São Paulo é o clube brasileiro que mais lucrou com venda de jogadores no século

Com a venda de quase 30 jogadores entre 2017 e 2018, o São Paulo se tornou o clube brasileiro que mais lucrou com negociações no século XXI, segundo informações do site especializado Transfermarkt.

Somando, ao todo, uma receita de 321,62 milhões de euros, através da venda de 563 jogadores no período, o tricolor paulista supera assim o Santos, recordista no Brasil dos últimos anos, e de quebra assume o posto de segundo clube que mais faturou no cenário entre os sul-americanos, ficando atrás apenas do River Plate. Confira:

As 10 equipes sul-americanas que mais faturaram com venda de jogadores no século (Segundo o Transfermarkt) :

1 – River Plate (387,81 M €)

Números de jogadores vendidos: 379

2 – São Paulo Futebol Clube (321,62 M €)
Números de jogadores vendidos: 563

3 – Boca Juniors (308,98 M €)
Números de jogadores vendidos: 500

4 – Santos  (297,07 M €)
Números de jogadores vendidos: 539

5 – Corinthians (294,11 M €)
Números de jogadores vendidos: 641

6 – Internacional (291,31 M €)
Números de jogadores vendidos: 613

7 – Cruzeiro (254,63 M €)
Números de jogadores vendidos: 905

8 – Fluminense (165,68 M €)
Números de jogadores vendidos: 554

9 – Grêmio (162,56 M €)
Números de jogadores vendidos: 592

10 – Estudiantes (130,48 M €)
Números de jogadores vendidos: 348

Recordista de cada país (América do Sul)
Argentina – River Plate (387,81 M € ) – 379 jogadores vendidos
Brasil – São Paulo (321,62 M €) – 563 jogadores vendidos
Bolívia – Bolivar (2,86 M €) 207 jogadores vendidos
Chile – Universidad de Chile (80,11 M €) – 335 jogadores vendidos
Colômbia – Atlético Nacional (80,42 M € ) – 362 jogadores vendidos
Equador – LDU Quito (17,41 M € ) – 304 jogadores vendidos
Paraguai – Cerro Porteño (37,50 M €) – 300 jogadores vendidos
Peru – Alianza Lima (10,81 M €) – 308 jogadores vendidos
Uruguai – Club Nacional (82,02 M €) – 408 jogadores vendidos
Venezuela – Caracas FC (8,24 M €) – 267 jogadores vendidos

30 comentários

  1. Poderiamos hj ter o Araujo, Neres e o Lyanco além de uma folha salariam infinitamente mais leve em conta além de um futebol melhor e mais rapido

  2. Esses números parecem meio fabricados…..em 18 anos 31 jogadores em media vendidos ao exterior eh muito jogador….soh se todos os jogadores principalmente os da base foram vendidos……..nao quero desmerecer o publicado mas vao vender jogador assim em Cotia……

    • Pra ficar mais esquisito isso, a média por jogador é de 571 mil de reais (ou 0,57 mi de reais). Agora se parar pra analisar, o Lucas rendeu mais ou menos 100 mi ao SP. Acho que erraram alguma coisa. Tavez seja década e não século, sei lá.

  3. Roubalheira a parte, olhem o valor do faturamento em relacao ao numero de jogadores negociados, e comparem com os demais clubes.

    Reclamam que o clube leva na cabeca nas negociacoes, mas nao eh a realidade. Soh perdemos para os argentinos, mas o pe de obra eh mais valorizado.

    Realmente a roubalheira eh um gargalo, essa grana faz muita falta.

  4. Isso mostra que deve ter havido desvios… bem como mostra que se não fossem essas vendas, o clube estaria em situação calamitosa financeiramente, pois com tudo isso, ainda devemos a bancos etc.

    Eu sempre vi essas vendas como a salvação da insolvência do clube, já que administrativamente as coisas há tempos não andam bem e isso está se mostrando verdadeiro agora… Cotia está sendo a salvação.

    Imaginaram Cotia continuando a servir de formação de atletas e ter o clube bem administrado?

    Não é comprando Maicon e Pratto por valores absurdos é que teremos uma situação boa. Sorte que os vendemos bem…

    Precisa de um bom gerenciamento, coibir os desvios, zerar a dívida, arrumar bons patrocinadores, ter um bom time para estar sempre disputando títulos etc…

    Mas… infelizmente não vejo isso como possível com o Leco Leco no comando…

    • Fala Marcio.

      Tenho o entendimento parecido, o SPFC sempre foi celeiro de jogadores e sempre foi reconhecido como tal.

