Comentaristas criticam ‘pressa’ do São Paulo e encontram justificativa no passado

A fase do São Paulo não é das melhores e segundo os participantes do “Seleção SporTV” desta sexta-feira, há uma explicação para isso. Para o repórter Pedro Bassan, os protestos da torcida depois da derrota por 2 a 1 para o Ituano e a pressão imposta pela diretoria do Tricolor é causada pela necessidade do resultado o quanto antes.

– O São Paulo está com a maldita pressa. A gente é jornalista e sabe bem disso quando erra o nome do jogador que fez o gol. É a pressa e a gente sabe. O São Paulo, ao contrário dos outros clubes paulistas, está com essa pressa. Não teve ninguém que chegou e falou para a torcida que tem um projeto a longo prazo. Esse projeto não convence claramente e por isso que a torcida, direção, treinador e jogadores têm pressa. Enquanto não quebrar esse ciclo da pressa, fica difícil para o São Paulo.

Marcelo Barreto fez coro à opinião de Bassan. De acordo com o apresentador, a razão para a pressa que o repórter afirmou existir no São Paulo é causado, principalmente, por causa de outras campanhas no Campeonato Brasileiro. Para ele, a temporada de 2017, especialmente, faz com que os protestos ganhem ainda mais força.

– É uma pressa que existe nessa temporada e que tem todo um lastro de anos passados, especialmente em termos técnicos no ano passado, que ficou brigando contra o rebaixamento. Então por que o torcedor tem pressa? Porque ele já não aguenta mais o que ele viveu em outras temporadas.

SPORTV

31 comentários

  1. Temos a terceira maior torcida e não sabem explorar isso, não temos dividas de estádio, mas temos dividas bancárias as quais não foi a torcida que contraiu, ao contrário a torcida já mostrou que gera renda. Ninguém vem a público dizer que o projeto é a longo prazo porque nao ha transparência e comprometimento para tirar a instituição dessa.

  2. Devemos confiar na transparência, no projeto do Leco, no Aidar, Ataíde, Cinira, Alexandre pássaro, Uram, Pinotti, cimmerman, Jack, carlos leite, Kia ou nos irmãos Garcia?

  3. Olha nem posso falar muito porque não tenho como provar. Mas o dinheiro parece sumir no São Paulo.
    É muito intermediário, comissão…. gasolina cara para bmw…

    E eu gastando dinheiro suado em produtos oficiais. A torcida é imensa, mas muita gente fica com o pé atrás na hora de “investir” no São Paulo

    Vamos São Paulo

  4. Confrontando o histórico.

    1. São Paulo – Campeonato Brasileiro de 2017: 38 jogos – 13 vitórias, 11 empates, 14 derrotas; 48 gols pró e 49 contra.

    2. São Paulo – Paulistão 2018 (até 23 de fevereiro): 8 jogos – 3 vitórias, 1 empate, 4 derrotas; 7 gols pró e 7 contra.

    Será que é pressa da torcida em ver o fracasso chegando mais uma vez ou é enxergar a realidade crua e crua? O narrador ruim narra o gol gritando o nome do jogador errado, porque é ruim! E o time ruim joga mal, toma gol, não faz e perde o jogo. Amigo, confrontar o histórico é a única certeza, o resto é imaginação.

  5. Parece piada alguns ainda pedirem paciência com essa diretoria, em especial o Leleco. Vendemos milhões ano passado ! Fritaram o Ceni, vendendo os principais jogadores de velocidade! Arrebentaram o clube, aliás, a meens patota vem fazendo isso há muito tempo.
    Por fim, depois de tanta cagada, ainda contratam um tecnico incompetente! Que nunca ganhou nada, exceto com o santos! Técnico frouxo!

  6. Enquanto o torcedor não tiver representantes na diretoria e conselho. Enquanto não houver confiança e transparência. Enquanto não houver blindagem e paciência com o departamento de futebol, passaremos por isto.

    Temos pessoas competentes no departamento de futebol. Deixemos trabalhar e direcionemos nossa cobrança para a administração do SPFC. É ali que precisamos bater…

  7. É aquela velha coisa de sempre: só vai mudar quando a mudança começar de cima pra baixo. Só com sangue novo de verdade, e não mais alguém dessa chapa suja do Leco, é que teremos credibilidade novamente e a torcida terá esperança. Absolutamente nada do que Leco e cia fizerem será aceito pq eles não tem mais margem pra fazer besteira e ainda pedir compreensão.

  8. 3 zagueiros é uma boa para esse elenco, mas ai vc vai com 1 volante. O importante é o senso de colocação para fechar espaços. MG e Cueva fechando os lados, Jucilei como cão de guarda e Nenê ajudando a fechar o meio.

