Dorival muda posição de Diego Souza em treino

A torcida do São Paulo provavelmente ficará a par da escalação para o duelo com a Ferroviária apenas momentos antes da partida, marcada para este domingo, às 17 horas (de Brasília), no Morumbi. No treino da ensolarada manhã desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, estiveram em campo durante toda a atividade somente os reservas e aqueles que jogaram menos de 45 minutos contra o Ituano, além de Sidão.

Desfalque certo em função de uma contratura na coxa direita, Jucilei realizou tratamento, assim como Anderson Martins, que ainda sente as dores na região dorsal que o tiraram dos duelos com Santos e Ituano. Já Valdívia e Tréllez, com fadiga muscular, trabalharam no Reffis. A dupla, contudo, deve participar normalmente do treino deste sábado.

Em compensação, Petros, que cumpriu suspensão na quarta-feira, treinou normalmente e tende a retornar ao time e formar dupla de volantes com Hudson. Edimar, provável substituto do suspenso Reinaldo, também participou de toda a atividade.

Pressionado e precisando fazer o time evoluir para se manter no cargo, o técnico Dorival Júnior não armou a equipe para o confronto com o time de Araraquara, portanto. O que deve acontecer somente no treino da manhã deste sábado, sem a presença dos jornalistas.

Após um descontraído aquecimento com futevôlei e roda de bobinho, os titulares foram liberados da atividade. Éder Militão Bruno Alves, Reinaldo, Marcos Guilherme e Rodrigo Caio acompanharam os trabalhos do banco de reservas. Em campo, após um treino de enfrentamento e finalização, Dorival dividiu o grupo em duas equipes para um duelo.

O time sem colete teve Jean; Bruno, Aderllan, Pedro Augusto e Júnior Tavares; Petros, Lucas Fernandes, Caíque e Diego Souza; Bissoli. Nessa formação, Diego Souza teve um posicionamento diferente, atuando mais recuado, como meia, sua função original, ao passo que Bissoli foi o centroavante, papel desempenhado de modo improvisado pelo camisa 9 até então.

A confirmação da mudança, contudo, ficará para domingo, uma vez que o treino de sábado será fechado. Já a equipe de colete laranja foi formada por Sidão (Lucas Paes); Paulinho, Arboleda, Paulo Henrique e Edimar; Araruna, Nenê, Shaylon, Marquinhos Cipriano, Morato e Brenner.

Com dez pontos ganhos em oito rodadas e vindo de duas derrotas seguidas, o São Paulo lidera o Grupo B do Estadual, empatado com a Ponte Preta, e à frente de Santo André (8) e São Caetano (7). A Ferroviária, por sua vez, ocupa a quarta e última posição do Grupo C, com nove pontos.

GE

20 comentários

  1. Como formação ideal e peças disponíveis sao coisas que dependem uma da outra, e levando em consideração oq Dorival tem escalado, acharia muito interessante um time no 4231
    A linha de 4 ja está bem definida. Nesse esquema tbm vejo sendo possível a utilização de Petros e Jucilei jogando juntos, com Jucilei tendo mais liberdade pra atacar.
    Nene, Ds e Cueva poderiam ser utilizados no meio. Brenner no meio.
    Assim, o nosso menino da base e DS podem alterar posicionamento e jogadas.
    Alem disso, com uma unica substituição da pra mudar totalmente o modo de jogo e a disposição tatica em jogos mais difíceis pra nos.

  2. Sobre o post anterior tenho a mesma visão do Ernani.

    Acho que o principal fator para a derrota contra o Santos foi a pressão alta que serviu mais para desgastar os jogadores de frente do que forçar o erro do adversário, além da falta de compactação entre as linhas que facilitaram no desafogo da defesa santista.

