Dorival: “O pouco tempo de trabalho não te proporciona correção, por isso queremos equilíbrio e consistência”

Com espírito aguerrido, o Tricolor o conquistou uma importante vitória sobre o Linense por 2 a 1 neste domingo (4), no interior, pelo Campeonato Paulista. Logo após a partida, o técnico Dorival Júnior comentou a emocionante virada e revelou o que deseja da equipe na sequência da temporada.

“Acho que o São Paulo procurou muito mais o gol. Tentamos de todas as formas, o Linense se defendeu bem, e fomos felizes praticamente no último lance. Foi um jogo muito franco. Felizmente saímos com resultado positivo em função daquilo que tentamos produzir ao longo de toda a partida. Não tem alívio. Temos uma preocupação frequente e constante. Natural que o resultado às vezes escondem muitas coisas”, analisou o treinador, que completou.

“Tivemos momentos em que fomos derrotados e fizemos grandes jogos. E jogos que vencemos sem fazer uma partida tão boa. Queremos equilíbrio, estamos buscando. Espero que tenhamos o mais rápido, para que façamos sequência de resultados. É o que queremos. O pouco tempo de trabalho não te proporciona situação de correção. Temos que chegar de madrugada, cinco, seis horas da manhã, já pensando no próximo jogo. Teremos em sequência Copa do Brasil, Sul-Americana entrando daqui a pouco. Tenho sentido o quanto essa equipe está se dedicando e o desgaste que ela vem tendo”, disse.

Com o resultado, o São Paulo se isolou ainda mais na liderança do Grupo B enquanto aguarda o desfecho da rodada, agora com 14 pontos. O emocionante triunfo, no Estádio Gilbertão, deu motivação extra ao time para encarar o próximo desafio no torneio estadual: na quinta-feira (8), às 20h30, o Tricolor enfrentará o Palmeiras fora de casa.

“Queremos ver uma equipe consistente. Em cima dessa consistência, que os resultados aconteçam. Espero que para a partida de quinta, melhoremos ainda mais. Que a gente possa ter força máxima dentro de campo nesse difícil compromisso. Temos que pensar em trabalhar a equipe nos poucos períodos em aberto para que tenhamos evolução. Não tenho dúvida de que com tempo estaríamos em outra situação”, finalizou.

Site Oficial

Anúncios

68 comentários

  1. O goleiro do Linense foi atrapalhado pelo seu companheiro de zaga. Mas uma hora, quando menos se espera, o fator sorte ou imponderável iria atuar a nosso favor. Quem sabe a ira dos deuses da bola está se aplacando. A soberba do Juvenal os enfureceu.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Fala, fala, fala e não diz absolutamente nada.

    Oito meses no cargo e não me recordo de uma única partida coletivamente marcante do SP com Dorival no comando.

    Temos grandes apresentações do Hernanes, do Cueva e até do Marcos Guilherme – que se converteram em grandes vitórias, assim como algumas boas defesas do Sidão (fruto de falhas da zaga) nas rodadas finais do BR-17… mas nenhum mísero jogo bom em que a equipe tenha tido cara de time de futebol… sempre um catadão estático.

    Curtido por 1 pessoa

    • Dorival é muito engessado. Não tem qualquer confiança no próprio trabalho.

      Ano passado, depois de ter terminado 2016 em alta no Santos, ele começou o ano experimentando… mudando a forma do Santos jogar, trabalhando a saída de bola de maneira diferente (com os laterais) para não sobrecarregar o Renato e dar mais dinamismo ao time.

      Os resultados não foram bons de cara e logo ele voltou pro esquema quadradão, básico e simples. Sem qualquer convicção.

      Quando muito Dorival pode ser considerado um treinador comum.

      Curtir

      • Antes ele estivesse tentando fazer mesmo algo na linha dos trabalhos mais modernos, com métodos de treino diferentes e variações táticas etc. e tal. Pelo menos haveria a desculpa do ineditismo do trabalho para justificar os percalços.

