Dorival se defende e minimiza derrotas do São Paulo em clássicos

A derrota por 1 a 0 para o Santos, neste domingo, no Morumbi, não diminuiu a confiança do técnico do São Paulo, Dorival Júnior. Convicto de que seu trabalho está sendo eficiente à frente do Tricolor, o comandante elogiou a atuação de sua equipe e viu o revés como injusto.

“Eu continuo meu trabalho, é um cargo de confiança. Se a diretoria tem confiança, o trabalho é mantido. Nada é escondido. A maneira como pegamos a equipe, como ela está hoje. Só não vê a evolução quem não quer. O futebol é o único esporte coletivo que a melhor equipe pode não vencer. O Santos foi feliz em aproveitar a chance que teve”, analisou Dorival, em entrevista coletiva.

Esta foi a segunda derrota do São Paulo em dois clássicos na temporada. Antes, havia perdido para o Corinthians, por 2 a 1, no Pacaembu, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. O revés também quebrou uma sequência de quatro vitórias seguidas do time do Morumbi.

Satisfeito com a evolução do Tricolor, Dorival minimizou os reveses. “Merecia perder do Corinthians? Merecia perder do Santos? Para mim não tem peso nenhum. Se eu tivesse vencido jogado mal os dois jogos, estaria muito preocupado. Hoje com certeza pegaria no sono só depois das 6 da manhã”, ressaltou.

“Estou muito tranquilo com o que vejo da equipe. Vinha de quatro vitórias em sequência, jogou uma partida taticamente muito boa, não dando chances a um time como o do Santos, que é leve e veloz. O básico foi feito”, argumentou.

GE

125 comentários

          • Somos dois. Eu também gostava do Bauza! O SP não era um time banana igual é com o Dorival! Nesse momento de seca de títulos e alta pressão, precisamos de um treinador copeiro, estilo Bauza, Mano Menezes, etc. SP não vai sair da fila com futebol ofensivo. É muita pressão para ganharmos algo. Só um time cascudo vai fazer o SP vencer novamente. Que saudades da época do Muricy, quando jogávamos por 2 ou 3 bolas e vencemos o BR/2008.

            • Exatamente isso! O Bauza tinha lá seus defeitos, mas era muito bom ver o Tricolor “chato” em campo, catimbeiro. Era, enfim, uma identidade de jogo.
              No meu sonho perfeito, contratava o Bauza pra comandar o time nas competições mata-mata e deixava Jardine pra ir dando cancha no Brasileiro. Sonhar não custa, hahahah

  1. “Um time como o do Santos” …, Jair Ventura acaba de assumir um grupo destroçado e jogadores ainda estão chegando …, e já consegue ao menos um esboço de time.

    Nós não chegamos nem a um rascunho de time.

    Adeus Dorival Jr.

      • Isso é verdade. ..o Santos não jogou nada. ..porém venceu com um time cheio de moleques. ..já os nossos entraram e não tiveram nao foram bem.

    • É exatamente por ai Paulo. O Santos perdeu seus principais jogadores, mas ontem eu percebia que, com um elenco de desconhecidos ou muito jovens, o técnico já conseguiu arrumar um toque rápido, algumas tabelas, uma defesa que parece sólida, e com um bom goleiro. Já tem uma cara, depois de um vendaval. E nós ?? Nada desde o ano passado. Salvou do rebaixamento ? Que nada. Foi o Hermanes que, quase sozinho, nos livrou desta. E neste ano ? Com este cara não vamos a lugar nenhum.
      No dia que eu ganhar um salário como o do Rai, eu vou me preocupar em arrumar um substituto para o Dorival, mas como torcedor, eu quero apenas que ele saia e vá fazer o seu básico bem longe daqui.

    • Qual o jogador grande do Santos???

      Quando vamos aprender que futebol é jogo coletivo. Um time taticamente bem organizado pode vencer um cheio de bons jogadores mas desorganizado.

      O bom treinador adapta a forma de jogar ao elenco que tem, aproveitando o potencial de cada um. Qual a chance real de gol que tivemos? Vivemos de lampejo de jogadores.

      Nosso time não tem nenhuma jogada ensaiada, triangulação, ultrapassagem etc. Vive de saída de bola com Jucilei, passe aberto para Marcos Guilherme e tentativa de tabela no meio da área para DS fazer o pivô.

  2. Bora aguentar gozação…..foram quinze dias da galinhada, agora, mais quinze dias dos praianos e só de pensar o próximo…..dá arrepio. Mas tudo bem, deixa o homem trabalhar, time não joga bem, substituições erradas, não ganha jogo grande, mas o homem tem crédito, afinal tem um currículo…….

    • Puts cara. Esse falso jogar mata.
      Quantos jogos contra o curintia a gente ja nao teve a nítida impressão de superioridade e acabamos vendo o outro time fazer gol e perdemos?
      Quantos jogos tivemos uma posse de bola muito superior, mas o placar adverso?

      Eu nao li a materia ainda, mas eu concordo 100pct q esse termo defini o SP

    • Ele tinha o perfil ideal pra trabalhar com o elenco que terminamos o ano. SEM DS e Nene.
      Agora, com esses dois, tenho serias dúvidas de como se comportariam com um técnico vindo da base

    • SP precisa ser campeão, precisa sair da fila! Jardine é ótimo! Só que base é uma coisa, profissional é outros 500. Vc acha mesmo que o Jardine, que só treinou molecada a vida toda vai conseguir colocar rédea num time igual o SP cheio de cobra criada? Precisamos sim de um treinador cascudo! Estilo Bauza ou Mano Menezes! Com a pressão que o SP tem para ser campeão, não dá para jogar bonitinho…Jardine pode funcionar num time igual o Gambá, que não tem pressão alguma para ganhar nada. Aqui no SP duvido que nesse momento ele dê certo.

