Elenco do São Paulo se reúne com dirigentes e aponta problema emocional

São Paulo está tentando de tudo para acabar com a má fase da equipe em campo. Nessa terça, Sidão revelou uma reunião do elenco com os dirigentes Raí e Ricardo Rocha em que a dupla de ídolos tentou entender o motivo pelo time não estar rendendo os resultados esperados. Segundo o goleiro, não foi abordada nenhuma questão sobre o técnico Dorival Júnior.

“A reunião com o Raí e com Ricardo Rocha foi sobre o que está acontecendo dentro de campo. A reunião foi a respeito disso, saber o que estava acontecendo dentro de campo, e não para questionar a comissão técnica”, contou Sidão, nessa terça, em entrevista coletiva no CT da Barra Funda.

“Há uma cobrança muito grande, normal, pela camisa do São Paulo, alguns anos sem título, e hoje nós precisamos corresponder. Muita coisa a gente identificou vinha do ano passado, quando se tinha muita instabilidade, faltava confiança, o time precisava do resultado de qualquer jeito. A gente fazia gol e se preocupava em não tomar”, explicou.

“Esse ano já está diferente, a defesa está mais confiante. É mais a questão emocional. Precisamos fazer jogos mais consistentes, como contra o Santos, o Mirassol. Essa estabilidade que a gente está querendo manter”, apontou o arqueiro.

Além das reuniões, das cobranças, Sidão também revelou que os líderes do grupo de jogadores têm conversado frequentemente para tentar encontrar alguma solução e, principalmente, para mostrar aos mais jovens como agir nesse momento de pressão. Em compensação, o goleiro se furta de acompanhar as notícias que são veiculadas pela imprensa.

“Eu fico isento disso tanto no momento bom quanto no momento ruim. A gente precisa focar nisso, a gente não pode deixar que o externo influencie internamente. A gente precisa trabalhar com a razão. Fico isento de ver notícias para que isso não atrapalhe”

O são Paulo encara o CRB nessa quarta-feira, às 19h30, no Morumbi, pela terceira fase da Copa do Brasil. A partida é decisiva para o futuro de Dorival Júnior. Pelo Campeonato Paulista, o time encara o Linense no domingo, fora de casa.

GE

45 comentários

  1. É muito mimimi e muito salário em dia pra pouco futebol. O mais certo era fazer um contrato com esses jogadores com um prato de comida sendo o pagamento do mês.

  2. Infelizmente a torcida anda com uma má vontade, nada do que o time faz para tentar se ajustar é visto como uma tentativa de melhorar, só críticas em cima de críticas. Não que eu esteja contente com a situação, mas vejo que estão se mexendo, mantendo o técnico, reunião entre dirigentes e jogadores, reunião de jogadores e por aí vai.

    • Pois é. Estamos na fase em que nada dá certo. E isso tira um pouco a confiança da torcida. Mas também acho que nem tudo deve ser alvo de críticas apenas. Estamos numa fase em que se chover Paula Fernandes, lá no clube vai cair Pabllo Vittar, rs. É o urubu debaixo cagando no de cima, rs. Pronto, falei. Só faltou a “réchi tégui”, rs

  3. esse problema emocional na minha opinião é a FALTA de emoção por parte de todos lá no SPFC

    clube FRIO em suas emoções, sem identidade, é muita racionalidade demais, esquecendo que futebol é tbm PAIXÃO !!

    racionalidade tem que ter na hora de assinar um contrato de material esportivo, patrocínios, discutir valores com a TV, planejar contratações e outras coisas de gestão administrativa

    na parte de FUTEBOL ae a emoção e a vontade de vestir a camisa do SPFC tem que ser sempre maior, não é isso que vejo na maioria das entrevistas dos jogadores, treinadores e até alguns dirigentes que estão lá defendendo o clube

    são racionais demais pro meu gosto, é esse o tal problema “emocional” que eu vejo

  4. Quando eu digo que são todos farinha do mesmo saco leio isso em outro site :

    “Sábado à noite jantaram num restaurante aqui na Capital três senhores conselheiros do São Paulo: Roberto Natel, vice-presidente, Antonio Donizete Gonçalves – o Dedé -, e Douglas Schwartzman, o representante do Jack. Quem viu e me contou disse que está nascendo aí um triângulo político para trabalhar uma candidatura para 2020.

    É preciso lembrar que Roberto Natel é vice-presidente do São Paulo, portanto, estaria ligado a Leco e os outros dois estão na oposição. Aliás, fazem parte de um mesmo grupo.

    Roberto Natel não esconde de ninguém que seu maior objetivo é ser presidente do São Paulo e hoje, dentro do Conselho de Administração, faz oposição ferranha a Leco, votando contrariamente a grande maioria das propostas apresentadas.

    Fica cada vez mais claro que algumas pessoas já estão vivendo 2020 em pleno 2018.”

  5. Até os sub_30 estão com problemas emocionais? Ufa, ainda bem eu achava que tínhamos problemas técnicos!, depois dessa reunião está tudo resolvido.