    3-4-1-2
    Militão, Rodrigo Caio, Arboleda,
    MG, Jucilei, Nenê, Reinaldo
    Diego
    Cueva, Brener (Trellez)

    4-4-2
    Militão, Rodrigo Caio, Arboleda, Reinaldo,
    MG, Jucilei, Nenê, Cueva
    Diego, Brener (Trellez)

  9. Eu assisti este programa. Eles disseram que entendem o torcedor ter pressa, mas a diretoria que na teoria é formada por profissionais competentes deveria entender que um trabalho consistente precisa de tempo para ser construído.

  10. Enquanto o Dorival estiver lá, torço pra ele se ajudar pra ajudar o Tricolor. Já tá na hora de parar de escalar o DS como centroavante ou falso 9, tanto faz. Isso é o basico. Se quer pontas, precisa lançar mão da base, se não tem que pensar em armar diferente a equipe. O problema não é o tempo de trabalho mas como ele vem conduzindo o processo. Ele precisa mostrar que tem recursos pra seguir.

  11. Só espero que na falta do Jucilei, agora lesionado, o Dorival não venha com Hudson e Petros. A única chance é colocar um segundo volante com boa capacidade ofensiva, que nenhum desses dois volantes tem (nem Araruna). Restam Shaylon, Lucas Fernandes e até mesmo recuar Nenê ou Diego Souza. Vamos ver se Dorival coloca em campo sua carta de despedida ou de permanência para mais um pouco. Não vejo como reabilitar esse time sem mudança tática – ficar retendo a bola de pé em pé e do lado, como agora, seria o adeus de Dorival.

    • Bom dia Pedro

      Gosto da sua ideia, de lançar um volante com capacidade ofensiva. Na verdade o esquema seria 4123
      4: Militao, Caio Arboleda, Jr. Tavares
      1: Petros
      2: Cueva, Ds9
      3: m. Guilherme Valdivia Trellez (Brenner). Com Valdivia e MG ajudando a recompor o meio de campo. Aí fica a dúvida :
      DS9 daria certo? Se não entra com Shylom/L. Fernandez
      Trellez ou Brenner? Não sei

  12. O São Paulo era pra fazer como o Flamengo, um projeto de quitar suas dívidas em curto prazo, com uma gestão transparente, respirar e voltar a investir no futebol. Estamos há pelo menos 8 anos nesse modelo de erros e acertos, pagando alto em atletas incógnitas, paraíso de empresários, preterindo os atletas da base, segunda folha salarial do Brasil R$ 10,2 milhões, e não temos um time competitivo. A torcida não tem culpa, acho que todo ano apresentam uma cortina de fumaça que causa expectativas e depois vem as frustrações.

  13. Eu não me preocupo com a redação dos outros porque eu escrevo mal. Mas quando um profissional da comunicação escreve “…é causado, principalmente, por causa…”, dá vontade de bater de cinta.

  14. O SPFC não tem pressa, mas urgencia. Se o clube tivesse do seu lado a máquina do governo municipal, estadual e federal, da tvglobo ou do nobre crefisa, o ritmo seria outro. Como isso não vai acontecer e quem manda no clube não vai sair, a diretoria vai continuar brincando de cientista: tenta, erra, tenta de novo…

  15. Vou além! Enquanto o voto não for do Socio Torcedor e este não tiver o direito de se candidatar a presidente do clube tudo no SPFC é falacias, faz de contas.

  16. Uma coisa e certa temos que ser inteligente e não fazer com que tudo isso se reverta contra nós , sempre quando há pressão da torcida muito mais por conta da imprensa que sempre busca de certa forma tumultuar o ambiente do São Paulo jogando jogando torcida contra o clube isso vem acontecendo a anos e sempre caímos na pilha deles o Corinthians ta sem ganhar a três jogos e eles não falam em nada de crise mas aqui eles empurraram a torcida contar o time vamos apoiar nosso time assim como no passado somos nós contra todos vamos da uma trégua pra eles terem paz para trabalhar apoia até o último minuto dos jogos vamos servir como combustível para levantar esse time vamos mostrar nossa força de construção ,e não destruir o nosso clube somos a terceira maior torcida e de comum acordo que nosso clube está em baixa mas se nós que somos apaixonados abandonarmos o que será do clube eu sou sócio torcedor e vou continuar sendo não porque ele e o maior de todos mas porque ele e minha grande paixão eu não torço por ele só pelas vitórias mas por que faz parte da minha vida se abracarmos se nós unirmos a moeda vai cair de pé de novo sei que muito começaram a torcer por causa dos títulos por causa das conquistas mas o São Paulo precisa da gente também nos momento ruins e agora que nosso gigante está doente não podemos abandona-lo devemos remediar sim mas não podemos nos tomar atitudes para afunda- lo ainda mais

  17. O jeito é cobrar resultado contra times pequenos. Porque clássicos, que é bom, o São Paulo se acostumou a perder. Aceita passivamente a freguesia. Contra nossos três principais rivais, o tricolor entra de cabeça baixa só esperando o jogo acabar e aceitar mais uma derrota. Essas últimas administrações, iniciadas com o Juvenal, estão transformando o São Paulo na Portuguesa.
    Triste. Quando isso acabará?

Deixe uma resposta