Dorival esboça time do São Paulo para o clássico com o Palmeiras

O São Paulo trabalha a concentração para enfrentar o Palmeiras, na próxima quinta (8), pela penúltima rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista. Na reapresentação do elenco ao CT da Barra Funda após a vitória sobre o Linense, por 2 a 1, no último fim de semana, o técnico Dorival Júnior reuniu os titulares e conversou bastante com o grupo. A única ausência foi o lateral Éder Militão, com gripe.

Sem Reinaldo (pequeno estiramento no músculo adutor da coxa esquerda), Sidão (contratura na coxa direita) e Jucilei (também com contratura na coxa direita), a comissão técnica esboçou o time titular com Arboleda, Rodrigo Caio, Edimar; Hudson, Petros, Cueva; Marcos Guilherme, Brenner e Valdívia. Como Militão deve estar em condições para o treino de quarta (7), Dorival deixou a equipe com um jogador a menos.

O treinador, no entanto, não fez nenhum trabalho físico ou técnico com os titulares. Apenas ajustou o posicionamento dos atletas e conversou muito com todos os jogadores. Depois de reunir o grupo no centro do campo, o treinador falou por mais de 20 minutos sem interrupções. O auxiliar Lucas Silvestre fez algumas intervenções e os jogadores também gesticularam bastante.

Enquanto isto, no campo ao lado, os reservas trabalharam as infiltrações pelas laterais e calibraram as finalizações. Com Nenê e Diego Souza no grupo, os atletas ainda fizeram um treino coletivo em espaço reduzido.

O zagueiro Anderson Martins, se recuperando de dores na região dorsal, apareceu no campo e trabalhou com um dos fisioterapeutas do clube. Já o atacante Morato, outro que se recupera de lesão, também trabalhou separado dos demais jogadores do elenco.

De olho no Choque-Rei, no Allianz Parque, o São Paulo se reapresenta na quarta, às 15h30, no CT da Barra Funda. Será o último treino da equipe do Morumbi antes do clássico, na casa do adversário. O Tricolor ainda não derrotou nenhum de seus rivais na temporada e também briga para quebrar o jejum de nunca ter vencido na arena palmeirense.

L!

15 comentários

  1. Realmente o JT causa um enorme ponto de interrogação na minha cabeça… O que deve ter feito ele de tão grave que não é mais nem relacionado?
    Se o esquema ainda fosse um 3-5-2 aí a presença dela na Ala esquerda se faria obrigatória. E o Reinaldo seria o N° 2 da posição.
    Edimar?
    Só como 3a opção mesmo…

    • Lembrando que o Grêmio deixou ele ir para o São Paulo por um preço bem baixo e de maneira bem fácil. As vezes temos que suspeitar quando coisas como essas acontecem.

      • Eu vi este “moleque” jogar muita bola, ninguém me contou.

        Quanto à negociação, esquema de empresários, tanto quanto “aquela” na qual descobrimos a Sra. Simone Tavares.

        • Tb vi Paulo…. mas sei lá o que aconteceu que eu vi ele tb jogar muito mal.

          Mas estou contigo, se já jogou muita bola tem que ter a chance de voltar.

          Edimar sem querer desmerecer nunca jogou muita bola, logo se supõem que nunca fará isso.

          Acho que o Dorival tem que no pior das hipóteses colocá-lo no segundo tempo. JT tem que ter chance agora que o Reinaldo se machucou, aproveitar o momento, igual o Jean….

          • Realmente não dá pra entender ele não escalar o Junior nem em jogo de Copa do Brasil contra time de quarta divisão, se entrar e não servir ok, mas pelo que já mostrou será que nem assim vale o teste? E não é por nada, mas se o JT não pode ser titular, ao invés de contratarem o Edimar a gente poderia não ter emprestado o Mateus Reis que era ruim igual, mas não custava nada e com certeza ganhava menos.

  2. Precisa ganhar das peppas, vale pela moral, vale pela pontuação, vale criar crise no time da crefisa…enfim tem que ser a nossa hora, se não já nem sei o que pensar e tem que entrar marcando na pressão alta e indo pra cima, caso entre pensando em empatar vai perder feio certeza.

  3. Esse jogo é pro Diego Souza arrebentar o Dorival se for um pouquinho inteligente faz o mesmo que fez o carille contra as pepas ou seja já temos a receita agora é só colocar em prática fazer o que os lutadores de caratê fazem usar a própria força do adversário contra ele mesmo usando os contra ataques , pois eles vão ter que partir pra cima vão querer ditar o ritmo do jogo veja como joga a gayvota com quatro na defesa um volante entre os zagueiros um outro cobrindo caso os laterias resolvam subir claro que um de cada vez pra não deixar brechas e os pontas ajudando na recomposição , com a bola nos pés domina o meio campo com dois meias e dois pontas com muita movimentação e verticalidade temos dois meias Cueva e Diego Souza com Marcos Guilherme ou Valdivia ou Brenner podem fazer essa função que é feita por Romero e Clayson ficaria assim o nosso time aos modos das gayvotas Jean (cassio ) Militão (Fagner ) Rodrigo Caio ( Henrique) Arboleda ( balbuena) Petros (Gabriel ) Hudson ( Renê ) Cueva (Jadson ) Diego Souza ( Rodriguinho) Valdivia (Romero ) Marcos Guilherme ( clayson) vejam que se fosse ver a qualidade de jogador por jogador os times se equivalem então podemos ganhar das pepas sim

Deixe uma resposta