        O arroz com feijão seria o mínimo a se esperar de um treinador vivido como ele, mas nem o básico está sendo feito, quem dirá lapidar! A impressão que eu tenho é que os treinadores mais velhos tentam se “modernizar” com um discurso bonito, prometendo mudar a forma de jogar, mas – no final – não têm paciência de “pegar o jogador pela mão” nos treinos para mostrar passo a passo o que o time – e cada atleta – precisa fazer.

        Curtido por 1 pessoa

  3. “Jogar contra o Corinthians é a mesma coisa que fazer entrega de mercadoria com caminhão no rio de janeiro, você tem que ir, mas é certo que será roubado”

    Eliane Ribeiro – globo esporte

    ela deveria ganhar um oscar pelo melhor comentário do ano kkkkkkk…

    Curtido por 7 pessoas

  4. Para Jogar contra o anão verde é só ter um pouco de inteligencia .

    AS laterais do anãozinho verde são duas avenidas, Felipe Melo parece um boi louco, pesadão, não da cobertura.

    O time deles é bom, claro que sim, mas tem deficiências de marcação. Se souber jogar na velocidade e no contra ataque, da pra matar os porquitos em sua propria casinha.

    Ter medo do anão verde? Jamais mano, por mais que o SPFC não apresente um bom futebol, jamais teria medo do palmeirinhas

    Curtido por 3 pessoas

  5. A história nao tem necessariamente que repetir, mas um lance bobo no primeiro tempo (passe ruim do Douglas e bola perdida do Buffarini), numa partida controlada, implodiu todo o esquema de jogo do RC. Pode ser sim um divisor de aguas. Eu nao tenho dúvida que o time vai entrar aceso e vai correr – clássico é clássico – mas o resultado final, eu não me arrisco.

    Curtir

    • Com Edimar na lateral esquerda?
      Treinador ignora Jr Tavares e estourou Reinaldo (pois não alterna).
      Com Militão criando pela lateral direita? Ou Petros sendo o meia? Com Cueva aberto?

      A ideia de jogo do Dorival está toda errada. Precisa rever posicionamento de jogadores e função em campo. Ao enfrentar um time organizado e com qualidade técnica ficaremos expostos.

      Curtido por 5 pessoas

      • Claro, a situação é outra. No ano passado, o time do RC entrou em campo muito mais confiante, o time tinha uma identidade, era mais ofensivo e o jogo era equilibrado até aquele momento que menciono. Hoje o time é o oposto a isso: mal organizado e sem identidade. O resultado parece previsível na casa de apostas e na sua lógica também, opinião que respeito. Mas o que eu destaco é o novo encontro com o adversário de sempre, cujo resultado poderia até ter um maior impacto, mas a diretoria já deu apoio ao técnico. O único que me resta é apostar na boa vontade do jogador.

        Curtir

  6. Time criou e perdeu gols que não poderia? Sim.
    Mas o linense também perdeu pelo menos três chances claras de gol (tivesse jogadores um pouco melhores estaríamos revoltados por uma derrota histórica).

    O time não tem equilíbrio, tem lentidão e jogadores presos defensivamente. As linhas são distantes, não há ultrapassagem, triangulação, movimentação. Cueva está mal posicionado (quando centraliza ainda cria algo).

    A impressão é que as peças estão mal encaixadas e dependemos da qualidade técnica de alguns para “achar” um gol ou torcer para um lance originário de bola parada resultar em gol.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Jogar contra times do interior hj é uma função pesada, esses times tem mais tempo de preparo. Salvo me engano eles começaram a pré temporada em novembro.

    Querendo ou não futebol é um esporte de auto rendimento e um dia de descanso faz muita diferença para o próximo jogo. Acredito que esse time vai se encaixar e jogar bem é questão de tempo, parece que o Dorival achou o esquema ideal, só falta ajustar algumas peças.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Dorival está “despertando o gigante” – gostei muito do Diego Souza no lugar do Cueva e do Nenê na ponta revesando (por enquanto, meio tempo de jogo para eles pode ser a solução). Vai que Dorival ganha do Palmeiras (algo muito difícil) – a crítica vai ter que torcer o rabo.