      Sinceramente? Gracas a Deus que temos essa fonte de renda, do contrario o clube seria insolvente nesses periodos de vacas magras.

      Quanto a roubalheira, na minha opiniao sempre houve. Com todos os presidentes, sem excecao.

      A diferenca eh que esta cada vez mais dificil manter as negociatas entre 4 paredes, como ocorria anos atras.

      Ha muitos intermediarios, alguem sempre solta a lingua.

  5. Se tivéssemos montado bons time nesses últimos anos, a coisa seria melhor. Faturamento maior. Mais alegrias para a torcida, que iria pro estádio não só pra apoiar o time contra rebaixamento mas sim pra ver o time brigar por títulos e ganhar alguns também. mas enfim, resta-nos esperar

  6. São Paulo perdeu o propósito faz tempo. Nunca que o um clube que fatura tanto, que vende tanto, poderia estar nessa situação.

    O propósito não é o clube, não é o futebol, são as negociatas e comissões. E isso é sentido em todos os departamentos…

    Sabe aquela empresa em que os donos não estão presentes, não querem saber de mais nada além de usufruir do patrimônio, os funcionários sentem e vão se encostando, ninguém está nem aí… isso é o SPFC.

    Negociações mal explicadas, comissões por todos os lados, chegam jogadores sem nenhuma capacidade como parte de esquema… fica esse limbo aí.

    Vendem todo mundo que aparece pq o propósito é negociar, não ter um grande time e disputar títulos.

  7. isso mostra que somos ROUBADOS na cara dura !

    321 milhões de euros, isso ultrapassa a casa dos 1 bilhão de reais, era para o SPFC não ter dívida nenhuma, com um ótimo elenco jogando um bom futebol em campo lutando por títulos, e oq vemos é o inverso

    se isso não for sinal que estamos sim sendo ASSALTADOS pelos dirigentes tricolores, não sei o nome a dar para isso

    SPFC virou um balcão de negócios!!

  8. O valor 321 milhões de euros para 563 jogadores é mediamente 570 mil euros por jogador, o que me parece pouco. Como o euro hoje está uns R$ 4,00, cada jogador em média foi vendido por R$ 2.280.000,00, uma bagatela para clubes da europa.

    Ocorre que com o valor total de um bilhão e 280 milhões de reais só com a venda desses jogadores, daria para o São Paulo ter construído um patrimônio incomparavelmente maior e melhor. E no final de semana ver aquelas piscininhas e um time de futebol ridículo é de doer na alma.

  9. É muito incompetente e mal caráter decidindo as coisas importantes do nosso SPFC. São os mesmos que mudam o estatuto, que decidem as coisas em benefício próprio, que criam mecanismos de burlar as próprias regras que criam, e tudo isso pra sentarem em cima do poder e deixar todo mundo bem afastado.

    E depois dizem que o SPFC não tem dono. Tem uns 220 que veem toda essa palhaçada há anos e não fazem absolutamente nada.

  10. @daniel_lian

    A nova fornecedora de material esportivo do @SaoPauloFC tem intenção de utilizar o espaço no Morumbi para a montagem de uma mega loja.
    Vale lembrar que a fornecedora atual dispensou tal utilização.

  11. Está na hora de transformar Cotia e o futebol profissional num grande centro de negócio capaz de dar sustentação perene ao time de futebol, deixando todas as outras receitas do clube para o patrimônio e atividades sociais. Teria de haver dois administradores delegados, um em cada área, para cada qual alcançar seu objetivo de receita, despesa e benefício futebolístico e social. O nosso modelo de administração e captação de receita está defasado da época atual. Só mesmo os grandes capitalistas com seu capital de risco e sabedoria de negócio poderiam dar outros rumos ao futebol brasileiro. É a única esperança.

  12. Como economista olhando estes numeros acho isto brilhante! Como torcedor vejo isto como uma tragédia pois quase caímos para a série B em 2017 e 2018 já começamos no mesmo caminho e não sabemos o que é um título desde a ultima Sul Americana em 2012. Evidentemente alguem vai falar usamos este $$$$ para pagar nossas contas, o que é bom, porem temos mesmo é que investigar porque chegamos neste buraco incrivel em nossas finanças que sabemos que vem de longa data porem isto não pode continuar assim: dívida altissima, venda de jogadores o tempo todo, time meia boca e zero títulos. Passou da hora da diretoria do SPFC equacionar estes problemas o mais urgente possivel!!!

Deixe uma resposta