  3. O São Paulo já foi conhecido como a maquina de fazer gols.
    O São Paulo já fez 5 gols em uma final de Libertadores, 4 gols em uma final de Libertadores, 6 gols em uma final de Conmebol, 4 gols em uma final de Rio São Paulo.
    O São Paulo já fez 6 no Santos, 5 na galinhada em 2005, 6 no Flamengo em pleno Rio de Janeiro.
    Em 97 a dupla Aristizabal e Dodô por duas vezes goleou o Palmeiras com 4 gols.
    Em 99 o São Paulo fez 5 no Palmeiras.
    Em uma Copa do Brasil o São Paulo fez 10 gols em um jogo.
    O São Paulo é o clube com mais gols em Campeonatos Brasileiro.
    O São Paulo teve um goleiro artilheiro.
    Em meio tempo em 2004 o São Paulo goleou o São Caetano.

    Ontem o São Paulo foi a maquina.
    A maquina de perder gols.

    Me lembrou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro no Morumbi contra esse mesmo Santos, em 2013.
    Perdeu, perdeu gol, tomou o gol, perdeu o jogo e teve uma terrível crise.

    Eu proponho uma coisa.
    Em jogos importantes, em clássicos, o São Paulo deveria pagar 2 bixos.
    Um bixo é pela vitoria.
    O outro bixo é para os jogadores que fizerem gols.

    Alguns vão dizer assim: Então o jogador é mercenário, só faz gol se receber dinheiro!

    Eu não tiro a razão de quem falar isso.
    Mas eu apresento um outro lado.
    Depois que você perde o jogo como ontem, não tem mais volta.
    É mais uma derrota em clássico.
    Depois que você perde mata mata, não tem mais volta.
    Esse tipo de premiação que eu sugiro, é uma atitude emergencial.
    Até ganhar um título.
    Até ganhar vários clássicos.
    O São Paulo mesmo, pagou a melhor premiação da história no Mundial de 2005, mais até do que a Copa do Mundo de 2002. E está lá a conquista, não tem volta mais.
    A galinhada. Dizem que na Libertadores de 2012, foi pago bixos e premiações altas. Está certo que foi o sensacionalista Cosme Rimoli que falou isso. Mas eu acredito. Está lá a conquista, não tem mais volta.

    • Você, simplesmente, pagar “bicho” dobrado a quem fizer os gols, vai fazer acontecer, como muitas vezes vemos, no SP mesmo, o jogador abrir, “mais ou menos”, uma jogada, ter um outro colega entrando ao lado, e é só uma questão de “rolar” a bola, para a jogada se concluir em gol, mas o mesmo “faz de conta” que não viu, chuta de qualquer jeito, a bola vai lá ‘na lua’, e ele ainda tem a ‘cara de pau’ de levantar a mão, simular um pedido de desculpas, e etc… Não sei como isso é administrado, na Europa, mas, lá, observe, as mesmas jogadas são criadas, a assistência ocorre, a jogada, em sí, torna-se linda, e a conclusão a gol torna-se algo como “simples”, do tipo “ah, esse gol aí até eu fazia”… A conclusão foi simples, mas a arquitetação não o foi…

  4. Não é querendo defender o Dorival, mas o que ele fala ainda não é o pior. Quando perde não há o que dizer. Se ganha, tá tudo certo. Em resumo, o que manda são os resultados, mesmo jogando mal.

  5. Diego Souza, Cueva e Nenê, pra mim, são jogadores de mesma função. Jogando juntos vai ficar difícil…. mas aí olha pro banco do SP. Vai colocar quem?
    Dorival não é grande coisa, mas esse elenco, vou te contar….

    • Também venho dizendo isso, há tempos (não sou “oportunista”… e nem julgo que o senhor o seja, antes que eu seja mal interpretado…), mas, a cada vez que o manifesto, é um tal de “você é excessivamente crítico”, que eu vou te dizer… Jesus!!! (sem trocadilhos… rs…)… Isso é altamente evidente, só não vê quem não quer… rs…

  6. É muita falta de respeito esse sujeito vim a público falar que está satisfeito com o rendimento da equipe.
    Dorival, você vai ter que se esforçar muito pra ser medíocre, quiçá bom.

  7. Do resto, para Não Errar Gols
    Ajudaria:

    Entrosamento.

    Padrão de jogo.

    Jogadores Técnico.

    Um craque.

    Sendo assim, parar de ficar trocando de time de 6 em 6 meses e trocar toda hora de Técnico, seria um Grande Avanço.

  8. “Merecia perder do Corinthians? Merecia perder do Santos? Para mim não tem peso nenhum. Se eu tivesse vencido jogado mal os dois jogos, estaria muito preocupado. Hoje com certeza pegaria no sono só depois das 6 da manhã”. – Dorival Jr

    Merecia perder, tanto que perdeu. Ter a posse de bola durante 90 minutos sem conseguir criar mais que uma ou duas chances por partida não é jogar bem. Ainda mais quando sequer são chances claras.

    Jogou mal em ambos os clássicos. O Corinthians fez gol quando quis e depois levou o jogo na boa. O Santos só precisou de uma enfiada de bola certa para se aproveitar da Avenida Reinaldo e dos problemas de cobertura dos volantes (que já vêm desde a época do Rogério e Dorival não corrigiu).

    Se ele não está preocupado, problema dele. O torcedor está, pois o time sofre contra equipes de divisões inferiores e perdeu das duas de Série A que enfrentou. E não atuou minimamente organizado em nenhum jogo esse ano.

