Régis está mais perto de reforçar o São Paulo, diz Lance!

Em meio à disputa do Campeonato Paulista, o São Paulo deve, enfim, entregar um lateral-direito a Dorival Júnior. Mas apenas para o Brasileiro. Régis, destaque do São Bento na posição, tem negociações avançadas e a tendência é que se apresente ao Tricolor depois do Estadual.

Os clubes negam oficialmente, mas a conclusão da transação está bem próxima. As conversas caminham para definir os moldes do contrato do jogador de 28 anos, já que seu contrato com o time de Sorocaba acaba em 30 de abril e ele sairia sem custos.

O anúncio tende a sair somente depois da disputa do Campeonato Paulista mesmo. Mas Régis já deu sinal positivo a seus representantes, já que atuar na Série A do Brasileiro está em seus planos. O jogador, que passou pelo Bahia no ano passado, tinha como projeto chamar atenção no Paulistão para ter chances na elite nacional.

Régis também tem histórico para atuar na lateral esquerda e também no meio-campo, ampliando as opções da comissão técnica. De perto, Dorival Júnior viu o jogador desarmar Maicosuel e construir toda a jogada do primeiro gol do São Bento na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, na primeira rodada do Paulista.

O pedido de Dorival Júnior por um lateral-direito é antigo. O técnico tem usado Militão no setor desde o fim do ano passado, mas gostaria de ter o garoto como opção em suas posições originais, como zagueiro ou volante. O maior desejo era por Victor Ferraz, mas as negociações com o Santos esfriaram.

Para 2018, o São Paulo contratou o goleiro Jean, ex-Bahia, o zagueiro Anderson Martins e o meia Nenê, ambos ex-Vasco, os meia-atacantes Valdívia, emprestado pelo Inter, e Diego Souza, ex-Sport, e o atacante Tréllez, comprado do Vitória. Todos já estão à disposição de Dorival.

L!

10 comentários

  1. Então o Diego Souza é mais um do Eduardo Uran.
    Começa a fazer sentido a pressa em vender o Pratto.

    Quem são os empresários do Goleiro Jean e do Tréllez?

  2. Contratações pra times meio de tabela, infelizmente. Gastaram R$ 30 milhões, e não temos um time competitivo. Viramos paraíso do empresariado, enquanto isso a molecada quer ir embora, triste realidade!

  3. Quanto ao Tréllez, ainda não podemos opinar, pois o mesmo só entrou em duas partidas pra jogar, no máximo, 20 minutos e num momento do jogo em que o time estava muito mal. Deve-se testá-lo desde início para termos uma noção maior.

  4. Enquanto Dorival ñ mudar o jeito de jogadores posicionarem dentro dos gramados p/ receberem os passes p/ seguir nas jogadas(ocupar espaços vazios) c/ movimentações, nunca vão fazer gols.Parecem crianças de jardim de infancia, onde vai a bola vão todo mundo

Deixe uma resposta