roda bastante o elenco.
    Já vejo muitos torcedores reclamando do rodízio de jogadores (que dificultaria o entrosamento) e da queda de rendimento da equipe no decorrer das partidas (por causa da intensidade do início dos jogos).
    Jogadores brasileiros também não costumam aceitar muito bem o rodízio/reserva e podem reclamar e criticar a cobrança extrema do torneiro.

    • É uma virtude ao meu ver. Embora Osório tenha ganhado fama de prof Pardal fazendo isso, eu acredito que se o Aidar não tem mexido no time éramos campeões aquele ano

  6. Um dado surpreendente sobre troca de técnicos

    @rodolfo1975

    Trocas de técnico nos 12 grandes desde 2001:
    38 Flamengo
    37 Vasco
    34 Fluminense
    32 Atlético-MG
    32 Internacional
    29 Botafogo
    27 Palmeiras
    25 Cruzeiro
    24 Corinthians
    24 Grêmio
    24 Santos
    [23] São Paulo

    • se pegar de 2001 ok, mas pega de 2010 pra cá, tem aqueles 3 anos do Muricy que acaba enganando o quem tem sido nos ultimos 3 anos

  7. Com todo respeito, trocou 6 por meia dúzia.

    Agradaria-me muito mais o Jorginho. Que soube mostrar variações táticas durante o jogo em seus times. Mas também seria uma aposta.

    Verdade seja dita, a diretoria, como um todo,não sabe o que fazer. Ganhou tempo com o Dorival para poder estudar e analisar nomes para treinar a equipe, e o nome que escolhem é o de um cliente do Juan Finger, cujo currículo não impressiona ninguém.

    No entanto, quando Muricy foi contratado para treinar o time campeão mundial de 2005 o currículo também não impressionava muito e deu no que deu.

    Como eu disse, é uma aposta. Quase como um all-in no flop

  8. Com esse elenco de jogadores medrosos, que não se movimentam, se escondem atrás da marcação. Pode vir até o Guardiola. Esses jogadores não honram o salário que ganham. São uns covardes.

  9. Gente tenha calma. Guardiola, Mourinho, Kloop estão empregados. Infelizmente não quiseram vir. Simeone preferiu se manter no Atlético de Madrid então…

    Acho engraçado que os treinadores do PlayStation ficam loucos com tudo. Kkkkk

  10. O grande problema de Dorival, dos técnicos anteriores, bem como da diretoria e grande parte da torcida, é achar que vai chegar, assumir o clube e já começar a falar em ser campeão.

    “Ah, mas um clube como o SPFC tem obrigação de lutar por títulos, tem que ser protagonista…”

    Não. Primeiro tem que ter um time. Hoje, não tem.

    Tem um elenco com bons jogadores aqui, alguns perebas ali, jovens promissores acolá e algumas carências em certas posições. Mas… time? Não tem.

    Então, antes de falar em ser campeão e blá, blá, blá… tem que montar um time.

    Não precisa ser a imagem sulamericana do Barcelona, do Real Madrid, do Bayern Munchen…

    Apenas precisa ser um time. Que seja o melhor time possível com os atletas que hoje fazem parte do elenco.

    Os jogadores são esses, se foram contratados errado, não interessa. O elenco é o que está aí.

    Tem que montar um time com isso.

    Tem jogador que não serve? Põe no banco.

    Tem cara que joga com o nome? Tenta outro.

    Bote os reservas e não relacionados nos jogos para fazerem dois jogos-treino por semana contra times da A2, da série B, da série C… Tem cara que não tem a chance nem de sentar no banco… E quando vai pro banco, nunca entra…

    Pões esses caras para ralar em coletivos. Vai aparecer alguém… Pelo menos um, de onde ninguém esperava.

    Tá ganhando um jogo de 3 a 0 (difícil hoje, mas vai que…) no segundo tempo?
    Bota três moleques pra jogar. Busque opções…

    Mas não me venham falar em ser campeão brasileiro, em sair da fila na Copa do Brasil, em Libertadores 2019 quando sequer um time tem para isso…

    Diego Aguirre, não prometa títulos!

    Prometa montar um time. Com o que temos.

    Uma vez montado um time, mostre para eles que não adianta jogar o fino da bola num jogo e vencer um Grêmio em Porto Alegre, chegar no aeroporto batendo no peito dizendo que o campeão voltou, se na partida seguinte os caras andam em campo e perdem de 1 a 0 dentro do Morumbi para um Coritiba da vida…

    Exija constância!

    Monte um time!