  3. Não acho que Ganso seja uma boa, pois é muito lento e ocupa o meio de campo. Acho que Toró é Hélinho podem acrescentar muito ao time. Já Cipriano pelo jeito não fica, está lembrando o caso do João shimit

    • Eu não gosto do Ganso.
      Eu adoro o Ganso.
      Eu adoro o meia clássico.
      Pra mim o Ganso jogaria no São Paulo a qualquer momento.
      Não se pode dar ao luxo de não aceitar um jogador da qualidade do Ganso.
      Só se hoje tivesse no São Paulo Neymar, Messy, Cristiano Ronaldo, Casemiro, Robben.
      Tem esses jogadores no São Paulo?
      Não.
      Então o Ganso tem espaço.

  4. Mantenho minha opinião de que não temos jogadores qualificados suficientemente para adotar um esquema europeu de pontas.

    Somos um clube pobre perto das potências europeias.

    Os esquemas de guerra, como na Argentina e Uruguai, são mais eficientes para a realidade do nosso mercado. O futebol brasileiro de uma forma geral é de baixo nível, não vivemos mais a áurea das décadas de 1980 e 1990.

    Jogar no esquema europeu não funciona pq exige elenco altamente qualificado, coisa que não é possível no Brasil atualmente.

    Por isso, um esquema de guerrilha eficaz já é o suficiente pra derrubar qualquer time no Brasil que se proponha a arriscar com tal modelo europeu.

    Vide nosso sub-20 na libertadores e na final contra o Flamengo.

    • Os argentinos não jogam assim a anos. Eles tem times em geral com nível de organização tática bem européia, mesmo com jogadores muitas vezes inferiores aos que jogam aqui, lembrando que o curso de técnicos de lá é reconhecido pela UEFA. É só ver que os dois times argentinos que chegaram nas finais sul americanas jogavam muito bem, com organização e bastante conceito.

      Você não precisa de jogadores de nível mundial para jogar bem, mesmo Fernando Diniz mostrou isso.

    • Também…… Por aqui qualquer jogadorzinho de meia pataca é tratado como craque ( vide Cipriano) num existe um pingo de respeito pelos clubes……. Se você perguntar pra 10 meninos na rua “em qual time voce gostaria de jogar?” garanto que no maximo 3 vão falar algum time do Brasil……. O Neymar chegou a 6 meses no PSG é se acha o dono do time….manda mais que o técnico…….é muito mimo…….brasileiro cria esses monstros depois dá nisso……jogadores sem o minimo censo do tamanho da camoda que veste e tambem sem nenhum respeito pela torcida…..

  5. Veja o Paton Bauza com aquele elenco limitado do SPFC

    Com esquema da escola Argentina deu canseira nos travecos do Tite em pleno Privadão, e quase arranca um empate. Acuou o Grêmio na Arena deles, que mesmo ganhando estavam borrando de medo de levar um gol.

    Bauza mostrou o estrago que é possível fazer com um elenco limitado no Brasil, apenas empregando um esquema de guerrilha da escola Argentina.

    Pena que ele saiu, pq ele iria passar rodo em monte de técnico que vem com esses discursos europeizados.

    • Ele arrancou o empate … aliás o São Paulo sufocou os gambás lá.
      Ganhou da porcada no Morumbi sem dar chance pra eles.
      Segurou o Atlético MG na liberta.
      Tirou leite de pedra, motivou o Ganso.
      Chegamos na semifinal da liberta e fomos surrupiados nas 2 partidas contra os colombianos do “gênio”
      Rueda… que passou vergonha por aqui…
      o Paton tava criando um time cascudo…

  6. Eu não sei absolutamente nada de preparação física e nem de técnica. O que eu vejo é que temos um monte de jogadores totalmente dispersos em campo e que em nenhum momento formam um TIME. E me parece que para isso, há que se treinar, e muito.
    E me vem o Dorival e dá folga para os jogadores???
    E mesmo descansando, o Jucilei estourou. Então, na minha visão, treinando muito ou não, jogadores sempre vai estourar. Nesse caso, por pra treinar até dar liga, na marra.
    Eu ainda defendo a permanência do Dorival, mas tá cada vez mais difícil….,