  9. Não sou a favor da imediata demissão do DJ, mas o fato de achar que não existe outro para colocar no seu lugar não deve servir de motivo para não mudar caso fique evidente que esse time não vai sequer dar um passo para a frente.
    As vezes a caca de um burro fede menos do que a de outro.

    • Também não sou a favor da troca constante de treinadores, muito menos das frequentes “renovações de elenco” promovidas por seu presidente a cada seis meses.

      Todos têm culpa no cartório, até mesmo Raí – com pouco tempo no cargo, diga-se – tem sua parcela, mesmo que menor em comparação ao presidente e ao técnico.

      Voltando a DJr, o elenco do SPFC é fraco, mas o treinador sequer tenta mudar a forma de jogar para aproveitar as características dos jogadores que tem em mãos.

      E ele parece estar “chutando o balde” no cargo, sem qualquer interesse em continuar. Primeiro foi a declaração de que Nenê e Trellez não eram os jogadores que ele esperava. Agora, depois de mais uma derrota em clássico, ele diz que “treinador não faz gol”.

      O comportamento e as falas de DJr jogam os outros na fogueira em um mundo alternativo onde a única pessoa certa e com trabalho bem feito é ele, enquanto os demais (diretoria, calendário, imprensa, jogadores etc.) fazem tudo para atrapalhar.

  10. Muitos dizem que o SPFC não tem dinheiro, todavia o Tricolor está entre os times que mais gastou com contratações de jogadores nos últimos 12 meses no Brasil. Só o Petros foi mais de 10 milhões. Imagine gastar uma fortuna com jogador como o Petros. Aí deve ter muita coisa para ser contada.

  11. Dorival é um bunda mole , time dele é um retrato perfeito dele , todo time dele também é bunda mole como ele . O Santos de Neymar e ganso ele não tinha autonomia nem pra fazer xixi .

  12. A culpa e do Dorival sim senhor.

    Petros nao e meia .. Nene|Cueva nao sao pontas, assim como DiegoSouza nao e atacante

    o Doriburro esta escalando pelo nome e colocando todo mundo fora de posicao ….

    no esquema dele so pode jogar 1 meia : DiegoSouza-Nene-Cueva-Shaylon-Valdivia-Fernandes

    Ele quer pontas .. porque nao da chances ao Caique ?

    Na boa … chega de Dorival ontem foi a gota d’agua: treinador de time grande NUNCA pode dizer que vencer classsicos nao e importante .. e depois ainda coloca a responsabilidade nos jogadores ao falar que treinador nao faz gol: deveria ser demitido ali mesmo .. no vestiario.

    • Se acaso o Dorival tiver atendendo interesses da diretoria não será demitido, enquanto for interessante para o Leco – aquele que manda no SPFC como um todo. Seriá ele o tal vampirão?

    • Ah!… Mas ele que experimente propor, ao DS, que jogue fora da posição que ele julga (coitado… rs…), que ainda tem chances de ir à Copa do Mundo da Rússia… Daí vocês verão o que é crise… “Cueva” será fichinha… rs…

    • Ainda não sei até que ponto a troca de treinador poderia ser benefica, mudamos tecnicos e os resultados se repetem.

      Não tenho dúvida alguma que já acenderam o sinal amarelo no Morumbi.

      • Existe um grande chance de isso ocorrer… O SP, fora de casa, não se impõe contra ninguém… Isso desde, primeiramente, com o Nei Franco, e, após, com o Sr. Osório… Com menção honrosa para os primeiros jogos sob o comando do Ceni…

  13. Lógico que a responsabilidade não é só do Dorival Júnior, precisa ser dividida com a diretoria que gastou mais de 30 milhões de reais e conseguiu montar um time e um elenco ruim e desequilibrado. Péssimo trabalho do Raí que além de ter contratado mal agora não tem o peito de assumir a responsabilidade de mandar o treinador que visivelmente vem fazendo um péssimo trabalho desde o ano passado embora. Infelizmente as perspectivas para esse ano não são as melhores , é um conjunto de erros muito grande e junto com toda a pressão que existe devido a tantos anos de fracassos faz com que as coisas fiquem bem difíceis.

  14. Ricardo Rocha antes da partida estava rasgando elogios ao Toró e ao Liziero. Acho que a diretoria esta vendo a burrada que fez ao trazer 3 jogadores para o mesmo setor: Diego Souza, Nenê e Valdívia, jogadores de bom nível técnico, mas todos armadores e na posição que, tinhamos o Shailon, Cueva e L. Fernandes. Em relação ao elenco já com pouca mobilidade do ano passado, precisávamos de um centroavante e um meia, um lateral direito e um ponta pela esquerda, ou seja o time começou mal montado do planejamento.

  15. Resumo do Dorival no São Paulo.

    Escala mal o time.
    Substitui mal o time

    Fala que time está evoluindo.

    Gosto do Petros mais esse ano está devendo, Hudson foi melhor que ele no jogo passado.

    Ontem era jogo para tirar um volante e ir pra cima.

    Tirou o Cueva e Diego Souza.

    Bruno Alves é horrível

    • Que “benção” seria se o nosso problema fosse ter um zagueiro como o Bruno Alves, no time, que joga como o fazia o Adilson, no mesmo SP, em 1992 / 1993… Entrava mudo, e saia calado… Mas, ao lado dele, tinha quem resolvesse os jogos, e até “contornasse” eventuais falhas individuais do mesmo… Cerezzo, Raí, Palhinha, Muller, isso só para ficar por aqui… Então, bastava ao zagueiro “ser zagueiro”, para o jogo fluir… Já agora…

  16. Não sou a favor de ficar nessa dança das cadeiras de técnico, mas certas coisas que o DJ fala e faz , está incomodando e não apenas eu, parte da torcida também.