    Curtir

  9. É recorrente. Os mesmos que pedem a cabeça do Dorival pedirão a cabeça do próximo técnico (quem caras pálidas? Luxemburgo, o decrépito? Cuca 1 milhão por mês? Jardine, o próximo Baresi???). São os mesmos que pediriam a cabeça do Telê Santana (sem comparar, claro, com Dorival) depois de cinco…isso mesmo…cinco derrotas seguidas e mesmo assim foi mantido no cargo, pois era política do clube dar tempo de maturação. Não se pode trocar de treinador toda hora, pois atrapalha o planejamento e cria cizânias internas (foi sintomático a comemoração efusiva do grupo quando do gol do R.Caio – significa que todos estão imbuídos de fazer o melhor).

    Curtido por 1 pessoa

    • Os criticos jamais se calarao, nao importa quem seja o treinador.

      O torcedor saopaulino exige, no minimo, a perfeicao.

      Vai morrer criticando, infelizmente.

      Curtir

      • Reclamar que o time está jogando uma bolinha ridículo está longe de se exigir a perfeição.

        A torcida está revoltada pq nem um vitória medíocre dessa conseguiu dar um alívio.

        Vença com um mínimo de organização e dê perspectivas reais pra ver se a torcida não ficará mais satisfeita.

        Curtir

  10. Escutei aqui alguém dizer: “Deixa o Dorival Júnior trabalhar em paz, hoje existe uma luz no fim do túnel. Tem muito mimimi, muita frescura”. De fato, o comentário acertou em cheio o que acontece hoje. O Dorival pode “despertar o gigante”, acho que escutei isso em algum lugar ontem. Diego Souza – é só ganhar mais fôlego que o meio de campo é seu. Valeu! Força na recuperação!

    Curtido por 1 pessoa

  11. Todo mundo conhece a história do Dorinóquio Jr. Ele era apenas um entregador de coletes que achava que era um treinador de verdade.

    O fato mais conhecido sobre o Dorinóquio Jr é que seu nariz de sempre cresce quando ele fala uma mentira.

    Nas coletivas pos jogo seu nariz cresce ao falar que o time jogou bem, ta evoluindo e vai ser campeao com ele no comando.

    Curtir

  12. Ele é doido. Já são 8 meses e não temos jogadas ensaiadas. Time preso em uma formação que não funciona. Técnico sempre troca 6 por meia dúzia. Com isso o time não tem variações dentro do jogo

    Curtir

  13. Vi Telê Santana ser execrado por uma verdadeira multidão do lado de fora do Morumbi, mais perto do vestiário do São Paulo, após uma derrota para a Portuguesa em 90 ou 91. Depois, ele acertou aquele time ruim, ganhou reforços, ficou ainda mais exigente e se tornou aquilo que todos já sabem. Não duvido que Dorival Júnior possa fazer algo parecido – o cara precisa ter a confiança da diretoria e trabalhar. O resto, só o tempo dirá.

    Curtido por 1 pessoa

  14. Aparentemente já demos um passo importante. O elenco já tomou cara de grupo.
    Ontem o Dorival repetiu a escalação do meio da semana, sem o DS, e depois o colocou no meio.
    Ou seja, parece teimoso mas aberto a mudanças.
    E não sei se ele está errado em não ser tão imediatista. Tem convicções mas não parece estar disposto a morrer abraçado a elas.
    Eu ainda dou algum crédito ao DJ.