  7. Pra mim o Dorival tem que parar de insistir no Militão na lateral, ele é muito bom e deve ser nosso zagueiro titular em breve, mas pra lateral é limitado demais e atrasa nossa saída de bola. O Jucilei seria importantíssimo se tivéssemos um segundo volante que saia bem pro jogo, senão, pra ficar com dois volantes melhor q seja Hudson e Petros que tem mais mobilidade e avançam mais pra pressionar.
    Acho q com Nenê, Cueva e Diego Souza na frente a gente não consegue pressionar a saída e nem recompor rapidamente quando perdemos a bola, sendo assim, um deles tem q sair.
    Eu escalaria o SP com:
    Jean, Bruno (não tem outro lateral de ofício), Rodrigo Caio, Arboleda e Reinaldo; Petros, Hudson e Cueva; Brenner, Valdivia e Diego Souza

  8. Só agora que li o post do Ernani .

    Gostei , Ernani .

    Me convenceu , o que não significa muita coisa pois sou apenas mais um corneteiro .

    Tomara que o DJ tenha lido . Na verdade quem tem que ler mesmo é o filho dele, que é o técnico mesmo .

    O DJ é coadjuvante .

    Parabéns pra ele também porque ser coadjuvante de um filho deve ser muito bom .

  9. Com todo mundo disponível, meu time seria: Jean, Militão, R. Caio, Arboleda/A. Martins, Jr. Tavares, Jucilei, Liziero, Cueva, M. Guilherme, Caíque/Morato e D. Souza.

    No futebol de hoje é muito difícil jogar sem um segundo volante de qualidade e Petros, Araruna, Jucilei e Hudson tem dificuldades com essa função. Liziero é o principal talento da base e seria minha escolha. Antes apostar em alguém do que ficar insistindo nos que não dão certo. Obs: os melhores segundos volantes do ano passado foram garotos: Maycon da galinhada, Arthur do Grêmio, Douglas Luiz do Vasco. Não foi coincidência.

    Também acho que vale a pena sim insistir no D. Souza como centro avante. No esquema que temos hoje, até o Lewandowski sofreria pra fazer gols. A bola não chega de jeito nenhum. Quantas chances boas ele teve nos últimos 5 jogos? Umas 2? Até menos.. Foi a mesma coisa com o Pratto e saíram culpando o argentino.

    Nenê não tem condições de ser titular e o Valdivia é um bom jogador, mas pelas características disputa vaga com M. Guilherme. Precisamos de alguém que parta pra cima e seja bom no 1×1. Eles não são.

  10. Nelson Yamashita

    Pois é, dizem que futebol não é prioridade, mas vem aqui ironizar quem discute sobre o assunto…

    Se tem 50 assuntos na frente, porque vem aqui?

    Deve ter blog sobre orçamento doméstico por aí, é só procurar…

    _________________________________________

    Pois me deparo com este arrazoado…

    Entao meu caro, acompanho este blog porque sou torcedor saopaulino, assim como voce.

    Nao o tipo de torcedor que manja de tudo, manja de esquemas de jogo, manja de gestao de financas/pessoal, de fisiologia/fisioterapia, escalacao e todo esse tipo de conhecimento que a maioria daqui acha que entende.

    Sou o torcedor que assume o unico papel que resta a um torcedor: torcer.

    Desnecessario seu comentario por 3 razoes:

    1. O comentario tinha ZERO de ironia ou agressao – foi apenas um comentario.

    2. Seu papel nao eh de moderador, portanto nao te cabe censurar.

    3. O comentario nao se dirigiu a voce, portanto….

    Hehe… o futebol esta fazendo mal a quem leva isso a serio. Se cuida meu caro.

Deixe uma resposta