    O problema é quem colocar, meu medo é vir alguem com menos gabarito e afundar o time…. Jardine , tenho medo de perder dois treinadores, um da base e o do profissional.

    O time joga muito separado, centro avante morre de fome com esse esquema, pode vir o Cavani, Kayne, Benzema, Lewandovisky, que o cara morre de fome, todo C.A que passa por aqui fica nessa seca de gols, o ultimo que metia gol até de nuca foi o Calleri.

    • Calleri que, verdade seja dita (reconheço, tá, Paulino?!… rs…), se ‘criou” em cima das ‘enfiadas’ de bola que o Ganso lhe dava… Daí, nem que a bola “batesse na nuca” (como você bem o disse… rs…), ele ‘se virava’, e fazia com que a jogada resultasse em gol… A exemplo do que fazia (bons tempos…) o Luís Fabiano, no auge da forma, aos 22 / 23 anos… Dividia a bola , “como um trator”, com a defesa adversária, limpava a jogada, e concluía a gol… Bem ao contrário do que fez, em sua última passagem pelo SP, quando já era um “ex-jogador em atividade”…

  17. Continuo nao botando fé no Dorival Junior, vem escalando jogadores fora de posição e me parece ser refem de somente um esquema tatico….deveria colocar os melhores e se adequar a qualquer esquema, foi mal nas substituições ontem, depois dos gol do Santos o jogo já estava liquidado…

  18. Bom, é suicidio falar qualuqer coisa positiva nesse momento num ambiente pós derrota em mais um classico
    Mas, gostaria de manter a comissão técnica pelo menos até o fim do ano, sou dos que acredita que durante o campeonato brasileiro o time vai se acertar, falta alguns ajustes. um treinador por semestre… manda embora o DJ ai vem outro e fica seis meses e vai embora pq não conseguiu vaga pra liberta ai contrata o Zézinho que foi bem no Piraporinha ai manda embora pq perdeu classicos e foi eliminado e assim vai

  19. Tem que meter Gol!!! Tem que treinar e treinar e treinar fazer gol, situações de gol, finalização a gols e cruzeiros para gol, ontem, hoje é sempre até que o time começar a fazer esse gols pq se não, não adianta ter 100% de posse de bola, de passe certo ou roubar 100 bolas vamos sempre perder ou empatar, ou pior depender de um pênalti pra conseguir marcar

  20. Até quando vai ficar o chororo do Hernanes e Pratto? ja foram embora e bola para frente, tecnico tem bastante peças, elenco no min para brigar por titulos, agora se o tecnico será capaz aí é outra história.

    • O Jair Ventura acabou de chegar, pegou um Santos desmontado e pelo menos já deu um padrão de jogo. É aquele esquema retrancado de time pequeno que joga por um contra-ataque – igual Carille – mas é um padrão que ele sabe usar. E conseguiu em um mês.

    • Amigo não me referi a seu post. ..é que vejo bastante gente falando de jogadores que nem estão mais no clube. ..Hernanes, Pratto, Calleri. . fora os técnicos que foram fiascos Ceni, Osório.

  21. Bom dia a todos!… Como não sou “comentarista / analista de resultados”, julgo desnecessário ser redundante… Quem acompanha meus posts (e não somente neste prestigiado blog – no qual sou relativamente “novo”…), sabe exatamente quais são as minhas percepções a respeito do SP, desde a primeira passagem do Ricardo Gomes pelo clube, em meados de 2010… Então, nem quero ser repetitivo… Só continuo crendo que posso ter me equivocado em minhas previsões… Tenho sérias dúvidas se o DJ resistirá até maio… E reitero que não creio que ele seja o maior problema do ou no clube… Mas esse “filme” já é sobejamente conhecido no mesmo… E, pior, é que o final do “Poderoso Chefão” não muda nunca, para nosso desalento…

    • Tambem venho dizendo que este Dorival não vai longe. Então, que troquem agora mesmo. Quanto ao chefão, só quando o ex o chamar para fazer companhia, onde ele está, depois de tantas cachaças (se é que voces me entendem).

  22. Todo jogo a mesma história, time não sabe finalizar, sem padrão de jogo, técnico não sabe substituir, ontem era jogo para ter tirado o Petros colocado o Trélez no ataque, e o que ele faz, tira o Cueva e o Diego Souza. é complicado, vão esperar levar um sacode do Rosário Central ou cair na copa do Brasil para tirar esse cara ?

  23. Esse time ñ tem jogadas ensaiadas, sempre as mesmas jogadas fáceis de serem neutralizadas, time q/ marca a bola em vez dos adversários, como o Arboleda q/ deixou o Gabriel sózinho, dominar e chutar como quis. Dorival você ñ chega até o final do paulista. Spfc contratou vários jogadores de bom nível mas continua como era antes, ñ jogando nada.