    Em 1977, Minelli pegou o que tinha, que não era nenhuma maravilha, e montou um time.
    Primeiro, arrumar a defesa. Depois, contra-ataque.
    Era o que tinha para o momento. Acabou campeão.

    Faça o mesmo!

    Se ficar em 8º no BR-2018 e bater na trave pela vaga na Libertadores, mas suando sangue em campo, terá meu apoio irrestrito.

    Mas se chegar falando em título e os caras acharem que dá para ser campeão tocando bola de lado e para trás… talvez não dure muito tempo.

  11. A exigência do futebol intenso pra nós torcedores é excelente. Mas jogadores costumam boicotar esse tipo de técnico, por temer por sua longevidade na carreira. Único técnico que consegué impor isso é o Kopp, mas em compensação o Liverpool é o time que tem maior saldo de jogadores que se machucam na premier.

  12. Eu não faço muita idéia de como seja esse Aguirre , tá me parecendo mais um Bauza mas é chute .
    Talvez seja de um Bauza que estejamos precisando porque se não tiver alguém competente esse time vai ser rebaixado no brasileirão .
    Por enquanto estou colocando quase toda a culpa pelo desempenho no Dorival Junior .
    Essa anta quase conseguiu a proeza de nos rebaixar no paulistinha .
    Quase não nos classificamos para as quartas de final . Se estivessemos em qualquer outro grupo não teriamos nos classificado .
    Até prova em contrário esse grupo de jogadores é fraco , é pior do que o do ano passado que só não foi rebaixado por causa do Hernanes .

    • Os times dele em geral jogam pressionando muito no início do jogo e depois joga de acordo com o resultado. Roda bastante o elenco por rodízio e também muda jogadores e estilo de acordo com o adversário.

  13. 15 anos de carreira e títulos inexpressivos, tinha um bom time no Atlético MG e caiu na libertadores justamente contra o São Paulo que estava com um time pra lá de limitado.

    Pode ser que seja um novo Telê, como também pode ser um novo Dorival.

    • Peça por peça o SP era melhor. Considerando o segundo jogo.

      Marcos Rocha > Bruno.
      Maicon > Léo Silva.
      R. Caio > Erazo.
      Douglas Costa > Mena.
      Hudson > L. Donizete.
      T. Mendes > Dátolo.
      Ganso > Cazares.
      Michel Bastos > Carlos.
      Kelvin > Clayton.
      Calleri > Pratto.

      Só perdíamos nas laterais e no gol. Ou você discorda?

      • Olhando friamente concordo que nosso time era um pouco melhor, tinhamos um time mas não um elenco.

        Lembro muito bem que eles eram favoritos a vaga e passamos no sufoco, na base da raça.

        • Será? As outras opções deles eram Edcarlos, Carlos Eduardo (aquele ex-Gremio e Flamengo), Rafael Moura, etc… O elenco deles era ruim e o nosso escasso, mas o jogo é 11 contra 11. E aí tínhamos jogadores melhores.

          Eles eram favoritos primeiro pq quando a gente tá em má fase a imprensa esportiva coloca até o Íbis como favorito contra a gente, segundo que o time do Atlético-MG tem sido apontado como favorito de tudo desde o título da libertadores, é o time brasileiro mais superestimado dos últimos anos, e por último que o time dos caras tinha tido uma das melhores campanhas da primeira fase e a gente uma das piores. Some a isso o fato de a gente tremer em confrontos brasileiros na libertadores, a gente tinha mais time, mas eles estavam jogando melhores (mérito pro Aguirre)…

  14. Pode vim até o Guardiola,q não resolve o problema,o elenco tá pesado, muito medalhão não era hora de treinador estrangeiro,acho uma aposta de risco.E se for pra apostar, melhor apostar no Jardine.

  15. Eu concordo com o que o Hugo falou a respeito do Nei Franco .
    Aqui ele foi muito bem em 2012 e foi queimado pelo Rogério e atrapalhado pelo Lucio em 2013 .
    Foi prejudicado também com a não reposição do Lucas , era pra ter vindo o Eduardo Vargas e perdemos ele pro Gremio .
    Mas acho que o maior problema dele no São Paulo foi ter aceito a intromissão do JJ depois da eliminação na Libertadores , quando ele fez uma limpa mandando uns 7 jogadores embora de uma vez .
    Ali ele perdeu o grupo de jogadores e a partir dali ninguém mais o respeitou , perderam a confiança no cara .