  6. O jogo de Domingo foi o segundo ou o terceiro que vi jogador errando passe para o companheiro que está do lado! O adversário nem pressionou e o cara erra passe.

    Está faltando seriedade. Acho que os jogadores pensam que ainda estão de férias. Faltam 3 jogos para terminar a primeira fase, estamos em primeiro do grupo, mas também estamos a 3 ptos da zona do rebaixamento, faltando 3 rodadas.

    Precisamos de 2 vitórias. Duas vitórias em 3 não é pedir demais.Estamos entrando em Março e o time já deveria ter mostrado mais, mesmo com a falta dos jogadores velozes e não tem nada a ver com tática ou falta de tática.

    Muitas vezes está faltando comprometimento e seriedade de alguns. Não adianta nada ficar gritando em rodinha de jogador no começo da partida e durante a partida ficar errando passe de meio metro, ficar tomando bola nas costas toda hora ou perder disputa aérea para jogador semi-profissional.

    Está faltando mais seriedade. O ano já começou.

  7. Time entrou em campo pra jogar decisão na copa do Brasil como se estivesse fazendo um jogo treino, tomou gol nos primeiros minutos contra o Curica e tem dificuldade de ganhar fora de casa.

    No começo do ano passado com Rogério os caras entravam ligados mas desligavam depois de fazer o gol, sem contar o número de erros que resultaram em gol do adversário.

    Parece que os nossos jogadores entram em campo com medo de errar, cheio de jogador se escondendo do jogo durante a partida. São Paulo em todos esses anos mudou tudo e todos e o mesmo problema do “emocional” continua aparecendo…

  8. É Sidão, você não sabe os problemas emocionais que vocês nos causam, sem ganhar clássicos, sofrendo para fazer um misero golzinho em time pequeno… Faça-me o favor rapaz, você e todos os demais, joguem bola !

  9. O São Paulo já está vivendo o que aconteceu no passado não muito distante vivido pelo Palmeiras, jogador começam a evitar de jogar no tricolor, vejam quanto jogadores já saíram e começam a jogar bem em outros clubes. Pressão em demasia, espana. A torcida só tem uma saída, que é apoio, pois não quero que tenhamos o mesmo triste destino que o verde teve.

  10. Problema emocional com o salário em dia… esse é o resort da Barra Funda… espero o time suando sangue pra vencer Linense, CRB e Red Bull e amenizar um pouco dessas críticas…

  11. Emocional….
    vou mandar meu curriculum lá, fazer algumas sessões, já que gastam com tanta outra coisa, o que custa ajudar um torcedor quebrado.

    Vamos São Paulo

  12. A verdade é que o SPFC precisa, mais do que nunca, de jogadores de bom caráter, cientes de que o sofrimento é parte integrante da jornada de um jogador de futebol que queira jogar em time grande (em síntese: que morra todo jogo sabendo que terá que morrer também no seguinte e assim sucessivamente).

    O SPFC, por muitos anos, se tornou refúgio de jogadores que tratam o clube como se fosse um Spa: correm quando querem, jogam quando lhes dá na telha, cheios de “trote ladrão” e “arranque de balsa”, com movimentação e recomposição encharcados de preguiça.

    Inúmeros jogadores já passaram. Dezenas de treinadores também. Só não mudou o grupo diretivo. Evidente que os “sumos sacerdotes” tricolores têm alguma culpa nesse aspecto.

    Espero que a chegada da Adidas, particularmente um sonho antigo meu, traga ventos mais auspiciosos ao nosso tricolor.

    Oremos!

  13. “Problema emocional” tem o pobre torcedor que sofre, torce e “morre” um pouco, cada vez que espera ver um pouquinho de futebol e nada tem em favor de sua fervorosa fé tricolor, pois não temos time ou futebol em campo

    Espero não ter problemas matemáticos em fazer certas contas …, como estamos 3 pontos distantes do penúltimo colocado, e precisamos dos próximos resultados.

    Fazer contas no paulistinha …, isso sim é problema que jamais pensei.

  14. Que jogo disputado está sendo Cruzeiro e Racing pela Libertadores! Queria ver o nosso tricolor jogando assim…saudade.
    Centurion em campo e o 10 do Racing (Martinez) é mesmo diferenciado.

  15. Problema emocional…

    Ora, vão caçar sapos… que homens são vcs para alegarem problemas emocionais pelos insucessos em campo… Acha que serão respeitados por externarem uma fraqueza de adolescentes?

    Problemas emocionais tem o coitado desempregado que está com as contas em atraso e sem dinheiro para o mercado… tem esse tipo de problema o pai que tem problemas com filhos drogados, doentes, desvirtuados…

    Quanto mais mexe mais vcs mostram que são fracos de mente, fracos de emocional e… de futebol…

    Que homens que fazem o que gostam, são idolatrados, vivem como reis, ganham 100, 200, 500 mil reais por mês e pelos insucessos em campo justificam com problemas emocionais?