    • Tô ficando com saudade do Muricy, RG, Bauza….
      O time do Dorival nunca sobrou em campo, sempre vitórias apertadas. Não me lembro de uma goleada, nem contra times pequenos…

      • E você lembra de goleadas, sem sombra de quaisquer dúvidas (quanto ao futebol praticado…), nos últimos tempos, de Muricy, Bauza, ou RG???… Eu, não… rs…

  24. Análise perfeita do Alexandre Lorezenti no portal Globo. Mostra em detalhes a bagunça tático do time do São Paulo. Um time que na maioria dos jogos tem maior posse de bola que o adversário mas que no último terço do campo mesmo que é onde interessa e onde se resolve é ineficaz. Um time que joga num esquema onde é importante jogar pelos lados é com jogadas de linha de fundo mas raras vezes faz isso em uma partida , até por não ter laterais para isso principalmente pelo lado direito. Um time que se propõe a marcar pressão no campo de ataque mas sem força e nem coordenação para isso , com os jogadores não conseguindo nem pressionar o adversário, nem cortar as linhas de passe , nem adiantar a zaga para compactar o time, inclusive o lance do gol saiu dessa forma , com o time tentando marcar a saída e com o Santos se livrando dessa marcação facilmente e fazendo a bola chegar no Sasha no mano a mano e esse encontrando o Gabriel livre na entrada da área para o arremate. Depois do gol sofrido como sempre o time se perdeu , se desesperou, sofreu alterações que pioraram ainda mais a equipe e mais uma derrota em clássicos com o treinador falando em time melhor , evolução, derrota sem peso. Desesperadora a situação do São Paulo e ainda tem quem consiga defender esse fracasso de treinador.

    • Só continuo, insisto, em dúvida acerca de o DJ ser o responsável (ou o único) por tudo isso… Quem comanda (no geral…), quem contrata, quem foi contratado (também têm que dizer a que vieram…)… O nível do time, no seu todo, também deixa muito a desejar… Só não vê quem não quer… Ou não quer ver… Não há como se exigir mais, de quem não tem mais o que oferecer… Simples assim…

  25. “- Não vejo nenhum time jogando um futebol vistoso.” Está nivelando o time por baixo.
    “- Treinador não faz gol.” Está colocando a culpa nos jogadores.
    “- São jogadores úteis, mas eu não pedi nenhum deles.” Sobre a contratação de Trellez e Nenê.
    Resumindo: está tentando tirar a culpa de si, e está se queimando com a diretoria e jogadores. Reclama do calendário, reclama do elenco. Me parece sempre insatisfeito com as condições que tem no São Paulo. Realmente para mim são sintomas de que o clima interno não está bom para Dorival.

    • Queria ver o Renato Gaúcho aqui.
      O cara fez o Fernandinho, Barrios, Cortez, Léo Moura, Edilson, essa galera toda jogar bem.
      Imagina o que poderia fazer num elenco com Diego Souza, Rodrigo Caio, Jucilei, Reinaldo (pedido por muitos treinadores) ou mesmo J Tavares, Arboleda, Militão, Nenê, Trellez, Cueva, etc etc.

      • Não foi ele quem deu um chapéu no São Paulo enquanto jogador? Chegou até a ter coletiva e tal (pergunto porque realmente não sou dessa época). A torcida encararia de boa ele como treinador?
        Acho que tirando isso, seria uma boa. Ele parece ter jeito de botar elenco no lugar e fazer o que ele mandar.

  26. A curto prazo, o negócio é o Dorival ter humildade pra perceber que ele arrumou o sistema defensivo mas o ofensivo é um bebê engatinhando. A transição da defesa pro ataque é lenta, os jogadores não procuram as jogadas e ficam parados na marcação simplesmente pq são lentos (Nenê e DS). Isso o tempo não vai consertar pq eles são assim. O Jucilei e o Petros foram colocados pra fazer essa transição e serem o “Modric” do time, mas não tem qualidade pra tal pq não é a praia deles. Ontem o SPFC conseguiu fazer 1 ou 2, no máximo, jogadas rápidas de transição. Daqui a poucos dias já estaremos em março e mais uma vez caminhamos pra acertar o grupo no meio do ano, como acontece com todos os treinadores nos ultimos vários anos.

    A culpa dos nossos fracassos antigos não é do Dorival e quem deveria aprender com esses fracassos não aprendeu nada. Mas o Dorival tem responsabilidade de não caminhar pela mesma trilha da teimosia e ter agilidade pra mudar o que está errado.

    A longo prazo, a mudança é de cima pra baixo mesmo. Todos os times grandes que evoluíram não tinham um presidente medíocre e fracassado igual o Leco. A imagem do presidente é que define o resto do clube no período. O tal sapo não tá enterrado no morumbi. Ele tá sentado na cadeira de presidente se perpetuando nos ultimos anos desde o golpe do Juvenal.

    • Modric é “todo-campista”, como o futebol atual o exige… A evolução do “jogar futebol” caminha para que, só se deem bem, os jogadores (em todo um time…) que se adaptarem a o serem… Os demais, “morrerão de fome”… A exemplo do Ganso, que só não “morrerá de fome”, por já ser, aos 28 anos de idade, um ‘milionário da bola’…

  27. É complicada a situação em que o São Paulo se encontra, pois, ainda que a troca de treinador não seja algo benéfico a longo prazo, o futebol modorrento praticado e a sina de perder clássicos leva a conclusão de que o trabalho do Dorival não é nada bom nem promissor.

    O que mais me preocupa é algo que outros colegas aqui já observaram, que é a falta de variação tática do time e a dependência do Dorival em relação a um esquema que, com o elenco de que dispomos, se mostra equivocado.

    Não há pontas velozes como ele prefrere, paciência, arme o time de outro modo. São 10 jogadores na linha que podem e devem ser dispostos e utilizados de acordo com as características que possuem.

  28. É complicada a situação em que o São Paulo se encontra, pois, ainda que a troca de treinador não seja algo benéfico a longo prazo, o futebol modorrento praticado e a sina de perder clássicos leva a conclusão de que o trabalho do Dorival não é nada bom nem promissor.

    O que mais me preocupa é algo que outros colegas aqui já observaram, que é a falta de variação tática do time e a dependência do Dorival em relação a um esquema que, com o elenco de que dispomos, se mostra equivocado.

