Em meio à dificuldade de achar um time e todas as polêmicas com Nenê, Trellez, Diego Souza etc, uma coisa é fato: Dorival pediu outros nomes.

Até por isto, ele vem recebendo apelo na mídia.

Mas, e se o São Paulo tivesse contratado os nomes pedidos por ele?

Dorival queria Scarpa, Geuvânio, Robinho, Victor Ferraz e Gabigol.

Vieram Diego Souza, Valdivia, Trellez e Nenê. Scarpa o São Paulo fez tudo que pode mas o Palmeiras levou na mão grande.

O time do São Paulo hoje com estes nomes seria obviamente mais leve e com mais mobilidade. Como ficou com Brenner, Valdivia e M. Guilherme com Cueva armando.

O que fica como dúvida de verdade é se o time marcaria mais gols do que hoje. Apesar da estabilidade defensiva, o São Paulo marcou apenas 14 gols em 13 jogos no ano. No Paulistão, em 10 jogos, apenas 9 gols.

Na Copa do Brasil, 5 gols em 3 jogos contra rivais mais frágeis como Madureira, CSA e CRB.

O ponto positivo vem sendo a defesa: 8 gols sofridos em 13 jogos.

Gabigol vem tendo bom desempenho no Santos mas Victor Ferraz por exemplo vem sendo catastrófico e a torcida quer sua cabeça. Geuvânio nem joga em time B do Flamengo e quando entra, faz vergonha. Robinho deixou o país e já não vinha desenvolvendo futebol vistoso faz tempo. Separados em seus clubes, apenas Gabigol parece que teria um encaixe positivo no São Paulo de hoje.

É difícil concluir se o time atuaria melhor ou funcionaria melhor com Gabigol no lugar de Brenner hoje e com Geuvânio ou Robinho no lugar de Valdivia já que M. Guilherme dificilmente sairia do time. O problema parece ser maior. O volume de jogo existe, a movimentação, mas falta o último passe, a conclusão a gol, o fechamento da jogada. Será que isto é devido às peças ou ao sistema de jogo?

Como seria na sua opinião o time com os nomes pedidos pelo treinador?

Blog do São Paulo

 

Anúncios