    Sejam homens e não uns fracos…

    Me dói já ter visto uma infinidade de ídolos que ralaram a bunda no campo defendendo esse time e agora ter que ler esse tipo de coisa…

    Existiram vários e vários jogadores com vergonha na cara para que eu possa apontar e dizer para vcs se espelharem neles, mas vou dizer o nome só de alguns, como Chicão, Forlán, Roberto Dias, Jurandir e mais centenas deles…

    Seus fracos.

  16. “Problema emocional”…cada dia que passa aquela paixão que tinha por esse gigante vai se esvaindo.E imaginar que mudança mesmo só em 2020,isso se o atual corintiano não vencer a eleição seguinte.

  17. Racing jogando uma libertadores com um meia de 19 anos que é o Zaracho e um atacante de 20 anos que é o Lautaro Martinez . Ja aqui , nosso técnico tem medo de colocar Brenner , Hélio Júnior , Liziero que jogam muito mais do que aqueles que estão jogando

    • E os “velhos” nossos alegando “problemas emocionais”… Difícil demais!
      Essa mentalidade e diretoria impregnada lá até 2020 vai ser complicado.

    • Cara, vim aqui pra comentar isso. Vale falar do Vasco que melhorou muito com a saída do Nenê de 37 anos e a entrada do Evander de 19. Fora o Paulinho comendo a bola. Tudo isso em Libertadores. Mas aqui o treinador tem medo da pressão do paulistinha. Não tem como defender um treinador bunda mole que nem esse..

      5 jogadores convocados hoje pra seleção sub-20(99/00): Walce, Luan (ótimo segundo volante também que não temos no profissional), Igor Gomes, Helinho e Brenner. Liziero é 98 e não pode ser convocado. E ele atrás de V. Ferraz, Eduardo Sasha, Bruno Alves..

  18. Pra mim o problema do clube
    É o presidente leco e o técnico Dorival Júnior
    Eles tem que sair do São Paulo
    Enquanto eles estiverem no clube não venceram nada
    E ainda vão acabar na zona do rebaixamento
    Tenho dito

  19. Problema emocional????

    Minha nossa…
    Queria eu ter a chance de jogar pelo meu time de coração e ainda receber uma fortuna.

    Que cambada de frouxos temos que aturar, hein?? Realmente enxergam o clube como um spa.
    Com essa mentalidade, corremos seríssimos riscos de cair mesmo esse ano.
    Eu teria vergonha de dar uma desculpa deprimente dessas.

  20. Vendo esses moleques do Racing jogando, me vem a pergunta. Porque o Brenner, que fez 2 gols , foi para a reserva e jogo passado se quer entrou?

  21. Rapaz… A cada dia mais sem esperança e difícil torcer pro São Paulo.

    Alguém conhece algum diretor do São Paulo aí? Alguém tem contato direto?

    Liga pra esse diretor e fala que eu só preciso que me ofereçam os médicos, fisiologistas, preparadores e instalações do clube. Faz um tempo que parei de jogar futebol. Mas se em 6 meses, no máximo 1 ano (recuperar condicionamento físico ideal), eu não tiver condições de ser titular desse meio campo do São Paulo, não jogo futebol nunca mais na vida. Manda 2 salários mínimos pra minha família, enquanto eu estiver aí (esposa e filha pequena). Só isso.

    Que posição eu jogo? Meio campo. Estilo “camisa 10”.

    Sou São Paulino, não desaprendi a jogar futebol. E com essa estrutura toda não tem emocional que me derrube. E vontade não vai faltar.

    Uma pena que nasci numa cidade do interior da Bahia e que não tinha muita visibilidade pro futebol na minha época. Parei de jogar aos 16, 18. As 33 medalhas que ganhei estão aqui, guardadas.

    Infelizmente, um texto de desabafo. Mas como eu gostaria que isso fosse possível.

    Hoje, com 29 anos, só posso acreditar que Deus tem planos diferentes pra cada um de nós. Humanamente, não é possível explicar porque não virei jogador profissional com tanto cara ruim (horríveis, até) jogando por aí.

    E não é falta de humildade não. Tenho certeza que essa é história de milhare de outros caras bons de bola e que não tiveram as mesmas chances e oportunidades. E quem teve… bem é só olhar nosso São Paulo de hj.

    Boa noite, nação!

    Ah! E eu falei sério sobre o diretor e a proposta… se alguém quiser “tirar a prova”, eu garanto o resultado. Sem medo de errar.

    • Uma pena um talento desperdiçado por falta de oportunidades e muita gente com tudo nas mãos, se deixa cais numa situação como esta…

      As vzs é difícil compreender a justiça da vida…

  22. Assistindo alguns jogos da Libertadores, estamos num nível muito abaixo! Graças a Deus, que não nos classificamos, senão estaríamos perdendo respeito também no resto do continente, ou passando vexames feito o vasco.

  23. E Problema de Ruindade mesmo, tipo cara como Diego Souza, que nao sei como acham que tem bola pra competir com o firmino pra ir pra copa, pra mim e Brenner titular no tricolor.

Deixe uma resposta