    Não há pontas velozes como ele prefere? Paciência, arme o time de outro modo. São 10 jogadores na linha que podem e devem ser dispostos e utilizados de acordo com as características que possuem.

  29. O duro e q o time vinha jogando mal, ae se exaltava os resultados, 40 jogos sem tomar gol, etc! ae o time perde, o q menos importa e o resultado!
    Ate acho q fomos melhores ontem, mas todo mundo de cabeca inchada o cara vem com discurso desses, e pedir p tomar porrada!

  30. Não consegue vencer esse time ridículo do Santos, o SP vai vencer quem? Trocar técnico de forma voraz como o SP fez nos últimos tempos se mostrou inútil. Todavia, o time não dá sinal algum de que vai melhorar a ponto de brigar lá em cima! O time é espaçado, sem compactação e extremamente lento. Não consigo ver uma luz no fim do túnel com o Dorival no comando. A hora da mudança é agora! Ainda tem tempo para o novo treinador arrumar a casa para o restante do ano. Insistir com o Dorival irá apenas postergar o nosso sofrimento como torcedor…SP não vai a lugar algum com esse treinador 1/2 boca!

    • Reitero: há muito tempo que o SP não “marca”… Só cerca… E bem espaçado… Portanto, isso não vem do DJ… E, marcar um gol, parece um “parto a fórceps”… Tanto é que, em uma festa da igreja do meu bairro, na noite de sábado, eu disse a um amigo, são-paulino, que seria 2 x 1 “pra nóis”… E ele me disse: “Goleada, então…”… rs…

      • Exato! Outra coisa que me irrita é esse discurso: “ah, mas ninguém está jogando um futebol vistoso!” Eu lá quero saber dos outros times! Sujeito fica se nivelando por baixo…Foda-se os outros times! Por acaso os outros estão tanta tempo sem ganhar nada como nós? Dorival sempre foi um fracassado! Como jogador era limitadíssimo! Só ficou famoso por conta do carrinho que o Raí deu nele e que infelizmente culminou com uma fratura! Como técnico teve aquele brilhareco de 2010 com Neymar e Ganso e nada mais….Pro bem do SP ele tem que ser mandado embora o quanto antes…

  31. Presidente / Desempenho / Aproveitamento

    Leco: 5v—6e—15d (26,9%)
    Aidar: 6v—4e—7d (43,1%)
    JJ III: 7v—11e—12d (35,5%)
    JJ II: 8v—8e—13d (36,8%)
    JJ I: 11v—5e—5d (60,3%)
    MPG: 18v—13e—14d (49,6%)
    Paulo Amaral: 9v—6e—7d (50%)
    Bastos Neto: 10v—4e—9d (49,3%)
    Casal de Rey: 16v—19e—15d (44,7%)
    Pimenta: 20v—16e—14d (50,7%)

    https://www.arqtricolor.com/analise-do-adversario/desempenho-em-classicos-no-paulistao/

  32. O problema Dorival, é a perspectiva negativa que isso nos trás, e quando precisar jogar novamente os clássicos para decidir o campeonato??? jogar ” bem ” (?) e não ganhar vai resolver ou teremos mais desculpas???? tá dificil para a torcida viu!!!!!

  33. Ficamos aq quebrando a cabeça , tentando entender de quem é a culpa, será mesmo de Dorival , tem dez anos que ele tá aí? , Ele é fraco sim , talvez mesmo por essa razão seja o escolhido , outros com personalidade não seriam contratados pois iriam expor o verdadeiro problema , Leco e seu bando já conseguiram destroçar a imagem que o tricolor conquistou em um passado recente de triunfos , o que falta mais para esses derrotados , incompetentes e desonestos marginais largar o osso.

  34. Sério que tem gente culpando Reinaldo pelo gol??? Quem estava no estádio (e eu estava) percebeu que seria gol na hora que Arboleda errou a marcação.

    O Santos tinha dois jogadores no ataque, um com a bola e marcado e outro entrando para receber o passe (também marcado, só que perto Arboleda). O problema é que nosso zagueiro correu para dentro da pequena área (marcou a bola e não o adversario) enquanto o atacante parou e voltou para receber livre na entrada da área.

    Se Arboleda tivesse marcado o Gabriel ao invés da bola não haveria gol.

    • Foi inocente o arboleda e vi gente condenando o bruno alves aqui ontem, acho que por ter confundido. Bruno fez uma grande partida, ja o arboleda nem tanto. Quem diria que hj teriamos como dupla mais confiavel bruno + rodrigo caio

  35. Pow, a galera tá muito reaça.
    No primeiro tempo nós mandamos no jogo, faltou um cara com faro de gol (pra mim, esse cara é o Brenner).

    No segundo o Dorival realmente fez uma cagada imensa nas substituições, principalmente tirando o Cueva e colocando o Brenner equivocadamente na ponta. Mais uma vez.

    Meu problema com o Dorival é restrito à falta de variação tática e a manina de usar gente na posição errada. Nenê na ponta, Brenner na ponta, ele tenta de todo jeito encaixar alguém ali na ponta só pra não ter que mudar o esquema. Isso não pode.

    Ele tem que se adaptar ao elenco e não o contrário.

  36. Diego Souza não é centroavante. Tem que colocar um centroavante de ofício. O ideal seria deixar o Brenner, até mesmo para ganhar mais experiência. O Diego poderia ser usado como MEI ou um falso 9.

    Outra coisa, apesar da garra e da entrega no ano passado, o Petros não deveria ser titular. Particularmente, eu deixaria o Petros como reserva direto do Jucilei. Seria bom testar o Hudson como 2º volante. O Hudson poderia subir um pouco mais para dar suporte aos meias. Jucilei ficaria mais centralizado na frente da dupla de zaga.