  16. Torci muito pelo Dorival, assim como para o Ceni (que ainda será um grande treinador) , o sentimento é de frustração, isso pelo fato de há muito tempo esperarmos mudanças todo início de ano.
    Quando eu imaginava o retorno do Reinaldo e a contratação de um lateral direito e ainda o Scarpa, me deparo com a saída de Hernanes e Pratto e ficamos ainda mais aleijados.
    Não acho o Aguirre um nome ruim, pelo contrário, até porque o tricolor precisa consagrar um treinador, é triste admitir mas o tricolot não tem atraído nomes consagrados, me lembra a fase dos porcos onde a torcida batia em seus jogadores e os espantavam.
    Que o Aguirre seja nosso combustível para vencer o Paulista e Copa BR, o time do segundo tempo lutou e a porcada depois de perder o Felipe Melo caiu de rendimento, bem treinado o mais querido tem chance.

  17. Porque sul-americanos sempre usam o primeiro e terceiro (penúltimo) nomes como nome de guerra?

    Lionel Andrés Messi Cuccittini
    Christian Alberto Cueva Bravo
    Robert Abel Arboleda Escobar
    Diego Alfredo Lugano Moreno

  18. Dorival Junior é uma anta mas se tivessem dado a ele um elenco compatível com o tipo de time que ele gosta de montar eu acho que provavelmente estaria dirigindo o clube até hoje .
    O cara pediu Gabigol , Robinho e Gustavo Scarpa .
    O Raí trouxe Diego Souza , Trellez e Nenê . Mais recentemente o Valdivia .
    Fora isso tiraram Hernanes e Lucas Pratto .
    Tá tudo errado , do jeito que fizeram fica parecendo que o presidente e o Raí queriam queimar o cara .
    Não foi nada disso , foi só incompetência mesmo .

  19. O Aguirre não dura até o fim do primeiro turno do Brasileirão.

    Vou torcer pra dar certo mas do jeito que o clube está qualquer técnico que passar aqui vai ser queimado.

  20. SP contratando treinador:

    1) Inventam demais, precisamos do arroz com feijão, nome gritado na arquibancada. É Muricy.
    2) Falta intensidade nos minutos iniciais de jogo. Tragam Aguirre.
    3) Tomamos muitos gols. Tragam Bauza.
    4) Não fazemos gols. Tragam Ceni.
    5) Jogadores chinelinhos, não sentem a derrota, folgados. Tragam Leão.
    6) Precisamos inovar. Tragam Osório.
    7) Professor Pardal, chega de invencionices. Volte ao número 1.
    Ou seja, não sabem contratar, não há projeto, sempre buscam tapar buraco, cobrir a cabeça, mas descobrem os pés.

  21. Não o trabalho que ele fez no Atlético foi pífio se bem que qualquer técnico não vai resolver nada o problema do sp é as compras erradas das posições dos jogadores . precisamos de lateral e trazem atacante é por ai

  22. Precisamos de alguém que faça o que o Rojas fez em 2003. Pegou um time desacreditado por todos, fechou a casinha e nos levou a libertadores de 2004, qd ninguém acreditava. Ou então um Leão de 2005, que chegou peitando vários medalhões

  23. Eu acredito sempre no SPFC. Tem torcedor que baba ovo de alguns técnicos, inclusive Carille, que até 2 anos atrás, era um simples desconhecido.

  24. Diretoria está arriscando mais uma vez. …o elenco vai fritar o Aguirre. .já vi esse filme
    Ele da oportunidade para todos porém sofre para definir time titular. ..roda demais e perde muito tempo. .enfim treinador que não tem olho clínico.

  25. Sempre disse que o problema do SP não é exatamente o tecnico e sim o time que deram para ele treinar. O Dorival recebeu apenas dois dos jogadores que ele pediu, o resto ou ja estava no clube ou foi comprado a revelia, tipo DS e Nene. Entao o Aguirre não vai fazer milagre não, a menos que nos entendimentos que esta fazendo para ser nomeado venha a exigencia de trocar algumas peças. Ai sim, poderemos responsabiliza-lo…considerando que o curriculo não é do melhores. Tomara que dê certo…

  26. Lembrei agora da Renata Fan do jogo aberto na época do Celso Roth . Pedindo pelamor que o Aguirre voltasse .kkkk

    Há quem diga que o Aguirre é o Roth em versão hermana…

    Enfim … Que sobreviva e supere os anos de atropelos do nosso clube da fé e faça o time que ta aí e seus medalhões jogarem bola pra ganhar(porque pra ganhar salário já tem um monte)

    Sucesso!

Deixe uma resposta