    Curtido por 2 pessoas

  15. A diretoria tomou uma decisão e tem que ser consistente: banca a permanencia do Dorival e não a condiciona ao resultado de uma partida, mas ao processo. Está em debate se o processo é de 8 ou só 2 meses. Pra mim, com a saída do Hernanes e do Pratto, a permanencia do Jucilei, a volta do Reinaldo e do Hudson, a chegada do Jean, DS, Nene e Valdivia e a promoção de vários da base, o processo é outro. Se eu estou satisfeito com o trabalho do Dorival nesse novo processo? Não. Só defendo a decisão da diretoria e espero que assumam a responsabilidade pelas consequencias boas ou ruins. Do Leco eu não espero nada, mas do Raí, sim.

    Curtir

    • Se for assim o processo de todos os times no Brasil é novo a cada 6 meses e não deveríamos usar continuidade de trabalho dos adversários para justificar nossas derrotas.

      Curtir

      • Eu acho que essa é a realidade. Normalmente, usam o curica como exemplo porque tem sido campeão com continuidade no trabalho. No caso deles, o perfil do jogador já está melhor definido e acertam mais que erram. Não acompanho os outros clubes como acompanho o SPFC e não posso opinar comparar. Mas no SPFC falta o perfil. Trazer jogadores só para satisfazer pressão de conselheiros ou torcida organizada não resolve.

        Curtir

    • Do diretor de futebol. Ele está bancando o DJ então não será uma derrota que vai fazer mudar de idéia. Senão teria que der demitido duas semanas atrás quando fizeram a primeira reunião e deicidiram pela continuidade.

      Curtir

  16. Trab do Dorival é fraco até o momento o sp vem sofrendo e ontem não foi diferente…se não fosse Rodrigo Caio o sp levaria um péssimo resultado para casa. Bom na quarta feira não tenho a menor duvida que o sp irá perder e sofrer.. segue os últimos resultados no Allianz contra o Palmeiras:

    Palmeiras 3 x 0 São Paulo Allianz Parque 11/03/2017 Campeonato Paulista
    Palmeiras 4 x 2 São Paulo Allianz Parque 27/08/2017 Campeonato Brasileiro

    Curtir

  17. Sinceramente não entendo as justificativas do treinador Dorival Júnior, pois saíram duas peças do time titular do ano passado (Hernanes fundamental e Pratto nem tanto) e ele fica falando de falta de tempo para entrosar o time?
    O time do ano passado era:
    Sidão
    Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Edmar
    Jucilei, Petros, Hernanes e Cueva
    Marcos Guilherme e Pratto
    Hoje temos Reinaldo que é melhor que o Edmar, Hudson que é melhor que o Araruna (reserva dos volantes no ano passado), Brenner ou Diego Souza que se equivalem ao Pratto (vide o que ele está fazendo hoje no River) e Valdívia que é infinitamente melhor que Denilson, ou seja, é muita choradeira e pouco resultado.

    Curtir

  18. Mudando de assunto um pouco…

    Hoje faz 40 anos que comemoramos o 1o título Brasileiro.
    Minha lembrança: após a decisão por penaltis, meu pai, hoje falecido, abraçado
    ao meu irmão caçula (com 2 aninhos) enquanto eu, meu outro irmão e mais 2
    primos pulávamos de alegria na sala de casa, comemorando aquela conquista.
    Depois partirmos para a Paulista ver a festa comemorativa da torcida.
    Maravilhosas recordações…
    Obrigado, Meu Senhor!!

    Vai São Paulo!!

    Curtido por 1 pessoa

  19. A que ponto chegamos comemorar uma vitória contra o lanterna do campeonato paulista conseguida a fórceps nos acréscimos como se fosse em um clássico chega ser patético para um time do tamanho do São Paulo, mais isso é resultado das péssimas administrações que assumiram o tricolor nos últimos anos e enquanto na quinta pode colocar mais uma derrota em clássicos na conta, esse time da maneira que está jogando nunca vai ganhar do Palmeiras na casa deles e se acontecer pelo menos um empate vai ser uma grande zebra essa que é verdade portanto, não adianta esconder a realidade.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s