    Minha escalação ideal:

    4-2-1-2-1

    GK – Sidão
    LD – Militão
    ZAG – Arboleda
    ZAG – Rodrigo Caio (ou Bruno Alves)
    LE – Reinaldo
    VOL – Jucilei
    VOL – Hudson
    ME – Cueva
    MEI – Diego Souza (ou Nenê)
    MD – Marcos Guilherme
    ATA – Brenner (ou Trelléz)

    • Faltou o “Promessinha”, nesse time… rs… Brincadeira… “Promessinha” foi um jogador, que vi jogar, em minha infância, na várzea de Cajamar/SP… Jogava com a “10”… Era um “show”, na acepção da palavra, vê-lo jogar… O cara só não “fazia chover”… Íamos aos campos de futebol, à época, eu e muitos colegas, na certeza de que, nos mesmos, veríamos um “show à parte”, nos jogos… Era hilário… Ele fazia, literalmente, as defesas “sentarem”, tentando marca-lo… Bons tempos… Tempos que não voltam mais… rs…

  37. Tá se criando uma associação entre “posse de bola” e “merecer a vitória”. O Rogério Ceni já usava muito ano passado: “nós dominamos a partida, tivemos 70% de posse de bola, logo a derrota foi injusta”. O time não agride, não faz o goleiro adversário trabalhar, fica tocando de lado sem saber o que fazer com a bola mas leva gols de contra-ataque e sai com a sensação de que não merecia a derrota. Mas também não fez por merecer a vitória.

  38. O que mais me aborrece é ver a passividade dos jogadores.
    Nenhum consegue pensar o que não está dando certo e mudar durante o jogo ?
    A maioria deles são ‘boleiros” velhos, deveriam saber.

    • Os jogadores viraram “autômatos”… Parece que “pensar” tornou-se proibido… Imagine um Gerson, hoje em dia, que mudava totalmente, taticamente, o time onde jogasse, se as coisas estivessem dando errado…

  39. Eu colocaria o Hudson na lateral direita e o Militão no lugar do Petros pra ser o volante que faz a transição entre defesa e ataque. Esse papel seria a cara do Rodrigo Caio se ele quisesse.

    Colocaria o DS pra brigar por vaga com Nenê ou Cueva e MG e Brenner pelos lados.

  40. O Santos ta todo remendado, acabou de chegar esse Jair, meio de campo tem um cara de quase 40 anos.
    No ataque eu nem saberia falar quem joga, um tal de Gabriel ”marrento” e Copete, de resto nem lembro.

  41. Eu nunca comentei nada aqui, apenas gosto de acompanhar as notícias e os comentários, pra ver o termômetro da torcida.

    Mas hj irei comentar, eh uma opinião pessoal, espero que respeitem e compreendam.

    Eu, assim como todo torcedor, não aguento mais ver o SPFC jogar como nos últimos anos, sem saber se sairemos vitoriosos, mesmo contra os menores,… ver o time sempre entrar como a zebra em clássicos, com a incerteza se vai ganhar ou ao menos jogar bem. Isso não condiz com a grandeza deste clube que todos nós tanto amamos, e eh muito doloroso ver, que o clube outrora tão respeitado, vitorioso, referência nacional de planejamento, organização e gestão profissional, está passando por essa fase tenebrosa.

    No entanto,….

    Eu também sou crítico do Dorival Junior, acho que ele as vezes toma decisões MUITO erradas, mexeu mal no time ontem, mas parte do que ele falou na entrevista é verdade! O time vem tendo evolução no decorrer dos jogos, e jogou “bem” os dois clássicos. De nada adiantou se não vencemos, eu sei, porém somos um time (novamente, como em TODOS OS ÚLTIMOS ANOS) em construção, depois de perder nosso camisa 9 (Pratto) e nosso MELHOR JOGADOR DISPARADO (Profeta Hernanes).

    São perdas muito severas, e que não tiveram a devida reposição.

    Diego Sousa NÃO é reposição pra camisa 9, ele deveria jogar como MEIA, vindo de trás, como fazia (muito bem, tanto q foi a seleção) no Sport, e isso é um dos erros do Dorival.

    Não dá pra jogar Cueva, D. Souza e Nenê juntos, apesar da qualidade de ambos o time fica muito lento. Outro erro do Dorival.

    Sidão está fazendo defesas importantíssimas, mas eu também daria oportunidades ao Jean, nem que seja nos jogos menores, para acirrar esta disputa por posição e vê-lo atuar.

    A meu ver, Petros é MUITO esforçado, e honra nossa camisa, mas eu daria uma chance ao Hudson, pois tbm marca bem e tem uma maior qualidade quando chega a frente. Outra coisa que Dorival poderia mudar.

    Já que a Diretoria não deu o atacante de lado que ele pediu (Marcos Guilherme está fazendo SOZINHO e com muito empenho esta função), deveria usar mais os garoto da base alí, apesar de que vários deles, estão nos representando na Libertadores Sub 20, como o promissor Helinho, por exemplo.

    Mas vamos aos prós “a favor” de Dorival Júnior.

    Ontem estávamos jogando sem o Rodrigo Caio, que está fazendo um EXCELENTE 2018, e eh um dos maiores responsáveis por termos tomado tão poucos gols até aqui. (a defesa era nosso calcanhar de Aquiles em 2017).

    Arboleda, que o substituiu é, junto com R. Caio, nosso melhor zagueiro. Mas ontem estava voltando de lesão e já entrou, mesmo sem ritmo, sem minutos jogados e contra uma ataque santista muito rápido.

