Dorival reclama do calendário e destaca desafio logístico encarado pelo clube

O São Paulo teve de superar uma série de desafios fora de campo para conseguir a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil. Para entrar em campo nesta quinta-feira à noite, no estádio Rei Pelé, em Alagoas, e vencer o CSA por 2 a 0, o Tricolor precisou trabalhar para montar a logística de viagem – afinal a data da partida foi alterada na última semana. Tal desafio foi ressaltado pelo técnico Dorival Júnior e não para por aí. Afinal, o time ainda enfrenta o Santos neste domingo, pelo Campeonato Paulista.

“Mudaram a data e a correria de logística que precisamos fazer foi impressionante. Estávamos preparados para jogar em Itu [pelo Campeonato Paulista], houve uma mudança drástica, estávamos preparados para uma outra situação”, disse Dorival Júnior.

Para piorar, o treinador não poderá contar no jogo deste domingo com o zagueiro Rodrigo Caio, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Bragantino e vai ter de cumprir suspensão no clássico – sendo que a pena deveria ser aplicada no jogo com o Ituano, que foi transferido para a próxima semana.

“Agora, temos clássico e perdemos um jogador importante, que é fundamental para a gente como o Rodrigo Caio, por causa desta mudança. Temos de conviver com isso e trabalhar com essas situações para diminuir prejuízo e dar a melhor condição aos jogadores”, completou o treinador.

De positivo, Dorival ressaltou a atuação de Cueva na partida desta quinta-feira. O peruano fez o segundo gol e participou da jogada do primeiro tento tricolor, marcado por Nenê. “O Cueva fez um bom jogo, mas pode produzir mais e a cada partida vai adquirindo isso”, avaliou Dorival.

UOL

22 comentários

  1. Olha! O São Paulo deu uma melhoradinha. Tem bastante gente ali que sabe jogar bola e que estão se entendendo.
    Não é o São Paulo que o Dorival Jr. projetava, com jogadores muito rápidos de lado de campo, fazendo triangulações entre laterais que sobem e apoiam muito, volantes que fazem box to box e ataque de qualidade. Ou seja, não é parecida com nenhuma das equipes do Santos que ele montou e queria. Tanto pq o São Paulo não é o Santos.
    Tá começando a formar uma cara de time experiente e de certa forma malandro. Agora basta saber, será competitivo? Sera de meio de tabela? Brigará por titulos? Brigara pra não cair? Como será? E isso é o resultado do trabalho da diretoria e da comissão técnica e agora, o trabalho esta em desenvolvimeto, ta engatinhando.

        • Apesar disso defendo a permanência.

          Time está com cara dos times do parreira, tite e mano.
          Joga feio mas corre poucos riscos. Joga feio pq arrisca pouco. Vai só na boa.
          Ta no ataque e é acossado, volta pro Rodrigo caio ou Sidão.
          Roda, roda, roda e roda.
          Nao dá a bola a esmo e não dá contraataque.
          Passes só na segurança.

      • Kkkkkkkkkkkk, man, o hernanes ajudou muito, mas nao é Deus, quem armou o time e posicionou cada peça do quebra cabeça no segundo turno? Hernanes? Hernanes é atleta, nao cabe ele fazer isso, por isso temos que ser gratos pela ajuda do dorival e reconhecer que ele ajudou muito o spfc pra nao cair.

        • Sem Cueva e principalmente Hernanes, time parecia Eunuco. Nai tinha penetração, nao tinha profundidade apesar de ter posse.

          O jogo contra i Botafogo em que time perdia por 3 a 1 aos 38 do segundo tempo mostra bem o que foi e quem foi decisivo na recuperação. Antes dele, Hernanes, time perdia pontos para times inferiores.

          Fato.

          Assim como em 2016 a entrada do Neres foi decisiva. Vide jogo contra o FLU.