    Ontem fizemos no geral, sobretudo no primeiro tempo, um jogo MUITO superior ao time do Santos, que não fazia absolutamente NADA! Jogou por um bola (e ela veio). Apenas alguns contra ataques bem defendidos por nós, que estávamos fazendo bem a recomposição defensiva, repito, contra o rápido ataque santista.

    O Santos a meu ver teve somente 2 chances de maior perigo, e em uma, fez o gol.

    Perdemos MAIS UM clássico. Mas a evolução é notória e devemos reconhecer isso.

    Demitir Dorival Júnior agora, seria um erro gravíssimo! Seria repetir os erros do passado, de todos esses nossos últimos anos. Seria mais do mesmo. Começaria-se um trabalho do zero, maaais tempo de adaptação, jajá chega a copa do mundo, e com certeza faríamos um 1º turno de brasileiro tão péssimo quanto o ano passado.

    Outro ponto,… com a hipotética saída do Dorival, quem chegaria pro lugar,…. ?????

    CUCA? até gosto do estilo dele, e vejo uma certa cooperação dele na formação daquele São Paulo que um pouco mais tarde se sagraria campeão paulista, da Libertadores e do mundial. PORÉM, a poucos dias, recusou o Atlético Mineiro e disse que não treina NINGUÉM antes da copa. E a meu ver não fez uma segunda passagem satisfatória pelo time agora milionário do Palmeiras, com bem mais opções que o nosso tricolor.

    LUXEMBURGO? Eu não boto fé nele, não mesmo. É uma incógnita, e o SPFC precisa de realidade.

    Não vejo NENHUM outro capaz de chegar e logo arrumar a casa.

    Então que cobremos, mas que não deixemos de APOIAR o SPFC incondicionalmente como estamos fazendo (ontem tivemos ótimo público).

    E, estamos no meio de um estadual, vamos dar mais tempo de trabalho pra essa comissão técnica, cobrar seus erros e reconhecer seus acertos.

    Para concluir, o SPFC não está jogando o futebol que tanto queremos e nos acostumamos a ver no nosso querido tricolor, mas agora é tempo de ter paciência. (eu seeei, que é difícil com tanta decepção que temos tido, e com o futebol que por muitas vezes vemos o time apresentar)

    Mas eu acredito em melhoras nesse time, e já vejo alguns erros sendo consertados pela comissão técnica (ainda faltam muitos) e um crescimento neste time, que ainda está muito lento na transição e troca de passes, e o principal,… NÃO ESTÁ TENDO PODER DE DEFINIÇÃO. TEM QUE FAZER GOL. Esse é o maior problema. O time tem criado, mas n tem definido.

    Desculpe o texto alongado, mas a quem lê-lo por inteiro, obrigado pela paciência kkk, e lembre-se: ESTAMOS JUNTOS, POR UM SÓ IDEAL!

    SAUDAÇÕES TRICOLORES, E VAMOS SÃO PAULO!

    • Conheci, onde resido (Jundiaí/SP), um tio do Polozzi (ex-Ponte e Palmeiras), são-paulino como nós… E este me contou que o sobrinho confidenciou-lhe que, nos seus tempos de jogador, ao entrar em campo, e ver, do outro lado, as camisas do SP, e os jogadores que as vestiam, logo diziam (os adversários…), entre si: “Meu… Dá uma olhada… Estamos ..”… Já hoje, imaginando a mesma cena: “Meu… Olha só quantos perebas… Se não ganharmos hoje, nunca mais…”… Kkkkkkkkkkkkk…

    • Militão — RC— Aborleda (Anderson)—- King

      —————-Jucilei———————–

      ——–Nene————– DS———–

      MG————————– Cueva (Valdívia)

      ———–Brenner—————–

  42. A meu ver, o que falta é um jogador DIFERENCIADO, que DESEQUILIBRE, ganhe partidas, saia do “mais do mesmo”, OUSE.

    Exemplos mais recentes: Hernanes, Lucas, Calleri,… (sim, são poucos na história recente kkkk)

    Por que não dizer Ganso, Kaká,,…

    Jogadores aguerridos como Aloísio Boi Bandido, que sofrem a derrota! Coisa que falta nesse time hoje,…

    Nós tricolores, fomos acostumados a ver estes em nossa história, mas ultimamente temos visto tão poucos,…

    Aquele SPFC de 2005 (saudades) era um ótimo exemplo.

    Time aguerrido, com vários jogadores sem tanta técnica, mas com muita sede! Somado a jogadores como Junior, Luizão, Amoroso,… formaram um time VENCEDOR!

    o SPFC campeão da Sulamericana 2012, que fizeram os argentinos ARREGAREM em pleno MorumTRI,… O que tinha diferente de hoje?

    Um jogador diferenciado, que desequilibrava partidas e psicológicos adversários, ganhava partidas, saía da mesmice, OUSAVA! Lucas!

    Não era um super time, tínhamos naquele elenco jogando de TITULARES e reservas imediatos: Douglas, Cortéz, Paulo Miranda, Rafael Tolói, Edson Silva, Joao Felipe, Willian José,….

    …mas tbm tínhamos CENI, Fabuloso, Osvaldo (em ótima fase), Jadson, Casemiro, Ganso, e,… o melhor deles,… nosso menino LUCAS!

    O resultado já sabemos qual foi,… nossa última grande alegria! Nosso último grito de campeão!

    DIRETORIA, DEVOLVAM NOSSO SÃO PAULO DE VOLTA!

  43. Alguém reparou que nos últimos anos os clássicos contra o Santos eram os que o São Paulo melhor jogava e os que mais vencia e que o treinador do Santos nesse tempo era o Dorival

Deixe uma resposta