    • Incomoda-me essa ideia que o Dorival salvou o São Paulo. Esquecem que o time foi montado e desmontado durante o campeonato? Não havia como dar liga. Rogério treinava com um time na semana inteira, quando chegava o fim de semana não podia usar o jogador porque foi vendido (Thiago Mendes). A fuga do rebaixamento aconteceu com o Dorival e aconteceria com qualquer outro técnico.

      O fato é que o time não tem padrão de jogo. Não tem contra ataque. Não sabe atuar pelo meio, joga capenga na lateral esquerda, porque Militão não acompanha bem o ataque na direita. Ah, mas não tem lateral direita! Então muda-se o esquema, cria um ala. O que não pode é manter por pura teimosia um esquema tático que não vingou ano passado nem está funcionando agora.

      O time ganhou os ultimos quatro jogos, mas qual foi o jogo que ele deu efetividade a posse de bola? Qual foi o jogo que ele chutou ao gol mais que o adversário, proporcionalmente a posse de bola? Qual foi o jogo em que o time foi objetivo?

      A verdade é que Dorival é um TREINEIRO não um técnico de futebol. Só não enxerga quem não quer.

  2. Não vejo como defender a permanência do Dorival pois o mesmo vem desenvolvendo um trabalho muito fraco , até com o Rogério Ceni que era um técnico iniciante , e não estou o defendendo apenas comparando , o time teve um bom início de ano e algumas partidas muito boas e convincentes. O São Paulo do Dorival não me lembro desde quando assumiu uma só partida de bom futebol , nem mesmo partidas em que ganhamos ,ou partidas contra times claramente bem mais fracos que o nosso. Nunca vi um trabalho consistente ou um time com uma cara , uma forma definida de jogar ,um trabalho coletivo forte ou um time bem armado taticamente. O que eu vi muito o ano passado foi o time se prevalecer do talento individual , principalmente do Hernanes que viveu um ótimo momento , e de um brilho de um ou outro jogador em determinadas partidas. Não éramos um time forte defensivamente, característica do Corinthians, qualquer time nos envolvia facilmente e criava bastante contra a gente , não éramos um time de contra ataque forte , não éramos um time de posse de bola envolvente , enfim o time não tinha uma forma clara e definida de jogar como ainda não tem . Ano passado temos o exemplo de alguns técnicos que pegaram times no meio do campeonato, times em piores condições que o São Paulo e fizeram esses times jogarem mais bola que a gente, como por exemplo o Zé Ricardo no Vasco, o Carpegiani no Bahia, e também outros técnicos que com muitas dificuldades fizeram bons trabalhos , casos do Jair Ventura no Botafogo e Abel Brga no Fluminense. Dito tudo isso pra mim fica claro que o Dorival vai ser só uma perda de tempo e a meu ver ele não vai conseguir fazer esse time jogar bem e ganhar jogos importantes, então a melhor saída seria fazer essa troca o quanto antes para que não comprometa mais um ano esportivo tricolor.

  3. Menos né DJ. Claro que há transtornos, mas impactos quase zero no desempenho da equipe, senão sabado de carnaval teria treinamento e vc deu folga. Outra coisa, vc tem Arboleda e Anderson Martins para jogar , orra meu…… no inicio do ano passado tinha Douglas…..esse time precisa jogar mais bola, será que vc consegue? Continuo torcendo.

  4. Esse narigudo precisa trabalhar mais e parar de dar desculpa pelo futebol apresentado.

    Amanhã é um bom teste.

    O elenco tem muitas opções, esse time na mão de um bom treinador estaria voando.

  5. Esse cara reclama demais, já já quando os outros jogarem a libertadores o time ficará sem jogar também, isso ele não fala, tem copa também…mimimimi muitos jogos

  6. Hum pelo jeito vamos ter de ressuscitar o Tele Santana, é o único técnico que agradaria todos. Era único que ganhava sem time, acho que não, talvez Jesus Cristo, esse acho que sim.

Deixe uma resposta